1. Spirit Fanfics >
  2. Why you?- noart >
  3. Sad..?

História Why you?- noart - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Decidi por um mais hoje, não é mesmo? Kkk
Desculpem qualquer erro!

Boa leitura! 📚

Capítulo 7 - Sad..?


Sina Deinert

3rd of September 

9:25 a.m

Wednesday morning 


Sempre fui atenta e esforçado durante as aulas, mas hoje meu foco estava em outro lugar.

Não era só porque as conversas paralelas atrapalhavam meu raciocínio, e nem porque Shivani estava dormindo de boca aberta numa cena icônica, minha cabeça apenas não estava naquele mundo. Estava imaginando histórias românticas na minha cabeça... Sim, estava entediada.

Realmente queria prestar atenção na aula, mas aquilo estava tão chato e matemática não era comigo. Já Any prestava atenção em cada palavra que saia da boca do professor e anotava tudo, como ela consegue? 


-Formem duplas, vou passar alguns exercícios- anunciou o professor me tirando do transe

-Any! Faz comigo!- exclamo antes de qualquer pessoa

-Sacanagem, Sina- murmura Sofya me fazendo rir, Any era a única boa em matemática, então quem fazia dupla com ela saia no lucro

-Vamos nos duas então, só que não duvido nada que a gente vá errar tudo- diz Hina e Sofya junta sua carteira com a dela

-E a Shivani?- pergunta Sofya olhando para a amiga que ainda dormia

-Deixa ela, já deve estar no décimo quinto sono- Any se pronuncia- Vamos fazer? 

-Claro- digo sem animação nenhuma, odeio matemática 

-Sina, ontem você disse que tinha algo pra falar com a gente- diz Sofya que estava atrás de mim e me lembro da festa

-Preciso da Shiv, acordada ela pra isso- digo e Sofya aproxima-se dela assoprando em seu ouvido fazendo-a quase cair da carreira atraindo atenção de todos

-Está bem, senhorita Paliwal?- pergunta o professor

-Sim, senhor... Só me distraí...- responde rápido e todos desvião o olhar enquanto nos rimos baixinho- Vocês me pagam- nós fuzila com o olhar

-A Sina tem que falar alguma coisa- diz Hina com dificuldade por conta do riso

-Fala logo porque vocês não acordaram do meu sono atoa- resmunga Shivani e paro de rir

-Sexta tem festa na casa do Krystian- digo e todas reviram os olhos

-Sabemos, Sina, todo o ano tem festa na casa do Krystian- todas abaixam olhar para ler o exercício do livro

-E nós fomos convidadas- completo a frase e me olham confusas

-Como é que é?- Any olha com a expressão mais caótica o possível 

-O Noah me convidou e disse que podia chamar vocês- digo um pouco mais baixo e todas arregalam os olhos 

-Noah Urrea te chamou para uma festa?- Sofya diz incrédula 

-Noah Urrea falou com você?- Hina perguntou com a mesma expressão de Sofya

-Desde quando Noah Urrea presta atenção na gente?- questiona Shivani confusa

-Não na gente, na Sina... E a Sina está dando mole pra ele- diz Any olhando as unhas e eu suspiro 

-Não é assim... Ele realmente está sendo legal comigo, ontem a gente conversou por mensagem e...

-Espera vocês conversaram por mensagem?- Shivani me interrompe 

-Sim, qual o problema?- pergunto dando ombros

-O problema...? É o Noah, Sina! O Noah!- exclama Sofya dando ênfase no “o” 

-Você vai ficar com ele na festa?- pergunta Shiv e eu arregala os olhos

-O que...? Claro que não! Tá doida?- fico um pouco nervosa- Não posso ser amiga dele? 

-Amiga dele?- Any começa a rir- Todas as amigas dele já devem ter ido pra cama com ele

-Gente ele só tem 16 anos, talvez ele ainda seja virgem- diz Hina fazendo Any e Shivani rirem 

-Conta outra- Shiv continuou rindo- E eu aposto que já pegou o Josh

-Ele é gay!?- pergunta Hina supresa

-Não, mas só porque você é hétero não significa que não pode beijar pessoas do mesmo sexo, beijar é diferente de amar- explica Shivani e percebe aplausos do fundo da sala- Ah? 

