1. Spirit Fanfics >
  2. WHITE CARDS, tom hiddleston >
  3. 024

História WHITE CARDS, tom hiddleston - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - 024




capítulo 024


Todos com os mesmos ideais, e isso deixa angel feliz




ANGEL


𝕵osh estava junto á mim, para áquele almoço que tenho a certeza, que será bem interessante. Sarah já havia chegado á cidade e estou doida para ve-la, já que em tese, é minha cunhada, certo?

Ah, estou mesmo levando pra esse lado? Ter um almoço com uma família extremamente perfeita e importante? Isso me deixa nervosa, quer dizer, a Sarah... É alguém que quero ter "aprovação" por ser a irmãzinha que Thomas tanto fala e a que ele mais protege, assim dizendo. Mesmo ele vivendo quase a vida toda sozinho naquela casa, é de uma família que todos sonham ter, sem problemas com pessoas na cidade, ótimo nome... Os três filhos de Diana: Emma, cantora lírica, Sarah, a autora de alguns livros que quebraram um certo padrão e Thomas, o pianista que todos almejam.

Segundo minha prima, quando crianças, eram sempre bem falados, e usados como um certo ponto de referência, existem muitas moças e rapazes que na época eram loucos pra casar com aqueles três. E digo que de ambos os sexos, Thomas me contou de um rapaz que era fissurado em sua pessoa. Emma, tinha tantas garotas aos seus pés... Mas Sarah, é a única que gosta de variar e beijar meninos e meninas.

Ás vezes desconfio que Thomas seja bissexual, tenho certeza de que o mesmo já experimentou a sensação de beijar um homem. Mente aberta do jeito que ele é, e se for, quem se importa? Mais um pro grupo, de bissexuais da alta sociedade. Estou muito feliz com ele, que me faz sorrir, me apoia e... Á cada dia mais afundada nesse sentimento, que parece uma poça com lama e areia movediça. Se me movo, afundo, se fico parada, afundo. Isso seria o amor que tanto falam? Me sentia incapaz disso, ser totalmente voltada a todo tipo de sacanagem, me fez realmente acreditar que era apenas isso que procurava... E no fim, encontrei a pessoa que me agregou algo á mais.

A lenda das almas gêmeas é mais real do que nunca!

Enfim, nobres com boas virtudes, e principalmente: Boa aparência. São colocados em pedestais, como os deuses falados em todo o tipo de mitologia, nas gregas, todos tem suas estruturas e altares. Mesmo com eles mesmos causando ruinas á si próprios, ainda têm quem os idolatrem, assim mesmo é com os nobres, que geralmente causam sua própria morte.

Não me sinto como eles, mesmo possuindo um desses deuses, ao meus pés, beijando cada centímetro de minha pele. Não consigo sentir que sou superior á alguém apenas por isso... É o que me dá medo, e é a minha grande falha, se quero uma vingança completa, mesmo que minha beleza consiga conquistas, minhas habilidades talvez me deem mais segurança de quem realmente sou. Mesmo assim... A família de Thomas é tão esplêndida e eu sendo uma renegada praticamente.

Apenas tenho o meu nome que mamãe me deixou, o Fay, como dito várias e várias vezes, minha mãe foi uma mulher incrível, e respeitada. E é por esse respeito que luto hoje em dia, e claro, vou matar quem levou sua alma radiante. Prometo.

[⚘]


De braços dados á Josh, caminhávamos até a casa de Thomas, não falava com Blue desde antes ao baile, será que ocorreu algo? Afinal, Holland nunca mais veio deprimente me pedir conselhos, sendo que estamos na mesma merda. E, passo a maior parte do tempo com o Dylan, meu melhor amigo de infância, ele viu cada sofrimento meu, e cada humilhação, foi um dos homens legais que encontrei nessa vida (mais legal do que Sebastian, já que o moreno costuma dar alguns vacilos de hétero) Josh Dylan, o amigo que estava ali me mantendo de pé.

Mesmo sendo de uma família conservadora, se assumiu na adolescência, e ele que estava na porta daquela igreja, tentando me soltar daquelas freias malucas, enquanto soluçava de frio após enfiarem minha cabeça em uma bacia de água gelada. Josh me puxou enquanto Holland tirou a calça pra chamar á atenção da igreja toda s Sebastian me pegou no colo.

Foi um dia doloroso, mas após isso, Josh se tornou uma pessoa importante pra mim, já que nem éramos próximos e ele se importou tanto comigo, e fiquei alguns dias em sua casa, até que minha prima veio me adotar digamos assim. Por causa dele, deixei de ter medo das coisas e ser clara, falar que amo beijjar meninas, e me deito com as que são especiais pra mim.

