1. Spirit Fanfics >
  2. Wildfire (Imagine Dabi) >
  3. Uma de nós.

História Wildfire (Imagine Dabi) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus amigos de Chernobyl, espero que gostem do ep.
S/S: nome completo
S/a: apelido
S/n: primeiro nome
M/a: mãe da S/n
P/a: pai da S/n

Individualidade: fogo sangrento ( fogo cor de sangue) e magma ( seu cabelo vira lava e você pode molda-lá da forma que você quiser).

Capítulo 6 - Uma de nós.


              ​○●○● Uma de nós ○●○●

Depois de ser bombardeada de perguntas sobre a UA eu finalmente pude ir para o "meu" quarto e dormir já que eu estava cansada, também contei pro mãozinha que daqui 4 dias a escola iria nos levar em um lugar onde iríamos simular resgates, o mesmo disse que iria ocorrer um ataque no mesmo lugar e que eu tinha que me proteger. 

4 dias depois.....

Já estava de manhã e Kurogiri havia feito omelete pra mim de café da manhã, mas o que me deixo impressionada foi ver que quase todos da liga ja estavam acordados.

S/n: ora, ora, ora parece que os vagabundos acordaram cedo hoje. - digo me sentando e logo em seguida Toga sentou do meu lado. - o que devo a ilustre presença de todos no meu café da manhã? - digo enfiando um pedaço de omelete na boca.

Shigaraki: estamos preparando nossa invasão. - ele diz sem tirar os olhos de um papel.

S/n: tchau todo mundo. - digo já na porta, minha pergunta era pra ter sido retórica, mas é bom saber que eles ligam para minha presença. 

Shigaraki: espera! - eu congelei - Dabi vai te levar pra escola hoje.

S/n: NANI? Eu não preciso de uma babá! 

Shigaraki: ele vai e ponto final, se algo pode acontecer com você pelo menos Dabi vai estar lá. 

S/n: " esse cara me subestima demais, se algo acontecer é mais provável eu proteger o Dabi do que ele me proteger " - eu penso, assumi uma expressão de ódio. - por que se importa tanto ? - perguntei entre dentes.

Shigaraki: você é uma de nós! - ele diz largando o pedaço de papel para me encarar.

S/n: até onde eu sei isso aqui é uma liga de VILÕES, não uma CONFRATERNIZAÇÃO de sábado! Você me subestima Shigaraki, pensei que meu irmão tivesse contado melhor sobre o meu passado. - sinto uma veia pulsando na minha testa.

Shigaraki: ele não falou nada sobre você e muito menos do seu passado, ninguém aqui sabe nada de você ou da sua "história ". - ele diz cruzando os braços. 

S/n: isso explica muita coisa. - digo mais pra mim mesma, olho pro Dabi e lhe dou um sorriso de canto. - vamos logo, não quero me atrasar. - o moreno apenas me segue com a cara que ele sempre faz, cara de bunda.

.

.

.

Eu não me importava de Dabi me levar pra escola, pelo contrário eu gostava da companhia do moreno mesmo não admitindo, nunca fui uma pessoa de muitos sentimentos e era exatamente por isso que eu não sei o que sinto por Dabi, seria amizade? Ou amor? Talvez companheirismo? Eu não sei e pra ser sincera eu prefiro não saber.

 Caminhamos em silêncio e se ele não fala-se nada nos próximos 5 segundos eu vou ter que puchar assunto, aquela situação já estava ficando constrangedora... 1... 2... 3...

Dabi: hey S/n. - ele diz me olhando de esguelha. 

S/n: fala! - digo feliz por não precisar iniciar a conversa. 

Dabi: seu passado é tão intrigante assim? Tipo até o Haji, um dos caras mais chatos e implicantes que eu já conheci, fica quieto apenas com um olhar seu. -  ele diz me fazendo relembrar um pouco do que eu já vivi.

S/n: posso contar pra você sobre o meu passado, mas apenas se me contar seu verdadeiro nome! - digo o encarando e com um pequeno sorriso se formando em meus lábios, pelo visto eu peguei ele de jeito já que seus olhos se erregalaram levemente. 

Dabi: eu recuso!

S/n: que tal  tornarmos isso mais interessante, hein? Vamos fazer o seguinte: eu irei tentar descobrir sua verdadeira identidade e você tentará descobrir sobre meu passado, quem descobrir primeiro a "história " do outro ganha! - digo, eu sempre gosto de deixar as coisas mais difíceis, mais interessantes. 

Dabi: ganha o que? Qual é o prémio do vencedor? - ele diz parecendo interessado no assunto.

S/n: você pode pedir qualquer coisa, possível, para o perdedor. - isso vai ser legal.

Dabi: ok, isso pode ser legal. - ele diz sem mostrar muita empolgação. 

S/n: ótimo, cada um pode fazer uma pergunta para ajudar na investigação, mas nada muito direto senão vai ficar chato! - digo empolgada, gosto de desafios. - quer começa perguntando?

Dabi: tanto faz. - ele diz me encarando e andando mais devagar. - sei que sua família está morta, como ela morreu? - isso me doeu profundamente, eu nunca toco nesse assunto.

S/n: heróis invadiram minha casa e mataram todos. - digo com a voz inexpressiva e com seriedade. - mas isso obviamente não vai estar na internet, sua pergunta foi meio inútil!

