1. Spirit Fanfics >
  2. Who's Your Daddy (CounntryHumans - Brasil x Rússia) >
  3. Capítulo 6

História Who's Your Daddy (CounntryHumans - Brasil x Rússia) - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Capítulo 6


Eu já estava arrumada, está na mesa junto com todos os irmãos de Ucrânia, incluindo o Rússia.

Bielorrússia: É tão bom ter alguém novo nessa casa!

Estônia: Você estava certo Rússia, ela é realmente muito bonita!

Eu fico um pouco envergonhada, e surpresa pelo fato de que todos eles me conhecem.

Brasil: Heh, obrigada...

Todos eles eram bem gentis, a maioria deles estudavam na mesma escola que eu.

Já estava quase na hora da gente ir para a escola, Ucrânia e o resto dos seus irmão saíram mais cedo, ficando somente Rússia e eu.

Brasil: Eu acho que te devo desculpas.

Rússia: O que? Pelo chute no saco? Tá tranquilo, você estava confusa e eu só estava piorando a situação.

Dou um pequeno sorriso para o enorme russo, ele até que é uma pessoa boa.

Rússia: Mas quem resistiria a um corpão tão delicioso como seu?

Okay... retiro o que eu disse.

Brasil: Cara! Vai se fuder!

Dou um soco no braço dele.

Rússia: Tá bom, agora podemos ir?

Brasil: Claro, vamos!

Rússia: Eu estava esperando por isso a meses.

Brasil: O que você vai fazer?

O russo me pega no colo e me coloca em cima de seu ombro.

Rússia: Pronto! Agora podemos ir para escola.

Brasil: Seu maluco me ponha no chão, AGORA!

Ele me ignorou completamente e começou a andar.

Brasil: Me coloque no chão agora se não quiser outro chute no saco!

Rússia: Duvido você tentar, Baby.

Ele prende minhas pernas com o braço que estava livre.

Rússia: Agora podemos sair!

Ele atravessou a porta e logo em seguida a trancou, fomos a caminho da escola com ele me carregando daquele jeito.



Eu mandava ele me soltar, mas o arrombado na me deixava, cheguei até a insulta-lo, mas isso só piorou a situação, ele me apertou mais forte me machucando, estava cansada, mas não parei de pedir para ele me soltar.


Brasil: Me solta.


Rússia: Não.


Brasil: Me solta.


Rússia: Não.


Brasil: Me solta.


Rússia: Ok


Brasil: Sério!?


Rússia: Sim, só com uma condição...


Brasil: Lá vem.


Rússia: A partir de agora, você irá somente me chamar de Daddy!


Brasil: Me carrega logo até chegarmos na escola!


Rússia: Você não vai nem tentar? Não é tão difícil assim.


Brasil: Prefiro morrer do que te chamar de Daddy!


Rússia: Tudo bem! Só saiba que seria bem estranho seus amigos te vendo sendo carregada pelo valentão da escola, não acha?


Brasil: Ehh...


Rússia: Você já pensou no que eles poderiam dizer de você?


Droga, ele está certo! Eu detesto quando uma outra pessoa fala mal de mim, não é que eu ligue para isso, é que minha regra é o seguinte, só eu posso me zuar! Ninguém mais. Paro e penso um pouco na sugestão, eu não vou morrer se começar a chamar uma maluco cara de poste de Daddy, não vou?


Brasil: Uhgf....


Rússia: Então?


Brasil: Tá bom...


Respiro fundo e...


Brasil: Daddy.


O mesmo me coloca no chão.


Rússia: Agora não tem mais volta.


Brasil: Eu sei...


Rússia: Vamos, Baby?


Fico calada um pouco, abaixo a cabeça fazendo bico.


Brasil: Vamos Daddy!


Minha vida é um inferno! Eu só me fodo! Porque eu ainda estou viva!? Eu estou indo para a escola junto com um cara que eu nem se quer conheço! Eu só queria que tudo isso acabasse.


~🕟 (Quebra do Tempo)🕟~


Chegamos na escola, como ontem estava lotado, sério, pra tudo isso de gente? É apenas o segundo dia de aula! Não precisava vim tanta gente.


Consegui avista Canadá e Estados Unidos, eles estavam juntos com Jamaica e Holanda, tento me aproximar deles, mas o poste mala sem alça segurou minha mão.


Brasil: O que foi?


Rússia: Você vai ficar comigo!


Brasil: Mas ele são meus amigos!


Rússia: Toda vez que te vejo perto do Estados Unidos, sinto um sentimento ruim.


Brasil: Ain! Você tá com ciúmes?


Rússia: Eu não!


Brasil: Então não tem problema eu ir lá conversar com eles.


Rússia: Baby!


Brasil: Tá bom, tá bom! Pelo menos deixa eu dar um "Oi".


Ele olha para eles depois para mim.


Rússia: Uhgf.. Tá bom, pode ficar com eles. Te encontro no intervalo.


Brasil: Ah, valeu!


Ele acaricia minha cabeça e se retira, eu fico um pouco corada, nunca pensei que gostaria de uma coisas dessas.


Balanço a cabeça tentando esquecer o tal pensamento, e de tão distraída me assustei com Canadá que me chamava atenção.


Canadá: Eai piguimeia! Se recuperou das cachaça?


Brasil: Haha, muito engraçado! E se você me chamar de piguimeia de novo, eu juro que corto sua língua!


Canadá: Ok! Cresce primeiro para fazer isso.


Brasil: Filho da puuta!


O mesmo se acaba de rir do meu lado, tava quase dando um soco na barriga dele, mas seria crueldade demais.


EUA: Sup bros!


Estados Unidos se aproximava junto com Jamaica.


Brasil: Eae viados!


Canadá: Hah, Eai!




Jamaica: Então, e a festa de ontem?


Brasil: Caraio você foi? Eu nem te vi lá.


Jamaica: Mas eu te vi! Como sempre você foi a mais louca.


Brasil: Ainn brigada!


EUA: Pois é, teve uma hora da festa que eu te perdi completamente.


Canadá: Que horas foi isso?


EUA: Quando a festa estava acabando.


Canadá: Ela tava chapadona lá no sofá, eu tentei ajudar, mas a Bielorrússia me impediu.


Jamaica: Brasil, você dormiu na sua casa?


Brasil: Não, dormi na casa da Ucrânia.


Todos ficaram boqueabertos.


EUA: Você quis dizer, na casa do Sr. Soviético?


Brasil: Sim! Mas relaxa ele ficou fora o dia todo.


Conversamos um tempo até que bateu o sinal, nos despedimos e fomos cada um para sua sala.


Entrando na minha sala, Argentina e Chile vieram ao meu encontro.


Argentina: Menina! Onde você estava ontem a noite?


Chile: Te procuramos na casa toda!


Brasil: Não se preocupem, eu dormi lá ontem!


Argentina: Ué? Porque?


Brasil: Segundo as palavras de Ucrânia, eu estava bêbada demais!


Chile: Isso eu não posso discordar.


Inglaterra, nosso professor entrou na sala e assim todo mundo se colocou em seu devido lugar.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...