-Muito sensata, Shivani- sorri Diarra- Já pensou em fazer parte do grupo de debate? Você sabe falar muito bem

-Ah... Eu... Vou pensar- diz sorrindo de lado

-Depois vocês reclamam de mim sendo amiga do Noah- reviro os olhos

-Ele tá dando em cima de você, isso é diferente- explica Sofya

-Mas isso seria tão romântico- começa Hina- O garoto mais popular da escola se apaixona pela garota quietinha e santinha- dito isso escutamos um barulho vindo de trás 


No canto da sala, a cadeira onde Noah estava sentado caiu fazendo-o cair junto. Os risos da sala aumentavam cada vez mais, ninguém naquela sala não estava rindo, até mesmo o professor.


-Estava dormindo, senhor Urrea?- debocha o professor e Noah levanta envergonhado

-Não, ele estava no mundo das garotas loiras- diz Josh atraindo mais risos da amiga coreana e deixando Noah vermelho 

-Quem será a nova ficante loira do Noah?- sussurra Sofya e ninguém responde, ninguém sabia mesmo

-Será que loira não seria a Sina?- pergunta Hina ainda sonhando e escutamos alguém engasgar 

-Caralho, Urrea, isso é falta de atenção?- Lamar deboche e recebe um dedo do meio de Noah atraindo mais um vez risadas

-Mais alguma coisa e o senhor Urrea vai para fora da sala- diz o professor 

-Desculpe...- murmura e volta a atenção para o livro, se é que a atenção estava no livro

-Imagina? Vocês seriam um casal tão fofo- continua Hina e sorrio de lado também imagina o quão romântico isso seria

-A diferença é que não estamos em conto de fadas- Any é muito pé no chão- Ele vai te beijar na festa e esquecer no outro dia 

-E quem disse que eu vou beijar ele?- indago repreendendo Any- Eu não sou tão fácil assim, e não quero que meu primeiro beijo seja assim... Com um cara conhecido como “galinha babaca” 

-Professor, posso ir no banheiro?- voz de Nosh ecoa na minha cabeça e parece meio... triste? 

-O sinal já vai bater- dito e feito, o sinal bateu


Noah saiu da sala apressadamente tão rápido que saiu antes de dormir qualquer um, isso tudo era vontade de fazer xixi? 

Já havia chegado a hora do recreio e Any me acompanhava até o meu armário, estávamos conversando sobre a festa de Krystian.


-Realmente vai, então?- pergunto para Any

-Sim, e eu vou beber até não poder mais- me responde e a olho surpresa

-Quem é você e o que fez com a minha amiga?- Any ri e ainda a olhava surpresa

-Estamos no colegial, tudo vai mudar agora- diz parando- Tenho que... Fazer uma coisa na sala de química, já volto- e sai correndo


Suspiro vendo minha dificuldade para abrir o armário cheia de materiais na mão. Quando estava quase colocando tudo no chão para abrir o armário, vejo Noah passando junto com Josh e decido pedir ajuda... Somos amigos, né? Posso pedir ajuda...


-Noah, pode me ajudar?- pergunto num tom meio baixo e ele me olha com cara de... choro? 

-Ah? Eu?- pergunta um pouco confuso não olhando nos meus olhos, o que eu fiz? 

-Sim, seu mané, vai ajudar a garota- Josh empurra Noah para perto de mim e nossos rostos ficaram muito próximos um do outro 

-É...- percebi seus olhos baixarem para minha boca me fazendo corar demais- Claro- diz se afastando e abrindo meu armário 

-Obrigada, Peter Pan- digo com um sorriso colocando meu material ali

-Tchau, Sina- diz saindo rapidamente e fico um pouco triste, porque ele está assim? 

-Desculpa por ele... Ele está sensível- responde Josh parecendo ler meus pensamentos- Não desiste dele, Sina

-Ah? Como assim?- pergunto confusa, não desistir dele? 

-Tchau, Sina- diz fazendo o gesto com sua mão sem responder minha pergunta


Não desistir do que? 




Josh Beauchamp

3rd of September 

9:45 p.m

Wednesday morning



-Qual é, Noah... Você esperava o que? Ela não te conhece direito, claro que pensa assim- Heyoon fala colocando uma das mãos no ombro do meu amigo

-Sem contar que é meio verdade- falo da boca pra fora fazendo Heyoon me bater- Aí! 

