História Who are you really? - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa
Personagens Edward "Eddie" Kaspbrak, Richard "Richie" Tozier
Tags Fack, Finn Wolfhard, Jack Dylan Grazer, Jaeden Martell, Lília, Millie Bobby Brown, Noah Schnapp, Sadie Sink, Sophia Lillis
Visualizações 10
Palavras 1.357
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu tinha apagado o capítulo e postei de novo pq tinha uns erros ortográficos, desculpem se tiver ainda, eu tô morrendo de sono KKAJKKAK. Então boa noite e boa leitura! 💞

Capítulo 8 - Dinghy questions


Ainda tinham umas roupas na mala, já que não tinha arrumado tudo no guarda roupa. Procurei uma bermuda, não tão arrumada, mas também nem tanto velha, uma camisa social azul marinho e claro, a minha velha touca, até parece que vou largar ela assim só por conta de que metade da sala riu.

Finn Narrando.
Estava no quarto revisando o assunto de física que a professora deu hoje, e a Millie apareceu lá de repente. Se ela disse que iria lá eu nem me lembro.

Millie: Está ocupado?
Finn: Eu tava revisando física, mas pode falar. 

Me aproximei dela e lhe cumprimentei dando um beijo.

Finn: Aconteceu alguma coisa? 
Millie: Não, não. Queria que me ajudasse a escolher uma roupa, já que vamos sair mais tarde. - respondeu sentando-se na minha cama 
Finn: Tenho mesmo que sair agora pra vermos roupa? - fiz uma cara de preguiça 
Millie: Ah que preguiçoso você, hein! - repreendeu - Ah tá ok então, vou usar meu short e aquela blusa cinza de manga.
Finn: Se for pra você se sentir confortável, pra mim está tudo bem. 

Ela me deu um abraço se despedindo e saiu do quarto.

Millie: Tchau, nos vemos mais tarde. 
Finn: Tchau.



19:30.

Jack Narrando.
Eu dormi a tarde inteira, quando acordei lembrei que o Finn pediu pra estarmos lá em cima às 20:00. Acordei com a Hana toda enfiada de baixo do cobertor, ela acordou quando sentiu meus movimentos.

Jack: Mais uma vez, dormi demais. 

Ajeitei a cama, e entrei logo no banheiro pra tomar banho. Me arrumei, ajeitei o cabelo, coloquei comida nova e troquei a água da Hana antes de sair.

Jame: O cheiro do perfume está até aqui no corredor! - falou rindo
Jack: Então quer dizer que estou bem? - mostrei a camisa
Jame: Está ótimo! Não vai comer antes de sair?
Jack: Não, vou levar dinheiro. Vamos comer algo na rua, ou tomar um cappuccino, ou um sorverte. - respondi 
Jame: Então ok, vou deixar a comida na geladeira, qualquer coisa quando chegar é só esquentar. Vou dormir, estou cansado demais! - bocejou antes de entrar no quarto 
Jack: Ok, boa noite então!

Já que o meu pai não vai mais sair hoje, vou levar a chave pra quando voltar abrir a porta.
19:52.

Noah: Iai cara, como vai?
Jack: Eu bem, e você?
Noah: Ótimo. Até agora só tem nós dois aqui! - se sentou no batente que fica em frente ao supermercado
Jack: Já devem estar vindo.

Uns 3 minutos passaram, o Jaeden e a Sophia estavam vindo juntos, agora só estava faltando a Millie e o Finn.

Jaeden: Boa noite! Cadê os outros dois pombinhos?
Noah: Devem estar namorando antes de chegarem! 
Jaeden: Não duvido nada, eles começarem a namorar e ficarmos de vela.
Noah: Ah se eles fizerem isso eu caio fora! - respondeu 
Jaeden: Eu vou pro Game Plays com a Sophia e com o Dylan! - riu da situação 
Jack: Pode me chamar de Jack, sem problema.

Foi só falar de deles que estavam vindo, admiro o relacionamento deles, parecem se gostar muito, vai demorar da minha vida amorosa ficar ativa. 


Finn: Boa noite galera! - nos cumprimentou
Millie: Demoramos porquê eu tive que trocar a roupa e pegar um casaco, imaginei que fosse fazer frio.

E pior que parece que vai bater um vento forte mesmo. Decidimos tomar cappuccino mesmo, e ficamos em um lugar onde a vista de LA era a coisa mais linda que já tinha visto.