Ele foi o mais perto de um possível namorado para mim, mas como dito á muitos capítulos atrás, meus amigos são apenas amigos, sem beijos, isso estragaria uma relação bem construída. Holland foi um caso a parte, pois éramos ficantes antes dele se apaixonar na Blue.

Hiddleston, foi a maior sorte e minha maior surpresa, desde que ocorreu o meu quase abuso. Tinha medo de ficar sozinha com um cara... Já sentia aquele nojo, demorou muitos meses pra mim conseguir beijar um rapaz sem me sentir desconfortável e achar que ele vai me tocar sem que eu permita isso.

E todo um complexo... Desde que o vi, sentia vontade de tentar aquele "algo á mais" sem medo, e pra minha felicidade, Thomas se fissurou em mim tão rápido... E me sinto segura com ele, nem preciso mencionar que foi a primeira pessoa na minha vida, o primeiro homem que deixei arrancar a minha roupa e fazer o que quisesse, porque eu também queria e muito. E ainda o quero cada dia mais e mais.

Sim nos amamos... Ele me ama e não posso fazer nada pra evitar sentir o mesmo, Thomas fez mais que adorar meu corpo, ele adora á mim, ele ama á mim, e me sinto estranhamente honrada por isso. O amo igualmente... Só gostaria de conseguir olhar em seus olhos e dizer o mesmo, ouvir sua risada, todo sem jeito, e aquele brilho de sempre no olhar...

━ Fay? O macho é seu, toque o sino. ━ Josh diz interrompendo toda a minha linha de pensamento.

Tiro o meu chapéu, já que está um dia ensolarado, não gosto de me expor ao sol, minha pele fica vermelha ━ Ah, desculpe! ━ encosto o dedo na campainha.

O louro me olha ━ Angel, o que foi? Algo errado? ━ ri baixo.

Suspiro ━ Não é nada! Bem, animado pra conhecer, digamos... Sua futura namoradinha? ━ pisco pra ele, e o rapaz apenas sorri de volta, bastante curioso em relação á Sarah.

━ Sim muito! Estou muito ansioso, afinal não beijo na boca á meses!! ━ choraminga ━ Você que é sortuda, têm um puta de um homem gostoso te beijando todos os dias, querendo casar contigo. ━ faz beicinho.

Ri ━ Ah Josh... Nem vêm que você pega mais gente do que eu...

━ E eu espero que diga logo o que sente por aquele homem, puta merda Angel, deixa de cú doce, ele quer te ajudar a derrubar sua madrasta, o cara ama você, e somente você ━ revira os olhos sorrindo.

━ Tudo ao seu tempo! ━ falo.

Logo em seguida vejo Joane que destranca o portão piscando pra mim ━ Ora, ora, senhorita Fay, linda como sempre, á dona da casa enfim chegou! ━ sorri.

Mordo o lábio envergonhada ━ Obrigada, imagina... Eu? Dona dessa casa?Joane, esse é o Josh, é como um irmão pra mim... Josh, ela é a querida madrinha que de uma certa forma é quem ér... Me ajuda a vir sempre ver o Tom! ━ falo hesitando dizer que Thomas e eu, temos um relacionamento.

Joane com os seus olhos claros sorri á nós abrindo o portão ━ É dona, Thomas ama a senhorita, e espero que aceite fazer parte da família logo! ━ reta e direta. ━ Prazer Josh! Hm, conheço seus pais, Laura e François? ━ fala fazendo uma careta como se estivesse tentando se lembrar.

Josh dá uma risadinha ━ Fay vai aceitar sim, só está tímida! ━ pisca ━, Sim, sim! E é um prazer conhece-lá! ━ diz amigávelmente

━ Encantada! Bem, fiquem á vontade! ━ mantém o sorriso.

E fico vermelha, e sem jeito, colocando o chapéu na metade de meu rosto, caminhando com Josh por alguns metros ━ Josh!

━ Eu?

━ Deixe de ser idiota! ━ ri sem jeito.

━ O quê? Ela basicamente disse que gostaria de ver você casada com o Thomas. ━ pisca ━ Já sentou nele? Qual seria o problema?

Nessa hora dou um soco em seu braço ━ Josh Dylan!

O loiro faz careta pela dor, mas nem tenho força pra machucar aquele homem ━ Ouch! Mulher? O que têm casar com ele? Vocês transam, vocês se comem, vocês se gostam! ━ abre os braços.

