História Where it all began - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony, Shawn Mendes
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui, Shawn Mendes
Tags Camren
Visualizações 61
Palavras 1.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Shawn Mendes

Uau.... o tempo é rápido, em um piscar de olhos eu já estava encima daquele palco, falando e agradeçendo á todos por um bom ano letivo, cheios de coisas alegres e boas, eu me dei bem durante esses 4 meses, fiquei popular, estou namorando, tenho muitos amigos. Mais eu não sou feliz só finjo, não sei quando á máscara vai cair. De que realmente é a Camila que me faz feliz. Eu não aceito isso, eu não aceito que é ela que falta em mim, que é ela que é minha alegria, minha vida, minha doçura, não importa com quem eu fique ou namore, eu não paro de pensar nela. Essa desgraça linda e maravilhosa. AHHHHHHH Porra Mendes, quando você vai perceber que ela não te ama? Você é tão sonhador. E patético. Ela mesma falou que não te quer. Não seja tão duro consigo mesmo. Camila cabello não te amar. Seu estúpido e trouxa. Ela mudou, igual você é a Jauregui. Camila está bem. E você também tem que está. Pra festa, você saber que ela irá, convidou as idiotas das amigas delas, e saberá que elas obrigaram á vir. E pronto, Camila será só sua e demais ninguém. Ser for preciso tire Jauregui da jogada, sabemos que aquela de olhos verdes não perde por esperar.

Quebro o espelho com raiva, inspiro, preciso ficar calmo, giro á cabeça, estalando á mesma, minha mão está sagrado, molho á mesma e saio do banheiro em passos largos, entro no saguão e vejo Jauregui dando o seu discurso, como eu já dei o meu, não me preocupo , volto ao meu lugar. E encaro á mesma, seus olhos param em mim. Ela amassa seu papel, e me encara profundamente, seus olhos prenetam o meu.

- Todos nos planejamentos coisas desde do começo do ano, metas, que juravamos que íamos cumprir, aconteceu tanta coisa nesse ano, que eu não tenho palavras, como finalmente Sara tomou banho – Ela rir um pouco e manda um beijo pra sara, que está ao meu lado. - fizemos novas amizades, eu fiz novas amizades, eu sonhava com esse dia desde de pequena, e que nesse dia eu pediria uma pessoa em casamento, imaginei todos os detalhes de como seria cada detalhe. – Ela sorrir sem humor.

- Mais infelizmente á pessoa não está aqui, e nos paramos de nós falar, e...ela saiu da escola... – Ela morde os lábios nervosa todo mundo começa á conchinha... então que dizer que Jauregui é lésbica? E ainda gosta da Camila. Uau. - Acho que já acabou o meu Papinho "motivacional" – Ela rir e desçer. Encaro seus lábios - Camila? – Ela sussurra olhando pra trás.

Olho pra trás e vejo uma moça, não consigo ver o rosto, olho pra o braço e vejo um bracelete rosa escrito Cabello. - Camila? Meu deus – Me levanto com dificuldade, e vou em sua direção, ela sai do salão, quando eu ia sair, o cara me barra.

- Você tem que esperar! Ainda não acabou apressadinho. – Forço um sorriso, e viro dou de cara com Jauregui, ela sorrir de lado.

- Mendes!! – Sorrio. - Jauregui!! – Ela sorrir e passar por mim. Mordo os lábios.

[...]


Abro á porta e todos gritam e entram desesperado. - Agora que á festa vai começar!! PORRA – Um cara diz levantado as garrafas de cervejas, forço um sorriso, abro as duas portas, suspiro, vou pra sala me jogo no sofá e pego uma cerveja. Aos poucos á festa fica lotada da mal mente pra ser mexer, eu não consigo saber quem é quem , por conta das máscaras. Sinto uma mão gelada em meu ombro, viro e vejo uma loira, aperto os olhos tentado reconhecer pelos olhos. Ela sorrir.

- SHAWN É EU! – Ela diz gritando, por conta da música alta, ela tira á máscara e posso ver que é a Kristine, sorrio e a beijo. - VAMOS LÁ PRA CIMA? –  Sorrio malicioso, olho pra porta uma última vez antes de eu ser devorado pela loira, vejo Jauregui entrando, consigo reconheçe-lá por causa de seus olhos verdes. Ela sorrir brevemente pra mim, antes de uma das suas amigas, puxa-lá pra um canto da casa, Kristine me puxa pra o quarto dos meus pais. Ela tranca á porta e me empurrar pra parede.