Sophia: E então, botem o papo em dia! 
Millie: E se fizermos Perguntas do Bote?
Sophia: O jogo? É uma boa, o que vocês acham?
Jaeden: Massa, quem começa?
Jack: Eu nunca joguei isso, qual o objetivo dele?
Noah: Nunca jogou com seus amigos do colégio antigo?
Jack: Não, eu não tinha amigos lá. 
Finn: É um jogo que fazemos perguntas uns aos outros, perguntas que dianta das respostas você tem chances de perguntar mais até sair do assunto ao todo. 
Jaeden: Por exemplo: 'Você já transou com mais de 2 pessoas?' Aí se você diz sim ou não, as perguntas continuam até sair do foco da primeira pergunta. 
Noah: Mas se quiser que pare, é só falar.
Jack: Ok então. - concordei
Jaeden: Começo. Noah! 

O mesmo respirou fundo e continuou.

Jaeden: Já gostou da professora de filosofia. Não é?
Noah: Que? - arregalou os olhos - Não, claro que não! Ok para, eu nunca sentiria atração por uma professora.
Jaeden: Ficou nervoso! - caiu na gargalhada - Vai me explicar isso depois, viu cara?! 
Noah: Não tenho nada pra explicar Jaeden, pelo amor de Deus. - revirou os olhos - Próximo.
Sophia: Millie. Você colou na prova de gramática ano passado, não foi?
Millie: Admito, colei.
Sophia: Por que?
Millie: Estava com nota baixa, ué! - respondeu óbvia 
Sophia: Ok, nem sei porquê perguntei, sendo que também já colei na maior parte das provas.
Jaeden: É o que? - estranhou 
Sophia: Ok, próximo!
Millie: Olha vai ser simples ok? Estou sem ideia. - explicou - Jack. Qual foi seu momento mais feliz ano passado? É que esse ano ainda está começando, aí preferi falar ano passado mesmo.

Respirei fundo me preparando pra falar.

Jack: Nenhum.
Millie: Como assim nenhum? Não fez nada legal?
Jack: Não, sempre fiquei sozinho na maior parte do tempo, então, só esse ano está sendo diferente e... bom.
Millie: Aconteceu algo pra você ter ficado sozinho?
Finn: Millie chega.
Millie: Por que? Ele não mandou eu parar.
Finn: Mas para, por favor.
Jack: Pessoal eu posso terminar de responder. 

Por que eu estava ficando nervoso?

Finn: Eu só achei invasão de privacidade demais. Não precisa falar só por causa de um jogo. 

Depois daquilo ficamos todos em silêncio, eu começei a ficar desconfortável e não sabia se saía ou ficava. 

Sophia: Gente está tudo bem? - se pronunciou
Millie: Sim, vou comprar algo pra comer. Já volto. - levantou
Jaeden: Me espera aí! 
Sophia: Vocês esperam? 
Noah: Esperamos, claro.

Nem sair pra me distrair adiantou muito, sinto que falei demais.

Finn Narrando.
O Jack tinha levantado e ficou um pouco mais a frente, enquanto ficamos e eu o Noah ali no banco.

Noah: Vai falar com ele, não parece muito bem. 
Finn: O que falo?
Noah: Você sabe. Finn, você tem seu jeito de conversar. - sorriu de lado - Vai.

Não sei exatamente porquê ficaram todos daquele jeito. Me parece que aquelas perguntas mexeram com ele, e a Millie se arrependeu.

Finn: Jack's? Está tudo bem? - perguntei - Quer conversar?
Jack: Esperar a poeira abaixar. Me desculpe por estragar a noite, sou um babaca que não sabe responder essas perguntas.
Finn: Pare com isso, não é babaca, só ficou desconfortável. Vou conversar com a Millie depois, ela errou sim, não tinha porquê se intrometer na sua vida pessoal, um jogo é um jogo, ela aprofundou demais.
Jack: Por que você me defende?

O encanrei primeiro sem saber o que dizer, mas eu vejo que ele só quer ter uma vida normal e ser feliz.

Finn: Porque você se culpa demais por coisas que não deveria. Sofreu bullying no seu colégio antigo, não foi?

Jack Narrando.
Nunca falei sobre as coisas que aconteciam pra ninguém, nem o meu pai sabia de todas as coisas, ele nem fazia ideia, só sabia o básico.

Jack: Acho que eles se incomodavam por eu ser quieto demais, tentei mudar, mas não deu muito certo. - respondi depois de respirar fundo - Vim pra Los Angeles pra mudar a vida, não quero ficar assim pra sempre.
Finn: Me chamavam de cara de sapo, de narigudo, chato, tagarela. Engraçado que cheguei no 1° ano várias meninas começaram a babar em mim, a Lilia, Sadie, Lana, Millie, mas não consegui esquecer das coisas anteriores a isso, não gosto de falar sobre. Por isso pensei que você ficou desconfortável ao falar aquilo no jogo.

Falar aquilo fez eu me senti mais leve, e não iria imaginar nunca que o Finn passou por algo parecido. Naquele momento só lembrei como a mamãe me ajudava e me fazia sentir feliz independente da situação, ela sempre esteve lá comigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...