História Why did we do this trip? - the five pages - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Jisung, Lucas, Mark
Visualizações 13
Palavras 2.649
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - They got marry and us? - Bônus


Fanfic / Fanfiction Why did we do this trip? - the five pages - Capítulo 6 - They got marry and us? - Bônus

May dormia profundamente na sua confortável cama na califórnia. Após ouvir a porta bater acordou assustada, assim que levantou, ficando de costas para a porta, olhou para a tela do seu telemóvel e viu que ainda eram 9h da manhã.

-Amber ainda é cedo, deixa me dormir, só tenho faculdade à tarde. - May voltou a deitar, depois de limpar a baba na sua cara com a mão e em poucos segundos voltou adormecer.

-May… - a mesma escutou o seu nome.

-Amber deixa-me sonhar com o Mark porra! - manteve-se de olhos fechados e virou-se de frente para a voz ainda sem abrir os olhos.

-Voltas-te a roer as unhas?

-Hum?

-Olha para isto, - sentiu a prima agarrar a sua mão - estas unhas estão lamentáveis.

-O QUÊ? - levantou se em segundos de forma a ficar sentada, e ainda a tentar focar a visão esticou as mãos e começou a ver as unhas? - Eu deixei de roer as unhas à anos. - após piscar várias vezes percebeu que tinha um algo no dedo - O que-

-May! - e agora já acordada percebeu que a voz era demasiado grossa para ser da prima - Uau as saudades que tinha de te ver acordar.

-MARK! - a mesma pulou para cima dele e ambos caíram no chão - És tu? - apertou mais o abraço - Não é um sonho, pois não?

Mark levantou-se do chão, com a namorado no colo, e sentou-se na cama da mesma, enquanto agarrava a sua cintura - Não é um sonho, não. - sorriu e May não aguentou e beijou o mesmo, as saudades que ambos tinham de tocar os lábios do outro - May, - chamou-a entre o beijo - agora a sério! - quebrou o beijo e agarrou a destra da morena - Olha estas unhas!

-Mark - fala sem tirar os olhos do namorado, e o sorriso da cara - Vieste da Coreia só para falares das minhas unhas? - deu-lhe um selinho.

-OLHA LOGO PARA A MÃO CARALHO! - Mark grita já farto de inventar desculpas para que a mesma percebesse o motivo da sua viagem antecipada, já que May iria para Seoul em dois meses.

-Calma, Markie… - então finalmente olhou para mão, que o mais velho ainda agarrava, e viu um anel dourado com um pequeno diamante, May levou a mão livre à boca sem acreditar - Lee o qu-

-May Williams  queres cas-

-QUERO, MUITO! - entrelaçou os braços no pescoço de Mark, impossibilitando-o de continuar a proposta de casamento, e abraçou o com toda a força possível, ambos caíram para trás e Mark abraçou a cintura da mais baixa - SIM, MIL VEZES SIM!

Mark riu, assim que a sua noiva largou o seu pescoço e o possibilitou a respirar novamente. May tentava conter as lágrimas enquanto olhava o anel no seu dedo ainda sem acreditar, que realmente se vai casar, enquanto o moreno fazia carinho na bochecha. Mas num dos melhores momentos da relação de ambos foi interrompida, pelo o telemóvel.

May saíu do colo de Mark e agarrou no aparelho, vendo Carol a ligar.

-Sim? - voltou para o colo do namorado e encostou a cabeça no ombro do mesmo.

‘’-Podemos nos encontrar no café para o almoço?’’

-Almoço?

‘’-Sim, marcamos este almoço hà quase um mês.’’

-Ah! - May tinha esquecido completamente - Tudo bem, e depois vamos juntas para a faculdade, né?

‘’-Sim’’ - May brincava com o medalhão do fio que usava.

-Ok, tudo bem. - May tenta não rir durante a chamada com as cócegas do mais alto.

‘’-Então pronto, como estou agora a sair do aer- - calou-se durante uns segundos - do shopping agora não me dá jeito para te ir buscar.’’

-Sem problema Carol, eu vou com Amber no carro dela, já que o meu tá no arranjo graças a alguém…

‘’-Eu sei que não devia rir, mas assim, já sabemos que não devemos deixar nunca mais a Jessy conduzir’’

-É! Ah, eu vou levar mais uma pessoa comigo no almoço. - Mark apontou para ele e May confirmou com a cabeça.

