História Why do you feel so down - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga, Bangtan Boys (BTS)
Tags Namjin, Sobi, Sope, Vkook, Yoonseok
Visualizações 25
Palavras 622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - I puff the problems away (knj)


Vi tudo andar à roda.

-Nam? - Seokjin chamou segurando-me - Nam?

-Está tudo ben, apenas estou tonto. - Segurei a minha cabeça.

-Você comeu de manhã?

-Não.

-Namjoon. - Ele suspirou.

Seokjin reclamava sempre sobre ter de tomar conta de mim mas no fundo ele é que insistia naquilo, como meu primo mais velho. Ele acabou por ir buscar comida para mim e deu-me um sermão. Como se ele fosse perceber alguma coisa.

Seokjin, o senhor popular lindo e que fazia toda a gente gostar dele. Ele não precisava de boas notas, ele comseguia o que queria apenas sorrindo e piscando o olho. Até podia ser modelo. Nunca ia entender que tudo o que eu tinha era inteligência. Tudo. Eu não era bonito, as pessoas não gostavam de mim, na verdade até me ignoravam bastante. Mas não a ele, não a Seokjin. Por mais que ele ficasse calado, as pessoas tinham interesse nele.

O pior daquilo tudo é que apartir daquele momento ele não me iria deixar em paz. Eu sempre sentia fraqueza, às vezes ficava enjoado e vomitava antes de testes ou apresentar trabalhos. Tremia bastante. Odiava que tivesse outros a olharem para mim. E durante os testes? Não só tinha a pressão de ter boas notas como passava o tempo a ouvir os miseráveis dos meus colegas chamando por mim pedindo ajuda. Os mesmos que falavam mal de mim e comigo pedindo ajuda com toda a delicadeza do mundo. Bem até isso se tinha perdido, cada vez menos eles eram delicados comigo.

Não sabia lidar com os meus problemas era verdade.

Naquele dia iria ter prova de matemática e por isso tinha faltado à aula de educação física. Aula mais desnecessária, era uma perda de tempo. Fiquei atrás do muro da escola fumando e estudando. Ali não ia ninguém quando era tempo de aula. Ou foi o que eu pensei, não esperava que me apanhassen lá. Quando olhei para o garoto só consegui apagar o cigarro e encarar ele com medo.

Se ele contasse a alguém que eu estava matando aula e fumando dentro da escola eu estava morto. Os meus pais matavam-me e lá se ia o quadro de honra.

-...Não é preciso é preciso ficar em pânico. - ele anunciou quase com desprezo pela minha reação talvez exagerada - Só pensei que não estivesse aqui ninguém.

-Eu posso ir para outro lugar. Eu só fiquei aqui porque ninguém me ia ver. Não sabia que você costumava ficar aqui... - Fechei os livros à pressa.

-Não é preciso você sair.

-Não quero incomodar...

O garoto fixou-me.

-...Você tem um cigarro?

Eu tirei o pacote e ele sentou-se ao pé de mim, fumando comigo.

-...Você treme sempre assim tanto ou meto assim tanto medo?

-Estou só... Sentindo ansiedade. - Expliquei vendo o quanto estava tremendo.

-Quer que eu chame alguém?

-Não, não...! O que eu não preciso agora é de ouvir sermões de quem não faz ideia do que isso é.

-Tudo bem. Eu entendo o sentimento. - Colocou o cigarro entre os lábios.

-...Você é da turma do Jin, certo?

-Quem?

-Seokjin. Kim Seokjin. Ele é meu primo. Acho que já vi você na classe dele.

-Hum... Ele é alto?

-É.

-Sim, acho que ele é da minha turma. Nunca falei com ele.

-Até é para admirar. Pensei que ele falasse com toda a gente aaui da escola.

-Pressinto inveja. - Soprou fumo.

-...Sou só eu sendo egoísta.

Ele sorriu fraco quase cruel e eu fiquei calado. Não me conseguia concentrar nos livros no meu colo.

-...Então... - A voz dele tremeu - E você é...? - Olhou para mim.

-Kim Namjoon. Você?

-Min YoonGi.

Apertamos as mãos um do outro e foi a porta para o silêncio.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...