1. Spirit Fanfics >
  2. Who Would Think that Love? >
  3. I don't wanna lose this with you.

História Who Would Think that Love? - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


MUITO obrigada a quem tá acompanhando, comentando e sempre por aqui!
Boa leitura, amores!

Capítulo 14 - I don't wanna lose this with you.


Fanfic / Fanfiction Who Would Think that Love? - Capítulo 14 - I don't wanna lose this with you.

- Vai com calma, gatinha. - Scorpius resmungou ao ser empurrado para dentro de um armário de vassouras por Rose.

A garota continuou olhando para a porta por alguns segundos antes de se virar para Malfoy.

- Eu achei que você quisesse ir para a aula, mas por mim tudo bem… - Sorrindo de lado, ele deu de ombros e se aproximou dela para continuar a sessão de amassos mas foi impedido quando ela colocou uma mão em seu peito.

- Por Merlin, o que você pensa que está fazendo, Malfoy?!

- A gente não vai…?

- Claro que não, seu idiota!

Scorpius ficou calado, ele podia dizer pelo olhar dela que a garota estava a uma palavra de arrancar fora o coração dele e destroça-lo com as próprias mãos, como faziam em um seriado trouxa que ele havia assistido com Albus e Lily Luna há alguns verões. Os olhos azuis dela cintilavam em fúria a luz da varinha que estava acesa por um feitiço.

- E você nem vai falar nada?!

- Weasley, eu tenho amor pela vida. - Ele ergueu as sobrancelhas.

Ela segurou o riso.

- Não me venha com gracinhas. - Ela respirou fundo. - Você não deveria ter feito isso, Malfoy.

- O cara estava grudado em você, parece ter esquecido que ele mesmo terminou com você. - Scorpius deu de ombros.

A Weasley revirou os olhos.

- Ainda não é motivo suficiente.  - Ela apontou o dedo indicador para ele. - Eu não sou um objeto e não sou propriedade de ninguém, Malfoy. O que você fez foi agir como se eu fosse sua propriedade. - Rose gesticulava furiosamente. - Como a droga de um animal marcando território!

- Weasley, eu só fiz isso para tirar ele do seu pé… - Ele respondeu tentando acalmar a garota. - Eu sinto muito se...

- Dane-se! Você deveria ter tentado fazer isso de outra maneira então, não fazer uma disputa ridícula e infantil sobre quem é meu dono! - Ela puxou a bolsa do ombro dele e saiu do armário o deixando sozinho no escuro.

A semana passou e Rose continuava com o tratamento de gelo. Apenas os primos a importunavam pela cena que ela e Scorpius protagonizaram depois da aula do professor Binns, ela desconfiava que Malfoy teria dando um jeito de acalmar as fofocas, não que aquilo fizesse ela estar menos irritada com ele. Não era que ninguém soubesse sobre eles, diabos, todos sabiam sobre ele, mas Rose não gostava de momentos particulares como aquele sendo expostos para boa parte dos alunos do sexto ano.

Obviamente Scorpius tentou se desculpar ao longo da semana, começou várias vezes discursos sobre como estava errado em agir como agiu, como havia entendido a lição, que se sentia péssimo por ter feito aquilo, não seria impulsivo e imprudente novamente, mas Rose Weasley apenas dava as costas para ele e ia embora.

Albus achava a situação completamente hilária. Lily Luna e Dominique o olhavam compadecidas sempre que Rose lhe dava as costas novamente. Scorpius poderia dizer que Caleb McLaggen era quem mais parecia apreciar o fato de que a garota estava o ignorando completamente. O garoto, novamente, passou a semana inteira seguindo Rose para cima e para baixo. Scorpius não podia negar a vontade de dar-lhe um soco no nariz… Se perguntava se ele não tinha a própria namorada para infernizar ao invés da ex.

No domingo de manhã ele decidiu tentar mais uma vez. Estava cansado de Rose apenas falar com ele sobre o trabalho de História da Magia que faziam juntos. Levantou cedo, sabia que a Weasley tinha o hábito de levantar cedo, mesmo aos fins de semana. Chegando ao Salão Principal, ele logo a avistou em um amontoado de Weasleys. A garota tomava café com Roxanne, Lily Luna e Dominique na mesa da Grifinória. Ele respirou fundo tomando coragem e andou até lá.