‘’-Quem?’’

-Depois vês. - May desligou e voltou a beijar o noivo, pois teriam pouco tempo…

[...]

Amber, May e Mark esperavam Jessy e Carol, à frente do local combinado. May mantinha a mão escondida para que a prima não soubesse antes do tempo, a novidade que queria dar.

-E aí gatas! - Jessy grita enquanto se aproxima com Carol e mais uma pessoa, que May já reconhecia à distância.

May largou a mão do noivo e correu até às três.

-Mãe! - Allie abraçou a filha e os restantes vieram ao seu encontro - O que fazes aqui?

-Surpresa! - Allie diz depois de largar a filha, e a observar várias vezes - Mark?

-Olá, Allie. - abraçou a sogra, depois de Amber abraçar a tia.

-Bem não fui a única a fazer uma surpresa então! - Carol comenta.

-Tu planejaste a viagem da minha mãe? - May diz pondo a mão no bolso do casaco.

-Sim, queria conhecer a minha avó. - todos riram.

-Vamos entrar então? - Jessy pergunta colocando a mão na barriga - Tou cá com uma fome epah…

-Sei bem que fome é essa, mas faltam dois meses…. - Amber diz.

-Pois, nunca pensei que sentiria tanta daquele chinês… - Jessy aproxima-se de Amber e fala mais baixo - Tens a certeza que não queres ir connosco? Ainda dá para arranjar um bilhete.

-E dar de caras com o meu ex? Não obrigada! - falou fazendo gestos com as mãos.

-Tu e o Lucas ainda vão voltar! - foi a vez de Mark falar.

-Dúvido.

-Bem malta, vamos para dentro está muito sol. - fala May colocando a mão direita na cabeça.

-Que sol? -Jessy olhou para o céu.

- É inverno! - Carol deu uma cotovelada no braço de May.

-AHHHH! - Amber grita - Vocês são muito conas!

-Anh? - Jessy e Carol dizem em uníssom.

-Nem tu tia? - Allie negou à sobrinha - Porra! - agarrou a mão de May esticando-a e mostrando o anel que May continha, afinal era isso que May queria - Agora vêm?

-Isso é… - Jessy inicia a pergunta

-Um anel? - Carol acaba a pergunta - O que tem?

-Filha? - Allie chega-se mais perto.

-Bem, - May abraçou Mark de lado, que retribuiu - Mãe, parece que o teu sonho se vai realizar… O Mark pediu-me em casamento. - Allie abraçou os dois super feliz, era o que ela mais queria.

-Parece que vai ser oficial, paizão! - Jessy abraça Mark - May já não precisa de cuidar de nós sozinha.

-Mas e a faculdade? - Carol pergunta - Sempre disseste que querias casar no Canadá.

-E vamos! - May levantou a cabeça para olhar para Mark - É o último ano, depois de acabar volto para o Canadá.

***

May, depois de ser felicitada por todos os convidados, juntou-se à mesa enorme dos amigos, ao lado do marido e descalçou-se enquanto ouvia a conversa dele.

-O pior vai ser quando ele te perguntar como veio ao mundo. - a mulher do Taeil  diz, enquanto embala o filho no colo, para Jessy que era abraçada pelo Chenle.

-Isso é fácil, - puxou o Chenle para se sentar ao seu lado - Eu vou olhar para ele bem nos olhos e vou lhe dizer ‘’ Christian a primeira vez que eu vi o teu pai eu pensei, vou te comer, e comi! Depois de várias vezes surgiste tu!’’

-A criança vai ser traumatizada, já imagino. - Carol fala, pondo as mãos na barriga de Jessy.

-Com pais desses! - May fala dando um olhar maroto para Mark.

-Vocês casaram-se! E nós? - Carol pergunta - Já imagino a minha morte, sem May, quando voltar à califórnia. Vou irritar a Jessy e ela vai me matar! - Jessy passa o dedo no pescoço como ameaça e todos na mesa riram.

-May! - Lucas chama-a - Posso fazer agora? - a mesma assentiu e apontou para o palco e amber bufou por ter que partilhar o mesmo oxigênio com o ex.

