1. Spirit Fanfics >
  2. Why try to change me now? >
  3. Piloto

História Why try to change me now? - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Se você gostar da história e desejar uma continuação, é extremamente necessário que você leia as notas finais e comente.

Essa é a minha segunda vez escrevendo sobre esses dois e também sou iniciante nesse lance de escrever e publicar, como podem ver. Eu faço a correção sozinha, então é provável que vocês encontrem alguns erros por aí :(

Por favor, tenham paciência comigo
Prometo me esforçar para melhorar cada vez mais! 💕😔

Música do capítulo: https://youtu.be/8uf1n1wUfxE (embora minha verdadeira inspiração seja a versão da "Fallon" em Dynasty, que você também pode encontrar no YouTube)


Espero que gostem dessa one (e provável fanfic) 💕🥺💕🥺🥺😔💕

Capítulo 1 - Piloto


Fanfic / Fanfiction Why try to change me now? - Capítulo 1 - Piloto

O detetive Scott Kennedy nunca foi do tipo de chegar se apresentando nos lugares. Sempre preferiu que seja lá com quem estivesse conversando, não soubesse quem ele realmente era.

Acreditava que seria mais fácil obter respostas sinceras desse jeito. E de certa forma, funcionava.

As pessoas estavam mais dispostas a contar tudo a um estranho amigável do que a um detetive com olhar intimidador.

Ele esperava por isso e nesta noite não seria diferente.

Olhou com desdém para a casa a sua frente. Era uma noite animada no Biohazard, o bar mais movimentado da cidade. Pessoas de toda Raccoon City iam a aquele local para dançar, beber, afogar suas mágoas, comemorar um assassinato bem executado, resolver um crime.

Este último em específico era a única intenção de Leon naquele lugar. Não que não gostasse de sair para beber as vezes, ele com certeza o faria mais tarde.

Mas não era com muita frequência e nunca escolhia lugares barulhentos como este. Que por acaso, não estava tão barulhento naquela noite.

Sem dúvidas, aquele lugar era muito mais do que um simples "bar". Havia muito investimento e organização por trás daquele local que tanto chamava a atenção de quem passasse por lá.

O dono parecia sempre se importar em inovar e trazer algo novo, e por isso as vezes as noites eram temáticas, assim como aquela.

O loiro se informou disso e já entrou naquele lugar caracterizado como os outros. Um sobretudo preto, uma roupa mais formal e um chapéu estilo Sherlock eram o suficiente para que ele entrasse no clima dos anos 50.

Ele chamou a atenção de alguns olhares para sí e torceu em silêncio para que não fosse reconhecido logo de cara, mas então percebeu que não era esse o real motivo.

Após um profundo suspiro, andou mais um pouco e observou como todos ali realmente se importaram em se fantasiar por uma noite e em como a casa se enfeitou.

Haviam poucas luzes e ele podia sentir a música clássica que soava em seus ouvidos. As mulheres com seus vestidos deslumbrantes dançavam e os homens com seus suspensórios assobiavam.

Nada havia chamado muita a atenção do detetive, até a música ser parada do nada e toda a iluminação do local valorizar apenas um lugar. O palco.

Quando todos olharam, a imagem de uma mulher apareceu em cima do piano deitada de lado e com um microfone antigo em suas mãos.

Ela usava um longo vestido vermelho com um corte em sua perna que parecia cair nela como uma segunda pele, valorizando todas as curvas que tinha a oferecer.

Além do enorme decote V, a dama usava um pequeno casaco de pele em seus braços, mas jogado para trás, deixando seus ombros a mostra.

Apesar da bela introdução, ninguém ali parecia estar apostando muito na voz que ela tinha a oferecer, mas logo todos foram surpreendidos, inclusive Leon.

"I'm sentimental..."

E no mesmo instante, o loiro sentiu todos seus pelos se arrepiarem até sua espinha.

Ele com certeza não estava esperando por aquilo, por aquela voz. Uma voz grave, encantadora, que soava como se estivesse tentando te seduzir.

E talvez ela estivesse tentando te seduzir, porque era isso o que ela conseguia.

"... So I walk in the rain"

A combinação perfeita daquele tom com o toque do piano criou uma atmosfera que era quase impossível de escapar, agora ele realmente sentia que havia voltado no tempo. Parado nele.

Todos estavam sorrindo e impressionados enquanto observavam a mulher no vermelho cantar, era uma cena admirável.

