História White and Blue (JIKOOK) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook, Lobos, Magia, Mpreg, Namjin, Reinos, Segredos, Taegi, Taeyoonseok
Visualizações 120
Palavras 2.233
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoinhas lindas

Eu sei que andei um bocado sumida, me desculpem ey

Eu tentei trazer um capítulo excelente por ser um capítulo especial...

Só tentei, mas isto conta como algo, pois é.

Enfim, eu não revisei, não tive tempo pois quis atualiza-la o mais rápido possível, portando me desculpe qualquer erro desde já.

Sem mais delongas...
Boa leitura



{+18)
{não revisado}

Capítulo 12 - ''ele era eu e eu era ele''


A N T E S

 

Senti um enorme calor tomar conta de mim e só me lembro de ver o quarto todo se congelar antes de eu cair sobre os livros, enquanto sussurra o nome do Jungkook e por fim apaguei completamente.

 

D E P O I S

 

 

Jungkook

 

Eu me senti com um mal estar, como se algo tivesse ocorrendo, como se a reunião com alguns comerciantes vizinhos fosse nada além de um simples bate papo insignificante, mesmo sendo de importância. Provavelmente Yoongi percebera, afinal ele és um ótimo observador, entretanto nada fizera, claramente falaria comigo a sós apenas quando terminasse aquela conversa, porém eu comecei a soar, sentindo umas leves fisgadas no meu interior, sentia meu lobo revirando-se, querendo controlar-me.

 

Maldito! Pare com isso!

 

Por um motivo, eu não pude mais ouvi-lo, mas antes que eu tivesse um surto, SeokJin entrou pela enorme porta num estrondo, tinha uma expressão séria, porém podia-se notar que estava claramente nervoso dos pés a cabeça.

 

 

 

Sinto muito interrompe-los, porém é um caso urgente meu Rei, preciso que venha ver.. -disse Jin tentando se manter o mais sério possível, enquanto os olhares dos nossos visitantes sob caia sob ele, intensos e frios pela interrupção indesejada.

 

Ah, tenho que ir então... Yoongi é meu braço direito, ele saberá como negociar com os senhores. Espero poderem vê-los antes de sua partida - digo sorrindo falsamente, me despedindo como um rei faria, mesmo com dores estranhas.

 

 

Estou doente, será? Apesar que minha imunidade és boa desde sempre. 

Enfim, saí com Jin da sala de forma formal, mas assim que cruzamos a enorme porta, quando ela mal terminara de fechar, Jin nos transportou para frente de uma porta muito conhecida por mim, me fazendo arquear as sobrancelhas, ficando claramente tenso, quando toquei na maçaneta, Jin me interrompeu, porém nisso eu senti um cheiro forte atravessar a porta do quarto... O cheiro do Jimin.

 

 

O que está havendo?-perguntei após sentir uma dor aguda na região do estômago.

 

Jimin está despertando seu lado lobo, Jungkook. Você precisa alivia-lo para ele completar a transformação de forma adequada, normalmente despertamos com a transformação de nossos corpos e logo após vêm o ciclo, porém ele estava se reprimindo todos esses anos e o ciclo dele esta querendo fundir-se com sua primeira transformação. - disse Jin de forma séria, me fazendo arregalar os olhos.

 

 

Merda.

Não queria que nossa primeira vez fosse assim...

 

 

 

Certo... Vou alivia-lo - concordei nervoso, vendo Jin assentir.

 

 

Senti uma fisgada forte que me fizera prender o fôlego por um minuto, logo depois ouvi um grito de dor e algo caindo ou se quebrando, era o Jimin.

 

 

Jungkook, a magia e o lobo dele está descontrolado, cuidado. - disse Jin após "liberar-me" para entrar.

