1. Spirit Fanfics >
  2. Will of Fire >
  3. Ato 37 - Poder e Ideologia.

História Will of Fire - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal! Tudo bem? Já fazem muitos meses desde meu ultimo capítulo, não tem desculpas, foi porque realmente eu fiquei sem tempo pra praticamente nada, minha profissão demanda tudo de mim. Mas devido aos casos recentes do COVID-19 eu acabei sendo dispensado pra trabalhar em casa, então decidi ajudar da forma que eu posso e vou fazer capítulos durante esse período para os jovens em quarentena, eu pretendo pelo menos terminar esse arco ainda essa semana.

Esse capítulo era originalmente maior, mas estou com muito sono para terminá-lo, então eu posto outro essa semana pra terminar o arco, talvez dois já sejam o suficiente. Estamos quase em 500 favoritos! Ajuda o tio ai e favorita a história se você não fez isso ainda!

Capítulos de Dark Age em breve.

Capítulo 38 - Ato 37 - Poder e Ideologia.


Fanfic / Fanfiction Will of Fire - Capítulo 38 - Ato 37 - Poder e Ideologia.

Casa de Tazuna – Quintal  – Dois dias depois -


Naruto estava meditando pacientemente em uma clareira no quintal de Tazuna. Ele respirava profundamente, buscando a concentração absoluta. Seus ferimentos melhoraram bastante mas ele ainda estava bastante enfraquecido, tanto fisicamente quanto mentalmente.

Após mais alguns segundos de respiração intensa, ele abriu os olhos, decepcionado.

- “Não consigo... Eu não consigo mais sentir o Mu no Ken...” – pensou Naruto, claramente decepcionado.  Ele tentava de todas as maneiras, mas ele não conseguia mais sentir o poder do vazio.

Ele ficou de quatro no chão, seu rosto suando pelo calor. Ele agarrou tufos de grama com bastante raiva.

- “O vovô me disse para não usar! Eu fui estúpido! Eu fui indisciplinado!” – pensou Naruto com muita raiva de si mesmo. Ele estava absolutamente aterrorizado, seu equilíbrio interior havia sido deturpado e isso poderia prejudicar sua vida como ninja.

Ele virou a cabeça para a árvore ao seu lado que estava cheia de marcações feitas por ele mesmo, indicando o progresso dele na escalada. Sasuke tinha feito a mesma coisa na árvore que ficava ao lado da de Naruto e as marcações dele iam bem mais alto, ele estava quase no topo enquanto Naruto apenas na metade.

Naruto cerrou os punhos em frustração, seu controle de chakra era horrível e ele não conseguia achar uma solução para isso. Ele olhou para a árvore novamente, a sua kunai ainda estava fincada lá desde o dia que lutou com Hydro.

- As coisas não vão mudar se eu não tentar, certo? – questionou Naruto, sorrindo para si mesmo. Ele esticou as costas, ainda sentindo um pouco da dor dos ferimentos. Seus braços ainda estavam enfaixados mas estavam bem melhores, eram suas pernas que eram o problema. Elas estavam fracas e trêmulas, impossibilitando Naruto de correr ou pular.

Ele andou até a árvore e retirou a kunai que estava fincada, olhando para cima, vendo a altura da árvore. Ele engoliu em seco. Naquele estado, uma simples queda poderia matá-lo.

- Eu não serei o mais forte se eu continuar um medroso desse jeito. Eu só vou ficar mais forte na raça. Eu não vou perder para o Sasuke! – falou Naruto, dando dois tapinhas nas bochechas.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Complexo Gato – Academia -

Zabuza estava de pé, levantando dois pesos, cada um de 20kg. Haku estava olhando para o lado de fora do complexo através da larga janela que havia na academia.

- Eu estou quase em perfeita forma física. Em breve nós iremos nos vingar pela derrota. Agora com os Irmãos Demônio e Hydro mortos, você vai ter que vir comigo, garoto. – falou Zabuza, sem parar de levantar os pesos.

- Eu compreendo. – respondeu Haku em um tom seco e submisso.

- O que tem incomodado você? – questionou Zabuza, largando os pesos.

- Não é nada. – falou Haku, retirando o acessório que prendia seu cabelo em um coque, deixando-o cair livre pelas suas costas, revelando longos cabelos negros que iam até a base da coluna.