"I've got some habits even I can't explain

I go to the corner, hide up in Spain

Why try to change me now?"

Foi quando Leon percebeu, ela estava olhando para ele.

Em algum instante se perdeu no momento e não notou quando ela deixou de passar o olhar por toda a plateia e o pousou sobre ele.

Só então o detetive finalmente conseguiu olhar naquela mulher o que não tinha conseguido até agora, seus olhos. Ele não sabia descrever aquela cor, talvez um âmbar? Podia ser a iluminação, nunca tinha visto nada parecido.

Mas a cor era apenas um detalhe, ele tinha a impressão que seja lá qual fosse, o olhar seria o mesmo. E seria único.

Era intimidador, era atraente. Dava frio na barriga e ao mesmo tempo vontade de se aproximar para ver melhor. Ele já não sabia como descreve-la.

Os olhos não eram a única coisa impressionante nela, depois ele saberia disso, mas no momento se tratava de toda a sua beleza. O rosto dela era uma linda harmonia, com certeza umas das mulheres mais belas que já tinha visto em sua vida.

Mas a insistência dela de olhar para ele e a indiferença que ela demonstrava o incomodou. Leon já tinha duas alternativas em sua mente: Ou ela sabia quem ele era, ou ela era quem ele procurava.

Ele realmente desejou que não fosse a última.

Se tratava de uma dama tão bonita que essa palavra chegava a não ser o suficiente. Ele não achava que passar 18 anos em uma cela fosse combinar com ela.

"So let people wonder

Let 'em laugh

Let 'em frown

You know I'll love you

Till the moon's upside down"

Aparentemente ela tinha desistido de encontrar seja lá o que estivesse procurando nele, porque desviou o olhar e voltou sua atenção para o resto do público enquanto descia lentamente do piano para o chão com seus saltos escuros e deixando o casaco para trás.

Ela caminhou sobre o palco ainda segurando o microfone enquanto cantava graciosamente com a atenção de todos sobre sí. Ela realmente era boa nisso.

Leon pensou um pouco consigo mesmo que ela não era de lá.

Biohazard tinha suas próprias performers, e nenhuma delas era a que estava sobre o palco. Ele também reconhecia alguns rostos das últimas vezes que foi ao local, eram clientes frequentes, e nenhum deles parecia reconhece-la também.

Podia ser seu primeiro dia, mas porque alguém como ela perderia seu tempo cantando em um bar de Raccoon City? Ele não sabia dizer se a mulher era ambiciosa, mas conseguia ver seu lindo rosto pelos telões da Time Square e suas delicadas mãos dando autógrafos pelas ruas da Califórnia.

"Don't you remember

I was always your clown

Why try to change me now?"

Ele imaginou naquele momento que talvez ela fosse descer até o chão e andar entre as mesas, mas não o fez. Depois de dar uma volta no palco, a dama caminhou em direção ao mesmo velho piano e se encostou nele, pronta para acabar com sua apresentação.

"Why try to change me

Why try to change me now"

Ela cantou a última parte olhando novamente para o loiro, mas dessa vez mais sutilmente. Ele ainda podia sentir seus olhos queimando em sí do mesmo jeito.

Com um sorriso de canto, o microfone foi abaixado e as luzes sobre o palco desligadas. Leon se aproximou um pouco para ver se conseguia enxergar melhor, mas a mulher havia desaparecido tão rápido quanto havia chegado.

Decepcionado, o detetive balançou a cabeça e logo tomou a atitude de deixar toda aquela cena de lado para voltar ao trabalho. Em um segundo, as mesmas batidas de antes haviam voltado ao lugar e as pessoas em volta começaram a dançar animadas, deixando toda a antiga melancolia para trás.


Notas Finais


Eu tenho mais conteúdo para essa história pronto, mas ainda não tenho ela completa e também não sei direito como vou fazer isso. Então, se vocês querem mais capítulos, eu peço do fundo do meu coração que comentem isso!

Assim eu vou saber e vou me esforçar para entregar o melhor que puder.

Obrigada por ter lido até aqui, espero que tenha gostado 💕💕💕💕

Você pode encontrar outra one aeon aqui no meu perfil e interagir comigo no meu twitter @NosfaMarcy

Publicação em que peguei a capa do capítulo: https://lotherings-rose.tumblr.com/post/182304948657/resident-evil-2-leon-kennedys-noir-outfit


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...