História Wild !YugBam! - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, Jinyoung, Mark, Yugyeom
Tags 2jae, Bangkok, Got7, Markjinson, Yugbam
Visualizações 90
Palavras 1.331
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello^^
Boa leitura ♥

Capítulo 7 - White noise in my mind...


Fanfic / Fanfiction Wild !YugBam! - Capítulo 7 - White noise in my mind...

Jinyoung vê Bambam entrar em seu carro e dá partida.

O ruivo passou três dias sem ir faculdade por motivos de anemia.

- Finalmente, hein - Jiny sorri dirigindo.

- Estou ferrado! - faz muxoxo.

- Nem tanto, nos finais de semana passei aqui pra te passar as aulas que frequentamos juntos.

Park passava todas as tardes de domingo com o menor o deixando a par de sua vida super interessante com seus 2 namorados.

- Você falou mais sobre seus boys do que as matérias, tapado.

- Para de graça, nem te contei detalhes.

- Não, só como foi gostoso um Treesome.

- Mas não te contei que foi gostoso ficar por baixo também.

- PODE PARANDO POR AÍ!

JinYoung ri enquanto lembra o que Jackson disse sobre seu amigo gostar de Bambam o que o faz ficar sério.

Depois que começou a andar com Wang este o apresentou Yugyeom que não teve um só dia em que não perguntou sobre o Tailandês.

- Falando em ficar por baixo, o que você vai fazer quando ver Yugyeom?

- O que ficar por baixo tem a ver com isso?

- Ele provavelmente é seu futuro date e você vai ficar por baixo.

- Quem disse?

- Quer mesmo conversar sobre isso?

Kunpimook pensa por uns segundos desistindo da ideia fazendo o outro rir vitorioso.

- Mas voltando a pergunta, então?

- E o que espera que eu faça? Provavelmente ele vai me pedir desculpa dizendo que queria testar alguma coisa.

- E se ele não fizer isso? E se ele disser que está interessado? Ele te beijou e pelo que me disse ele parecia querer mais.

- Ele é só um idiota confuso - tenta não deixar transparecer sua frustração - provavelmente foi apenas uma espécie de teste drive.

Bambam chegou a essa conclusão depois de passar boas horas de suas noites pensando nisso.

No máximo Kim querido ferir seu orgulho fazendo algo assim. Parece irreal achar que o moreno o beijou por excitação.

- Aquele babaca deve ter ficado rindo de mim depois.

Park podia até dizer sobre a nítida preocupação de Yugyeom quando ele perguntava todos os dias por Bhuwakul, até podia dizer que Jackson o contou sobre suas conversas sobre Kim gostar de Bambam, até podia dizer que Mark o viu recusar sair com duas garotas e dizer que já havia alguém de quem ele gostava...

Mas deixar em off é mais interessante no momento.

- Mas e se ele te chamar pra sair?

- Haha hahaha, Ah tá.

- Tô falando sério. Pensa, ele chega, diz que é incubado por causa de preconceito e diz que tá afim de tu, o que você faz?

- Eu...

Tenta pensar em algo assim percebendo que nenhuma vez pensou nisso de forma positiva, portanto realmente não sabe o que fazer.

- Chegamos. Ainda bem - nem espera Park estacionar direito e já sai do veículo.

Jinyoung vê esse nervosismo de forma positiva e ri também saindo do carro.

Andam lado a lado conversando quando de longe vêem Youngjae abraçando o pescoço do namorado e Jackson, Mark e Yugyeom rindo de algo.

Bambam ia só sair andando para direção contrária como se nada estivesse acontecendo, mas Jinyoung conhece o amigo e passa os braços em seu pescoço coçando a garganta chamando a atenção de todos antes que Bambam pense em uma forma de Fugir.

- Bambam, esses são meus namorados - Junta-se a rodinha soltando o amigo - Mark e Jack - dá um selinho em cada um.

Yugyeom abaixa a cabeça pra rir baixinho do apelido de Kunpimook o que não passa despercebido pelo mesmo.

- Oi...

- Então ele é Shy boy? Sweet - Tuan abraça Bambam que não sabe o que fazer.

- Você tá assustando o garoto - Wang ri da fisionomia perdida de Bhuwakul.

- Ah, então, esses meus cachorros vira lata são uns estragado prazeres! - Bufa fazendo Bambam sorrir.

- Iai, Bambam? Wang gae ao seu dispor - cumprimenta Jackson.

- Se você me chamar de Park gae vou te esfolar.