Zabuza não deu muita atenção e apenas saiu andando da academia, deixando Haku sozinho, assim que o espadachim saiu, o garoto colocou a mão na própria mascara , retirando-a de seu rosto, vendo o seu próprio reflexo na janela.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Casa de Tazuna – Quintal -

Haku tinha percorrido uma grande distância para achar as ervas medicinais que procurava. Encontrando naquela parte da floresta. Ele estava de joelhos no chão, recolhendo as ervas e colocando em um cesto.

Ele usava um kimono decotado rosa e sem mangas, com um vermelho pálido nas bordas e decorado com pequenas cores de ameixa, que iam até os tornozelos. Em torno de sua cintura tinha um simples obi branco amarrado em um laço, e também usava um par de sandálias marrons claros com tiras escuras. Para adicionar a sua aparência feminina, ele também usava uma gargantilha escura em volta do pescoço.

Ele estava sorrindo enquanto colhia as ervas. Era um momento do dia em que ele se sentia verdadeiramente livre e realizado. Fazendo uma coisa boa para uma pessoa que amava.

Um corvo desceu dos céus e pousou ao lado dele, o observando curiosamente. Haku apenas sorriu carinhosamente para ele, o rapaz tentou tocá-lo mas o corvo saiu voando na direção oposta a de Haku que olhou o trajeto que a ave fazia.

O corvo pousou perto de Naruto que estava caído no chão, aparentemente dormindo, com vários pássaros o rodeando. A chegada do corvo espantou todos eles e agora só o corvo permanecia deitado na barriga de Naruto.

Haku imediatamente o reconheceu assim que colocou os olhos na bandana de Konoha em sua testa. Ele arregalou os olhos em alerta ao reconhecer a criança.

- “Quem diabos é você?” – ele lembrou que Naruto gritou aquela mesma frase para ele, dias atrás. Era definitivamente o garoto que ele deveria matar.

Haku fez uma expressão séria e se levantou do chão, começando a andar na direção de Naruto mantendo a mesma expressão de seriedade. O mesmo estava inconsciente no chão, sem possibilidade de defesa.

O corvo encima do loiro saiu voando quando ele chegou perto de Naruto.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Casa de Tazuna –

Sakura saiu de seu quarto já se esticando toda e bocejando.

- Bom dia.  – falou Sakura assim que chegou a sala, onde Tsunami já havia preparado a mesa do café da manhã. Ela viu todos sentados a mesa, com exceção de Naruto.

- O Naruto não voltou noite passada também? – questionou Tazuna, enxugando o cabelo com uma toalha, demonstrando que havia tomado banho minutos atrás.

- Ele é muito cabeça dura. Ele passa todas as noites treinando até cair no chão. A essa altura eu não me surpreenderia se soubesse que ele esgotou todo o seu chakra e se matou. – falou Sakura, dando de ombros.

- Eu espero que ele esteja bem. Não é seguro para uma criança ficar sozinha a noite inteira. – falou Tsunami colocando uma bandeja com vários copos de chá na mesa.

- Bem, você não precisa se preocupar. Pode não parecer, mas ele é um ninja qualificado, treinado desde que nasceu. Ele pode se defender sozinho.  – falou Kakashi massageando o próprio pescoço.

 - Disso eu não tenho tanta certeza, o idiota já deve estar morto a essa altura. – falou Sasuke, em um tom sem emoções, se levantando de sua cadeira e colocando as mãos nos bolsos.

Sasuke então começou a andar em direção da porta de saída da casa, chamando a atenção de Sakura.

- Vai para onde, Sasuke-san? – questionou Sakura e Sasuke apenas deu de ombros.

- Vou dar uma caminhada. – respondeu Sasuke, indo direto ao ponto e abrindo a porta.

 - Mas... Nós vamos tomar café da m... – ele não deixou Sakura finalizar e saiu da casa, batendo a porta atrás de si.

- Que cara grosso! – falou Sakura, cruzando os braços e inflando as bochechas.

- Você precisa prestar mais atenção, Sakura. – falou Kakashi, balançando a cabeça na direção de onde Sasuke estava, a fazendo olhar e ver que o prato de Sasuke já estava vazio, ele já havia comido.

- Tão rápido! – falou Sakura, espantada.

Inari apenas observava toda aquela comoção na manhã com um olhar frio, o peixe em seu prato mal havia sido tocado.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Casa de Tazuna – Quintal -

Haku estava agachado ao lado de Naruto, o olhando com seriedade. Ele estendeu a mão direita na direção do pescoço de Naruto, a sua mão adquiriu um aspecto congelante, um toque e ele poderia arrancar a cabeça do genin com extrema facilidade.
 