Fico mais vermelha ━ Josh se você começar com isso durante o almoço, bato na tua cara! ━ digo sibilando pro mesmo calar aquela maldita boca.

Josh põe a mão na boca contendo outra risada ━ Okay, boiola.

***


Assim que colocamos o pé lá dentro, Blue veio nos receber, e não parecia mais tão brava comigo. Sinto aquele cheiro gostoso de comida, só quero almoçar logo.

━ Oi Angel! Que bom veio! Está linda! ━ diz animada, dando aquele sorrisinho fofo, Blue usava um vestido rosé parecia uma princesinha. Que estranho, ela já devia ter ido para a casa... Será que ocorreu algo?

━ Você também está maravilhosa! Claro que vim! Então, como já viu, Josh está novamente entre nós! ━ falo sorridente.

Dylan arqueia uma sobrancelha ━ Blue! Nos encontramos algumas vezes na Europa! E como vai a mulher mais elegante da França? Poxa, estava fazendo um sucesso absurdo por lá! Voltou pra essa cidadezinha por quê? ━ pergunta.

A moça de cabelos claros sorri tímida ━ Acho que preciso me reencontrar, aparecer jornais toda semana... Isso me deixou assustada, minha mãe odiou a ideia, mas não iria me deixar sozinha por nada! ━ cruza os braços.

Avisei a Josh sobre a situação de Tom e Blue, espero que essa gay não me venha falar merda ━ Entendo meu docinho! Como você está no momento?

Olho atenta se ela falasse algo, já que Blue estava nessa birra de não me falar nada, só porque a tranquei com o Holland. A moça suspira e sorri ━ Creio que tudo esteja indo como deve ser, estou bem por isso! E você Josh? ━ pergunta, é fofo como eles têm uma diferença enorme de altura, se bem que não sou muito mais alta que Lady Blue.

━ Boa tarde! Chegaram bem na hora! ━ ouço a voz de Thomas.

Levanto o olhar, vendo o homem sair da outra sala e vir até mim, sentindo aquele frio na barriga, ah têm que ser o idiota que faz a minha vida ter um pouco de sentindo, e como sempre, parecendo membro da família real britânica, com aquele cabelo preto, perfeitamente penteado e seus olhos que pareciam poder ver o mais sujo e pervertido pensamento que tive agora olhando de cima abaixo sem qualquer discrição, afinal, não escondo á ninguém quando quero alguém.

━ Thomas! ━ pisco toda feliz.

E pra minha surpresa, o rapaz já segura meu queixo com o seu polegar e indicador, me fazendo olhar em seus olhos. Mordendo o lábio, sem que eu esperasse, ele beija parte da minha boca, sem qualquer timidez ━ Você está linda! ━ sussurra, olhando para o decote que uso por breves milésimos.

Oh porra... ━ penso, abrindo a boca após sentir seus lábios, tímida e sem reação alguma, meu rosto fica tão quente, sorrio deslumbrada que olho pra qualquer canto ━ O-obrigada, você também está incrível! ━ me sinto uma cadelinha.

Quando ele afasta sua mão de meu queixo, olho para Blue, e Josh, ele gostaria sim de fazer um comentário mas se contém, com certeza fará algum depois.

━ Olá Josh, como vai? ━ pergunta á ele.

Josh sorri ━ Vou muito bem Thomas! Adorei sua casa! ━ diz.

━ Obrigado! Angel, têm um serzinho muito especial que gostaria de te apresentar.

Olho confusa ━ Apresentar á mim?

Faz que sim com a cabeça, mantendo o olhar divertido.

Blue ri ━ Você vai adorar!

Thomas logo se abaixa em direção á outra sala ━ Ei! Ei garoto! ━ diz animado.

E logo ouço barulhos de patinhas no piso, e um latido, vejo um cãozinho de pelagem escura pular nos braços de Thomas, ele o pega se virando á mim de novo. ━ Gostaria muito de te apresentar o Bobby, o meu cachorrinho, o meu filho na verdade! Sarah estava com ele por esses meses, enfim... Bobby, essa é a Angel! ━ Thomas fala dando um risinho, totalmente bobão com o cãozinho.

Que adorável! ━ Oh Deus, o Bobby! Que coisa fofa! Estava ansiosa pra conhecer o cachorrinho que tanto fala! ━ passo a mão em sua pelagem e ele tenta me lamber, todo animado balançando o rabinho, querendo interagir comigo.

