História Which team is the best? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Jimin, Lgbt, Romance, Taehyung, Yaoi Gay
Visualizações 13
Palavras 801
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Fluffy, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estava atoa e resolvi escrever uma fic... Já vou avisando que é minha primeira vez fazendo isso! Peço desculpas pelor errinhos e espero que vocês gostem!

Capítulo 1 - Um casal, dois times diferentes


Fanfic / Fanfiction Which team is the best? - Capítulo 1 - Um casal, dois times diferentes

Para Taehyung, Jimin era um ser pequeno e frágil.

 

Há alguns anos que Taehyung prometeu que cuidaria e amaria Jimin com todas as suas forças, e não blefou. Passaram-se dois anos desde que Tae havia feito uma proposta de felicidade ao amado, e nada mudou desde então. Jimin o amava na mesma intensidade, mas havia uma data em especial, onde Jimin e Taehyung se reuniam em uma discórdia assustadora; o maldito jogo de futebol.

O casal, por mais que acabe sempre em brigas e discussões, adorava sentar no sofá aconchegante, com os dois baldes personalizados cheinhos de pipocas amanteigadas e com com controle em mãos.

Nesse dia não foi diferente.

-São paulo vai perder, Jimin! Nem adianta rezar. -Murmurou Taehyung, quando seu olhar passou a observar a posição em que o loiro se encontrava; ajoelhado no chão duro, com as duas mãozinhas juntas e os olhos fechados. "Ele realmente está rezando?", foi a única coisa que Tae pensou, quando o dedo do meio foi-lhe direcionado.

-Não me enche, Kim Taehyung. -Soprou as palavras, irritado, enquanto suas mãos apoiavam no chão para dar impulso ao seu corpo.

Aos poucos Jimin abriu seu olhar enraivecido, este que imediatamente fora encaminhado para Taehyung. Era fato que o moreno gostava de ter os olhos do outro sobre si, mas dessa vez sentiu o ar pesado quando Jimin tornou a assentar-se sobre o sofá, sem dar-lhe uma palavra, apenas encarava a televisão a fim de esperar a bola em campo rolar.

-Ah, vamos, Jimin... Sabe que é brincadeira. -Ousou empurrar levemente o ombro do outro, com um sorriso quadrado brincando sobre seus lábios avermelhados.

E podia ser apenas uma brincadeira, mas Park Jimin odiava zombarias do tipo, principalmente quando se tratava de seu time. 

O loiro sofreu com isso na infância, quando seu time tinha a famigerada fama de "viadinho". Foi no momento em que conheceu Kim Taehyung, seu primeiro amor desde os dez anos e que vêm sendo o primeiro há muito tempo.

-Você sabe que eu na... VAI SÃO PAULO! -Gritou quando o primeiro jogador deu um toque na bola para o outro defronte para si.

Só faltou pular na televisão quando o jogo fora iniciado. Coração acelerado, olhos arregalados e boca entreaberta, era assim que Jimin se encontrava, com o olhar preso na imagem que passava. Eram longos quarenta e cinco minutos pela frente, no primeiro tempo, e logo nos primeiros segundos Park já estava vibrante, numa certeza de que são paulo iria ganhar aquele jogo e estraçalhar o time adversário; corinthians, o time de seu namorado. 

Taehyung não estava muito diferente de Jimin. Comprimia seus lábios a medida em que corinthians se avizinhava do gol, e apertava seus dedos toda vez que errava o chute. "Burros", Kim franziu o cenho quando sussurrou para si próprio, ao mesmo tempo em que olhava Jimin por cima dos ombros. 

-Seu time começou bem mal, TaeTae.

Park pouco se importava se Taehyung o xingaria, deixou o sorriso sarcástico tomar seus lábios ao tempo que fitava a televisão e levava um montinho de pipoca à cegas até sua boca. O loiro sabia bem como irritar o moreno, por mais que ficasse com peninha depois e acabasse enchendo-o de bejios, amava a face áspera de quando o fazia.

-Está apenas começando, loirinho metido que eu amo.

E bastou isso para Jimin suspirar pesado e apertar sua coxa. Naquele momento odiava Kim Taehyung, mas já era mais que habitual, todo jogo que seus times preferidos jogam juntos, a sala se transformava em um campo de guerra onde farpas são jogadas a todo momento. Tae levava em diversão, mas para Park era negócio sério.

A bola ainda rolava, vez ou outra pênaltis eram marcados, e ambos não perdiam as esperanças. E foi quando Taehyung perdeu as dele, sentindo-se derrotado e com ódio do namorado que certamente estava rindo horrores de sua cara.

São paulo havia feito um gol, nos últimos minutos de prorrogação.

-ISSO, CHUPA ESSA KIM TAEHYUNG. -Em um pulo de imediato, ditava eufórico para Taehyung que revirava os olhos a cada palavra idiota que saía daquele boca, tão chamativa para si em outros dias, mas naquele momento só falava bosta e o moreno ignorava todas.

 

Não foram um gol, nem dois, foram exatamente três gols feitos pelo são paulo. O jogo finalizou 3X0, mas Taehyung, por mais tristonho que se encontrava, estava amando a ideia de poder observar cada detalhe que compunha o rosto do amado. Jimin, claro, explodindo de felicidade e tirando com a cara de Tae enquanto ria e terminava de mastigar a pipoca que fora completamente esquecida durante o jogo, mas sentiu a intensidade do olhar sobre si, e então sorriu perverso deixando a esquecida pipoca mais esquecida ainda.

-O que acha que usar essa boquinha para me chupar, ao invés de falar tanta merda?


Notas Finais


E aí? Gostaram? Ainda tô meio insegura com a ideia de postar pra vocês, mas é isto mores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...