Ele ponderou por alguns segundos, mas eventualmente recuou a mão que voltou ao normal quando ele fez isso. Invés de matá-lo, Haku apenas balançou o jovem pelo ombro.

- Ei, você vai pegar um resfriado se dormir aqui do lado de fora. – falou Haku, balançando-o com um pouco mais de força dada a resistência do sono do rapaz.

Ele tomou um pequeno susto ao abrir os olhos e a primeira coisa a preencher o seu campo de visão ser uma moça bonita. Seu queixo caiu e assustado ele rastejou para trás de forma cômica.

- ...Quem é você? – questionou Naruto, confuso, coçando a própria nuca. Porém Haku apenas sorriu para ele em resposta, fazendo-o ficar completamente vermelho e constrangido.

- Uh... Você me acordou, nee-chan? Quer dizer... O que você está fazendo aqui fora? Tem bandidos perigosos por perto. – questionou Naruto, travando com as palavras.

- Eu estou colhendo ervas. – respondeu Haku.

- Ervas? Vai fazer um chá? – questionou Naruto.

- Isso mesmo. Do tipo que cura feridas e doenças. – respondeu Haku, mostrando a cesta cheia de ervas que ele havia recolhido.

- Parece que você teve muito trabalho nessa manhã, nee-chan. – comentou Naruto, se aproximando-se de Haku e ficando sentado na frente dele.

- Olha quem fala. O que você está fazendo em um lugar como este tão cedo? – questionou Haku, apontando para Naruto.

Naruto sorriu de canto e apontou para si mesmo.

- Eu estou treinando! – falou Naruto em um tom animado.

- Você é um ninja ou algo assim?  Eu consegui perceber por causa da bandana. – questionou Haku.

- Então você conseguiu perceber? É isso mesmo! Este é o símbolo de que eu jamais vou machucar meus companheiros. – falou Naruto apontando com o próprio polegar para a sua bandana.

- Sério? Você é incrível, não é? – questionou Haku, sua voz nunca deixava transparecer nenhuma animação ou qualquer outro sentimento.

Naruto coçou a nuca em constrangimento, não sabendo responder.

- Mas... Por que você está treinando? – questionou Haku.

- Eu quero me tornar ainda mais forte! – respondeu Naruto fechando o punho direito e apontando-o para Haku.

- Você já parece bem forte para mim.  – retrucou Haku.

- Nah, eu não sou nada! Eu quero continuar ficando mais forte! – negou Naruto, balançando a cabeça.

- Eu quero ser o ninja mais forte do meu vilarejo e ultrapassar o meu avô! Eu quero que ele reconheça minha força e me reconheça como seu discípulo número 1! – falou Naruto batendo o punho direito na palma da mão esquerda para enfatizar seu ponto, ele mantinha seu sorriso de canto.

- Você está fazendo isso por alguém? Ou é só por você? – questionou Haku vendo Naruto fazer uma cara de confusão.

- Huh? – questionou Naruto, sem entender a pergunta. Haku apenas deu um pequeno sorriso.

- Qual a graça? – questionou Naruto, levantando uma sobrancelha.

- Você tem alguém que é precioso para você? – questionou Haku.

- Huh? Aonde você quer chegar, nee-chan? – questionou Naruto, cruzando os braços. Haku fez uma expressão de seriedade por alguns segundos deixando o loiro confuso.

- “O que tem de errado com ela?” – pensou o loiro, mas após alguns segundos Haku voltou ao normal.

- Quando uma pessoa tem algo precioso que ela deseja proteger, elas podem se tornar fortes de verdade. – falou Haku, surpreendendo Naruto que começou a pensar sobre o que ele havia falado.

Ele lembrou-se de várias pessoas preciosas em sua vida que ele gostaria de proteger: Hiruzen, Konohamaru e Asuma. Ele também lembrou-se dos novos amigos que havia feito como Kakashi, Sakura, Sasuke e Iruka.

- Sim. Eu entendo o que você quer dizer. – falou Naruto, sorrindo amistosamente em resposta.

- Ótimo. – respondeu Haku antes de se levantar e pegar o seu cesto que já estava cheio de ervas.

- Você se tornará forte. Muito forte. – comentou Haku após o observar por um tempo.