Adoro animais! Bobby parece ser tão fofinho e carinhoso. Josh também se aproximou pra ver o cachorro, ele não é apegado á cães, prefere gatos, mas acho que Bobby tem um charme que faz qualquer um mudar de opinião rapidamente. ━ Ele é adorável! ━ Josh fala.

Blue também faz carinho nele ━ O príncipe da casa!

Somos interrompidos, quando ouço passos na escada, olha para a mesma direção, sentindo aquele cheiro do perfume mais doce, iguais aos que Rochelle usa, importados. Vejo aquela moça de cabelos quase brancos, soltos e olhos azuis como os de Thomas, impecavelmente com um batom vermelho, e sua pele clara como a neve. O vestido na cor verde musgo dava um destaque especial á moça. Sarah Hiddleston, olha diretamente pra mim, mantendo o sorriso, ela usa uma presilha muito bonita, em forma de borboleta. Todos nós, sem exceção, olhávamos para a moça.

━ Angel! ━ desce apressada e chega já me abraçando, não tenho reação alguma á não ser abraça-lá de volta. ━ Estava doida pra te conhecer! O Thomas fala muito de você!

Sorrio sem jeito com o chapéu na mão esquerda ━ Oh, é bom conhecer a senhorita também! Fico honrada! ━ falo sem jeito.

A moça me solta um pouco, encarando-me ━ Oh Thomas, não me disse que ela era tão bonita! É uma princesa ou algo assim? ━ diz animada.

━ Bondade a sua! Você é linda também! ━ falo sorridente.

Thomas sorri, parecendo amar nossa interação de todas as formas possíveis ━ Bem, pelo jeito, não preciso fazer apresentações entre vocês duas! Sarah, esse é o amigo de Angel, o senhor Dylan... ━ franze a testa.

Na verdade quando olho pra Josh, ele estava totalmente calada e paralisado. Aquele boiola calado é um milagre divino, nem piscava basicamente babando enquanto focava o olhar em Sarah. Nesse segundo olho para Thomas, levantando uma sobrancelha e ele também me encara sentindo um clima no ar, sorrindo e piscando pra mim. Quando olho pra Sarah, ela também está encarando Josh, um pouco avoada assim como ele, a loira sorri ━ Olá, prazer! ━ diz daquela maneira gentil.

Josh Dylan está totalmente em pânico interno, conheço ele. E se ficou quieto, é que está sentindo um colapso interno ━ Oi... Prazer, senhorita... ━ se aproxima e toca sua mão dando aquele beijo suave nas costas da mesma. E depois encarando a moça, de maneira profunda.

Minha nossa, eles acabaram de se comer em pensamento ━ penso, olhando para Blue que deve ter pensado a mesma coisa.

Thomas pigarreia ━ E então, acho que está quase tudo pronto! Vamos pra outra sala, sim? ━ diz dando aquele sorrisinho querendo fazer algum comentário assim como eu.

━ Sim! Sim! ━ Sarah diz saindo daquele transe, e ajeitando o vestido e visivelmente sem jeito com o outro louro olhando para ela.

Então quando nos dirigimos á mesa, Tom puxou a cadeira levemente para mim, dou um sorriso em resposta, e quando me sento, ouço aquele som de patas batendo no piso, e logo, o cão de pelagem escura, pulou em meu colo e se deitou.

━ Hã?! ━ falei olhando pra baixo.

Thomas arregala os olhos, totalmente sem graça com o que Bobby fez ━ Robert! Desça daí! Que falta de modos! ━ resmunga pro animal que ignorou totalmente as ordens de seu dono, na verdade se ajeitando em minhas coxas, em meio ao tecido azul do vestido.

Começo a rir, assim como Josh encostou a mão na boca ao ver a cena, e Blue olhou totalmente desacreditada ━ Tudo bem Thomas não me incomodo, ele pode ficar aqui embaixo, se ele gostou! ━ sorrio e encosto as costas da minha mão no topo da cabeça do animalzinho.

Thomas suspira aliviado ━ Se não tiver problema! Oh me perdoe, ele não costuma ser levado desse jeito ━ fala em um tom, tentando dar bronca no bichinho.

━ Bobby arrumou uma nova paixão! ━ Sarah diz rindo.

[⚘]


Acho que ficamos por uma hora naquele almoço, conversando, Josh sempre olhando fixamente para Sarah, realmente ele se encantou com ela, imaginei.

Thomas falava se algo relacionado a poesia, e estava tentando cortar o bife do meu prato, olho pra baixo vendo Bobby levantar a cabeça, bem interessado ━ Você quer? ━ sussurro, e ele parece que entende levantando mais um pouco o focinho.

