História Why so rude uncle ~ (Imagine Jungkook) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 784
Palavras 1.057
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 12 - Cap 12


Fanfic / Fanfiction Why so rude uncle ~ (Imagine Jungkook) - Capítulo 12 - Cap 12



- Já escolheu o filme ? - Jimin perguntou assim que chegou com a pipoca 



- Sim, senta aqui - apontei pro local e ele sentou 



- Não acredito que você está na minha casa, parece um sonho - me puxou pra sentar em seu colo 



- Você está muito safado, ou é impressão minha ? - o olhei desconfiada 



- É coisa da sua cabeça, apenas quero assistir o filme juntinho de você - me deu um selinho e sorriu 



- Tá bom - me virei e fiquei sentada no meio de suas pernas - Assim eu conseguirei assistir o filme - brinquei e ele gargalhou 



(...)



O filme já tinha acabado e eu estava morrendo de sono, e como eu não poderia dormir aqui, pedi então pra Jimin me levar em casa. Logo seu carro parou na frente de onde moro, mas ainda não tinha descido.  



- Entregue - suspirou ele 



- Obrigada pela noite - agradeci lhe dando meu melhor sorriso 



- Você pode fazer melhor que isso - me puxou fazendo me sentar em seu colo de novo - Bem melhor - sorriu e alisou minhas coxas com suas mãos 



- Você está demais hoje - sorri - Então vem aqui - puxei ele pelo pescoço selando nossos lábios 



Jimin agarrou meus lábios na hora, fazendo sua língua quente invadir minha boca. Suas mãos apertavam minhas coxas, e me forçavam cada vez mais contra seu corpo, e eu comecei a rebolar em seu colo, já sentindo seu volume crescendo cada vez mais, fazenda Jimin suspirar. 



- Isso! - disse quando eu apertei seu membro por cima da calça 



Ele começou a chupar meu pescoço, me fazendo suspirar. E quando dei por mim eu já estava com minha blusa acima dos seios e Jimin passando a língua neles. 



- Todo meus - mordeu o biquinho 


O clima estava tão bom, mas acabamos parando por escutar meu tio batendo na janela do carro. Eu dei graças a Deus que não dava pra ele ver nós, apenas a gente que poderia ver ele do lado de fora. Saí do colo de Jimin e me ajeitei, e ele abaixou o vidro do carro. 



- O que tanto fazem para você não ter entrado ainda ? - encarou nós - Sinto cheiro de sexo - me olhou irritado 



- Poderia ter rolado mesmo, se você não tem tivesse estragado - o olhei e depois olhei Jimin - Da próxima a gente fica na sua casa transando mesmo - sorri sapeca 



- Entra agora  (s/n) - ordenou irritado 



- Certo! - beijei Jimin - Até amanhã bebê - desci do carro e ele acenou 



- Ele é tão bom no que faz - comentei o vendo sumir no final da rua 



- Esta querendo me provocar é?  - parou na minha frente de braços cruzados e eu nem respondi 




(...)



Já estava deitada mexendo no celular esperando o sono chegar, quando avistou meu tio entrar no meu quarto, apenas com uma toalha na cintura, me fazendo morder o lábio por ver seu corpo sexy. 



- Gostou ? - sorriu convencido 



- O que faz aqui ? - mudei de assunto 



- Vim lhe mostrar que sou melhor que aquele moleque - se aproximou 



- Como assim?  - arqueei uma sobrancelha 




- Assim! - me puxou da cama me fazendo ficar em pé na sua frente 




Ele me analisou por alguns segundos e logo me puxou com força pela cintura, roubando meus lábios para ele. Eu correspondi se seu beijo na hora, não sei como resistir, ele apertava minha cintura me puxando mais contra seu corpo me fazendo sentir seus músculos tensos, e eu levei meus braços para seu pescoço, entrelaçando eles para aprofundar o beijo. Desceu seus beijos para meu pescoço, dando beijinhos molhados e mordidas leves. Se separou de mim e tirou meu vestido pijama com tudo, me deixando apenas de calcinha, e me empurrou pra cama. Subiu em cima de mim, e abocanhou meu seio direito me fazendo a um gritinho, e depois passou a chupar o outro. Foi descendo seus beijos e tirou minha calcinha fazendo o tecido fino deslizar por minhas pernas. 



- É muito bom te ter assim pra mim - abriu minhas pernas e me invadiu com sua língua quente em minha intimidade - Uma delícia - disse e voltou a me chupar 



- Aaaah - gemi quando enfiou um dedo em mim 



- Geme meu nome, amor - acelerou as estocadas 



- J-Jungkookie - gemi manhosa 



Ele tirou seu dedo e o chupou, depois voltou a me dar um banho de língua, me fazendo arquear as costas do colchão. Chupou meu clitóris com vontade e eu logo pude sentir meu ápice chegando, e me desfiz na sua boca. 



- Quero saber se ele vai conseguir te fazer gozar assim - passou a língua nos seus lábios e deu um piscada - Isso só foi uma amostra grátis, se quiser ter sempre isso, larga aquele pirralho e fica comigo - disse isso e saiu do meu quarto 




- Que clima quente é esse ? Que língua é essa e que homem meu Deus? - perguntei ofegante 




Fiquei uns minutos jogada na minha cama me recuperando do orgamos maravilhoso que ele me proporcionou, apenas com poucos gestos. Depois dormir assim mesmo, com seu cheiro em mim. 




(...)




- Bom dia, querida sobrinha - provocou assim que eu entrei na cozinha 



- Bom dia, Jungkookie - respondi da mesma forma de ontem 




- Foi muito excitante te ouvir gemer meu nome assim - sorriu malicioso 




- Mas foi apenas desse vez - sorri debochada 




- Você mudará de idéia - sorriu vitorioso e saiu 




(...)




- Bom dia, coisa linda - Jimin me beijou assim que entrei na sala 




- Bom dia, bebê - sorri e lhe dei um selinho 




- Que porra é essa aqui no seu pescoço?  - colocou o dedo em meu pescoço - Eu não me lembro de ter lhe marcado ontem - fechou os olhos de raiva 




- Pois é, mas marcou - menti - Agora vamos estudar - me sentei na cadeira 




- Que bom que eu lhe deixei marcada então, assim o povo saberam que você tem dono - sorriu vitorioso e eu engoli seco 




Ah Jimin, se você soubesse que foi o gostoso do meu tio que me marcou. Pensei 





Continua...


Notas Finais


Que safada da porra, Kkk

Gente vou ficar uns 3 dias no máximo sem postar, pois depois que o dinheiro acaba você percebe que não pode viver apenas de fanfic. Kkkk
Acabou meus dias de farra, preciso trabalhar e contrataram meus serviços de fotógrafa. ❤

Até mais ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...