- Sim! – falou Naruto, mandando um joinha para ele, seu braço ainda enrolado em bandagens.

Haku então começou a deixar o local enquanto Naruto observava atentamente, quando já estava um pouco distante, Haku se virou novamente para Naruto.

- A propósito, eu sou um garoto então tire os olhos dai. – falou Haku em um tom monótono e saindo logo em seguida, deixando Naruto de queixo no chão.

- N-Não é possível! Ele é ainda mais bonito que a Sakura! – exclamou Naruto de olhos arregalados e com as mãos na cabeça. Ele não conseguia acreditar que Haku era um homem.

- O que tá acontecendo com a minha vida? Como eu cheguei nesse ponto? Eu não dou uma dentro! Eu cai na velha cilada. – choramingou Naruto com lágrimas cômicas.

Sasuke finalmente achou a direção em que Naruto estava e passou por Haku. Os dois passaram lado a lado em um momento de tensão onde ambos se entreolharam, mas Sasuke não o reconheceu sem a máscara e continuou andando na direção de Naruto enquanto Haku desapareceu em meio a mata.

O Uchiha finalmente encontrou Naruto resmungando perto da árvore onde eles treinavam.

- Esse mundo tá virado de cabeça pra baixo! Eu achando que ia me dar bem! Ora bolas! – resmungava Naruto de braços cruzados, ele foi interrompido por um cascudo forte de Sasuke que fez o loiro levar as mãos a cabeça.

- Ai! Ei! Por que fez isso? – questionou Naruto, massageando a cabeça.

- Você amolece mesmo quando é pego de surpresa, isso não foi nada. – respondeu Sasuke, cruzando os braços. Naruto fez uma careta de irritação e se levantou do chão, agarrando Sasuke pela gola.

- Cai dentro, ô seu bisonho, veio aqui pra brigar é? Mesmo estando só o pó da rabiola eu ainda consigo te vencer! – falou Naruto entrando em uma posição de luta, mas logo soltou um gemido de dor com o corpo inteiro tremendo pelos machucados.

- Deixe de palhaçada. Guarde suas energias para caso o Zabuza apareça. Eu não quero que você fique no meu caminho dessa vez quando eu acabar com ele.  – declarou Sasuke no mesmo tom desinteressado de sempre.

- Droga! Meu corpo... – falou Naruto, se rendendo e abandonando a pose de luta. Ele parecia preocupado.

- É um milagre que você ainda esteja respirando, então não force as coisas. Conheça seus limites. Não seja cabeça dura ou vai morrer.  - falou Sasuke em um tom sério enquanto Naruto apenas escutou em silêncio.

Após alguns segundos de reflexão, Naruto disse:

- Você está certo. Mas se eu não tivesse feito nada o Hydro teria machucado você. Eu prometi não deixa nenhum meu companheiro se ferir.  – falou Naruto, surpreendendo Sasuke que levantou uma sobrancelha. Ambos se encararam por alguns segundos.

- Nem vem. Eu não vou te agradecer, afinal estamos quites. – retrucou Sasuke, cruzando os braços.

- Se nós tivéssemos lutado juntos desde o início assim como o Kakashi-sensei ensinou, nós não teríamos entrado nessa enrascada, sabia? Você não acha que devíamos lutar juntos de vez em quando?  - questionou Naruto, com a luta contra Zabuza em sua mente onde eles foram capazes de sair de uma situação extrema onde sozinhos eles não conseguiram.

- Ainda sim eu nunca farei isso. – falou Sasuke no mesmo tom sério, negando com a cabeça, fazendo Naruto dar uma sonora gargalhada.

- Então tá tudo em ordem! Porque eu também não! – falou Naruto coçando a nuca e abrindo um largo sorriso.

Sasuke sorriu de canto.

- Pela primeira vez concordamos em alguma coisa, perdedor.  – falou Sasuke em um tom malicioso. A rivalidade faiscava nos olhos dos garotos.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Arredores da Casa de Tazuna – Mais Tarde -

- Naruto-saaan? Sasuke-saaan? – gritava Sakura, seu grito ecoando pela floresta. Ela tinha uma cesta de piquenique na mão com lanches para os dois garotos já que já estava perto da hora do almoço e nem sinal de nenhum dos dois que desapareceram depois do café da manhã.

Kakashi estava junto com ela, ainda com uma de suas muletas, mas ele estava quase que completamente recuperado.

