História White noise - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Do Kyung-soo (D.O), Kim Jong-in (Kai)
Tags Amizade, Amor, Colégio, Do Kyungsoo, Exo, Gravidez Na Adolescência, Kai, Kaisoo, Kim Jongin, Más Companhias
Visualizações 185
Palavras 1.490
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii pessoas lindas e maravilhosas.
zuzu bem com vcs?
espero que sim, quero me desculpar pela demora, mas eu tive que descascar uns abacaxis nervosos hehehehehe
Eles não queriam ser descascados, ¬¬
Mas no fim das contas deu tudo em pizza, kkkkkkk não, não deu tudo certo, mas um dia da
Agora eu pensei seria muito doido pizza de abacaxi, será que é bom? Será que tem? Será que eu gosta?
Mistérios do mundo.
Bem, mas voltando para algum lugar no meio do nada, esse é o último capitulo
ohoooooooo
Sim, eu poderia enrolar mais, so que tem mais fic na fila esperando para ser amada.
Então é isso, espero que gostem, desculpem por qq coisa. Bjinhos e é isso ai.

Capítulo 17 - Juntos


“— Queria falar com o Chan?

— É nada de mais. Soo… é… — respirou fundo — é sobre a gravidez, o médico disse…

— Eu ouvi, estava acordado — sorriu quadrado

— É? Bem… Chan disse que não da para ouvir nada lá do quarto deles, então… eu … bem… se você quiser… não vou forçar…

— Você quer? — o alfa engoliu seco 

— Sim… sempre te quero. — disse num sussurro que arrepiou o menor. 

— Eu também…”

 

Os dois se olharam em silêncio por algum tempo, o omega estava queimando, estava reprimindo aquela vontade, por vergonha, de ouvirem, de pedir ao namorado, da inexperiência dele, de parecer uma vadia. Mas o médico estava certo, precisava daquilo.

Jongin tirou a camiseta do uniforme que ainda usava, deixando seu corpo definido a mostra, e seguiu para cama. Ele também sentia falta do corpo do omega desde a noite que tinham ficado juntos, uma vontade de era singela antes, agora queimava todo o seu corpo. Subiu sobre a cama, engatinhando para o moreno que ainda estava sentado. Os dois se olharam brevemente, antes de se agarrem num beijo apertado. Do catou seus cabelos os bagunçando, enquanto o maior buscava seu corpo sob as roupas. Desceu os beijos, pelo seu pescoço, finalmente puxando a camiseta para tirar do corpo pequeno, os lábios colaram de imediato, na sua pele arrepiada deixando algumas marcas vermelhas. Kai apertou sua cintura e escorregou as mãos para o quadril, já puxando as calças para baixo. O moreno se contorcia em gemidos baixo, a lubrificação molhando seu meio, que logo teve os dedos do alfa o estimulando.

— Hm…. Nini…. Ahn… — empurrou o alfa contra a cama

— Ei…? — Do arrancou suas calças rapidamente, estava realmente sedento. 

— Vamos sair do papai mamãe amor. 

— Tá… — deixou o moreno conduzir. A mão fina circulou seu membro desperto, fazendo um vai e vem lento enquanto espalhava o pré gozo por ele. Não demorou muito ali. Se ajeitou, se encaixando no alfa. Apertou os olhos sentindo o membro o invadir, não estava tão preparado, mas a sensação era exatamente o que precisava para parar a coceira insuportável que sentia. Kai deslizou as mãos pelas pernas dele, subindo para sua cintura. Ele abriu os olhos fitando o castanho com um olhar safado. Segurou as mãos do outro em sua cintura e começou a rebolar lento. Logo estava quicando ali com vontade. Se controlando para não gritar quando seu ponto doce era tocado. 

— Ah… ahnn.. Hmmm.. Nini… hmmmm…

— Soo….  — o menor se curvou caçando os lábios do alfa, enquanto saia de cima dele. A lubrificação escorrendo pelas pernas, e pelo membro do alfa. Olhou a boca do maior e gatinhos pela cama deixando a bunda empinada.

— Vem, preciso de você — disse manhoso — e bem forte… — Jongin ficou de joelhos na cama e ficou atrás do moreno. Ter sua bunda empinada, era uma visão linda, alisou a pele macia, antes de entrar de uma vez nele. O moreno se agarrou no lençol abaixando a cabeça, enquanto o alfa começava a estocar cada vez mais forte. As mãos apertaram fortes no seu quadril. Deixando a pele vermelha enquanto chocava seu quadril contra o outro. Seu corpo todo começou a vibrar, e ele sentiu seu ápice chegando. Se curvou sobre o menor, apertando o corpo pequeno contra o seu, procurando seu ombro, onde cravou as presas. Kyung gemeu baixo, sentindo a dor fina. E logo o orgasmo veio. Junto com o líquido quente o preenchendo. Ele já tinha o rosto apoiado na cama, apenas deixou seu corpo amolecer.

Jongin ainda estava abraçado a si.

— Soo…. Eu te amo…

— Também te amo…. Nini….


 

….

 

Já fazia algum tempo que o casal estava deitado, Chanyeol estava lendo um livro sobre economia, e Baekhyun, continuava buscando uma posição confortável. Bufou por fim, sem conseguir. o alfa segurou o riso pondo o livro de lado.

— O que foi?

— Precisamos de uma cama maior. Eu nem tenho barriga e essa já não ta dando.

— Tá bem — Chan se ajeitou puxando o menor para os seus braços, ficando de conchinha com ele — amanhã nós vamos comprar, e você vai conseguir dormir melhor.

