História "Will be eternal" Imagine Com BTS e GOT7. - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Got7, TWICE
Personagens BamBam, Byun Baek-hyun (Baekhyun), Jackson, JB, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Jong-in (Kai), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Mina, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sana, Youngjae, Yugyeom
Tags Mark Tuan
Visualizações 19
Palavras 1.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Harem, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 32 - Just a visit


Jungkook on~

Depois de ter um longo descanso, preciso ser Ayuna. Saber como ela está. Como se encontra agora.

Acabei de terminar a Ligação com o Yugy... Estou preocupado com a pequena. Será que ela está bem?

Me levantei da cama- que era aonde eu me encontrava no momento- caminhei até o armário, não sabia em que quarto eu estava, só sabia que estava na casa dos meninos Go GOT7. Vai que tem algo no armário certo?

Abri a porta e fiquei decepcionado. Não havia nada. Eu não vou pedir a roupa deles emprestadas, já estou atrapalhando o suficiente.

Sai do quarto e aindei pelos corredores até a porta principal. Peguei meu celular e chamei um táxi. Sentei naquela calçada e fiquei esperando o taxi até que sinto uma mão em meu ombro. Viro a cabeça para trás e vejo Mark. A única coisa que eu fiz foi abaixar a cabeça.

O mesmo sentou ao meu lado e não disse nem uma palavra se quer... 

Esse silêncio está incomodando e muito.

Kookie: Ela tá bem.

Mark: Fiquei sabendo.

Disse frio e seco.

Mark: Me desculpe.

Olhei para Mark e o encarei. Isso é inacreditável. Mark Tuan está me pedindo desculpas, não tive palavras para responder ele. Só fiquei o encarando.

Mark: Eu sei que errei... Te acusei de uma coisa que não era sua culpa... Me perdoe.

Kookie: N-não precisa pedir perdão... Todos nós cometemos erros certo? O que importa agora é que ela está bem.

Mark: Como você pode perdoar assim? Simplismente? Cara tudo o que eu fiz, tudo o que eu disse e você simplesmente me perdoa, sem mais delongas.

Kookie: Não guardei rancor e nem mágoa de você. Eu também não me perdoaria se ela morresse.

Olhei para a rua e vi que meu taxi já estava de aproximando.

Kookie: Então. Eu preciso ir, vá visitar ela. Yug disse que ela deu um pequeno sinal.

Mark: Sério?

Assenti levemente com a cabeça e me levantei acenando para o taxi indicando que eu estava aqui. O táxi foi se aproximando devagar e parou em minha frente. Coloquei a mão na maçaneta e a puxei. Olhei para o Mark pela última vez e disse tchau. Entrei no carro e coloquei o sinto. 

....: boa tarde.

Kookie: Boa tarde... No endereço ********** por favor.

....: Okay.

O carro deu partida e eu fiquei olhando para as ruas, pessoas, animais, tudo através daquela janela.

Meus pensamentos estavam nela... Meus pensamentos estavam em tudo que aconteceu somente em um dia... Ela ser amiga no Yuri... A pequena Jinna ser jogada da sacada... Ayuna internada... Tudo aconteceu tão rápido.


(...)


O táxi já havia chegado em minha casa, desci do automóvel e dei o dinheiro para o motorista. Entrei em casa e segui direto para meu quarto, caminhei até o armário de lá tirando uma camisa preta, calça jeans preta resgada nos joelhos e uma blusa branca. Peguei minha toalha e segui para o banheiro.

Mesmo eu tendo descansado, estou exausto, coloquei banheira para encher e fiquei ali observando minha face no espelho. 

Estou com orelhas fundas, os olhos mais ainda, meu cabelo está todo bagunçado e eu estou com um pouco de barba crescendo. Não gosto, me agnia e não é pouco.

Assim que a banheira encheu, me despi e entrei nela. Peguei um pouco do shampoo e passei em minha cabeça até formar espumas. Fiquei ali massageando meu couro cabeludo por um longo tempo, depois retirei todo aquele shampoo e passei o creme de hidratação. Enquanto o creme estava fazendo efeito, peguei a bucha e comecei a passar em meu corpo, cada lugar. Faz tempo que não tomo um belo e relaxante banho.

Assim que terminei de me banhar, me sequei e coloquei a toalha em minha cintura caminhando novamente para a pia, abri a portinha do espelho tirando de lá um barbeador e um creme. Ali mesmo comecei a tirar os pelinhos que estavam em minha face. 

Sai daquele banheiro e caminhei até as pecas de roupas que estavam em minha cama, vesti uma por uma. Chegando na parte dos calçados, escolhi um tênis de cano alto preto.

Peguei uma mochila e coloquei algumas coisas lá dentro, sai do quarto e fui para cozinha comer alguma coisa antes de ir. Preparei um pouco de Kimchi para comer, quando me sentei para comer, a campainha toca.

Reclamando eu levanto e vou até a maldita porta, abri a porta ainda de cabeça baixa e fui levantando aos poucos

Kookie: Quem é?

Jimin? O que ele faz aqui? Ah, por um momento esqueci que tenho carreira.

Jimin: Oi Jungkook. Já sabe que está em todos os noticiários certo?

Daí dá porta e dei espaço para ele entrar, eu voltei para cozinha sentando no banquinho do balcão e voltei a comer.

Jimin: Ouviu eu falar com você?

Suspirei fundo e o fitei.

Kookie: Ouvi Jimin, eu não estou me importando com isso. 

Jimin: Quem é a menina que estava com você e os garotos do GOT7 naquele dia? 

Kookie: Kwan Ayuna.

Jimin: A Ayuna? Ayuna, Ayuna? Aquela Ayuna?

Jimin me fitou confuso e me fez ficar confido por ter falado tanto A.

Kookie: Sim, a Ayuna.

Jimin: Ela está bem? O que ela tem? 

Kookie: Ela está internada, está em coma, mas aparentemente bem. 

Jimin sentou no banquinho em minha frente e ficou me olhando meio preocupado e confuso.

Jimin: My gosh... Trocando de assunto - ele me olhou de cima a baixo- Aonde vai? Você está bem? Você sumiu cara!

Kookie: Jimin. Relaxa pelo amor de Jinsus por favor. Eu tô bem sim okay? E eu estou indo para o hospital.

Jimin: E aonde estava ? Você sumiu viado!

Jimin estava aumentando seu tom sem ele perceber, sei que está preocupado e tals, mas eu estou cansado, não quero discutir e nem ouvir ninguém gritando comigo agora.

Kookie: Eu já falei para você se acalmar, eu tava algumas noites no hospital e algumas na casa do GOT7 okay?

Jimin: Okay... Vc vai agora?

Coloquei o potinho de Kimchi que já havia terminado de comer e olhei para Chimmy assentindo, fui em direcção ao banheiro e peguei minha escova passando a pasta de dente e começando a escovar meus dentes.

Jimin: Vai vê-la né?

O mesmo brotou na porta se encostando. Terminei de escovar os dedos e assenti novamente para Jimin.

Kookie: Quer ir junto?

Jimin abriu um sorriso e assentiu.

Kookie: Eu não volto hoje. Vamos.

Peguei minha mochila que se encontrava no sofá e de lá saímos em direção ao carro de Jimin. 

Jimin sempre fica com preguiça de dirigir, então eu tomei o lugar do motorista enquanto ele o do passageiro.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...