Eles escutaram o grito de Naruto e olharam para cima assustados e o viram de pé no topo do galho mais alto da árvore de treinamento, com os braços pra cima, vitorioso. Ele havia conseguido chegar ao topo.

- Mentira! O Naruto consegue subir alto daquele jeito? – questionou Sakura, impressionada.

- Hmm... – murmurou Kakashi, observando Naruto.

- Eu consegui! Eu finalmente consegui! – falou Naruto, ainda com os braços para o ar. Mas logo sua expressão mudou para uma de dor e ele começou a tombar do galho que com certeza seria uma queda fatal daquela altura.

Sakura deu um grito alto de medo, mas Naruto apenas ficou de cabeça pra baixo no galho, preso pelos pés, mostrando que era só uma brincadeira dele para fazer medo a Sakura. Ele gargalhou alto com a cara de raiva dela.

- Você caiu nessa! - falou Naruto, rindo e apontando para ela enquanto ela fazia uma careta de raiva.

- Urrrrghh! Você é impossível, garoto! Desce daí pra eu meter a mão em você, seu traste dos infernos! – falou Sakura, balançando o seu punho ameaçadoramente.

- Hihihihihi! – Naruto deu uma risadinha, cobrindo a boca. Mas logo o sorriso dele morreu, ele sentiu uma forte dor no peito e levou sua mão dominante até o local fazendo uma careta de dor extrema.

- “Meu chakra...” – pensou Naruto, com o corpo tombando para frente sem ele poder fazer nada, o corpo dele estava paralisado. Ele caiu em queda livre em direção ao chão, preocupando Kakashi e Sakura que tensionaram seus corpos para correrem na direção que ele iria cair, porém para a sorte de Naruto um arame se enrolou na perna dele e impediu a queda dele o deixando pendurado pela perna.

Todos olharam para cima e viram que Sasuke estava encima do galho onde Naruto estava anteriormente e foi ele que arremessou os arames para prender a perna de Naruto.

- Seu perdedor, quantas vezes vou ter que salvar sua vida? – questionou Sasuke, olhando para baixo vendo Naruto encará-lo com raiva.

- Droga! Foi mal! – gemeu Naruto, completamente paralisado por ter gastado muito chakra em pouco período de tempo.

Kakashi apenas deu um sorrisinho.

- “Eles aprendem rápido.” – pensou Kakashi enquanto os três pré-adolescentes discutiam ao fundo.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Complexo de Gato – Fim da Tarde -

Zabuza ainda permanecia treinando, fazendo flexões de barra com pesos amarrados nas pernas para dobrar o seu peso corporal. Haku apenas observava perto da janela.

- Você parece ter se recuperado. – comentou Haku.

- Sim, só mais um pouco e teremos nossa vingança. – respondeu Zabuza, sem parar de levantar seu próprio peso na barra.

- Você parece mais determinado dessa vez. O que mudou? – questionou Haku, no mesmo tom sem emoções de sempre. Zabuza soltou a barra e caiu de pé no chão, estralando o pescoço sem dificuldades.

- O Kakashi do Sharingan, ele é o primeiro oponente digno em anos.  A cabeça dele vem para a minha parede. E além do mais, eu já descobri todos os truques dele.  – respondeu Zabuza em um tom sério.

- Entendido. – concordou Haku em um tom submisso. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Casa de Tazuna – Quintal – 20h -

Naruto estava meditando no topo de uma árvore, a lua brilhava atrás de si enquanto ele estava concentrado em sua tarefa. Mas não importava o quanto ele tentasse, ele não conseguia equilibrar os dois polos do seu chakra. Seu chakra yang estava severamente desbalanceado.

Após mais uma tentativa ele foi forçado a parar pois cuspiu um jato de sangue em uma só tossida. Sasuke que estava no topo de uma árvore próxima, observava o que acontecia com Naruto.

- Droga... – murmurou Naruto, limpando o sangue com o seu braço.

Sasuke vagarosamente colocou a mão em sua bolsa ninja, na parte de trás de sua cintura, buscando suas shurikens. Ele não esperou muito e as arremessou na direção de Naruto usando suas duas mãos, fazendo-as fazerem um arco no ar e iriam se encontrar com Naruto no centro.

Naruto escutou o som delas cortando o ar e imediatamente entrou em alerta, colocando os braços em forma de X na frente do corpo, sendo atingido em cheio e caindo da árvore como consequência. Sasuke saltou atrás dele em alta velocidade.

