História Wild - Vkook (incesto) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Bangtan Boys, Brother, Brothers, Bts, Hoseok, Incest, Incesto, Irmão, Irmãos, Jimin, Jin, Jungkook, Kooktae, Kookv, Namjoon, Taehyung, Taekook, Vkook, Yoongi
Visualizações 76
Palavras 1.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá seres humanos.

Boa leitura 😁

Capítulo 5 - Jantar


Fanfic / Fanfiction Wild - Vkook (incesto) - Capítulo 5 - Jantar

Jungkook on ~

Jungkook entra logo na porra do carro. - Taehyung gritou.


Entrei no carro olhando para Jimin e esperando uma explicação, mas o ruivo não disse nada.


Alguns minutos depois Taehyung estacionou o carro em frente à casa. Descemos do carro e ele abriu a porta, ligou a televisão e deitou no sofá. Entrei em silêncio e subi as escadas para o quarto, Jimin veio logo atrás. Deitei em minha amada cama.


- Pode começar a explicar. - falei enquanto o menor sentava na ponta da cama.

- Não tem nada para explicar Kim Jungkook.

- Agora me diz quem fez isso aí em você. - falou apontando o dedo para a marca em meu pescoço.

- Ok Park Jimin irei te contar.

- Eu e Taehyung estamos dividindo esse quarto. E ele chegou bêbado uma noite aí e bem… Ele fez isso.

- O QUÊ?

- COMO ASSIM O SEU IRM- coloquei a mão na boca do Jimin.

- Não grita merda, ele tá na sala.

- Foda-se. Porque você deixou?

- Jimin! Raciocina. O Taehyung é muito mais forte do que eu.

- Não interessa.


Jimin fez uma cara de pidão e eu não aguentei. Segurei suas bochechas rosadinhas e apertei. O menor abriu um sorriso grande e me empurrou, fazendo minhas costas encontrarem a cama macia. O Park sabia meu ponto fraco. Começou fazer cosquinhas na minha barriga. Eu me retorci todo rindo.


O ruivo apoiou suas mãos pequenas em cada lado do meu pescoço. Olhei seus olhos e vi suas bochechas ficarem coradas.


A porta foi aberta rapidamente. Pude ver Taehyung nos fuzilando naquela posição. O ruivo saiu de cima de mim, completamente corado, enquanto Taehyung o encarava. Ele bateu a porta com tanta força que causou um barulho imenso.


- E-eu já vou Jungkook.

- Eu te levo até a porta ChimChim.


Descemos as escadas, levei Jimin até a saída e me despedi dele.


Enquanto a atitude de Taehyung, eu não entendi nada. Mas de qualquer forma ele faz tudo pra me irritar mesmo.


Fechei a porta e voltei para o quarto novamente. Peguei meu celular em cima da cômoda e me deitei. Abri o YouTube e comecei a ouvir músicas aleatórias.


Parei de olhar para a tela do celular quando percebi que Taehyung tinha acabado de sair do banho e NOSSA. Ele estava apenas com uma toalha enrolada na cintura e com o cabelo loiro molhado. Ele passou por mim e parou.


- Sua mãe pediu pra avisar que irá vir alguns empresários do serviço dela e que terá um jantar para eles. Ela deixou um terno no armário para você vestir.


Ele passou por mim e foi até o guarda-roupa, retirou dele uma camisa social branca, uma calça social preta e uma gravata preta. Puxou a toalha de sua cintura, deixando seu corpo exposto. Vestiu uma boxer cinza, depois a calça junto com o cinto e por fim a camisa, colocando a gravata.


Me levantei e praticamente corri para o banheiro do quarto. Tranquei a porta. Caralho. O Taehyung tem um corpo muito bonito.


Jungkook no que você está pensando?!


Liguei o chuveiro com a água gelada e tomei o banho. Taehyung não estava mais no quarto. Peguei o terno que estava no guarda-roupa, ele era parecido com o do mais velho. Vesti-o e desci as escadas. Minha mãe já tinha chegado e estava terminando de preparar o jantar. Não sei ao certo quando ela chegou, só sei que a mesa já estava arrumada.


Fui até a cozinha onde a mais velha se preparava para levar a comida até a mesa.


- Quer ajuda?

- Sim Kook.


Peguei as tigelas e ajudei a levar até a mesa.


- Seu irmão saiu para comprar umas coisas que eu pedi.

- Esse jantar será muito importante para mim Kook.

- Que bom mãe. Certeza que dará  tudo certeza.

- Com certeza, meu filho.


Meu irmão chegou com algumas sacolas e entregou para a nossa mãe. Ele ficava muito sexy naquela roupa. Caralho! O que eu tô pensando?! Para Jungkook.


Alguns minutos depois um casal entrou com uma garota. Fizemos as apresentações e nos sentamos para jantar. Taehyung estava do meu lado e de frente para o empresário alto e de aparência jovem, minha mãe estava de frente para a mulher que também era empresária e vestia um vestido com um grande decote. E eu estava de frente para a garota, filha do casal, que por sinal é bem bonita e assim como a mãe também tinha um decote bem visível, difícil não notá-lo.


O jantar estava ocorrendo tranquilo. Só que a garota parecia estar me fuzilando com os olhos. Notei que Taehyung estava encarando-a, no entanto, ela não parecia se importar.


Levantei e pedi licença. Fui até o banheiro e joguei um pouco de água no meu rosto. Escutei o barulho da porta sendo trancada e quando olhei no espelho Taehyung segurou minha boca.


Mordi sua mão, fazendo o me soltar.


- O que você tá fazendo seu maluco?!

- Fica quieto.


Tentei abrir a porta, mas Taehyung tinha pegado a chave. Ele me prensou com seu corpo na porta.


- Jungkook. Eu já falei para você me respeitar. Só que você não tem feito isso. Aliás, tem feito coisas que não estão me agradando em nada.

- Eu não tenho que fazer nada pra você.


O mais velho puxou meu cabelo e me arrastou até a pia, me colocando de frente para o espelho. Empurrou minhas costas e retirou minha gravata, com ela amarrou minhas mãos para trás. Ouvi o som de algo metálico batendo.


Ouvi um estalo seguido de uma ardência em minha nádega direita. Deixei um grito de dor sair. Pude ter certeza de que era seu cinto.


- Eu não falei que você poderia gritar.


Pelo espelho pude ver Taehyung retirando sua gravata.


- Abre a boca.

- Eu não vou abrir a boc- Taehyung me amordaçou com sua gravata.

- Agora você irá me obedecer.


Taehyung abriu meu cinto, para logo depois abrir o botão da calça e descer o zíper. Puxou a calça e a boxer de uma vez. Senti meu rosto esquentar. Desferiu um tapa na minha nádega esquerda, apertando-a e separando-as. E mais uma vez Taehyung bateu me com cinto. A ardência que antes eu sentia não era mais de dor. Eu estava gostando dela.


Notas Finais


Até o próximo amores
😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...