História Why so rude uncle ~ (Imagine Jungkook) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 735
Palavras 1.110
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ❤

Capítulo 8 - Cap 8


Fanfic / Fanfiction Why so rude uncle ~ (Imagine Jungkook) - Capítulo 8 - Cap 8



As pessoas podem dizer que é errado tio e sobrinha se relacionarem, só que elas não podem nos julgar por ambos gostarem um do outro, ninguém manda no coração, se fosse por isso teríamos evitado essa situação toda. Só que quando nos olhamos pela primeira vez, percebemos que não era apenas um sentimento de tio e sobrinha, e sim de um homem para uma mulher. E por mais que seja errado esse sentimento, eu prefiro continuar nesse erro, do que me arrepender por não ter tentado. E se der errado? E se minha família descobri? E se a sociedade não aceitar? O medo por essas perguntas existe sim, mas o sentimento em meu coração chega a ser maior que esse medo. 


- Amanhã mesmo irei mandar lisa embora dessa casa - disse enquanto me abraçava por trás 


Sim, ele disse que queria dormir aqui comigo, e eu aceitei. Seu corpo quentinho faz com que eu me sinta protegida. Mas meu coração ainda dói por saber que várias mulheres já sentiram sua quentura. E eu me pergunto se ele irá mudar, ou vai fazer assim como faz com Lisa. Mas isso não é hora de ter essa conversa.



(...)



Acordei e ao passar a mão na cama percebi que Kook já não estava mais deitado. E eu fiquei me perguntando se aquilo apenas passou de um sonho, ou se ele mudou de idéia e não me quer mais. Me levantei e tomei um banho rápido, me troquei de roupa e desci as escadas, cheguei na cozinha e não avistei a sombra de ninguém.


- Bom dia, princesa - Kook entrou na cozinha apenas usando uma calça social 


- Bom dia, cadê Lisa? - devíei meu olhar para a xícara de café 


- Foi embora - disse simplista 


- Como assim? Sem fazer escândalo? - arregalei os olhos 


- Ela não pode me confrontar, eu sou Jeon Jungkook - me puxou rapidamente colando nossos corpos - O que eu quero, eu consigo - sorriu de lado - E se eu quero ficar com você, e com você que irei ficar - me deu um selinho 


- O que você disse pra ela ir embora? - ainda estava grudada em seus braços 


- Isso não vem ao caso, ela já foi embora e pronto - bufou e me soltou - Agora se apresse que irei lhe deixar na faculdade - disse sério e saiu do cômodo 


- Porque ele está agindo assim? - fiz a pergunta para mim mesmo 


Dei de ombros e resolvi terminar logo o meu café da manhã. 


(...)



Jungkook estacionou seu carro na frente do campus, e ficou olhando o local como se procurasse alguém. 


- Procura por alguém? - o olhei 


- Sim, aquele seu amigo do cabelo rosa - ele se referiu a Jimin 


- O que tem ele ? - franzi o cenho 


- Não quero você de intimidade com ele, agora você pertence a mim - me olhou rapidamente e voltou sua atenção pro campus 


- Eu não sou um objeto não, tira isso da cabeça - lhe repreendi 


- Mas é minha - deu de ombros - Preciso ir pra empresa, até mais tarde - me deu um selinho e eu desci do carro 



(...)



Estava no refeitório com Jimin, depois do intervalo iríamos para a última aula. 


- Fico feliz em saber que você não irá mais embora - Jimin confessou 


- Eu também, por mais que eu sinta Saudades dos meus pais, eu gosto de morar aqui - tomei um pouco do meu refrigerante 


- Seu tio parou de pegar em seu pé? - quase me engasguei com sua pergunta 


- Sim, ele tá legal agora - sorri forçado 


- Que bom, esse cara me da medo - sorriu e eu assenti 



(...)



Já tinha acabado a última aula e estávamos conversando na saída do campus, quando eu avisto meu tio vindo em em nossa direção, com uma cara na boa. Mas a roupa que usava lhe deixava mais sexy ainda. ( foto de capa ).


- O que eu lhe avisei ? - segurou meu pulo com força 


- Solta ela, cara - Jimin o olhou 


- Vai cuidar da sua vida, seu pirralho - deixou Jimin falando sozinho e saiu me puxando em direção ao carro - Entra! - ordenou e eu entrei rápido 


- Porque dessa cena ridícula? - perguntei assim que ele entrou no carro travando todas as portas - Porque travou as portas? - perguntei o assustada 


- Pra você não fugir de mim - sorriu e ligou o carro dando partida e eu bufei 



(...)



Chegamos em um lugar coberto por árvores altas, deduzi ser uma floresta perto da cidade. Pensei que ele iria destravar as portas, mas não, em gesto rápido ele me puxou fazendo sentar em seu colo de lado. 


- Me trouxe aqui pra me matar? - acariciei suas bochechas gordinhas 


- Só se for de prazer - sorriu malicioso e me beijou 



Nem preciso dizer se cedi ou não, não é?  Jungkook é muito bom no que faz, e olha que apenas senti seus beijos e pequenos toques. Sua mão grande apertando minha coxa é uma sensação ótima, depois de saborear o gosto dos meus lábios, desceu seus beijos molhados para meu pescoço, onde deu leves mordidas e vários beijinhos, me fazendo gemer baixinho, gesto que fez ele sorrir abafado. Mas uma coisa me incomdou, que foi sentir sua mão adentrando por de baixo da minha saía, e alisar minha intimidade por cima da calcinha. 


- Para! - puxei sua mão do local na hora 


- Que foi ? - me olhou com cenho franzido 


- Acha mesmo que vou transar com você no meio do nada? - o olhei incrédula 


- Não vai me dizer que é virgem? - sorriu nasal 


- Não, eu não sou virgem, mas não quero que nossa primeira vez Seja assim - voltei a me sentar no banco do passageiro 


- Não faz assim (s/n), você não sabe o quanto eu lhe desejo - bufou 


- Você não presta mesmo - cruzei os braços e fiquei encarando o nada 


- Antes eu ter continuado com a chata da Lisa - o ouvi resmungando baixinho 


- Ah é, então volta com ela e me deixa em p...- me puxou de volta pro seu colo me calando com um beijo 


-Desculpa, desculpa, desculpa - colou sua testa na minha - É que eu tô louco por você, e você me provoca muito - suspirou 


- Não quero fazer isso ainda, mas posso fazer uma coisinha raiva você - sorri sapeca  e um sorriu brotou em seu rostinho 


- O que ? - me olhou malicioso 



Continua...


Notas Finais


Aí aí aí aí aí, esses ❤🙈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...