Discretamente, espeto a carne e empurro pra ele, sorrindo ━ Pode comer todo o meu bife ━ falo e volto o olhar para Thomas que nem preciso ressaltar que está do meu lado e notou, reprimindo rir quando notou o que estava fazendo, enquanto Sarah conversava, e só Josh e Blue prestam atenção.

Franzi a testa ━ Ele que me pediu, não é Bobby? ━ pergunto colocando os talheres no prato e pego o bichinho lhe colocando no chão com calma.

Thomas mantém o olhar em mim ━ Você fazendo as vontades dele e a coisinha mais fofa que vi hoje, como falei, pra mim é um filho ━ sussurra arqueando uma sobrancelha.

Sinto o meu rosto um pouco quente, dando um risinho ajeitando o vestido ━ Adorei o seu filhinho, gostaria de te-lo comigo quando sou obrigada a jantar umas comidas tão... Sabe, refeições com muita carne, não gosto muito...

Franze a testa ━ Podia ter avisado, Joane poderia ter feito algo separado pra você ━ mantém o olhar apenas em mim, sendo atencioso como sempre.

━ Ah... Fico sem jeito. ━ sorrio.

━ Angel, já disse, pode me pedir tudo o que quiser, sim? Depois digo á Joanne sempre te fazee algo separado ━ pisca.

Meu rostinho não aguenta mais ficar quente ━ Eae? Notou o clima entre a Sarah e o Josh? ━ sussurro.

Sorri maldoso ━ Claro que sim, e acho bom. ━ fala bem baixinho perto do meu ouvido. Me fazendo arrepiar.

━ Sério? Eu sou muito a favor... Além disso, Josh está sozinho a um tempo... E já está bem... ━ olho o jeito que está se comportando com Sarah ━ Gay. ━ ri.

Thomas dá um risinho ━ Sim, totalmente.

[⚘]


━ Eu só pensei em jogar o sapato na cabeça daquele cara! ━ falo durante a sobre-mesa, Josh e Thomas quase engasgam rindo.

━ Angel! ━ Sarah fala colocando a mão na boca.

E Blue, nem digo nada, estava basicamente vermelha e rindo.

━ Mas porra... ━ pego a taça bebendo a água que restava ali ━, Eu estava com o remédio, até meu professor disse qur estava tudo okay, e o cara não queria só porque sou uma mulher? Ah que ódio! ━ cruzo os braços.

Josh respira fundo recuperando o fôlego ━ Não retiro sua razão!

Thomas bebe um pouco de água, se abanando após rir ━ Angel me surpreende a cada dia! ━ ele estava chorando de tanto rir, me olha ━ Então... Preciso falar com a Fay em particular, não se importam, certo? ━ levanta uma sobrancelha.

Sarah sorri ━ Ah... Não me importo Tom.

Blue começa a se levantar ━ Hm, tenho que estudar um pouco... Depois volto, sei que não vão querer ir embora agora... ━ morde o lábio.

Josh sorri ━ Não gostaria de ir agora, posso ficar aqui com a Sarah, se for conversar com Thomas... ━ volta o olhar para Sarah.

A moça fica vermelha olhando para o rapaz da mesma idade ━ Pode! Thomas não vai se importar!

Thomas dá um risinho, notando que sua irmãzinha tem um novo interesse romântico ━ Tudo bem Sarah! Tudo bem Blue! ━ também se levanta, dando a mão para mim ━ Angel.

━ Ah sim! Logo voltamos. ━ Ou não ━ sorrio pegando a mão de Thomas. Deixo o meu chapéu ali na cadeira.

━ Relaxem, fique a vontade ━ Sarah pisca.

[⚘]


JOSH


Vejo Blue olhar para nós dois ali na mesa, como se sentisse sendo a vela. A loira suspira ━ Vou indo então ━ pisca para Sarah que dá apenas um risinho e terminava de comer a tortinha de morango, segundo Thomas, a preferida dela.

Ela é tão bonita quanto Angel descreveu, parecendo um anjinho, fofa e muito bonita... Estou babando, e querendo muito dar um beijinho nessa baixinha adorável! ━ Então, o Thomas e a Angel são tão adoráveis juntos! Acha que eles se casam daqui a algum tempo? ━ me pergunta.

Mordo o lábio ━ Hm, não dou meses pra isso acontecer, ela me fala tanto dele, mas acho que ela ainda não se tocou que o ama.