- Weasley. - Ele chamou e ela virou a cabeça na direção dele apenas para revirar os olhos e voltar a encarar o bacon em seu prato. As outras Weasley presentes fingem não estar ali. - Weasley, pela milésima vez. Eu sei que o que eu fiz foi estúpido e eu sou o maior idiota de Hogwarts, do mundo bruxo, mas por favor, me perdoa. - Ele se sentou ao lado dela. - Eu deixo você me estuporar se quiser, mas pare de me ignorar. - Ele se aproximou dela e diminuiu o tom da voz. - Weasley, eu não quero perder o que temos. Eu sinto sua falta.

Rose não pode evitar sentir um arrepio passando pelas suas costas ao ouvir aquilo. Ela sentia que poderia derreter como sorvete em um dia quente, se ele se aproximasse mais. Ele tentou segurar a mão dela mas ela se afastou levantando da mesa.

Scorpius ficou de pé também. 

- Biblioteca, amanhã às 17h. Não se atrase. Precisamos terminar o trabalho do Binns.

Rose disse seca e saiu. Scorpius se jogou na cadeira vazia, frustrado.

- Pobre Scorpius… - Lilu sorriu compadecida.

- Eu desisto. Ela me odeia de novo.  - Ele murmurou com o rosto apoiado nas mãos.

As garotas trocaram olhares preocupados.

- Você tá de brincadeira, Malfoy? - Roxanne questionou. - Primeiro de tudo a Rosie nunca odiou você de verdade, só achava difícil de te suportar. - Ela sorriu. - Mas no fundo ela sempre gostou de competir com você nos estudos.

- Sim! A tia Hermione sempre diz que é você quem mantém ela motivada. - Dominique acrescentou.

- Sem falar que a Rosie nunca esteve tão… bem quanto agora, desde que vocês começaram a namorar. - Lily Luna disse.

- Menos na última semana, claro. - Roxanne disse e Dominique a olhou feio. Em seguida a mais velha voltou a encarar Scorpius.

- Rox está certa. Parece que ela tirou o peso do mundo dos ombros desde que você e ela se aproximaram. O que eu quero dizer é que você faz bem a ela, desperta o melhor nela. Eu sei melhor que ninguém que a Rosie pode ser difícil, mas não desista dela.

Scorpius riu fraco.

- Vocês estão insinuando que ela gosta de mim? - Ele ergueu uma sobrancelha.

Roxanne franziu o cenho e encarou as primas.

- Vocês são namorados, não? - Ela perguntou fazendo Scorpius arregalar os olhos.

- Oh, claro! Mas as vezes eu acho que ela só me quer pelo meu corpo… Sabe como é. - Ele riu forçadamente.

Dominique revirou os olhos junto com Lily Luna e Roxanne levou a mão a testa.

- Malfoy, ela é louca por você. - Dominique afirmou. - É quase como se tivesse escrito na testa dela.

Scorpius assentiu surpreso.

- Sem falar que faltam dois dias para o Valentine’s Day. - A Potter mais nova adicionou. - Talvez você possa fazer algo como naquelas comédias românticas trouxas… Rosie às adora! 

Ela gesticulou com os braços abertos.

- Não sei se é uma boa ideia e eu só teria dois dias. - Scorpius respondeu pensativo.

Lily Luna deu um sorriso cúmplice para as primas.

- Você precisa fazer um grande gesto romântico! - Ela disse com um ar sonhador.

Malfoy franziu o cenho. Dominique e Roxanne encaravam a prima como se já soubessem o que estava por vir.

- Lilu, nenhuma das séries trouxa que você ou o Albus me fizeram assistir tem algum grande gesto romântico.

Roxanne e Dominique gargalharam. Lily Luna revirou os olhos.

- Malfoy, você vai fazer o seguinte...


Notas Finais


O que vocês acham que o Scorp vai aprontar?
De novo, obrigada a todos que estão acompanhando! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...