1. Spirit Fanfics >
  2. Why you?- noart >
  3. You don’t exist

História Why you?- noart - Capítulo 41


Escrita por:


Notas do Autor


Helloooo
Bom gente, eu estou com um lindo bloqueio criativo, mas talvez também seja o sono kkkkk eu realmente iria atualizar todas as minhas fanfics hj só que talvez não consiga pq alguns capítulos precisam ser revisados (e já vou me desculpando q esse não está mas não ia deixar vocês na mão)
O capítulo não está um dos melhores mas prometo que o próximo vai ser melhor

E me deem parabéns pq hj é meu aniversário kkkkk

Boa Leitura 📚

Capítulo 41 - You don’t exist


Sina Deinert

17th of September 

1:34 p.m

Wednesday afternoon 



Nossos sentimentos são muito estranhos. Um hora você apenas quer proteger e amar, outra quer matá-lo e dar bronca e foi assim durante aquela semana inteira. 

Faz uma semana que Josh foi para o hospital, ele acordou faz uns cinco dias mas ninguém sai do pé dele. Os pais ficaram extremamente chateados por saber das drogas, os amigos iam todos os dias visita-lo, mas ele não falava nada, ele está mudo desde quando acordou, como se não soubesse falar. Toda a vez que alguém grita com ele, apenas suspira e fecha os olhos.

Noah anda bem preocupado com o loiro. Toda vez depois da escola vai para o hospital e conversa com Josh, mesmo que não responda fala tudo, até mesmo de mim e eu achava isso adorável. 

Nos dois sempre estamos juntos. Andamos de mãos entrelaçadas, damos selinhos de despedida, conversamos toda a hora, mandamos mensagem, ou seja agimos como casal. Eu queria um pedido de namoro, mas sei que ele está preocupado com Josh no momento. 


-Sina! Bom dia!- escutei Any exclamando do meu lado

-Ah, desculpa... Estava pensando- disse suspirando

-Ainda continua preocupada com o Noah?- indaga e assinto

-Ele faltou da aula para ficar no hospital porque os pais dele não podiam... Eu sei que o Josh é o irmão dele mas ele precisa de cuidar também- suspiro novamente 

-Bom, pelo menos já chegamos- diz apontando para o hospital na nossa frente 


Fazia meia hora que a aula acabou e estávamos indo direto para o hospital. Eu geralmente vinha com Noah e ficávamos conversando com Josh que não respondia nada, mas pelo menos estávamos lá. Como hoje Noah não veio pedi para Any me acompanhar.

Entramos no hospital e fomos direto para o quarto do canadense. Noah conversava com ele sem resposta, sendo ignorado até que nos viu e parou a conversa. 


-O que estão fazendo aqui?- pergunta olhando para nós fazendo Josh também se virar 

-Viemos te fazer companhia- digo num sorriso me aproximando dele 

-E eu vim ficar de vela- Any diz sorrindo debochadamente 

-Vela do que? Não namoramos- digo deixando minha mochila num canto do quarto 

-Porque não querem, né! Como a vó do Noah diz? Vocês ficam de cú doce toda hora- diz me fazendo ficar corada e Noah rir 

-Obrigado por virem... Até mesmo porque não sou eu que tenho que agradecer né- diz fuzilando Josh com o olhar que apenas ignorou 

-Bom, todo mundo precisa de companhia- comentei fazendo menção de sentar numa cadeira ao seu lado mas Any sentou antes- Ei! 

-Senta no colo do seu namorado porque eu não vou ficar de vela e ainda em pé- diz pegando um bis da bolsa, bis é aquele chocolate do Brasil

-Me da um?- indaga Noah

-Não- Any da um sorriso debochado comendo o chocolate- Você quer, Josh? 


Todos olhávamos para o loiro que corou levemente. Ele assentiu com a cabeça e Any deu para que agradeceu com um sorriso. 

Me sentei no colo do Noah, pois me recusava a ficar em pé. Nos três ficamos conversando por um tempo, Josh apenas observava com tédio, sempre que tinha uma piada percebia que ele queria rir, mas continuava com a cara fechada. 

O médico entrou na sala e pediu que nos retirássemos para ele fazer uns exames. Nos três saímos saímos com um suspiro por saber que mais uma vez não conseguimos fazê-lo falar. 


-Uma hora ele volta, né?- indaga Noah me olhando um pouco triste

-Volta sim- digo num sorriso e selo nossos lábios rapidamente 

-Não, nem pensem em se beijarem, não estou afim de ser vela suprema- bufa Any nos fazendo rir 

-Você que lute- Noah diz e me beija novamente, porém um beijo mais explícito 

-Arrumem um motel, meu deus- a brasileira revira os olhos- Eu vou indo, se pegam bastante longe de mim- escuto seus passos distantes

-Onde quer ir? Preciso de algo para esfriar minha cabeça- diz Noah sorrindo 

-Vamos no Friends Burger, estou com fome- digo com a barriga roncando, não havia almoçado 


Como a lanchonete era perto do hospital, fomos a pé. Assim que chegamos nos sentamos numa mesa qualquer e pedimos nossos lanches, peguei meu celular vendo algumas mensagens quando senti alguém me olhando demais. 