Sarah passa a mão no cabelo ━ Ah, sim. Thomas me contou sobre a situação deles, não diga a Angel que sei ━ pisca pra mim, e acho que pisquei junto ━, Mas a Angel me parece ser uma garota incrível, e vejo nos olhos dela como ela o ama... E ele também é um bobão pela Fay, isso é fofo demais! Quero ser titia logo!

A loira ri, deslumbrada com a ideia de ser tia ━ Juro que não conto! ━ dou um risinho ━ Eles vão se acertar, aquela safada só está se fazendo de difícil, Angel já sofreu muito nessa vida, então é complicado quando encontra alguém disposto a valoriza-la Sarah, no fundo a Angel é uma garotinha que só quer afeto ━ suspiro.

Sarah levanta a sobrancelha ━ Vocês são amigos de infância? Me parece conhece-lá muito bem!

Ela ficou curiosa? Ficou curiosa. ━ A conheço desde que eu tinha uns dezenove anos e ela quatorze, foi uma época difícil, com o pai a expulsando de casa entre outras coisas... Acabamos virando melhores amigos, Angel é como uma irmã mais nova, a ajudei aceitar a bissexualidade de alguma forma ━ expliquei.

A moça apoia os cotovelos na mesa, já que estávamos um de frente ao outro ━ Hm, nas cartas Thomas me falou brevemente dela, o pai não a aceitou por isso e a expulsou de casa?

━ Sim, ela não sabia lidar, mas a ajudei lidar com isso, e hoje estamos nessa, afinal também sou... ━ digo timidamente.

Sarah dá um sorriso largo ━ Nessa altura você sabe que também sou... De uma certa forma, fico feliz que seja, vai me entender de alguma forma... ━ ela olha pra qualquer canto ━, Gosto da sua companhia e os garotos se afastam quando digo que beijo garotas e me chamam de "moça homem" por isso fiquei um bom tempo na Europa. E de vez em quando fico na casa do Thommy. ━ vejo sua expressão mudar.

A olho de maneira doce, sentindo o meu rosto quente quando ela diz gostar da minha presença ━ Acredite, não te julgo em nada, mesmo que eu não tivesse a mesma orientação que a senhorita, não deixaria de gostar de sua pessoa... Está pensando em ficar aqui por um tempo maior? ━ suspiro.

Sarah sorri olhando Bobby passar correndo pela sala de jantar ━ Vim para trazer o Bobby, já que estou com ele a quase dois meses... Thomas foi gentil em deixa-lo comigo... Mas quero ficar um tempo á mais, preciso descansar, a vida como autora lendo em livrarias e bibliotecas... Dando autógrafos, recebendo críticas por ser assumida bissexual... Quero pensar em trabalhos novos e ficar perto do meu irmão ━ enfim me olha ━ E você Dylan, o que faz da sua vida?

Batuco os dedos na mesa, não consigo deixar de olhar pro leve decote no vestido dela. Ah eu não nego, sou tão tarado quanto a Angel, claro, não vou tentar agarrar ela. Não por agora. ━ Você é uma escritora bem famosa na Irlanda, hm? Me lembro do seu nome em alguns eventos voltados a literatura, pelo que vejo, é uma mulher completa... E eu? Ah, minha vida? Bem... Cuido de assuntos da minha família, trabalhamos no ramo de pescaria, a maioria mora perto do porto, com embarcações e admiração, morei muito tempo em barco de pequeno porte... Cuido de boa parte do nossos bens, já que meus pais precisavam muito de um descanso... ━ explico.

Morde o lábio ━ Gentil... Você não me parece o tipo de cara que gosta de "cuidar dos negócios da família" como posso explicar... Espírito livre ━ pisca pra mim.

Sorrio ━ Bem, sim... Mas viver sozinho... Em barco... Me deu uma liberdade... As vezes podia fingir que não era Josh Dylan... Ser até um pescador comum... ━ suspiro.

Arqueia uma sobrancelha ━ E teve muitas aventuras amorosas? ━ me fala curiosa.

Apoio os braços na mesa ━ Poucas... Mas admito que não vivo uma á meses. ━ só eu que estou amando o rumo dessa conversa?

Hiddleston fica levemente corada, sorrindo. Isso é bom sinal ━ Entendo...

━ E você? Se me permite perguntar. ━ olho bem interessado na resposta dela.

Ela suspira ━ Terminei um romance recentemente... Acho que ela não... Aguentou namorar uma escritora que recebe muitas cartas de fãs apaixonados... ━ já sabia que ela havia terminado um namoro, mas ela me dizendo isso... É um bom sinal.