 

 

Suspirei e entrei, fechei a porta atrás de mim e tranquei com a chave, apesar de ter a absoluta certeza que Jin fechara por magia por fora. O quarto estava frio ao ponto de eu poder ver minha respiração saindo da minha boca, além de frio, estava com neve pelo quarto todo, enquanto observa ao redor, notei uma movimentação na cama, avistando Jimin com o rosto vermelho e inchado, livros e algumas coisas estavam caídos no chão, ao lado da cama.

 

 

 

Kook, doí muito. - disse Jimin deixando algumas lágrimas caírem, enquanto eu notava que ele estava sem roupa alguma.

 

Eu sei meu amor, eu vou te ajudar, está bem? -perguntei e notei ele soltar um grunhido de dor.

 

 

 

Puta merda, que expressão de dor sexy, não é possível!

 

Enfim respirei fundo antes de caminhar até a cama, retirando minha blusa pois apesar de estar frio, eu sentia algo queimando dentro de mim como uma enorme brasa. Assim que cheguei na cama, me ajoelhei na mesma e puxei Jimin para um abraço, tentando passar meu calor para si, porém não demorou muito para ele procurar meus lábios com os seus de modo afoito, percebia-se o seu corpo quente como um vulcão e isto apenas me entorpecia mais, ainda mais com o seu cheiro mais forte como nunca antes estivera. O derrubei na cama e fiquei por cima de si, no meio de suas pernas e que pernas lindas, puta merda!

 

 

 

Kook... Mais, me toque mais- disse Jimin me encarando com o olhar nublado pelo prazer, enquanto deixava lágrimas caírem pelo seu rosto angelical pela possível dor que o habitava.

 

 

O beijei novamente, mordiscando vez e outra seu lábio, enquanto descia meus lábios para seu pescoço, o cheirando e o mordiscandosentindo-me fora de controle, agitado. Fui descendo enquanto sentia o Jimin se contorcendo abaixo de mim, tentando se esfregar contra o meu corpo o máximo possível, chegando perto de sua virilha, passei por ela e levei meus lábios até suas coxas, mordendo e deixando um ou outro chupão perdido por aquelas áreas sensíveis. Decidir parar de enrolar por conta dos grunhidos de dor de Jimin, este que arfava e exclamava o quão queria mais, em bom som, portando deixei para brincar com suas coxas mais tarde, quando estivesse com o ciclo mais calmo. Levei meus lábios até sua virilha, deixando com que minhas mãos começassem a masturbar seu membro ereto como pedra que pingava o pré-gozo, antes de lambe-lo na cabecinha, saboreando-o com gosto para logo após coloca-lo na boca com tudo, ouvindo Jimin literalmente deixar um gemido entalado sair de sua boca vermelha e carnuda. Enquanto eu subia e descia em seu pau com a minha boca, usando minha língua para intensificar ainda mais as coisas, levantei o olhar para cima e literalmente senti meu pau latejar dentro da maldita roupa que eu ainda utilizava  pois Jimin estava com a boca entreaberta, a faceta corada e ele me encarava, isto é, quando não fechava os olhos com força para deixar os gemidos cada vez mais altos saírem, aquilo me animou, me fazendo aumentar a velocidade e intensidade das coisas, levando-o até o meu limite, sentindo-o fundo em mim, enquanto ele gemia e podia-se ver arranhando os lençóis, não demorou muito para senti-lo vir com tudo, preenchendo minha boca, engoli tudo de si e ainda não estavas satisfeito, porém sua face de relaxado me deixou escapar um sorriso, sabia que isto não resolveria nada, porém por alguns minutos ele estaria sem dores absurdas.

 


 

Melhorou Jimin-Ah? -perguntei sorrindo, atraindo a atenção de si.

 

Melhorei, mas... -começou Jimin, encabulado, provavelmente não sabendo como continuar.

 

Você ainda vai sentir dores, mas estarei aqui para lhe ajudar ok? -perguntei acariciando seu rosto, deixando um selinho demorado em seu lábio.

