História Why do we have to get married?- Imagine Jung Hoseok - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Personagens Originais
Tags Arranjado, Bangtan Boys, Bts, Casamento, Casamento Arranjado, Daydream, Jhope, Jung Hoseok
Visualizações 13
Palavras 1.447
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi!
Espero que gostem!
Desculpem os erros!
Desculpem só estar a postar agora e por favor leiam as notas finais.

Capítulo 3 - O encontro


Fanfic / Fanfiction Why do we have to get married?- Imagine Jung Hoseok - Capítulo 3 - O encontro

Pov S/N on

Hoje era o dia do encontro. Já ouvi muitas vezes falar do Hoseok e até já estive com ele, mas nunca trocamos uma única palavra.

Estava no meu quarto, a tratar de alguns papéis da empresa enquanto esperava a Momo que me ia ajudar a escolher a roupa para levar.

XX: Posso entrar?

S/N: Claro, mas devias ter dito que já tinhas chegado Momo!

MM: Desculpa, queria fazer uma surpresa.

S/N: Não faz mal, agora entra no meu closet e escolhe uma roupa.

MM: Ainda tens tempo. Vamos falar um pouco.

S/N: Tem mesmo de ser? 

MM: Sim, larga os papéis!

Peguei nos papéis e coloquei-os em cima da minha secretária. Voltei para o sítio onde estava, a minha cama. 

MM: Então, estás preparada para o encontro?

S/N: Não, eu estou com uma pilha de nervos!

MM: Porquê?

S/N: Porque é que será? 

MM: Não grites com uma grávida! Não faz bem para o meu bebé!

S/N: Desculpa, já sabes se é menino ou menina?

MM: Não, só vou saber amanhã. Mas não mudes de assunto.

S/N: Desculpa mas é que eu não quero falar sobre isso.

MM: Queres voltar com a tua palavra atrás?

S/N: Não, claro que não! Eu quero a empresa!

MM: Assim é que é! A S/N determinada, é essa S/N que eu quero como amiga.

S/N: E se essa S/N desaparecer?

MM: Ela não desaparece, disso eu tenho a certeza. Ela até se pode esconder durante algum tempo, mas ela sempre vai estar lá!

Logo ouvimos alguém a bater à porta. Mandamos entrar.

S/N: O que é que se passa senhora Yang?

SY: O seu pai pediu para que estivesse pronta já antes do almoço para o encontro.

S/N: De certeza? 

SY: Sim menina. Com licença. 

A senhora Yang saiu do meu quarto e a Momo levantou-se logo da minha cama e foi para o meu closet.

MM: Vai tomar um banho enquanto eu escolho a roupa. Quando eu escolher saio daqui e vou para a sala ou para a cozinha.

S/N: Ok.

Fui fazer as minhas higienes pessoais e quando terminei fui para o meu closet. A Momo tinha deixado já tudo em cima de um cadeirão que eu tinha lá, incluindo os acessórios.

Vesti então a roupa que era: uma saia curta branca e uma blusa de manga comprida verde água. Peguei na mala que era uma espécie de verde tropa mais claro. Calcei os meus saltos altos brancos e fiz uma maquilhagem básica. Saí do meu quarto e fui para a sala, onde a Momo se encontrava, a dormir.

S/N: A gravidez dá-te sono?

MM: Não, eu não estava a dormir!

S/N: Eu vou fingir que acredito!

MM: Como queiras! E já agora, eu sei que sou boa a escolher roupa!

S/N: Pois és! Obrigada! Que horas são?

XX: Horas de almoço, querida!

S/N: Não me chames querida só porque sou tua filha.

Xx: S/N, não fales assim para o teu pai!

S/N: Eu falo como quiser mãe.

S/M: Não é bem assim. Agora vamos almoçar!

Almoçamos todos em silêncio e depois fui até ao meu escritório tratar de alguns assuntos da empresa.

MM: O que é que estás a fazer?

S/N: A tratar de algumas coisas da empresa.

MM: Tipo o quê?

S/N: De um produto que eu vou lançar depois do casamento! Mas isso não é da tua conta! Que horas são? 

MM: Duas e meia! A que horas é o encontro?

S/N: Três! Tenho de ir.

MM: Vais me deixar sozinha em tua casa?

S/N: Tens carro não tens?

MM: Sim.

S/N: Então deves ter por aí alguém para conversar e quando quiseres vais embora. Adeus!

MM: Adeus.

Entrei no meu caso e dei partida. Coloquei uma música aleatória e dirigi até ao café. Estacionei o carro num parque de estacionamento que tinha lá perto e verifiquei o meu relógio.

S/N: Três horas e cinco minutos! Parabéns S/N! Estás cinco minutos atrasada para o teu encontro!

Saí do carro e tranquei-o. Andei um pouco até chegar ao café e vi o Hoseok na esplanada do café. Ele vestia umas calças sociais azuis e uma camisola rosa clara. Vestia também um blazer azul com pequenos detalhes rosa claro. Ele estava a mexer no telemóvel e a sorrir. Fui logo até ao pé dele.

S/N: Oi! Desculpa pelo atraso.

HS: Oi S/N! Por favor, não peças desculpa pelo atraso, eu também não cheguei à muito tempo.