Em um piscar de olhos, ela já está completamente nua, mordo os lábios e empurrar ela pra cama, subo encima da mesma e rasgo seu sutiã. Em segundos, começo á devora-lós, mordo, chupo e brinco. 

Escutamos um barulho da descarga, saio de cima dela rapidamente, ela cobre seus seios com um almofada, um bêbado sai do banheiro nos encarando com uma cara de poucos amigos. 

- Ryan? – Ele encara Kristine com raiva, Kristine fica vermelha igual um pimentão, posso perceber em seu olhar que ela está nervosa. - Kris? – Me levanto. - Você tá me traído? – Ela molha os lábios nervosa. - Shawnie eu posso explicar! Meu amor. – Ergo as mãos pedindo silêncio. - Vai se fuder sua vagabunda – Digo antes de sair do quarto. 

Acabo esbarrando com uma morena.

- Desculpe....licença – Sua voz é doce e sai como um sussurro, meu coração palpita, viro e vejo que á moça já estava longe, passo com dificuldade pelos corpos em movimento, estão Todos agitados. Consigo passar e ir ao pátio, olho pra trás e vejo Lauren, ela me encara nervosa.

- Shawn...– Ela vem em minha direção procurando uma pessoa, ela está bonita, está com um vestido branco que valoriza todo seu corpo de violão, seus seios estão bem visíveis, olho pra suas coxas, Uau que coxas. Em seu rosto está sua máscara branca de brilho, e para finalizar o look uma bota cinza clara. Ela molha lábios e passar por mim.

Me viro e me vejo uma moça sentada de costa.

- Camila? – Suas costas ficam tensas, percebo que já posso começar. - Mila! – Me aproximo dela e me sento ao seu lado, encaro seus olhos castanhos escuros. É a minha latina. Sorrio, encaro ela toda, seu cabelo está diferente, parece que está mais escuro, ela está de franja, seus lábios encharam mais, ela está um pouco mais magra, ela está com uma máscara preta e um vestido largo preto, tem uma cinta amarrado em sua cintura que proporciona seu bumbum e coxa. Sua perfume não mudou, ainda continua aquele viciante cheiro. Toco em sua bochecha corpos de ambos ser arrepiam e estremecem.

Como ser esparavamos isso faz tempo, ergo meus braços, ela sorrir. - Shawnie. – Meu corpo ser arrepia quando Escuto sua voz. Ela me abraça, deito minha cabeça em seu ombro e desfruto o seu cheiro de rosas, faço cafuné em seu cabelo, ele está macio e sedoso, dava pra perceber que á latina havia lavado só pra vir na minha festa e também o humido da á pista, passos meus dedos cuidadosamente pelos fios do cabelo da latina. Paramos de nós abraça, ela toca delicadamente em meu rosto o acareciando. Sou obrigado á fecha os olhos e desfrutar suas mãos macia percorrendo em meu rosto.

Escutamos um barulho de garganta, certamente deve ser á Jauregui, abro os olhos e vejo Camila sorrindo pra ela, Camila ser afasta de mim e vai por braço da Jauregui.

- Lolo – Camila diz afagando seu rosto no pescoço da Jauregui, dava pra ver nos olhos de Jauregui que ela está emocionada e estava ser segurando para não chorar, reviro os olhos disfarçamente. Camila afasta um pouco de Jauregui, mais o seus corpos ainda ser tocam. Camila coloca suas duas mãos em sua bochecha, vejo Camila chorando.

- Desculpa, Camz...naquele dia...– Cabello coloca o dedo indicador nos lábios da Jauregui fazendo ela ser calar. - Tá tudo bem. Ser não fosse você pela aquela briga eu não estaria aqui. Graças á vocês – Ela me encara sorridente, forço um sorriso. - Obrigada por tudo, muito obrigada mesmo – Ela diz com á voz embargada.

Jauregui puxa novamente Cabello para um abraço, mais dessa vez as mãos da "lolo" Seguram sua cintura á cima da bunda de Camila, Lauren á aperta mais contra ela. Levanto uma sobraçelha, sei que Jauregui fez. Jauregui está excitada, Lauren suspira fundo, fazendo corpo dela mexer um pouco, principalmente o quadril, onde á vagina da Camila está grudada com á sua.

Que vadia. - Mila – Cabello ser desgruda dela. - Vem vamos conversar – Ela ser senta novamente no banco.

- O que quer saber?



Notas Finais


Olha eu não gostei muito do capítulo. Então podem falar á verdade, no que eu posso melhorar!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...