— Hmmm — fez um biquinho — tá… — fechou os olhos, estava mais confortável ali. Mas assim que os dois ficaram em silêncio um som estranho o fez arregalar os olhos. 

— Tá ouvindo esse barulho?

— Que barulho?

— Um som baixo, um …

— Gemido?

— É… até parece… que tem alguém… transando. — disse incerto

— KyungSoo está grávido e tem desejos, sabe como é. — o ruivo sentou na cama olhando pro alfa

— Foi por isso que Kai te chamou para falar a sós?

— Sim — virou na cama, ficando deitado de costas — ele queria saber se dava para ouvir daqui. E eu disse que não, para ele ficar de boa.

— Mas da!

— Só ignorar.

— Ignorar um filme pornô?

— Não é um filme pornô… — Baek empurrou as cobertas descobrindo os dois — ei?

— Eu também tô grávido.

— Mas betas não tem essas coisas.

— Quem disse? — disse com graça — eu tenho — subiu no colo do maior , e deu um selar nele — tem que cuidar de mim.

— Oh Baek… você é terrível. — segurou o menor pela cintura, e se aproximou selando os lábios do ruivo — te amo.

— Também te amo. Agora — rebolou — tira esse pijama — riu e deu mais beijo nele.

 

 

Soo acordou tranquilo na cama, apesar da entrada doer, do ombro estar ardendo. De Jongin ter se mostrado um fetichista por mordidas. Tinha sido bom, tinha feito tantas vezes quanto o seu corpo suportava. Olhou pro lado, o alfa também estava acabado. Sorriu olhando para ele, era tão inocente dormindo.

Levou a mão ao seu rosto, fazendo um carinho leve. Ele abriu os olhos lento.

— Soo…

— Dormiu bem?

— Sim — sorriu — e você? Tá bem?

— Sim, eu tô bem. Só não sei se vou conseguir sair da cama — riu

— Nem eu… — também riu

— Que nada tem que buscar comida para mim. 

— Claro que eu busco — deu um selar no moreno — o que você quer de café?

— Hmmmm… to com muita fome — riu 

— Vou trazer a cozinha inteira.

— Trás.

 


 

Min olhava espantado para a marca no pescoço do amigo.

— Ninguém mais marca ninguém hoje em dia, sabia? É um ritual arcaico. — disse com graça

— Bem, eu tinha que ter algo tradicional — riu

— E é verdade que ele sente você?

— Sim, mas é melhor na cama, eu também sinto ele. E Min, nunca foi tão bom. — sorriu safado.

— Caramba. Então estão indo muito bem.

— Falando nisso, como estão as coisas com o Oh? Não tentou abusar dele de novo?

— Não, mas…. Eu estou mais seguro agora. — sorriu contente — quero realmente fazer com ele. Então marcamos uma data. 

— Hmmmm que organizados. Mas tá pronto mesmo?

— To, ele é um fofo. Bem melhor do que eu imaginava. E… acho que eu tô gostando mesmo dele.

— Isso é bom. Eu te disse, tem que fazer com que se gosta. É muito mais gostoso.

— Mesmo ele não sendo experiente?

— Outro motivo maravilhoso, para transar com o Nini. Ele não tem vícios na cama, e não fica me mudando de posição como se eu fosse um boneco inflável. Apesar que eu as vezes — riu — melhor nem dizer.

— Mas Soo, tem que cuidar. Não vai se machucar, olha o bebê.

— Não vou, essa é a melhor parte, ele fica me protegendo.

— É bom mesmo porque se não eu ia lá brigar com ele. — os dois riram.

 

 

Soo chegou em casa depois da aula sozinho, Kai tinha treino. Então seria só ele e Baek, se o outro estivesse em casa. Mas o outro não estava. Seguiu para o seu quarto e ali encontrou mais um presente na cama.

— Ah… Kai. — riu, já pegando a embalagem. Abriu o embrulho rapidamente. E ali estava mais uma roupinha de bebê. Sorriu contente, tinha uma cartinha também.

“KyungSoo, 

Eu ouço você, eu sinto você 

Eu posso ouvir você mesmo se não puder ver você 

Encontro você em todos os sons deste mundo 

Com sua pequena risada 

Eu só preciso ver que se você está indo bem "

 

O moreno leu alto, e sentiu uma lágrima no canto do olho.

— Ah Nini… eu te amo tanto. — dobrou a cartinha

— Eu também te amo — a voz soou no seu cangote, e as mãos do alfa abraçaram sua cintura. 

— Nini!? — segurou as mãos que o seguravam, sentindo o abraço confortável do alfa — não estava no treino?

— Não teve — respirou contra o pescoço do menor — passei o dia inteiro sentindo você, — deslizou as mãos pela cintura do menor, fazendo um carinho na barriga, que crescia mais a cada dia, virou o menor para si — acho que podemos ir fazer aquelas compras juntos — sorriu, Soo deu um selar nele.

— Acho que podemos fazer outra coisa hoje — mais um selar — que não envolve sair desse quarto.

— Soo… — deu um sorriso de canto 

— Tenho que aproveitar bem esses meses, depois que ele nascer não acho que vamos ter tempo. — riu 

— Todo mundo diz que não. — colou os lábios nos do omega e um beijo urgente começou.


 

….


 

Fim

 

…..

 


Notas Finais


XDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD
Dae??????????????????????????
Gostaram, digam ai o que acharam.
Bjssssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...