1. Spirit Fanfics >
  2. Wicked Game - Kim Taehyung - BTS >
  3. Chuva

História Wicked Game - Kim Taehyung - BTS - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Chuva


Fanfic / Fanfiction Wicked Game - Kim Taehyung - BTS - Capítulo 8 - Chuva

- Não façam barulho – Namjoon se abaixou ao lado de Jimin.

- Cadê o Tae? - O menor perguntou impaciente.

- Tenha mais calma, ele foi ver o posicionamento agora dos seguranças, só ele decorou a ordem que eles ficam.

Mais alguns minutos se passaram até Taehyung finalmente voltar para próximo de seus amigos, se abaixando disfarçadamente em um local onde a câmera não conseguia filmar, um dos pontos cegos.

- 10 minutos para o acesso A1 ser liberado – Os três haviam unido as informações colhidas para nomear conforme o mapa de Namjoon as saídas, os pontos cegos encontrados nas fotos das câmeras de vigilância que Jimin conseguiu e o horário de todos os seguranças mudariam de posto, assim deixando uma brecha para saírem.

- Seguimos no momento com o plano A. - Jimin falou.

- Plano B está em posicionamento? - Perguntou Namjoon apreensivo.

- Claro – Taehyung respondeu com um sorriso no rosto, o plano B era a opção que ele mais desejava, aliás, ele planejou e arquitetou como funcionaria, mas também era o mais perigoso.

- Vamos evitar usá-lo, tudo bem? - Nam não queria ter que correr o risco de fazer tudo às pressas.

- Não seja carrancudo, você achou sensacional! - Taehyung revirou os olhos.

- Vejam se todo o equipamento está funcionando. - Namjoon mudou de assunto para não entrar em uma discussão com o amigo, no fundo ele gostava do plano b, mas preferia se ele apenas acontecesse nos video games, não queria fazer parte dessa aventura.

- Tudo certo. - Jimin levantou o rádio comunicador dele animado, ele havia ganhado aquele talkabout no ultimo natal de seu avô que morava na Coréia, claro que no momento não tinha gostado nenhum pouco e só levou para o internato porque sua mãe tinha deixado na bolsa, o que foi uma sorte porque agora ele iria poder usar.

- Pronto – Taehyung olhou em seu relógio e levantou saindo do pequeno muro ao qual eles se escondiam e seguiu pelo jardim entre as pequenas arvores. - Só liguem a lanterna se for urgente, isso pode chamar a atenção de algum guarda distante.

O Plano A era mais complicado e demorado que o Plano B, porém, menos perigoso. Primeiro teriam que atravessar todo o enorme jardim que dividia o prédio masculino do feminino. Ao chegarem na ala feminina teriam que entrar por uma pequena janela e atravessar o prédio por um estreito corredor que em tese não existia mais, porém ainda tinha a estrutura desgastada e toda a região não era usada, logo as câmeras não eram necessárias.

- Aqui é um pouco assustador. - Jimin andava atrás de Taehyung e na frente do Namjoon.

- Achei que era o único que estava com medo, mas veja pelo lado positivo, você não é o primeiro.

O extenso corredor não tinha nada mais do que muita terra, sujeita e alguns pedaços de obra antiga.

- Bom, agora o acesso B2 será liberado em 5 minutos, precisamos nos apressar sem fazer barulho – Namjoon comentou olhando o relógio. - Estamos indo muito devagar.

- Não podemos fazer muito barulho aqui, se as meninas escutarem algo vão chamar a segurança, vocês sabem que elas vivem chamando a segurança para ver esse local e grande parte das vezes não é nada, né?

- Taehyung, se a gente não pegar o acesso B2 agora iremos atrasar uma hora para sair daqui.

A escola poderia não ser grande o suficiente para saírem de lá rapidamente, mas quando é necessário saírem escondidos o processo poderia demorar cerca de duas a três horas.

O restante do corredor fora seguido em silêncio, o caminho até o acesso B2 foi alcançado rapidamente dentro do horário estipulado por eles, mas uma surpresa os pegara, o segurança não estava em seu posto – o que poderia ser algo bom, mas a incerteza de onde ele estava tomava os pensamentos do maior – Namjoon rapidamente tomou a frente e seguiram pelo jardim pós ala feminina, mas dessa vez se arrastariam pelo gramado para não serem flagrados pelas câmeras, nesse jardim não havia árvores, apenas pequenos arbustos.

Assim que atravessaram o jardim desceram uma escada que dava acesso aos jardins da zona leste da escola, onde lá eles pulariam cerca de 4 muros até finalmente pularem uma cerca que separava a escola de um bosque, onde estariam um amigo de Taehyung os aguardando para irem a um esconderijo.