-Hey everyone! - todos olharam para Lucas que agarrava o microfone com força para que não lhe caísse com os nervos - OMG! Nem acredito que estou a fazer isto. - riu e todos riram também mesmo que não entendessem - Todos sabem aquele mito de quem apanha o buquê tem 6 meses para se casar - Amber olhou para o buquê, à sua frente na mesa, que tinha apanhado à pouco - Então Amber, estás solteira como vais fazer isso?

 

-Não é da tua conta! - a mesma gritou

-Tem haver comigo sim senhor! Porque sou eu que vai casar contigo! - Lucas passou a mão nos cabelos nervoso como tudo, mas ajeitando a gravata ele percebeu que tinha de ser firme até ao fim se queria Amber de volta. Amber estava estática por um lado feliz por perceber que Lucas ainda não a tinha esquecido, como ela a ele, mas pelo o outro ele  a havia traído.

-Vou me casar contigo para depois me traíres? - as pessoas que entenderam olharam para Lucas desapontadas. May olhou para Larissa, sabendo que a mesma arruinou a vida da amiga, naquele maldito campo de férias - E tu May, porque a convidaste? Pensei que a odiavas.

-Para esfregar na cara dela, que quem casou com Mark Lee foi eu! - May levantou-se exaltada, não queria ficar chateada com a prima, mas sabia que tinha todo o direito de a convidar.

-Noona, calma! - Jisung chamou May, para se sentar, não queria que nada acontecesse com ela, e Carol apertou a mão do namorado.

-Ok, é a minha vez de falar! - Larissa foi até ao palco e pegou o microfone da mão de Lucas - Amber, Lucas nunca te traiu! - Amber levantou-se não acreditando no que ouvia, Lucas mantinha um sorriso na cara por saber que a verdade virinha ao de cima, pois nos últimos anos estudou inglês, embora ainda não soubesse falar bem, já conseguia perceber quase tudo - Eu utilizei aquelas fotos fora de contexto, eu queria separar-vos. Queria Lucas para mim depois do fora de Mark, por isso embebedei Lucas e tirei aquelas fotos. Mas…

-Sua filha da puta! - Amber estava pronta para ir para cima da japonesa, mas fui impedida por Taeyong e Johnny.

-Mas mesmo depois de acabarem, - Larissa olhou para Lucas - Ele nunca quis nada comigo. Ele quer te a ti, sempre quis! - Amber ajeitou o vestido azul, igual ao de Carol e Jessy, já que eram as damas de honor, quando se livrou dos braços dos estrangeiros - Então faz-me o favor e casa te lá com ele! - entregou o microfone de volta a Lucas e saiu da festa, já mais aliviada, por ter dito a verdade, sabia que tinha de mudar se queria conquistar Johnny.

-Então jagiya! Queres casar comigo? - Amber fui até ao palco em passos largos e abraçou Lucas.

-O meu anel?

-Hum, eu nunca pensei que irias aceitar, então não tenho nenhum…

-TU O QUÊ?

-Calma! - May grita e com a ajuda de Mark caminha até eles, descalça, mas como o vestido de noiva era comprido, não dava a entender - O meu presente de dama de honor do teu casamento. - Mark entregou uma caixa de veludo azul a Lucas - Lucas disse que era a tua cara então nós compramos.

Lucas abriu a caixa, vendo o anel que queria ter compro para Amber e ajoelhou-se, ele conhecia bem demais Amber, que era o sonho dela se casar.

-Amber Williams, aceitas casar comigo?

-SIM, SIM, E SIM! - Amber pulou para o colo do noivo.

Depois de Amber beijar Lucas, e Lucas agradecer aos céus por ter Amber de volta, Lucas se pronunciou ao casal.

-Eu vou vos pagar o anel.

-Não precisas. - May diz.

-Pagas o valor em Babysitting. - Mark continua.  

-Como assim? - Amber pergunta.

Mark agarra no microfone entregando a May e abraça por trás - É a nossa vez de discursar. - Todos tomaram mais atenção após May falar - Tal como eu e Mark estávamos destinados a ser melhores amigos, e quando os meus pais souberam que era rapariga, queriam nos casar, - ambos os pais riram - Querida amiga Jessy…

-E querido amigo Chenle… - Mark falou.

- Christian e o nosso filho ou filha - May continuou, enquanto Mark acarinhava a barriga da mesma, que mal tinha tamanho ainda - serão destinados a serem melhores amigos.

-Nós vamos ser avós? - Mãe de Mark e May gritaram em conjunto e o casal assentiu. Ambas gritaram de alegria.