-Porque está me olhando tanto?- indago franzindo o cenho 

-Ainda não me toquei que a garota que sou apaixonado desde o sétimo ano está na minha frente- diz num sorriso bobo

-Bom, você também já beijou ela diversas vezes- digo sorrindo

-É, e também enfrentei maus bocados com ela...- da uma risada nasal- Lembra da Brooke

-Nem me lembra dela, já deu a cota dela- digo revirando os olhos 

-Digo o mesmo pro Froy- sussurra e reviro os olhos

-Pelo menos o Froy não me chantageia a ficar com ele- debato irritada, já deu de Froy

-Mas ele se finge de amigo só para se aproximar de você- Noah fala cruzando os braços- Isso é pior

-Não, não é Noah- digo o fuzilando com o olhar- E posso saber porque você sempre coloca o Froy no meio das nossas conversas? 

-Porque eu tenho medo de te perder- confessa num suspiro- Tenho medo de te ver nos braços de outro, tenho medo de você dizer que não gosta de mim, tenho medo de te ver beijando outro, tenho medo de não ter você ao meu lado todas as manhã- diz tudo e fico um pouco paralisada- Me desculpe... Eu só não quero perder mais ninguém 

-Você não vai me perder, Noah- digo colocando minha mão em cima da sua e fazendo carinho- Eu gosto muito de você, e não é só porque outro cara de olhos verdes entrou na minha vida que vou te trocar, eu gosto de você do jeito que é, nada e nem ninguém vai mudar isso


Noah olha nos meus olhos sorrindo. Aquele sorriso bobo, apaixonado que me fazia ter mais certeza que ele gostava de mim e era tudo recíproco. Me aproximei de seus lábios e o beijei pela terceira vez no dia, a cada beijo eu meu apaixonava mais ainda por ele. 

O americano colocou seu braço em volta do meu pescoço me fazendo me aconchegar em seus braços. Ficamos naquela posição até os pedidos chegarem e comermos. Como o dia ainda não tinha acabado, decidimos ir para minha casa assistir algum filme, até mesmo porque ninguém estaria lá a essa hora. Chegamos na minha casa e não enrolamos muito, já começamos a fazer a pipoca.


-A pipoca já tá pronta?- indaga para Noah enquanto pegava algum chocolate

-Não sei, é normal sair essa fumaça?- pergunta meio confuso

-Meu deus você vai queimar!- exclamo desligando o fogo- Você não sabe cozinhar não? 

-Na verdade não- confusa coçando a nuca um pouco tímido 

-Você fica uma gracinha tímido- digo e dou um selinho em seus lábios 


Pegamos as comidas e fomos até a sala. Depois de muita briga entre Harry Potter e Star Wars, escolhemos o bruxinho e graças a Deus porque eu não aguento mais aquela música da entrada do Star Wars. Enquanto o filme passava, eu estava deitada em seu peitoral comendo a pipoca e ele fazia carinho no meu cabelo. Até que chegou uma hora em que nos olhamos e nos beijamos. 

O beijo era calmo, sem segundas intenções, era apenas um beijo de confiança, dizendo que sempre estaremos ali um para o outro e eu sabia o quanto Noah precisava daquilo, porém decidimos nos beijar de novo. Acabou sendo um beijo mais intenso, com língua e um pouco excitante. 

Noah colocou suas mãos em minha cintura e me pôs em seu colo. Continuamos nos beijando durante um tempo até que o calor começou a aumentar, minhas mãos puxavam seu cabelo e as dele analisavam minha costa. Entretanto, quando ia tirar sua blusa ele separou o beijo. 


-Acho que devemos parar- ele diz ofegante por conta do beijo- Não me olhe com essa cara

-Porque devemos parar? Estamos sozinho e não vejo nenhum problema- digo meio frustrada

-Primeiro, eu não quero que nossa primeira vez seja com a música do Harry Potter de fundo e segundo, quero que sua primeira vez seja especial, perfeita, não de repente no sofá da sua sala... Eu quero que nosso relacionamento seja perfeito, clichê do jeito que você sempre sonhou 

-Você não existe Noah- digo sorrindo 

-Eu existo sim, só quero ser o seu crush perfeito- diz me dando um selinho




Any Gabrielly

17th of September 

3:23 p.m

Wednesday afternoon 



As vezes eu me acho burra ao extremo. Não sei como diabos consegui deixar minha mochila naquele quarto de hospital, e agora cá estou eu prestes a entrar na merda do quarto do meu crush, pegar a bolsa e sair como se nada tivesse acontecido. 

