História Where were you? - Riverdale - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Alice Cooper, Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "FP" Jones II, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Hermione Lodge, Hiram Lodge, Josephine "Josie" McCoy, Kevin Keller, Mary Andrews, Penelope Blossom, Personagens Originais, Pop Tate, Reginald "Reggie" Mantle, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Archieandrews, Bettycooper, Bughead, Choni, Drama, Fanfic, Fanfiction, Ficção, Jugheadjones, Riverdale, Romance, Suspense, Terror, Varchie, Veronicalodge
Visualizações 18
Palavras 1.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoinhas

Aqui estou eu escrevendo de novo após séculos yey.

Esse capítulo se passará no mesmo tempo em que Betty, Jughead e os serpentes fugiam e se esgueiravam pela floresta por onde passava o rio Sweetwater.

[No capítulo anterior: Os serpentes ajudaram com a fuga de Betty e Jughead dos chamados "perdidos de Riverdale" que trabalhavam para Penélope Blossom]

Capítulo 6 - Lodge


[Veronica's voice]


-- Senhora Andrews, eu sinto muito, mas a concorrência está acabando com esse lugar e se continuar nesse ritmo...

-- Com concorrência quer dizer Hiram Lodge, não é? -- interrompo o homem, que logo responde minha pergunta balançando suavemente a cabeça. -- Eu sabia! Ele não vai parar! Ele está solto de novo e está comprando os lotes que eu não consegui alcançar. Ele está com raiva de mim e vai descontar primeiro no Pop's! Quer levar esse lugar histórico para a falência.. Que ótimo..

-- Tem algo mais que queira saber?

-- Não, por enquanto não. Pode ir.

O informante sai da sala ajeitando seu elegante e bem passado terno cinza e sua gravata borboleta vermelha. Após isso, recebo uma ligação de Archie, provavelmente preocupado por estar tão tarde da noite e eu ainda não estar em casa.

-- Oi, Archie. 

-- Oi, Ronnie. Ainda no Pop's?

-- Estou resolvendo uns assuntos.. 

-- Que tipo de assuntos? Tem a ver com o.. 

-- Sim! Tem sim.. mas prefiro falar sobre isso em casa. Por telefone não. Já estou indo. Até daqui a pouco. -- Desligo o celular e o guardo na bolsa preta de couro que carregava comigo.

Saio da sala trancando a porta atrás de mim e seguindo para a parte da frente - a recepção do Pop's - caminhando em direção à ultima porta que passaria antes de sair.

-- Pop? Ainda está aqui? Achei que já tivesse ido. 

-- Ah não, Veronica. Já estou de saíd.... -- Pop repentinamente fica pálido e em choque, olhando para algo ou alguém que estava atrás de mim. Então viro e vejo Reggie Mantle. O solteirão rico de Riverdale, ex-colega de classe e "amante", ensanguentado com feridas, marcas roxas e um buraco na lateral de sua barriga e com um dos dedos de sua mão direita cortados. 

-- Reggie! -- corri até Reginald, que cai no chão em instantes. -- Pop, liga para o Xerife Jones! Agora!

Pop vai em direção ao telefone ligado à parede de trás do balcão, com as mãos trêmulas de nervosismo. 

-- Veronica.. não! Não chame o Xerife, nem ambulância.. nem nada disso.. -- diz Reggie com a voz fraca e falha. 

-- Reggie o que aconteceu?! Como aconteceu?! -- começo a entrar em desespero, segurando Reggie em meus braços sem saber o que fazer.

-- É um recado.. ela pediu que a matasse.. mas eu não podia, então um deles fez isso.. 

-- Ela? Ela quem?! 

-- Ela quer o seu sangue, Ve. De todos vocês! Ela quer os jogadores fora do jogo. Ela quer cumprir o desafio.. E tem um aliado. Toma cuidado.. -- diz ele fechando os olhos lentamente. 

-- Reggie espera! Não.. não.. Não! Reggie! Reggie! -- Coloco as mãos no rosto, acidentalmente sujando-me com o sangue de Mantle. -- Pop! Pop! -- Minha voz começa a falhar. Palavras não conseguem mais sair. O desespero toma conta de mim e eu fico paralisada. O único que conseguia fazer era chorar e gritar desesperadamente por ajuda ao pobre Pop Tate, que estava prestes a desmaiar. 

