1. Spirit Fanfics >
  2. Who are you really? (temporada 2) >
  3. A little about myself

História Who are you really? (temporada 2) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa tardee, 💛

Capítulo 3 - A little about myself


Psychological Clinic ADAMS
16:12.

Sadie: Boa tarde.
Secretária: Boa tarde. Qual seu horário?
Sadie: 16:30.
Secretária: Ok, pode sentar e aguardar.

Procurei um lugar pra beber água, estava ficando muito tensa. Não era tão claro o lugar, mas também não era tão escuro, um dos lados da sala de espera estava batendo sol, e eu fiquei ali pra me esquentar um pouco, o ar condicionado estava um gelo.

Os minutos iam passando e eu olhava disfarçada as pessoas que também estavam ali esperando para serem atendidas. Ao meu lado tinha uma mulher e um menino pequeno que estava grudado nas pernas dela.

- Você vai entrar comigo?
- Não, você vai entrar só querido.
- Não quero ficar lá sem você...
- Fica tranquilo, a moça só vai conversar contigo um pouco.

Eu nem lembro qual foi a última vez que tentei manter contato com a minha. Imagino o nervoso que ele está por entrar lá.

16:30.

Secretária: Sadie Sink, Dr. Rose está a sua espera no consultório 18.

Levanta e vai, falei em mente.
Abri a porta e vi uma cadeira em frente a mesa dela, e um sofá no canto. Preferi sentar-me no sofá.

Rose: Você é Sadie Sink. - viu no papel - Fico feliz que resolveu vir.
Sadie: Obrigada. - respondi tentado ser simpática
Rose: Eu liguei umas vezes pra sua casa, seu celular, um número que deixou que é de sua amiga. Mas agora o que importa é que veio. - sorriu
Sadie: É, eu ando ocupada demais. - menti - Por isso demorei de vir
Rose: Tudo bem! - virou a cadeira pra ficar de frente pra mim - O que a trouxe aqui? Sobre o que quer falar?
Sadie: Sobre... mim. É meio longa a história, eu não sei se dá pra contar tudo hoje mas, - respirei fundo - preciso de ajuda pra encontrar umas respostas.
Rose: Pode começar agora e termina na sexta, se não terminar na sexta pode terminar na semana que vem. - sorriu de lado
Sadie: Devo começar, de onde eu vim?
Rose: Você quem sabe! Pode começar de onde achar melhor.

Agora que meu nervoso atacou de vez. Meu Deus.

Rose: Sadie, pode começar quando quiser. Sem pressa.

Respirei fundo e me preparei pra falar. Ok, lá vai.

Sadie: Eu fugi pra cá pra Hollywood faz quatro anos. E disso em diante parece que uma parte minha está aqui e outra lá. - respondi um pouco confusa - Não sei explicar. Eu vejo coisas aqui que me lembram lá, e não foram lembranças boas.
Rose: Você era de...?
Sadie: L.A.
Rose: E veio pra cá pra fugir de quê? Imagino que tenha sido horrível pra você, e essas lembranças que vai e vem de sua cabeça.
Sadie: Eu fugi de meu irmão, o Drace. A nossa relação de irmãos era estranha, tinha hora que ele estava bem, tinha hora que não, e horas que ele me assustava. - engoli seco

FlashBack-On:

Sadie: Drace por favor, abre a porta. - falei quase perdendo a paciência

FlashBack-Off.

Sadie: A mamãe tinha viajado naquele período. Ela não sabe que estou aqui. Troquei de celular, fiz tudo pra esquecer aquele lugar e não adiantou nada. - respondi de cabeça baixa
Rose: E a relação entre você e sua mãe era como?
Sadie: Era boa, mas tenho medo de ter contato por agora.
Rose: Você conseguiu sair de lá, é uma coisa boa. - respondeu compreensiva
Sadie: Sim, eu não aguentava lá. No meu colégio antigo...eu achava que metade do colégio eram meus amigos, eu era muito iludida. Mas tinha uma amiga, ela era incrível comigo.
Rose: Ainda tem contato com ela?
Sadie: Não, me lembro pouco do rosto dela. Mas lembro bem do quanto ela me fazia feliz.