S/N: Ok, posso me sentar?

HS: Claro, eu não pedi nada, estava à espera que tu chegasses para pedir!

S/N: Não era preciso! Mas obrigada!

HS: Não precisas de agradecer! O que é que queres comer?

S/N: Não sei, talvez um gelado?

HS: Excelente ideia! Eu amo gelado!

S/N: A sério? 

HS: Sim.

S/N: Qual é que é o teu sabor favorito?

HS: Gosto de todos! E o teu?

S/N: O meu é __________(aqui vocês podem escolher o vosso sabor favorito).

HS: Ok, então acho que vou chamar o empregado de mesa. 

XX: Boa tarde, já escolheram o que vão pedir?

HS: Sim, são dois gelados de ________.

XX: Com certeza, daqui a pouco já os trago. Com licença.

Esperamos mais algum tempo e logo os nossos gelados chegaram. Começamos a comer. Terminamos de comer e o Hoseok pagou a conta, eu ainda tentei pagar a minha parte mas ele não me deixou.

HS: O que é que achas de atravessarmos a ponte?

S/N: Não sei.

HS: Sei eu! Anda.

S/N: Mas eu estou de saltos, não sei se vou aguentar o caminho todo!

HS: Não te preocupes, vamos no meu carro!

S/N: Mas e o meu?

HS: Depois nós voltamos para aqui!

S/N: Ok, vamos então!

Fomos até ao parque de estacionamento onde o carro do Hoseok se encontrava, que por acaso era o mesmo onde estava o meu.

HS: Podes entrar!- abriu a porta do passageiro e eu entrei. Logo ele também entrou.

S/N: Eu até já estava a pensar que tu me ias roubar o carro!

HS: Como?

S/N: Estou a brincar!

HS: Mas a sério? Até já estava a ficar preocupado. Mas espera, aquele carro é o teu?

S/N: Sim, é!

HS: Então acho que foi o destino que os juntou!

S/N: Talvez!

O Hoseok colocou a chave na ignição e deu partida. Atravessamos a ponte um pouco devagar para apreciarmos a vista. Quando chegamos ao outro lado da ponte o Hoseok continuou a dirigir sem dizer uma única palavra. Quando me apercebi estávamos num parque de estacionamento. 

HS: Anda, vamos sair!

S/N: Onde é que estamos?

HS: Confia em mim!

Saímos do carro e entramos num parque. Logo nos sentamos num banco em frente ao rio. Só aí reparei que o Hoseok tinha um saco nas mãos.

HS: Eu quero te dar uma coisa!

S/N: Mas eu não trouxe nada para ti!

HS: E quem é que disse que era preciso alguma coisa? 

S/N: Mas...

HS: Mas nada. Pega.

O Hoseok entregou-me uma caixa e eu abri-a. Lá dentro estava uma cesta cheia de chocolates, dos mais diferentes sabores.

HS: Espero que ainda não tenha derretido!

S/N: Não, não, está intacta. Obrigada!

HS: Mas ainda não acabou! Pega!

De dentro do saco o Hoseok retirou uma caixa comprida e de dentro da mesma uma rosa de chocolate.

S/N: Que linda! Obrigada, a sério!

HS: Não precisas de agradecer, só espero que tenhas gostado.

S/N: Eu não gostei Hoseok, eu amei!

HS: Vamos voltar, já está a ficar um pouco tarde!

S/N: Ok, vamos.

Voltamos para o carro e chegamos ao parque de estacionamento. O Hoseok estacionou no mesmo sítio que tinha estacionado antes.

HS: Bem, acho que não te vou ver por alguns dias!

S/N: É, também acho o mesmo!

HS: Nós vamos nos casar!

S/N: Eu sei, eu sei!

HS: Sinceramente, eu nunca pensei que iria ter um casamento arranjado!

S/N: Eu também não!

HS: Posso fazer uma coisa antes de ires?

S/N: Sim.

Logo senti os meus lábios serem invadidos pelos do Hoseok. Ele pediu passagem e eu permiti. As nossas línguas lutavam por espaço dentro das nossas bocas. Separamo-nos por falta de ar. Depois de nos separamos coloquei a mão nos meus lábios.

HS: Desculpa, eu não devia ter te beijado.

S/N: Porquê? 

HS: Tu colocaste a mão nos lábios.

S/N: Eu não coloquei a mão nos lábios por não gostar do beijo, eu coloquei a mão nos lábios porque foi o melhor beijo da minha vida.

HS: A sério? Fico contente por isso!

S/N: Eu também. Adeus!

HS: Até à próxima!

Saí do carro do Hoseok e entrei no meu. Esperei que o Hoseok desse partida e fosse embora. Depois eu também saí do parque de estacionamento e voltei para a minha casa.

XX: Foste ao encontro?

S/N: Claro que sim, pai!


Leiam as notas finais!


Notas Finais


Eu só quero dar um pequeno aviso. A partir da próxima semana eu vou ter algumas alterações nos meus horários, pelo que em principio só vou puder voltar a postar no início de setembro. No entanto eu ainda vou tentar postar um capítulo da fic do Taehyung ainda esta semana, depois disso provavelmente só vou postar capítulo tanto de uma fic como da outra em setembro.

Obrigada por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...