Respiro fundo e sobreponho minha mão, á dela ━ Ei... A culpa não foi sua, sim? Tem gente que não tem confiança o suficiente para ter uma pessoa tão bonita e fantástica ao seu lado... E fica com esses ciúmes bobos, não me parece uma pessoa que dê motivos pra isso Sarah ━ falo suavemente.

Ela sorri toda sem jeito e afasto minha mão, ainda mantendo o olhar diferente, não vou tentar esconder que tenho algum interesse, afinal, ela é muito especial pelo que sinto ━ Oh sim... ━ ajeita o cabelo ━ E então? Quando planeja nos visitar de novo?

***


ANGEL


A ideia é deixar Josh com Sarah, conversando, do jeito que ele é, a convenceu de deixa-lo vir mais uma vez, e sem mim.

Assim que saímos pro jardim lateral, Thomas troca toque das minhas mãos, por tocar meus quadris subitamente, me encostando na madeira perto da parede, respiro fundo sorrindo ━ Thomas? ━ dá até um medinho quando ele faz isso comigo.

Sorri maldoso me olhando bem nos olhos ━ Vai se fazer de boba agora? ━ franze a testa, e antes que eu fale algo, sinto o toque de seus lábios em minha pele, no meu pescoço e ombro esquerdo.

Respiro fundo fechando os olhos, enfim encostando as mãos nele ━ Também estou com saudades... ━ falo basicamente gemendo sendo pressionada por ele contra a madeira.

Me encara segurando o meu queixo ━ Pode voltar mais tarde? Ou posso ir na sua casa, se quiser ━ morde o lábio, sussurrando o tempo todo.

Mantenho o sorriso maldoso ━ Posso vir, com toda a certeza ━ pisco.

━ Não me decepciona nunca ━ ele me beija sem prévio aviso, me pegando de surpresa, envolvo os meus braços em seu pescoço, tentando acompanha-lo, sentindo suas mãos passaram por todo o meu corpo, quase me erguendo ali. Ele está com tanto tesão acumulado quanto eu.

Após aquele beijo logo, acabo pedindo um pouco de espaço pra respirar. Podendo sentir sua respiração bater contra o meu rosto, enquanto tento recuperar o meu ar ━ Eu amo o seu jeito de filho da puta, me arrastando pra um buraco cheio de putaria e Shakespeare envolvido... Acho que você é muito mais a minha má influência, afinal, eu que me chamo Angel aqui ━ falo sorridente me ajeitando entre seus braços.

Me olha curioso ━ Uau, sou um demônio então? Gostaria de ter um te amando? Mesmo que depois fôssemos julgados por Deus? ━ ri.

Começo a rir ━ Bobo, claro que sim... Eu te amaria igualmente! Não me importaria em te beijar ━ falo.

Opa, o que eu ACABEI DE FALAR?!

Thomas franze a testa, surpreso. Mas não deixando o olhar de quem quer tirar uma com a minha cara ━ Você disse que me amaria mesmo assim? Quer dizer que me ama, agora Angel? ━ e eu me fodi toda.

Arregalei os olhos sem ter pra onde correr, literalmente, saiu sem querer! Não queria ter dito em meio a aquele tom de brincadeira ━ E-eu, não! Eu não...

Thomas me interrompe, chegando o rosto bem próximo ao meu, sendo o mais suave e sexy possível olhando dentro dos meus olhos, e aquele perfume, puta merda ━ Está sendo tão ruim sentir isso? O que custa termos um relacionamento sério, com todos sabendo? O que custa aceitar o meu amor por completo, já te disse que não ligo pra nada que tenha feito nessa vida, gosto de você, do jeito que é, não sinto vergonha de caminhar de mãos dadas com a senhorita e dizer que é minha mulher... Angel... ━ gemeu com a boca próxima a minha quase me beijando, naquela sensação hipnotizante. Sentindo o meu coração bater forte, e quero tanto falar, e acabar com aquela tortura, ve-lo rastejar querendo que eu apenas diga que o amo... Me machuca também. Passou a machucar.

Não consigo responder e só respiro, afastando o rosto e olhando pra qualquer canto.

O silêncio constrangedor.

Logo ele toca o meu rosto, me fazendo o olhar, com a expressão calma ━ Desculpe, não vou pressionar você, okay? Mesmo que eu tenha adorado o que ouvi da sua boca ━ levemente se abaixa, juntando os nossos lábios rapidamente me dando aquele beijo suave e gentil. Ajeita o meu cabelo, ainda sorrindo ━ Blue ficou de vela hoje...