Meu nervoso parou e fui me sentindo mais relaxada. Acho que foi no início mesmo.

Rose: E aqui, como está sendo?
Sadie: Bem até em relação a trabalho, minha amiga. - olhei a janela de longe - Eu tento levar uma vida normal, sabe?
Rose: Como é a vida normal que você diz?
Sadie: Ah... ter uma casa, amigos, ouvir música. Só falta eu esquecer o passado. - confessei
Rose: A palavra não é esquecer, mas você vai superar os momentos ruins. E você pode confiar em mim, pode falar do que quiser, quando quiser. Você tem meu número.

Ficamos uns dois minutos em silêncio.

Rose: E o que você fala aqui, fica aqui. Eu não quero e posso falar a ninguém.
Sadie: Ok, obrigada. - respondi
Rose: Por nada, querida! - sorriu - Ah eu não perguntei do seu pai. Como eram vocês? Tinham uma boa relação?

...

Sadie: Olha, eu... não estou preparada pra falar disso. Me dói muito, muito mesmo.

FlashBack-On:

9 anos atrás.

Maison: Hey moranguinho, você precisa se comportar. Se agachou e ficou na minha frente enquanto eu estava sentada.
Sadie: Mas ela me disse coisas idiotas. respondi fazendo bico - Tive que bater nela.
Maison: As coisas não se resolvem assim, não precisa bater nas suas colegas por conta disso.
Sadie: Scarlett me chamou de briguenta. Maison: Sua amiguinha?
Sadie: Ela não é mais minha amiga.

Ele pegou nas minhas mãos e abriu um sorriso lindo.

Maison: Procure conversar com ela, e você precisa ser menos agressiva, controle sua raiva. Não quero que seja assim, seja essa menina que está aí dentro que eu sei que é incrível.
Sadie: Eu te amo, papai. - o abraçei

Eu nunca vou esquecer daquele dia.

FlashBack-Off.

Por que eu lembrei? Segura, não chora. Não chora.

Sadie: Eu amo ele demais, foi incrível na minha vida. - deixei cair uma lágrima - Pior coisa que aconteceu foi ele ter falecido.
Rose: Meus pêsames. - sentou ao meu lado - Vocês eram muito próximos, certo?
Sadie: Sim, era quem eu mais contava as coisas, brincava. Depois dele ter ido eu senti um vazio tão grande. Até hoje não superei.
Rose: Olha, são 17:20, temos mais 10 minutos e eu queria só uma coisa.
Sadie: O que? - a olhei
Rose: Vou te entregar isso. - levantou e me entregou um papel com umas perguntas - Pode responder quando quiser e me trazer na sexta. O que não quiser responder só, respondemos juntas. - sorriu
Sadie: Ok. - dei uma olhada - Acho que consigo responder sozinha.
Rose: Quer falar mais alguma coisa?
Sadie: Acho que vou deixar pra falar na próxima, mas uma coisa... fobia social, tem tratamento? Nunca parei pra olhar no google.
Rose: Tem, por que? Você tem? - me olhou
Sadie: É, tenho. Nunca disse a Hailee, minha amiga. Ela deve achar que é drama meu. - ri baixo
Rose: Fale pra ela, vai ser melhor do que você ter que dar sempre uma desculpa diferente pra não sair, ou conversar com alguém.
Sadie: Nossa, isso aconteceu hoje. - fiquei surpresa ao vê-la adivinhar - Tenho que ir ao cinema no sábado com uma colega de trabalho e não quero ir. - ri - Mas dessa vez não tenho nem mais saída.
Rose: Fala que vai fazer limpeza no quarto. - respondeu

É uma boa.

Sadie: Pode ser! - respondi rindo
Rose: Ok querida, então falamos mais sobre isso na sexta. - levantou-se e eu também
Sadie: Ok, até mais. - me despedi
Rose: Tchau, Sadie! - sorriu

Passou tão rápido... foi bom ter que falar sobre umas coisas. Me sinto até mais leve por ter falado com ela. Não foi tão ruim quanto imaginei. Quando já tinha descido fui direto procurar um táxi.

- Oi, desculpe chegar asism mas você pode me ajudar?

Era uma mulher loira com os cabelos presos e estava usando uma roupa casual simples.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...