Dabi: sinto muito, de verdade. - ele diz levando a mão até o pescoço. 

S/n: tanto faz. - digo chutando uma pedra qualquer no chão. - minha vez, alguém da sua família é famoso(a)? - sim, eu já tinha suspeitas sobre a identidade dele.

Dabi: sim! - ele respondeu ríspido, parece que ele não gostava muito desse seu parente famoso.

Quando percebi estávamos parados em frente a UA, eu nem vi o tempo passar e de longe eu ja avistei o gremlin raivoso, cujo nome é Bakugou. 

S/n: tchau panda de Chernobyl, má sorte em sua investigação. 

Dabi: já falei pra parar de me chamar assim e má sorte pra você também. - ele diz dando de costas e voltando para o bar ou qualquer outro lugar.

Sim, eu suspeitava que Dabi fosse um Todoroki por causa da sua individualidade e de seus olhos turquesa que eram idênticos aos do super hero Endeavor. Eu ja estava sentada na minha carteira e Bakugou já estava atrás de mim.

Bakugou: aquele cara que te trouxe é o seu namoradinho? Ele é um guerreiro se conseguiu te aturar até hoje! - ele diz com deboche, parece que o Bakugou tomou gosto em me provocar.

S/n: se personalidade é um requisito tão importante em um relacionamento, sinto em te dizer que você vai ficar solteiro pra sempre. - bem eu também tomei gosto em provoca-ló. 

Bakugou: COMO? - ele grita batendo a mão na mesa.

S/n: hahaha calma, calma não precisa ficar putinho! E respondendo sua pergunta, o cara que me trouxe não é meu namorado ele é apenas meu amigo.

Bakugou: então por que ele te trouxe pra escola? 

S/n: eeeeeee tá curioso é? Vai tomar conta da sua vida, nunca ouviu falar que curioso morre cedo? - ok, admito que adoro encher o saco desse cara.

Antes que ele pudesse responder o professor Aizawa chega na sala mandando todo mundo colocar os trajes de herói para podermos ir para o local onde treinaremos resgates. 

S/n off

Dabi on

A proposta da S/n era bastante tentadora, eu já que não sou idiota aceitei era só eu perguntar pro irmão dela e pronto, ganhei. Eu estava indo pro bar já que daqui a pouco irá ocorrer a invasão, quando cheguei estava apenas o irritante do Haji lá, ótimo. 

Dabi: ei Haji. - digo me sentando em uma cadeira.

Haji: o que você quer? Você não me chamou de nenhum apelido maldoso, só pode estar querendo alguma coisa! - ele é muito esperto, irritante.

Dabi: qual é o passado da sua irmã? - eu sou um cara direto e também não quero ficar conversado muito tempo com esse cara.

Haji: isso foi um desafio proposto pela S/n, não foi? - ele diz me encarando e me oferecendo um sorriso de canto, ele se parece muito com ela.

Dabi: como você sabe? - eu não deveria ter perguntado isso já que sei que vou reseber um " eu sei de tudo" ou " eu sou esperto e inteligente o suficiente pra saber disso", arrogante. 

Haji: primeiro: você não tá nem ai pra vida de ninguém, segundo: é a cara da S/n fazer desafios assim, e terceiro: eu não vou te falar nada. - ele diz fazendo o número três com a mão. 

Dabi: Por que? - eu deveria saber que não iria ser tão simples.

Haji: porque se ela propôs esse desafio quer dizer ela confia em mim o suficiente para saber que eu não irei contar nada e também porque isso iria estragar a brincadeira! Sempre que você entrar em um desafio da minha irmã você tem que saber que nunca vai ser fácil, ela leva muito a sério a palavra desafio. - eu deveria ter imaginado. 

Eu não respondi nada e fiquei sentado ali até o Shigaraki aparecer e dizer que já começariam a invasão. 

Dabi off

S/n on

Nós já havíamos chegado ao local de resgate, até que do nada o Kurogiri apareceu causando um caos e separando os alunos mandando para lugares diferentes cheios de vilões. Eu estava sozinha e infelizmente não estava na área de incêndio e sim em uma floresta, mas eu consigo me virar.

Depois de muito tempo os pró-heros chegaram e nos tiraram de lá,  eu lutei contra alguns vilões e tentei me machucar pra parece que a luta foi difícil. Depois de uma médica velhinha e pequenininha, que por sinal era muito fofinha, curar meus ferimentos fui direto pra liga.

Chegando lá eu não cumprimentei ninguém e fui direto pro "meu" quarto, não tinha ninguém lá então eu fui direto pro banheiro pra tomar banho. Quando sai do banho o Dabi já tinha chegado e estava deitado na cama mechendo no celular, deitei do seu lado e vi o que ele estava pesquisando. 

S/n: pesquisar sobre pessoas com meu nome não vai ser útil. - digo fechando os olhos. 

Dabi: você não vai pesquisar sobre mim?

S/n: nha, eu tô cansada e amanhã é sábado tenho o dia todo pra descobrir sobre você. - eu apaguei a luz do quarto sobrando apenas o brilho do celular dele - boa noite, tenha ótimos pesadelos!

Dabi: noite.

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Gente foi mal pela demora 😅😅 é que eu procrastino muito sabe ksksksks, mas espero que tenham gostado do ep.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...