Ainda sem jeito sorrio ━ Acho que ela está namorando escondido...

Thomas pisca ━ Hm, sim! Também tenho essa sensação. Espero que a Sarah e o Josh estejam conversando um pouco... Senti mesmo que ela se sente bem com ele...

━ Espero que ela tenha gostado de mim... Não quero que sua família tenha algo contra a mim, e te dê problemas... ━ suspiro.

Passa a mão em meu cabelo novamente ━ Ela te adorou! Não fique tensa com isso, minha família é maravilhosa em questões assim... Fofo... Você se importar...

Fico vermelha de novo dando um risinho ━ Claro que me importo...

Arqueia uma sobrancelha, e volta a encostar em mim ━ Hm, você leu os livros que te emprestei?

Ele está com segundas intenções... ━ Sim, terminei de ler Otelo, e estou tão apaixonada! Livros de épocas são muito peculiares...

Ri maldoso ━ Qualquer putaria, acontece no jardim... E estamos em um... ━ sabia!

Levemente dou um tapinha em seu rosto ━ Não vamos transar no jardim, gosto de conforto ━ ri, um pouco vermelha. ━ E gosto de me cuidar, felizmente farmacêutica e posso tomar alguns remédios naturais pra evitar gravidez.

Ele mantém a risada ━ Poxa, gostaria de ter um filho seu, com os olhos azuis e esse cabelo preto, tão bonito... Angel frustrando meus sonhos! ━ choraminga de brincadeira.

━ Thomas! ━ ri ━ Tenho dezenove anos! Não pretendo estragar meu corpo, que você ama lamber ━ mostro a língua.

Faz beicinho ━ Você é tão gostosa... ━ me analisa ━, Mas adoraria te ver grávida, seria um sonho realizado, sabe que ter uma família é algo bem importante pra mim! ━ fala todo bobo.

Esse homem não para! ━ Thomas William Hiddleston! Chega! ━ me solto dele ━, Temos um trato e quero cumpri-lo, não vou ter um bebê não! Aquieta esse pau, até porque eu que iria parir! ━ cruzo os braços, muito brava.

E o moreno nem aí para o que falo ━ Você fica tão linda bravinha, vai ser a mãe dos meus filhos ainda ━ pisca.

Dou o dedo do meio ━ Teu rabo Thomas! ━ ele consegue me fazer ficar tão sem graça!

Eu te amo, seu imbecil.

[⚘]


No dia seguinte, Holland estava comigo, me ajudando a comprar alguns recipientes pra minhas aulas, ele na verdade está carregando a caixa pra mim.

━ Holland... Você está com a Blue sim! Vocês se beijaram?! ━ falo abismada.

Ele ri ━ Angel, já disse que estamos na mesma.

Faço que não, toda indignada, pela mentira ━ Thomas, vai mentir pra mim? Eu que já toquei no teu pau? ━ levanto uma sobrancelha.

Riu enquanto atravessamos a rua ━ Angel, ela só me perdoo... Nada demais.

━ Meu que não é nada! Porra, vocês vão voltar? Fale algo!

━ Angel... Eu... Eita, olha só... ━ faz careta olhando para frente. Olho na mesma direção e vemos uma carruagem preta, perto da igreja.

━ Gente da capital... ━ falo baixo.

É quando, reconheço, uma das pessoas que estavam ali de frente a igreja, o homem de pele quase verde de tão branca, e aquela aparência nada saudável, usando batina na cor preta.

Na verdade não sinto as minhas pernas, e aquele frio na espinha ━ Não, não, não pode ser... Ele não, tudo menos ele, Deus está me castigando? Eu vou para o inferno?! Eu... ━ aqueles pensamentos soltos de horror, passavam por mim.

━ Angel! Esta tudo bem?! Você está branca...

Eu não consigo assimilar nada, tudo começa a girar, e me apoio no poste de luz, sentindo o chão parecer sumir de meus pés ━ Têm um demônio em você e viu tirá-lo, meu caro anjo... Você parece tão triste? Posso brincar com você novamente... Angel, não se faça de tonta! Confesse seus pecados sua desgraçada... ━ as vozes... A voz.

━ Eu não estava endemoniada... Ele... Ele... ━ sussurro, sentindo falta de ar, sentindo algumas lágrimas descerem em meu rosto.

Ouço Thomas por a caixa no chão ━ Angel, você tá passando mal? O que foi? ━ diz baixinho.

Eu não consigo dizer nenhuma palavra, só sinto minha mão escorregar do metal e fecho os olhos caindo pra frente e tudo fica escuro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...