1. Spirit Fanfics >
  2. Whose Crown Is It? (Minsung and more...) >
  3. .matando saudade

História Whose Crown Is It? (Minsung and more...) - Capítulo 51


Escrita por: RainbowGirl016

Notas do Autor


Boa leitura 👑♥️

Capítulo 51 - .matando saudade


Fanfic / Fanfiction Whose Crown Is It? (Minsung and more...) - Capítulo 51 - .matando saudade

O jantar acabou aconteceu do lado de fora, o que foi uma experiência maravilhosa. Uma mesa grande foi colocada do lado de fora enquanto o jantar era servido pelo comida que ia voando até os pratos deles.

Tinham que tomar cuidado ou eram acertados... igual como Youngjo acabou sendo sem querer.

Ainda estavam surpreso em encontrarem Bora e Siyeon ali. Assim que os pequenos acabaram pegando no sono logo após o jantar e as “mães” os levaram para os quartos deles, voltaram pois tinham muito ao que explicar.

Explicaram, do mesmo modo como explicaram para Jeongin, o que havia acontecido. Siyeon acabou chorando baixo quando falaram que Gahyeon havia ficado, mas acalmou quando Jisung falou que Hyungwon não ia machucar a menor, afinal, ele precisava dela viva...

O Han não sabia o quanto Gahyeon ia aguentar com a influência do antigo conselheiro real, afinal, Hyungwon queria molda-la na sua visão de realeza perfeita.

Siyeon estava diferente, com um ar mais livre ao seu redor. Minho não conseguiu não olhar para as alianças combinando das duas e supôs que o casamento que Yoobin havia falado tinha sido o as duas.

– Depois que fugimos, tivemos que escapar das tropas do papai, mas Bora nos trouxe aqui, pois ela tinha um velho amigo que poderia ajudar – Siyeon fala.

– Jeongin é um antigo conhecido das caçadoras e sempre nos ajudou – ela tira algo com pescoço, mostrando um colar – Foi a minha chave para encontrar esse lugar e, ao mesmo tempo, esse velho preguiçoso.

– Velho não, estou no auge da minha idade. Em idade de feiticeiros, sou um neném ainda – retruca.

– Ficamos um tempo por aqui até nos apegarmos ao lugar e as crianças – sorri – Yoobin e Minjae, na verdade, são aprendizes do Jeongin e ajudam ele sempre que podem. Eles só os chamam de vovô pois acham fofo, enquanto somos as mães deles. Os dois eram órfãos antes de Jeongin adotar os dois... acho que eles acabaram me lembrando vocês – ela sorri para os irmãos – Eu estava com saudades, se Bora não me segurasse tanto, já teria voltado.

– Ainda é perigoso – ela olha para eles – E se vocês estão aqui, significa que algo não está certo. Eu não consigo entrar em contado com minhas irmãs, estou surpresa por elas não estarem com vocês...

Todos acabaram se olhando. Bora suspeitou.

– O que? O que aconteceu com a Minji e a Yoohyeon?

– Antes de mais nada, vamos afastar isso de você... – Minho se levanta e tira os talheres de perto dela – Sabe, só por precaução.

– O que? O que foi? – ela estava confusa.

– Vamos Changbin, fale o que aconteceu com nossas irmãs – Youngjo fala, com um sorriso satisfeito – Bora vai adorar escutar por você, afinal, você sabe da história exata, não é mesmo?

O modo como Bora olhou Changbin foi tão tenso que todos juravam que ela estava olhando através da alma dele. Quando ele começou a explicar e terminou tudo, ela acabou pulando em cima da mesa e partiu para cima dele.

Ele conseguiu fugir a tempo, mas ela continuou a persegui-lo. Por mais que Siyeon pedisse para ela parar, a esposa estava determinada matar o ladrão.

– Faça alguma coisa! – Siyeon olha para Jeongin, que estava interessado em descascar uma uva roxa – Jeongin!

– Não é da minha conta...

– Por favor! – ela grita.

– Ok, ok...

Ele estala os dedos e os dois acabam congelando. Ele elevou a mão e os dois voltaram para seus lugares. Quando ele estalou de novo, estavam descongelados.

– Como pode tentar matar elas?! – Bora bate na mesa – Eu vou acabar com você!

– Eu tinha que seguir ordens ou quem morria no lugar delas era eu! – defende – Elas estão vivas ainda! Deveria me agradecer!

– Seu...

– Bora, por favor – Siyeon segura sua mão – Amor, elas estão bem, por mais que não goste da ideia, Changbin salvou a vida delas. Então seja um pouco mais grata, ele poderia ter deixado elas para morrer de verdade.

– Mas...

– Ele errou, todos cometem erros – fala – Ele assumiu e pediu desculpas. Não vai adiantar nada você ficar com raiva agora, ele não é o verdadeiro culpado. Enquanto você briga, minha irmã mais nova ainda está lá no palácio, junto com monstros.

Bora acaba colocando a cabeça apoiada no ombro da esposa e a abraça.