Chenle continuava de boca aberta tal como os outros restantes, menos Jisung, que descobriu no mesmo momento que o casal - Isso é tudo inveja de eu ser pai? - O chinês perguntou.

-Quanto tempo? - Jessy pergunta não dando tempo de Mark responder a Chenle.

-Dois meses! - o casal respondeu ao mesmo tempo.

-Nomes? - Carol perguntou.

-Se for rapaz - May responde - Terá o nome do pai, Mark…

-Se for rapariga, -Mark continua - Será Madison.

-A família dos M’s então? - Johnny perguntou.

***

Christian ainda a tentar regularizar a respiração beija a cabeça da namorada, que estava em cima do seu peito desnudo, enquanto acarinhava os cabelos da mesma.

-Achas que os nossos pais nos vão aceitar,? - Christian pergunta.

-As nossas mães são melhores amigas, os nossos pais melhores amigos - a mesma levantou a cabeça e beijou o queixo do mais velho - porquê que não iriam aceitar?

-Sei lá, Madison!

-Oppa! - a mesma se senta depois de bater no ombro do namorado - As minhas avós são melhores amigas desde o fundamental. Quando a minha avó Lily descobriu que estava grávida do meu pai, - Madison deitou-se em cima de Christian, que arfou quando Mad  tocou o seu membro - chamou-lhe de Mark em honra do meu bisavó materno que morreu alguns anos antes. Quando descobriram, alguns meses depois do nascimento do meu pai, que a minha avó Allie estava grávida da minha mãe, viram uma ótima oportunidade de serem família. - A mais nova agarrou na cabeça do seu oppa e o beijou - E hoje os meus pais são casados e felizes. Os teus pais conheceram-se graças aos meus!

-Verdade! -  Christian concordou enquanto apertava a cintura nua da mais nova.

-Então eu tenho a certeza que quando lhes contarmos vão pirar!

-Certo, tens toda a razão!

-Óbvio! - Madi levantou-se e puxou o seu namorado - Oppa vamos tomar banho, temos o jantar daqui a pouco, Christian assentiu e ambos foram para dentro da box.

[...]

Todos estavam reunidos em casa dos Lee. Menos Yuta e WinWin que estavam a passar a lua de mel nas Caraíbas. Todos os casais se divertiam enquanto os filhos estavam nervosos como tudo.

-Mãe, pai - Madison chama May e Mark, que estavam sentados no sofá do centro.

-Mãe, pai - Christian chama Jessy e Chenle que estavam sentados ao lado do outro casal

-Nós namoramos! - diz o casal mais jovem, depois de entrelaçar as mãos.

-E a novidade? - May e Jessy dizem ao mesmo tempo e depois de se aperceberem deram um 5H.

-Não vale! - Charlotte, filha de Amber e Lucas, que é dois anos mais nova que Madison e Christian fala.

-Nós queríamos assumir o namoro primeiro! - Noah, filho de Carol e Jisung, um ano mais velho que a namorada, levanta-se e entrelaça a sua mão na de Charlie.

-Os vossos filhos também vão casar? - Allie pergunta enquanto deixa o peru na mesa.

-Nós temos o menino! - Madi fala.

-Nós a menina! - Charlie comenta e apertam ambas as mãos selando o acordo.

 

 

 

 

 

END


Notas Finais


Anel de noivado de May:
https://www.google.pt/search?q=anel+de+noivado&rlz=1C1AVNE_enPT667PT667&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjcztnU5tXcAhULqxoKHcomCa4Q_AUICigB#imgrc=dnUEmBW9Wuo8uM:

Vestido de noiva da May:
https://www.pinterest.pt/pin/813673857651786348/

Vestido das damas de honor:
https://www.pinterest.pt/pin/420523683947633151/

Anel de noivado de Amber:
https://www.lojasrubi.com.br/anel-de-ouro-pocahontas-diamond-rose/p

E cheguei ao fim! É, eu acabei uma fic, sinto-me orgulhosa, e agradeçam ao meu subconsciente por esta noite ter sonhado novamente com Mark... Aquilo pareceu tão real que me inspirou e escrivi já o ultimo capitulo...
Mas, eu sei que irei voltar com nct, mais futuramente, mas irei, até porque ando com um imagine com o Jisung na cabeça à varios dias. Qualquer erro, peço desculpa...
Adeus, então!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...