-Mas Josh tem razão... Numa noite de festa eu fico pelo menos com duas meninas diferentes e no outro dia nem lembro do rosto delas- digo baixando a cabeça- Não me importo como os outros me vem... Mas com ela é diferente 

-É o amor...- começo a cantar e Heyoon me bate de novo- Quer parar de me bater, mulher?

-Só se você para de ser chato!

-Então nunca você nunca vai parar- brinca Noah e bato nele- Aí! Não é pra me bater

-Não posso bater na Heyoon então bato em você- Noah me da um tapa e quando ia revirar a coreana grita

-Querem parar de ajir feito crianças? Josh, para de bater no Noah

-Viu? Para de bater em mim

-Para di bate em mim- digo fazendo uma voz fina

-Olha aqui seu...- fui interrompido por Heyoon

-Meu Deus! Calem a boca! Como vocês se aguentam?- pergunta alterada

-Anos de convivência- respondemos juntos e sorrimos

-Falamos juntos!- exclama animado

-Isso mesmo, bro- digo e fazemos nosso aperto de mão fazendo uma coreana revirar os olhos irritada

-Porque sou amiga de vocês mesmo?- pergunta mais para si mesma que para nós 

-Porque somos dois amigos retardados que ajem que nem crianças e precisamos de alguém responsável- responde Noah e concordo 

-Tá... Deixa pra lá- diz deixando o assunto morrer- Enfim, Noah... Eu já disse, mostra pra ela que você não é esse galinha babaca

-Eu tentei olhar para ela hoje e só consegui pensar como ela me vê... Um babaca- diz abaixando o olhar 

-Se você realmente quer ela, luta, vai lá e mostra que pode ser diferente- digo e os dois me olham surpresos- O que foi?

-Desde quando você fala tão “bonito”?- questiona Heyoon e reviro os olhos

-Eu vou indo- digo me retirando do local, sabia que eles iriam rir da minha cara


Passo pela porta da sala de química e algo me chama... Não sei o que era, mas precisava entrar. Como o professor deixa a porta aberta entrei sem nenhum problema, mas me surpreendi com o que vi.

O celular estava ali sem cima.

Não sei se era coisa da minha cabeça, mas ele estava me chamando. 

Peguei ele e abri. Como que essa pessoa deixou o celular aqui de novo? Ela é tão distraída assim?

Até que algo passou pela minha cabeça.

Talvez ela esteja esperando outra resposta.

Abro o celular indo direto para as notas vendo algo de baixo do que havia escrito... Ela realmente havia me respondido


“Isso é assombração ou meu diário... Quer dizer, Albert me respondeu? Devo me preocupar?

Quem diria que Albert teria uma vida mais complicada que a minha... Mas pelo menos ainda acredita em esperança, enquanto eu nem sei mais no que acreditar.

Tenho vergonha do que faço e o que já fiz. Os cortes espalhados pelo meu braço trazem memórias horríveis sobre meu passado que antes eu via tão distante, mas hoje vejo ele mais próximo de acontecer. Tenho medo de tudo acontecer de novo...

Nunca contei sobre isso para ninguém, nem para os meus pais, a vergonha sempre falou mais alto em mim. E eu sei que me pais me amam demais e não suportariam me ver partir, então acho que isso é o que ainda me mantém viva.

Enfim, posso te chamar de Albert? Já que virou meu diário que responde? 

E não se esqueça de deixar o celular amanhã nessa mesma mesa para poder pegar o celular... Vou fazer isso depois de amanhã também para você pegar o celular. Vamos ver confidentes anônimos um do outro.”


-Sr. Beauchamp, essa é sua sala?- sou interrompido pelo dono da sala percebendo que o sinal já havia tocado e que estava atrasado para a próxima aula

-Não, me desculpa senhor... Já estava de saída- digo andando apressadamente olhando para o celular anônimo na minha mão pensando.


Pensando como estava contente de finalmente desabafar para alguém sem ser julgado 


Notas Finais


Noah triste por causa do que a Sina falou, será que ele vai recuar?
Beauany apenas no desabafamento
Hina prevendo o futuro kkk

Próximo capítulo teremos várias surpresas!
🇨🇦🇺🇸🇩🇪🇧🇷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...