Os primeiros dois muros não foram difíceis de pular, Namjoon era o primeiro, que com a ajuda dos amigos pegaria impulso até ficar no meio do muro, uma corda segurada pelos amigos o ajudaria a descer o restante do muro, assim, facilitaria para o Jimin que seguiu igual, mas com Tae seria diferente, ele teria que escalar junto com a corda até o meio do muro, mas isso não foi nada difícil para o mesmo.

No terceiro muro Taehyung recebeu uma mensagem. Era um dos colegas de quarto ao seu lado.

“Eles estão revisando os quartos, o de vocês será o próximo.”

- Vem logo Tae – Gritou Namjoon do outro lado do muro.

Taehyung apressou o passo para subir e descer finalizando o muro rapidamente.

- Temos um problema. - Taehyung falou enquanto eles seguiam para o ultimo muro.

- Ah, é sempre assim, estava fácil demais. - Jimin bufou.

- Diga logo. - Namjoon falou enquanto arrumava sua mala em suas costas, apertando a alça da mesma.

- Os quartos estão sendo revisados hoje, o problema que eu deixei ativado o plano B, no caso Phill – colega de Tae que ficava no quarto ao lado – teria apenas que abrir a porta e ele seria ativo, mas ele será acionado pelo inspetor.

- Taehyung, quantas vezes preciso falar para você não começar nada sozinho? O plano combinado era ativar manualmente o plano B e não assim.

- Nam, eu não comecei nada sozinho! Apenas deixei preparado e mais fácil para nós...

Namjoon bufou e seguiu para o ultimo muro. Taehyung havia deixado ativado um mecanismo de pequenas bombas, assim que a porta fosse aberta uma linha era rompida deixando uma caixa cair sobre o primeiro dispositivo, subsequentemente os explosivos eram ativados, do quarto do garoto não havia uma explosão, apenas um pequeno barulho mas a parti do jardim haveria uma pequena explosão ate chegar ao quadro de energia. Na sala de energia as bombas seriam mais intensos até o quadro principal, que pelos cálculos dele faria com que a energia se instabilizasse por cerca de 30 minutos, assim de onde eles estivesse poderiam correr. Os portões principais poderiam ser abertos facilmente sem energia.

Taehyung havia estudando dias e noites na biblioteca para aprender como criar e fazer esse mecanismo sem criar suspeitas, por uma semana criou secretamente diversos dispositivos e fez o caminho até o quadro de energia, um local pouco monitorado pela escola deles, o que facilitou o processo de implementação.






Crystal



- Ei, Jimin, vai para o lado. - Empurrei o loiro e deitei ao lado dele.

- Crys? - Jimin perguntou sonolento – Que horas são? O que faz aqui?

- São três da manhã. - Me cobri com minha coberta e fiquei encolhida ao seu lado.

Desde pequena eu nunca gostei de eventos climáticos muito alterados, chuva, neve, calor e ventos em excesso, principalmente chuva, trovões e raios. Do meu quarto eu conseguia ver as luzes dos relâmpagos pelo céu mesmo com a cortina cobrindo as janelas junto com o som do temporal que caia lá fora e isso me tirou todo resquício de sono, me deixando paranoica.

- O que você faz essas horas na minha cama? - Jimin perguntou com os olhos arregalados.

- Para de ser bobo, só não quero ficar sozinha, a chuva ainda não parou e eu não gosto de ficar sozinha... Como você consegue ficar aqui sem sentir um pingo de medo? A chuva esta terrível.

- Ah, parece minha irmã, ela odiava esses temporais, chorava a noite toda. – Jimin me puxou para seu peito e me abraçou, deixando seu maxilar sobre minha cabeça.

- Onde ela está agora? - Eu me lembrava que haviam me dito que ele tinha uma irmã e por isso seria mais fácil eu ficar no lugar dela, mas não fazia ideia de onde ela poderia estar agora para eu me passar por ela.

- Eu não a vejo desde meus seis anos. - Eu senti vontade de perguntar os motivos da separação, mas naquele momento eu senti a tristeza em sua voz me impedindo de aprofundar o assunto.

- Sinto muito.

- Tudo bem, eu ainda a encontrarei.

- Eu irei te ajudar! Vamos iniciar uma nova missão. - Escutei sua risada.

- Pensaremos nisso amanhã, por agora apenas descanse. - Jimin me abraçou mais forte e eu não consegui pensar em mais nada, meus olhos já estavam pesando pelo cansaço. Não havia silêncio, o som do temporal ainda invadia o quarto, mas eu não demorei a dormir.


Notas Finais


Olá pessoal!!

Tudo bem??


Me perdoem pelaa demoras em atualizar.
Vocês estão gostando? Eu me sinto um pouco insegura com essa fic rs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...