– Tudo bem, mas só por você... – sorri para a esposa, mas lança um olhar mortal para Changbin antes de sentar novamente.

– Boa menina – sorri, beijando sua cabeça – Jeongin, sabe como derrotar o Hyungwon?

– Bem, acho que sim, mais não vai ser fácil – fala, levantando-se da cadeira – Me encontrem amanhã cedo no meu quarto de feitiços. Vou explicar como iremos fazer.

– Onde você vai? – Minho pergunta.

– Vou dar uma olhada no príncipe Yeonjun. Podem aproveitar o resto do jantar, daqui a pouco a sobremesa voa até vocês... apenas, tomem cuidado para não entrarem no caminho.

Ele acaba deixando os meninos ali.

– Então! Hyunjin... – Siyeon volta a se sentar, junto de Bora – Parece que eu não sou a única que me imaginei com uma aliança no dedo – sorriu – Que história de casamento é essa?

A discursão que Hyunjin não queria voltar... odiava ser o centro da atenção.

Ele apenas quis sumir dali...

.

Soobin acabou ficando sem fome no final e preferiu ficar com Yeonjun no final das contas.

Ficou surpreso quando Minjae tirou todos que estavam presos nas Esmeraldas de In – outra invenção de Jeongin – e os colocou em camas separados, cuidado de todos. Pareciam estar bens, mas ainda estavam desacordado. O pequeno falou que as esmeraldas ajudavam a curar, mas não era tão eficiente como queriam.

Um erro delas que Jeongin iria consertar na época, mas acabou sendo roubado por Changbin. Acabou que Minjae foi chamando para jantar e Soobin, ficando com o irmão.

Só notou que havia passado um bom tempo quando escutou a porta do lugar bater duas vezes e ver Jeongin parado lá.

– Como ele está? Minjae cuidou deles? – fala, aproximando-se – Certeza que não quer comer alguma coisa?

– Estou bem, obrigado.

– Sabe, uma fada como seu irmão deveria estar com as outras fadas, no reino delas. Fico curioso com o motivo dele estar com você...

– Ele ficou assim quando tentou curar o Minhyuk – fala – Eu não fazia a mínima ideia que ele era uma.

– Surpresas e mais surpresas – ele se aproxima – De fato, seu irmão tem um dom e tanto. Nunca havia falado nesse tipo de magia, e olha que eu já vi de tudo.

– Consegue curar ele?

O feiticeiro se aproximou do mais novo e tocou em sua cabeça. Uma luz azul se formou no lugar e ele notou que as asas de Yeonjun foram perdendo o negro de antes, revelando lindas asas que combinavam bem com o cabelo – que havia voltado a cor original – rosa suave. Ele parecia uma fada de verdade...

– Bem, não consigo acessar as memórias dele, foram bloqueada por outra pessoa – fala – Só quem as bloqueou pode reverte. Quem sabe se você não achar a pessoa que trancou as memórias dele também não ache a verdade que procura.

Soobin notou que Yeonjun acabou se movendo um pouco, indicando sinais de despertar. O príncipe nunca esteve tão aliviado na vida ao ver Yeonjun abrir os olhos...

– É, acho que consegui fazer alguma coisa – Jeongin estava satisfeito como seu trabalho – Eu sou mesmo Incrível! Vou deixar vocês sozinhos...

– O que... quem é esse? – o mais novo estava perdido – Soobin? Onde nós... minhas costas estão estranha...

Ele acaba se movendo e quando nota as asas, acaba se assustando e caindo da cama. Jeongin acabou dando ombros e foi embora, deixando uma fada assustada e o seu irmão.

– O que?! Desde quando eu tenho asas?! – ele gira, tentando tocar nelas – São de verdade?!

– São sim, e são suas – responde com um sorriso – Não se lembra do que aconteceu?

– Apenas do Minhyuk e... Minhyuk! Ele está bem?! Deu certo?!

– Ele está bem, você o salvou.

– Então, o que aconteceu comigo? – olha ao redor – Onde eu estou? Aqueles são o Huening e o Taehyun? As caçadoras?

– Ok, vem cá – puxa o irmão para se sentar na cama – Vou explicar se você manter a calma...

– Onde estão todos?

– Yeonjun.

– Eu entendi, mas tente me entender – fala – Eu acordei em um lugar estranho, meus amigos estão desacordados do meu lado e implantaram asas de fada em mim... isso se faz?!

Soobin acaba rindo.

– Se me deixar explicar, vai poder ver os outros. Eles estão preocupados com você também.

– Então me explique Soobin, o que aconteceu enquanto eu estava dormindo?


Notas Finais


Olá minha realeza! Tudo bem com vocês!

Meu foco nem foi tanto esse capítulo, estou ansiosa para postar o próximo... Querem saber o motivo da minha ansiedade?

Será o começo de tudo...

Tan tan TANNNN

E vou postar hoje também, aguardem e uma dica: vão precisar de um caderninho ao lado, pois vai ser a hora de teorizar!!!

Comentem o que acharam e até o próximo capítulo ♥️♥️♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...