História Where It All Began - Imagine Taehyung - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Hetero, Hibridos, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Rap Monster, Suga, Universo Alternativo, Vampiros, Você
Visualizações 178
Palavras 981
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii unicórnios tudo bem?
Bom, voltei aqui com outro cap, espero que gostem :)




Boa Leitura
**************

Capítulo 4 - Capítulo IV


Quando eu finalmente consegui acordar as meninas, desmontamos nosso acampamento, e na sequência seguimos a viagem com o pessoal.

O Tae era muito atencioso comigo e com as meninas. Porém, a cocozinho asiática chamada Rina, não parava de se esfregar nele.

Isso realmente estava me incomodando - mesmo eu não sendo nada do Tae - fiquei me segurando.

Mas teve um momento que eu não consegui mais me segurar. Falei logo a verdade.

— Porra Rina, se tu quer dar essa coisa que você chama de bunda, vai logo rodar bolsinha no Brasil. - Falei mesmo.

— Cuida da sua  vida. - Exclamou ela me fitando.

— Eu estava cuidando dela. Porém está bem óbvio o quanto o Tae está incomodado com esse seu esfrega-esfrega.

— Aish, fique quieta. - Retrucou indo para o lado da Miso que estava entretida conversando com o Hope.

Eu tenho uma leve impressão de que a Miso é gente boa…

— Credo que embuste. - Balbuciei.

— Obrigado S/n… eu não estava mais aguentando a Rina… - Falou Tae em meu ouvido com sua voz grave. No momento um arrepio subiu em mim. E provavelmente Tae percebeu já que o mesmo deu um sorriso de lado na sequência colocando seu braço em volta do meu pescoço.

Mas parece que a Rina tem uma antena parabólica para quem se aproxima do Tae, já que no momento que ele passou seu braço em minha volta, ela simplesmente se jogou se jogou em cima do Tae fazendo assim, ele me soltar.

— Oh Tae! Sinto muito! A doida da Miso me jogou porque eu atrapalhei o papo dela com o coiso ali. - Disse ela tentando parecer convincente. Miso somente olhou para ela com um olhar que transmitia raiva. Ela se afastou um pouco do grupo. Hope foi atrás.

Deixei quieto, não valeria a pena me rebaixar ao nivel dela.

Me aproximei das meninas que estavam cochichando algo.

— Coééé, posso saber o que as duas senhoritas tanto cochicham? - Questionei assustando as duas que pareciam nem ter percebido eu me aproximar.

— Humm sua safadenha, já tá querendo pegar o Tae né? - Falou Ana. Na hora me engasguei com o próprio ar.

— O-O QUE?!

“Parabéns por gaguejar S/n, parabéns”

— Gaguejou demais linda. E outra, você nem sabe disfarçar, fica na cara a raiva que você sente quando a Rina chega perto de ti ou do Tae. - Dessa vez, Milly afirmou.

Eu realmente não vou negar, eu fico com um pouco de raiva quando a Rina se joga em cima do Tae.

Eu tenho sérios problemas. Eu acabei de conhecer o menino e eu já tô com ciúmes dele?

“Porra coração! Para com essa putaria meo”

— Miga, ele tá tão na tua. - Disse Ana com um sorriso malicioso nos lábios.

— Aigoo! - Exclamei por fim.

Senti minhas bochechas esquentarem por causa dessa conversa toda. Pelo menos as meninas não perceberam.

“Amém”

Continuamos a viagem normalmente conversando, mas toda hora a Rina me olhava como se dissesse “sua vaca, eu vou te esquartejar e mandar os pedaços do seu corpo para a puta que pariu”, mas ela só olhava, já que como eu sou uma híbrida de leoa, acaba que eu sou mais forte que ela.

Porém, no meio da viagem, o santo bateu nela, já que em uma dessas encaradas ela veio até mim.

— Olha aqui sua… sua… sua estrangeira! Se você pensa que eu vou deixar você ficar toda toda com o Taetae, você está muito enganada. Acho bom você se afastar dele enquanto é tempo. - Tentou me intimidar ela.

— Olha Rina, eu não queria me rebaixar ao seu nível, mas pelo visto, não vai ter jeito. Seguinte, eu não sou como você que fica se esfregando nos outros, e se você está tentando me intimidar, saiba que não deu certo. Eu não sou do tipo de garota que faz o que os outros mandam, e se você ficar com essa merda toda para cima de mim, eu não vou medir esforços para acabar com sua raça. - Respondi com a sobrancelha arqueada.

Ela não me respondeu, somente foi para perto do Tae, que quando percebeu ela se aproximando deu um longo suspiro.

[...]

Continuamos andando até chegarmos em uma espécie de “barreira” que quando passamos por ela, aparece a escola, e quando saímos da mesma, a escola some.

E como eu sou muito retardada, eu fiquei entrando e saindo da barreira até alguém parar com minha brincadeira, me puxando pelo pulso - não com muita força - quando entro novamente na barreira, vejo que foi o Tae que me puxou.

— Ok *risos* vamos logo porque o diretor está nos olhando, e ele não gosta que fiquem saindo e entrando na barreira. - Ele falou, e quando olhei por cima de seu ombro, vi que tinha um homem nos fitando pela janela com a cara fechada.

— Oh, vamos então. - Sorri fechado e fomos para a entrada da escola.

Adentramos e ficamos andando por ela possivelmente, estávamos indo a caminho da diretoria. Todos olhavam para mim e para as meninas. Eles não devem estar acostumados com estrangeiras, e muito menos com estrangeiras com fadas.

Continuamos andando até chegarmos em um extenso corredor, onde no final dele, se encontrava uma porta escrito “diretoria” em uma pequena placa acima da porta.

— Boa tarde senhor Chung Hee, aqui estão as meninas. - Falou Hope com um belo sorriso colgate assim que entramos na diretoria.

— Ok, bom trabalho, por favor algum de vocês levem-nas até o dormitório. - Pediu. Os meninos assentiram. - Bom, sejam bem-vindas, espero que gostem daqui, podem ir para os dormitórios de vocês para descansarem vocês devem estar exaustas da viagem. - Sorriu fechado. Eu e as meninas somente assentimos e retribuímos o sorriso.

Depois dessa mini conversa, o Tae de dispôs a levar eu e as meninas para o dormitório. Quando chegamos, vimos que tinham duas camas sobrando….

 

Continua…

 

 

|Cap. Revisado✔|

 


Notas Finais


Até o próximo cap

Bye byee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...