Bambam prende uma risada querendo fazer a piadinha de Mark ter a coleira dos dois na mão, mas sabe que vai morrer se fizer isso.

- Pelo menos eles sabem que são cães - Jaebum opina ganhando risadas do Mark.

- Adestrei eles direitinho - conclui o americano.

- Ou, só nós podemos nos chamar de cães, tá!? - Jackson finge estar irritado.

- Foi mal aí - Mostra as mãos em sinal de rendição.

- E como você está, Bambam? - Youngjae vai abraçar o amigo ainda tímido - Está com menos cara de morte agora.

- Valeu, pô. Mas realmente estou melhor.

- Sunshine, Você disse que ia me explicar a matéria de sociologia antes das aulas começarem - chama o namorado que vai até ele.

- Vamos, Beommie? Depois vemos vocês - acena para os cinco antes de Jaebum segurar sua mão.

- Quero estudar a língua de vocês também antes das aulas - Jackson ri sapeca abraçando Mark e recebendo um selinho de Jiny.

- Hey, não vão se comer na minha frente não, vão pra um motel! - Yugyeom pela primeira vez pronuncia.

- Até que ele teve uma boa ideia.

- Não senhor, Park! Temos aulas - repreende o mais velho - mas temos tempo pra estudar línguas então vamos lá, bye bye, guys.

Yugyeom e Bambam não conseguem não rir de Mark pegando na mão dos dois.

- Nunca imaginei ver eles assim - comenta Kim rindo.

- Nem eu...

Bhuwakul percebe suar frio agora que estão só os dois. Ambos olham para o chão sem saber o que falar quando ambos viram-se ao mesmo tempo e:

- Eu... - dizem em uníssono.

Kunpimook cora desviando o olhar e Yugyeom deixa um pequeno riso escapar.

- N-não precisa se desculpar - começa já pensando que era isso que Kim ia fazer - Foi calor no momento, né?

- Na verdade... Não sei exatamente - diz sincero - mas se quiser esquecer não tem problema.

Bambam tem sua cabeça baixa interpretando isso como um “não teve importância de qualquer jeito”. Em passos calmos Yugyeom fica de frente a ele e ergue seu queixo dando o um susto e o fazendo ficar sem reação.

- Mas eu não vou esquecer.

- Se você está está querendo brincar comigo - o empurra - pode parar por aí! 

- Brincar? Estou ocupado demais em descobrir com clareza o que está acontecendo na minha mente pra brinca com você.

- Então pra que outro motivo você iria querer se aproxima de mim?

- Porqur eu...

- K-Kunpimook Bhuwakul? - Kim é interrompido por uma mulher que acaba de chegar o fitando com olhos arregalados - É você?

- Sim...? - o ruivo fica ainda mais assustado quando ela começa a chorar - C-calma, Moça.

- Eu procurei tanto, tanto por você! Fui em todas a cidades possíveis, mas só agora, depois de anos te procurando te achei - ela funga dizendo tudo com certa dificuldade.

Yugyeom está atônito sem saber o que falar e Bambam vai até a loira.

- Você está bem? Quer uma água? Quer sentar?

- Temos tanto a conversar... - Ela o abraça apertado - mama vai ficar tão feliz em saber que te encontrei...

- Calma, mas me fala. O que você quer comigo?

Ela acalma-se aos poucos sabendo que ele merece uma explicação. Yugyeom não consegue tirar os olhos da cena ainda desconcertado.

- Quando mama teve seu primeiro bebê ela estava sozinha pois papa não sabia que ela tinha engravidado então ela teve que dar ao orfanato...

Bambam preta atenção na história e ela tenta não chorar.

- Despois de anos papa descobriu e então junto com mama passaram a procurar esse bebê, mas foi uma missão difícil... Despois de quatro anos eu nasci, mas nunca pararam de te procurar... 

- Pera aí... O quê?

- Papa morreu, mama tá doente então eu continuei sozinha e finalmente te encontrei, Kunpimook!

- Você é louca? - agora Bambam começa a duvidar da saúde mental dela - me dizer que sou adotado do nada sem provas? O que pretende, garota?

Ela abaixa a cabeça respira fundo sabendo que ele tem razão.

- Eu tenho provas, mas você terá que me acompanhar pra isso...

Bhuwakul não acredita nessa menina, mas não nega estar curioso para ver o que ela tem para mostra-lo. 

- A propósito, meu nome é Lalisa Monoban.

•×•



Notas Finais


Gostaram??
Me digam :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...