Assim que cheguei na porta percebi que estava aberta e escutei vozes. Achei estranho por uma delas ser de Josh e ele praticamente estivera mudo a semana inteira. Me aproximei um pouco mais vendo ele deitado na cama com uma criança de dez anos ao seu lado. 


-Vai demorar muito para você sair? Eu sinto sua falta em casa- a criança diz enquanto Josh fazia cafuné no cabelo dela. 

-Espero que não, o medido disse que eu talvez saia hoje- o canadense diz num suspiro

-Você quer voltar pra casa, né? Porque você fica tendo recaídas e parece que não quer- o mais novo diz suspirando e Josh de um beijo em sua cabeça 

-Claro que quero, sinto falta de conversar com meu irmãozinho mais novo- diz sorrindo

-A mamãe disse que você não fala mais com ela, é verdade?

-Sim, mas eu não tenho falado com ninguém, só com você 

-E com aquela moça também porque ela está escutando nossa conversa faz um tempo- o garotinho diz apontando para mim e fico paralisada, merda porque ele me viu? 

-A-Any...? O que faz aqui?- indaga Josh gaguejando 

-Vim pegar minha mochila, eu sou meio burra e acabei esquecendo- digo um pouco nervosa 

-Moça, é verdade que meu irmão não fala com ninguém?- a criança pergunta me fazendo ficar mais nervosa 

-Ah... Bom...- olho para Josh que pedia piedade pelo olhar- Aposto que seu irmão tenha os motivos dele, ele também precisa raciocinar tudo 

-É chocolate na sua bolsa?- indaga olhando para o bis

-Jaden!- exclama Josh fuzilando-o com o olhar

-Não tem problema- digo num sorriso- Pode pegar- dou a caixa para ele 


O tal de Jaden pegou a caixa animado, saiu da cama e foi correndo até o lado de fora feliz até demais. Eu e Josh nos entreolhamos confusos e começamos a rir, não entendíamos nada do que havia acabado de acontecer. 


-Desculpa, ele é meio doido mesmo- diz sorrindo 

-Ele é fofo- digo sorrindo- É seu irmão? 

-Sim, ele não pode vir aqui por ser menor mas hoje fizeram uma exceção pra ver se eu falava alguma coisa...- suspirando olhando para suas mãos 

-Eu achei fofo saber que só conseguiu falar com o seu irmão... Mas você sabe que precisa da abrir para alguém, né? Todos seus amigos estão mal por você

-Eles não são meus amigos- murmura baixo- Principalmente o Noah

-O Noah vem aqui todo o dia conversar com você para ele ser ignorado, sabe o quão machucado você o deixa? Eu não sei o que aconteceu entre vocês mas seria bom você dar uma segunda chance- digo com a expressão preocupada

-Não é fácil... Eu tenho medo de tudo acontecer de novo- diz olhando para baixo

-Tudo o que?- pergunto me aproximando 

-E-Eu... Eu não quero falar sobre isso- diz com uma fina camada de lágrimas nos olhos

-Tudo bem, mas saiba que estou aqui para qualquer coisa- digo num sorriso 

-Josh! Oi, filho...- sua mãe diz entrando no quarto- Seu irmão diz que ficou conversando com ele


Percebi em seu olhar receio de falar com sua mãe, porém eu segurei sua mão passando confiança e ele sorriu levemente.


-Oi mãe- abriu um sorriso- Desculpa... A minha cabeça está cheia

-Eu não quero brigar na frente da sua amiga então conversamos em casa- diz um pouco triste, mas com um sorriso por saber que Josh havia falado

-Ele foi liberado, já pode sair, Joshua- um homem mais velho entrou no quarto- Quem é você?- ele pergunta apontando para mim

-Ah... Uma colega...?- digo meio indecisa 

-Claro, porque namorada não seria- diz um pouco rude e Josh suspira

-Vamos, Josh! Está pronto para ir para casa?- sua mãe indaga sorrindo, mas ele a ignora completamente, voltando a não falar nada 




Josh Beauchamp é um caso difícil e indecifrável 


Notas Finais


Digo dnv, me deem parabéns pq eh meu aniversário kkkkk
Bom não tenho muito o que comentar, vou att minhas outras fanfics amanhã pq to com sono kkk e desculpa os erros pq eu realmente não revisei o capítulo

E eu fiz uma fanfic de Nosh, se você deles vão lá dar biscoito (e tudo de putaria q não coloquei nessa fanfic eu vou colocar lá kkkk)- https://www.spiritfanfiction.com/historia/sex-education-nosh-19321299


Até maix
🇨🇦•🇺🇸•🇩🇪•🇧🇷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...