 

Eu sei... Eu li sobre, você vai... se prender a mim -disse Jimin todo encabulado, corado. Apenas não sabias se era do recente orgasmo ou se eras por vergonha, um pouco de ambos?

 

Você não quer...?-perguntei, me sentindo tenso por um momento.

 

 

Sabia o quão perigoso era tomar remédios para evitar o cio, principalmente no primeiro, ainda mais com a atual situação do Jimin, era isso ou... bem,  era isso. Não podíamos desmaia-lo com remédios, eu poderia tentar satisfaze-lo apenas com minha boca e com meus dedos, porém sendo um experiente em passar ciclos agonizando, sabias que chegava ao ponto de quase desmaiar de dor, isto é, se não te descontrolasse por inteiro, ainda mais sendo o primeiro cio, o primeiro é sempre o pior, pois despertar totalmente o lobo. Eu não queria força-lo..

 

 

Eu... Eu quero tudo que venha de ti Jungkook, você acelera meu coração de formas inexplicáveis...Apenas estou meio envergonhado-disse Jimin desviando o olhar de mim, me fazendo sorrir.

 

 

Aigo, quantas vezes fará meu coração literalmente querer sair pela boca, meu amor?

 

O beijei de modo caloroso, demonstrando o quão eu o amo, mesmo que eu não diga, queria demostrar com todo o meu ser o quão amado ele era e sempre seria, eu o amei desde o momento em que ele estavas dentro da barriga e o amaria até que meu corpo ficasse  em apenas ossos. Senti Jimin me puxar mais contra si, me deixando completamente em cima de si, enquanto nosso beijo tenha intensificado conforme nossas línguas buscava uma e a outra, sentia o calor imenso voltar com força, ouvindo Jimin gemer entre o beijo. Já podia senti-lo duro novamente e eu estava igualmente duro e doloroso, mas não estava ligando muito para mim, eu só queria dar-lhe prazer.

 

 

Kook, por favor.. -disse Jimin me encarando de modo sôfrego, após termos findado o beijo por conta da falta de ar em nossos pulmões.

 

Shh, acalma-se meu príncipe, eu vou prepara-lo e logo a dor acabara -digo suspirando, me ajoelhando sob si, abrindo bem suas pernas, percebendo-o corando apesar do imenso calor que sentia emanar de si.

 

 

O deixei de bruços do modo mais carinhoso possível, colocando um travesseiro alto por baixo de seu quadris para deixou mais empinado e confortável. Talvez eu tenha ido para o céu e não tenha percebido, pois a visão das nádegas brancas e cheinhas e molhadas pela lubrificação natural, massageie ambos nádegas suspirando, querendo marca-la com os meus dedos, porém não fazendo, afinal isto iria assusta-lo e isto era algo que eu não querias. Abri as nádegas durinhas e boas para apertar, enxergando aquele região que literalmente me deixou sem ar. Porra, ele era lindo dos pés a cabeça, não tinhas nenhum defeito.

 

 

Jungkook, isso é vergonhoso... -grunhiu Jimin, ofegando de dor.

 

 

Suspirei, levando dois de meus dedos para aquela área sensível que não parava de sair lubrificação, apesar da possível vergonha e da dor que o habitava, o desejo estás bem forte e estava cada vez mais saindo  lubrificação. Circulei o orifício, deixando-o molhado com a própria lubrificação do local, adentrando calmamente seu interior com um dedo, ouvindo um gemido manhoso sair do Jimin, comecei a movimentar o dedo em seu interior com calma, ouvindo Jimin suspirar e gemer baixinho, conforme movimentava em seu interior. Após ele ter se acostumado, coloquei mais um dedo, ouvindo-o resmungar, porém isto não durou muito e logo estavas com três dedos em seu interior, o estocando com os dedos enquanto ele gemia e se contorcia.

 

 

Jun..kook! Mais... Você... Preciso - disse Jimin entre gemidos, totalmente confuso com as possíveis reações de seu corpo. 

