1. Spirit Fanfics >
  2. Wildest Dreams >
  3. The Integration

História Wildest Dreams - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa madrugada amores...
To postando tarde, eu sei! Mas to ralando e shopping, infelizmente é o único tempo que eu tenho! Me perdoem! ❤❤💋

Capítulo 2 - The Integration


Fanfic / Fanfiction Wildest Dreams - Capítulo 2 - The Integration

*Amanda POV on*

Estávamos chegando em Hogwarts, estava começando a escurecer. As meninasda escola Beauxbatons estavam chegando no que parecia ser uma carruagem que era guiada por vários pégasos. Ja a escola de Durmstrang chegou em um navio d madeira bem rústico que saiu lentamente de dentro do lago. Enquanto isso, nós do Castelo-Bruxo chegamos em uma enorme canoa puxada por ninguém mais ninguém menos que o Boitatá, sim, não sei se vocês sabem, mas o Boitatá é um dos folclores brasileiros mais conhecidos. Ele é uma sucuri gigante que protege as matas de homens que as ameaçam. Ao chegar na margem do lago, Boitatá se tornou novamente Tupã, um índio alto, de cabelos negros longos, forte e de corpo pintado. Estava usando um cocar azul de penas brancas e cinzas.

A caipora, Aiyra, não precisou se trasformar, ela usava um poncho vermelho, com alguns desenhos geométrico. Seu cocar era esverdeado de penas brancas e negras.

Nós alunos estávamos vestidos com o uniforme do Castelo-Bruxo, que era uma blusa braca social, uma saia verde claro para as meninas e uma calça verde claro para os meninos e por cima uma capa verde escura com o brasão da nossa escola. 

O castelo de Hogwarts era incrível, tão lindo e majestoso. Ao anoitecer ficava ainda mais perfeito.

As meninas da escola Beauxbatons entraram mostrando todo o charme que elas tinham, os garotos da Durmstrang entraram fazendo cambalhotas e acrobacias, o diretor deles, Igor Karkaroff, seguiu atras juntamente com Vítor Krum.

- Díos mio... - Valentina diz escorando em mim enquanto Krum segue pelo corredor principal.

- É nossa vez! Se recompõe! - digo rindo dela e somos separados em trios. Tupã e Aiyra iam na frente, ambos segurando seus respectivos arco-e-flecha. Os olhares para nós eram claros, as meninas mais velhas estavam babando em Tupã, aquilo me fez rir um pouco.

Vou observando tudo ao redor e vejo um olhar conhecido fixo em mim, o reconheço como o garoto da Copa de Quadribol e sorrio de lado voltando a olhar para frente.

- O que foi? - Maria me pergunta.

- Ele estuda aqui... - cochicho e nós três rimos baixo.

Nos sentamos para jantarmos, a comida era farta e tudo era muito perfeito.

- Sinto falta da Andromeda... - Maria diz mexendo na comida. Andromeda era a Jiboia de estimação de Maria, enquanto em Hogwarts os alunos só podiam levar corujas, gatos, ratos ou sapos, nós do castelo bruxo escolhiamos alguns animais um pouco mais...exóticos. A minha era uma jaguatirica, a Cheetara.

- E eu sentindo falta da Cheetara.

- Logo eles estarão com vocês. - Aiyra diz nos observando. E logo depois olha para porta, que abre lentamente revelando alguns animais que despertam curiosidade nos demais alunos, algumas garotas começam a gritar ao ver algumas cobras rastejando pelo chão ate seus donos. Cheetara corre e pula por cima de algumas mesas despertando um certo espanto nos demais alunos até chegar em mim e me "atacar" em meio a cabeçadas leves e lambidas.

- Opa! Calma! Pera aí! Cheetara! - digo a segurando e rindo.

No meio do jantar, o diretor de Hogwarts, Dumbledore deu o comunicado sobre o Torneio, e alguns comentários a mais que deixaram os alunos revoltados, como por exemplo que ninguém com menos de 17 anos poderia participar do Torneio.

[...]

Após o jantar fomos apresentados ao castelo e aos nossos dormitórios, nos passaram uma série de regras e avisos. Depois disso estávamos liberados para dormir, havia sido um bastante cansativo.

Já no meu dormitório com as meninas, tomo um banho e me troco para dormir, sinto um pouconde sede então digo a elas que vou pegar um pouconde água. Ao sair do dormitório escuto uma voz.

- Vai ficar me seguindo agora, Victalino?

Reconheço a vo e me viro para o garoto rindo. - Nem sabia que você estudava aqui, Malfoy. - respondo continuando meu caminho, mas ele segura minha mão me puxando par perto dele.

- Você está maluco?! Ninguem pode ver a gente junto! Ainda mais esse horário! Eu só ia buscar uma água, não posso ficar de papinho aqui...

- Relaxa! Ninguém vai pegar a gente aqui, se você não der escândalo... - Ele diz colocando uma mexa do meu cabelo para tras da orelha.

- É sério! Me deixa ir, amanhã a gente se fala melhor, pode ser? - digo me soltando dele levemente sem movimentos bruscos e ele concorda rindo levemente.

- Até amanhã então... - ele diz me dando um beijo no canto da boca e dando um leve sorriso, logo depois se afasta indo para sua comunal e seu dormitório. Vou atrás do meu copo de água e logo após volto para o meu quarto, me deito e olho para Cheetara deitada no chão, dou um leve assovio chamando a atenção dela e dou dois tapinhas na cama e ela sobe deitando rente a minha barriga por conta do clima frio, embrulho eu e ela e a abraço deitando minha cabeça por cima da sua, pegando no sono um tempo depois.


Notas Finais


Espero que gostem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...