Por sorte Archie chega no Pop's desconfiado pela demora e se depara com tal cena. O primeiro que faz quando entra no estabelecimento é me abraçar e tentar me acalmar, mesmo ele também estando nervoso. 

-- Archie.. 

-- Calma Veronica.. v-vai ficar tudo bem.. 


[...]

Após momentos atormentantes de mistério, rápidas interrogações e o caminho até o único hospital funcionando em Riverdale, conseguimos falar com os médicos que ficaram responsáveis por Reggie. 

-- E então?..  Ele vai.. 

-- Não.. Sinto muito Senhor e Senhora Andrews, fizemos o possível mas.. -- O homem para de falar, pois saio do local imediatamente. Já bastava, queria respostas. Ele disse que "Ela" teve ajuda e tinha alguém em mente.

Arch vem atrás de mim rapidamente, segurando meu braço e me puxando para perto. 

-- Veronica! O que vai fazer?! Sei que é terrível, eu também estou triste, ele era meu amigo, mas não pode sair por aí desse jeito! Nesse estado!

-- Ele disse que quem fez isso teve ajuda e eu vou tirar a dúvida de quem é! -- Solto meu braço e vou em direção ao carro, dando partida no mesmo e saindo. 

Dirijo em direção ao Pembrook e vou para meu antigo apartamento. Abro a porta violentamente e vejo Meu pai e minha mãe. Ela estava sentada no sofá e ele, em pé com uma taça com whisky na mão, como sempre. Dou passos rápidos até meu pai e seguro em seu terno, amassando-o e o jogo contra a parede. 

-- O que você fez?! -- minha expressão era de profundo ódio e rancor. Meus olhos estavam cheios de lágrimas. 

-- Veronica! -- Grita minha mãe, pasma com a situação. 

-- Mija, o que está fazendo?! 

-- Eu que te pergunto! Como pode fazer isso com ele?! Como pode fazer parte daquilo?! 

-- Eu não fiz nada! O que aconteceu com o Reginald não foi culpa minha! O que acha que eu sou? Um monstro?!

Solto o terno dele e coloco as mãos ma cabeça, respirando fundo e segurando as lágrimas. Vou esbarrando em alguns objetos até chegar no sofá. Olho para o lado e vejo minha mãe trazendo um copo com água e açúcar, para me acalmar. 

-- Veronica você está fora de si.. tente se acalmar.. 

-- Não! Eu não posso me acalmar! Alguém matou o Reggie! E esse alguém tem um aliado.. que para fazer isso deveria ter motivos certo?.. E ninguém mais além de mim, Archie, Pop e a polícia sabia da morte do Reggie.. A imprensa ainda não soube..   -- Olho para o recém restabelecido casal Lodge. 

-- Veronica..

-- Não.. eu não quero escutar suas justificativas.. Mas se eu souber que teve algo com isso.. prepare-se Hiram Lodge, você e o seu nome sujo vão voltar para a prisão imunda que agora está sobre a minha posse.. e para nunca mais sair. -- Saio do apartamento enxugando as lágrimas que deixei escapar. 

-- Esse nome sujo também é seu! Nunca esqueça, Mija, Você SEMPRE será uma Lodge! -- diz meu pai me observando sair do apartamento. 


[...]

Chegando em casa, vejo Archie sentado no sofá da sala à minha espera. 

-- Tirou a sua dúvida?

-- Mais ou menos.. -- vou até o sofá e sento ao lado de Archiekins. -- Me desculpa.. eu não deveria..

-- Ta tudo bem.. -- ele me interrompe. -- Ja estive no seu lugar. 

-- Obrigada, Archie..  -- dou um abraço no ruivo ao meu lado e ele o retribui. Então ficamos assim por longos segundos até ouvirmos o toque da campainha.

Vamos juntos até a porta e não vemos ninguém. A rua estava vazia e sem vida, na porta havia apenas uma caixa preta embrulhada com um laço vermelho. E ao abri-la temos uma carta em que estava escrito o seguinte: 

"Uma surpresa ao paladino e sua feiticeira

- mestre do jogo"


E por baixo o dedo que faltava na mão direita de Reggie quando chegou no Pop's mais cedo. 


[Continua...]




Notas Finais


E foi isso!! desculpem de novo por não postar com freqüência. Em breve isso vai mudar.

Espero que tenha gostado, mas se não, senta no poste
(créditos da bela frase: Diskmari)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...