 

 

Suspirei  deleitoso vendo-o daquele modo ainda mais com seu buraquinho apertando meus dedos, imaginando como seria tê-lo me apertando enquanto eu o estocava, porra, pulsava apenas em pensar nisso. Como eu literalmente não aguentava mais esperar, eu retirei meus dedos melados de dentro de si, o virando para mim, apenas para beija-lo com voracidade enquanto me posicionava em sua entrada, enquanto o beijava, comecei o adentrando, devagar, sentindo o aperto surreal que ele era; quente e esmagador.

 

 

 

Kook...anw....mais- disse Jimin gemendo tanto de dor e prazer, circulando suas pernas em minha cintura, me fazendo ir mais fundo em si e ofegar.

 

 

 

Comecei me movimentando devagar por Jimin ser apertado como o inferno, apesar de que, a sua lubrificação em abundância, começara a me ajudar. Comecei aumentar a velocidade dos movimentos aos poucos, quando vi que ele estava mais relaxo ao ponto de eu poder sair totalmente de dentro de ti, apenas para retornar com uma estocada profunda e certeira, que o fizera fincar as unhas grandes em meus ombros e gritar em plenos pulmões por mais, o obedeci com gosto, saindo e entrando de si várias vezes com estocadas fundas e certeiras, sentindo-o me arranhar nos ombros ao ponto de eu sentir o cheiro de sangue e algo escorrendo por meu ombro, sabia que era seu lobo tomando o controle finalmente assim que nossos olhos se encontraram em meio os gemidos sôfregos de ambos e em meio as estocadas, as quais não parei de dar-lhe um segundo sequer, socando forte dentro de si, sentindo ainda mais prazer com seus gritos de prazer aos quais gemia por mim, seu alfa.

 

 

 

JUN....GKOOK! -gritou Jimin revirando os olhos de prazer, por minhas investidas certeiras em sua próstata; investidas constantes.

 

 

Aumentei ainda mais, se possível, a velocidade e a força das estocadas dentro de si, ouvindo a cama bater na parede com violência, junto como nossos cheiros juntos que estava literalmente me tirando de mim, quase uma tentação para meu lobo me dominar enfim. Os barulhos dos nossos corpos se chocando, os gemidos, gritos, suspiros sôfregos, tudo aquilo estava me enlouquecendo e eu me sentia quase lá e sabia que Jimin também estavas por conta da tremedeira que ele tinhas, estremecendo-se por completo, apertando ainda mais meus ombros com suas unhas e gritando por mim.  Foi assim que Jimin chegou lá, porém eu continuava socando em si, enquanto ele derramava seu líquido branco sob seu abdomem e o meu, encarando-me com os dois olhos coloridos de diferentes cores; um azul frio e um vermelho sangue.

 

 

Jungkook.. - Jimin gemeu meu nome baixinho, ainda sensível pelo recente orgasmo, quando eu depois de mais três investidas, me derramei em si, encarando-o olho a olho, enquanto meu nó se formava e eu sentia-me quente como uma brasa, senti meus olhos doerem e minhas presas saírem.

 

 

 

E eu o mordi quando ele deu um sorriso de lado e me dera permissão, sendo ele ou seu lobo, eu estava descontrolado demais, poderia ser egoísmo, mas eu o mordi fortemente, ainda com o meu nó em si, o atando a mim para sempre.

Eramos um só; ele era eu e eu era ele, até a morte.

 

 

 

 

 Talvez seja uma providência do universo

Tinha que ser assim

Você sabe, eu sei

Você sou eu, e eu sou você

  

 

 

 


Notas Finais


Eu tentei meu melhor gente... É, dá um desconto;-;

Enfim, espero que não há muito erros e apesar do lemon meio... err, espero que tenham gostado

Eras issooo

Até mais ey
Adoro cês :P


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...