História Who are you? Imagine Min Yoongi BTS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 53
Palavras 980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vou me denunciar blz?

Essa doença da S/N (vocês) ela foi inspirada em um filme ( eu realmente não me lembro o nome dela ) então me perdoem!

Boa leitura ! ♡

Capítulo 1 - Boy Problem.


Fanfic / Fanfiction Who are you? Imagine Min Yoongi BTS - Capítulo 1 - Boy Problem.

— ele está aqui de novo. — disse namjoon colocando o jaleco assim que chegou no hospital.

— quem? — perguntei confuso. — não me diga que-

— ele mesmo. O nosso garoto problema. Parece que dessa vez foi algo bobo mas yoongi age como se fosse morrer por conta de um arranhão.

Eu ri.

— pelo menos ele está bem. — respondo de imediato.

— e S/N? Ela ficará bem?

— eu temo que isso piore. — respondo frustrado.

— você é um excelente médico jin. — ele colocou a mão em meu ombro e soltou um sorriso gentil. — confie em mais em sí.

— sunbaenim! — a enfermeira correu até nos com um semblante preocupado. — ela, a garota!

— S/N? — perguntou namjoon.

— ela voltou a perguntar o porquê de estar aqui novamente. — disse a enfermeira. — por favor precisamos tranquiliza-lá.

— ela ainda está na mesma sala? — pergunto. Ela assente. — vamos me leve até lá.

— jin! — namjoon pegou meu braço. — e o yoongi?

— diga a ele que não há nada de errado, eu tenho problemas maiores agora. — segui a enfermeira até a sala.

Quando chegamos perto da sala ouvimos um grito alto.

— POR QUE EU ESTOU AQUI? — sem sombra de duvidas, era S/N. — aonde estão meus pais? — sua voz saiu trêmula.

Antes que as enfermeiras pudessem responder eu adentrei a sala vendo S/N encolhida na cama com os olhos vermelhos e inchados.

Novamente ela se encontrava assim.

— deixem comigo. — as enfermeiras assentiram e saíram da sala imediatamente.

— se lembra de mim? — pergunto.

Ela negou com a cabeça. Suas mãos tremiam enquanto ela chorava em silêncio.

— S/N. — ela me olhou. — você sofre de perda de memória recente, tudo que aconteceu hoje será apagado quando você dormir.

— t-tudo apagado? — repetiu ela assutada.

Eu assenti.

Me sentei na cama.

— eu sou o seu médico, me chame de Jin. — pedi.

— e meus pais, jin?

— sobre eles eu sinto muito. — eu não teria coragem de falar isso novamente a ela.

S/N abaixou a cabeça chorando novamente em silêncio.

— desculpe. — pedi.

— pelo oque? — perguntou ela ainda em prantos.

— por não conseguir te fazer lembrar das coisas. Eu realmente sinto muito.

Ela negou com a cabeça novamente.

A porta que estava fechada abriu em um estrondo alto que nos assustou.

— Como assim isso não é sério?! — perguntou yoongi apontando para um arranhão em seu braço. — isso vai deixar uma marca horrível jin! — disse o pálido.

Travei o maxilar olhando para yoongi que havia entrado na sala daquele jeito.

— não entre aqui assim. — me levanto da cama e o tiro da sala o levando para o jardim.

— oque pensa que está fazendo? — pergunto calmo. — como pôde entrar lá assim?

— entrei porque namjoon me mandou embora dizendo que oque eu tinha não era nada demais. — ele bufou e passou as mãos pelos cabelos.

O encarei por alguns segundos esperando que ele parece com toda aquela cena.

— aigoo, esqueça. — yoongi revirou os olhos. — isso é estressante. Vou embora.

O deixei falando sozinho e voltei para dentro do hospital. Caminho em passos lentos até o quarto aonde S/N estava. Assim que entrei a mesma se encontrava na janela do quarto olhando para o jardim.

— está melhor?

Ela voltou sua atenção para mim e negou, logo depois virou seu rosto e voltou a encarar o jardim.

— há quanto tempo eu estou aqui?

— um ano.

— desculpe por....não conseguir me lembrar de você. — pediu.

— há um ano eu escuto isso. — ri baixo. — está tudo bem. Esqueça.

— eu vou. Assim que eu acordar amanhã.

Ficamos um tempo em silêncio.

— como isso é possível? Como é possível que eu esqueça de tudo e todos?

— estamos tentando descobrir um jeito de te fazer lembrar.

— vamos caminhar? — pergunto. — vou te apresentar o hospital mais uma vez.

Ela assentiu e saiu da janela. Ofereci meu braço para ela segurar, ela hesita um pouco antes de pegá-lo. Saímos do quarto caminhando pelos diversos corredores.

Andávamos em passos lentos enquanto eu apresentava o hospital para a mesma.

Estávamos perto da porta principal do hospital quando ouvimos alguns gritos do lado de fora.

— fala sério!

Esse garoto...

— S/N, fique aqui, eu não demoro muito. — pedi, assentiu ela.

Corri para fora do hospital aonde vi o problema. Yoongi estava gritando com um policial.

— você quer ser preso garoto?! — gritou o policial já sem paciência.

Antes que a situação ficasse pior eu me meti.

— desculpe senhor. — pedi sem graça. — ele não sabe oque faz. — me abaixei. — por favor o perdoe.

— aigo. Está tudo bem senhor. — disse o policial. — mas essa moto será apreendida.

— ah, não vai mesmo. — disse yoongi.

— por que? — perguntei.

— ela está estacionada perto do hidrante. Se esse mocinho quer essa moto de novo, ele vai ter que pagar a multa.

Yoongi revirou os olhos e mordeu o lábio.

— filha da pu-

Tampei sua boca e o olhei incrédulo. Ele ficou louco?

O policial ignorou completamente aquele comentário de yoongi.

[...]

Já estava de noite. Yoongi estava conosco já que não queria ir embora a pé decidiu esperar meu turno acabar. Já que namjoon recusou com todas as suas forças levar yoongi pra casa.

— ei, quando acaba essa droga?

— olha como fala. — o repreendi. — quando S/N dormir.

— por que temos que esperar essa garota dormir? — perguntou curioso.

— porque ela é especial. — respondi de imediato.

— como assim?

Entrei no quarto.

— ei jin! Como assim? — repetiu o pálido.

Assim que entrei vi S/N brincando com as pontas do cabelo.

— não vai dormir.

Ela negou com a cabeça novamente.

— eu não quero esquecer de tudo novamente. Estou com medo.

— você disse isso ontem também.

— eu realmente me sinto mal por não lembrar de nada.

— não se preocupe, eu estou aqui e vou te acalmar quando você acordar.

— promete?

— prometo S/N.

Me sentei no banco ao lado da sua cama e esperei que ela adormecesse lentamente.


Notas Finais


Espero que tenham gostado ♡ me perdoem pelo atraso das minhas outras fanfics e não desistam que mim aaaaa.

Não esqueça do seu comentário, ele é muito importante ♡.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...