- Ei! Mas o quê?! – gritou Naruto enquanto caia com Shurikens fincadas em seus braços. O loiro deu vários mortais no ar caindo agachado no chão sem se machucar. Sasuke caia como uma bala, ele no ar, arremessou três shurikens na direção de Naruto.

- Cavalo! Rato! Pássaro! Javali! Tigre! – gritou Sasuke fazendo uma sequência de selos de mão.

- Shuriken Kage Bunshin no Jutsu!  - (Técnica do Clone da Sombra de Shuriken) – gritou Sasuke transformando aquelas três shurikens em milhares. Naruto arregalou os olhos com aquilo.

- Desgraçado! – gritou Naruto concentrando chakra em seu punho direito e esmurrando o chão logo em seguida, o impacto fez levantar um longo pedaço do solo o qual Naruto usou como escudo para se defender da chuva de shurikens. Sasuke caiu de pé um pouco afastado de Naruto.

Naruto olhava atônito para Sasuke, ainda segurando a pedra em suas mãos que continha várias shurikens fincadas nela. Sasuke apenas mantinha a expressão de seriedade.

- Você enlouqueceu?!  - questionou Naruto, em um tom de alerta e preocupação. A resposta de Sasuke veio logo em seguida na forma de selos de mão.

- Tigre! Carneiro! Macaco! Javali! Cavalo! Tigre! – gritou Sasuke, finalizando a sequência de selos de mão.  Sasuke amassou seu chakra dentro do próprio corpo e o converteu em natureza de fogo e, em seguida, o expulsou de sua boca.

- Katon: Gōkakyū no Jutsu! – (Liberação do Fogo: Técnica da Grande Bola de Fogo) – gritou Sasuke após expelir a enorme esfera de chamas na direção de Naruto que arregalou os olhos e colocou a pedra novamente na frente de seu corpo.

A esfera de fogo explodiu a pedra que Naruto estava segurando e o lançou para trás com violência, o loiro rolou por vários metros antes de parar, com leves ferimentos.

- Eu atingi você duas vezes, quando você pretende mostrar o seu verdadeiro poder? – questionou Sasuke em um tom ameaçador.

- Verdadeiro poder? – questionou Naruto, ainda no chão, sua voz mostrava que ele estava sentindo muita dor e cansaço físico.

- Não brinque comigo! Você sabe muito bem do que eu estou falando! – gritou Sasuke, jogando o braço direito para o lado. O Uchiha levantou sua camisa e Naruto pode ver a enorme cicatriz que ele tinha ali que contrastava com a cicatriz menor causada por Zabuza.

Naruto então se lembrou:

- “Shoryuken! – Punho do Dragão Assassino! – gritou Naruto com uma voz sobrenatural, Sasuke não teve nem tempo de reagir e foi jogado com violência para fora da arena por causa do golpe ele caiu encima da plateia destruindo algumas cadeiras e derrubando algumas pessoas” – lembrou-se Naruto do momento em que ele fez aquela cicatriz em Sasuke.

- Nem mesmo um Jounin foi capaz de resistir a aquele poder! – gritou Sasuke.

- “Quando Zabuza esticou o braço para dar outro soco, o loiro se adiantou e deu um primeiro, com o punho esquerdo, bem na boca do estômago. O golpe foi tão poderoso que gerou uma onda de choque ainda maior, os olhos de Zabuza quase saltaram para fora de órbita e a boca dele por baixo da máscara se escancarou.” – lembrou-se Sasuke daquele momento em particular.

- Você não entende! Aquele poder é amaldiçoado e pode levar a graves consequências! Eu me recuso a utilizá-lo! – falou Naruto em um tom sério.

- Eu não disse que você tinha escolha, use-o, ou vai morrer aqui. Você gastou quase todo o seu chakra tentando me alcançar no treinamento, você não pode vencer. – falou Sasuke entrando em sua posição de luta característica.

- “Droga, acho que não tenho escolha, eu não queria lutar nesse estado mas é matar ou morrer.” – pensou Naruto, também ficando em sua característica posição de luta, mesmo que hesitante.

Eles se entreolharam por alguns segundos até que Sasuke avançou em alta velocidade na direção de Naruto. Ele socou Naruto no rosto com muita força, fazendo ele cambalear para trás. O loiro tentou socá-lo com um cruzado de direita, mas Sasuke apenas se agachou de leve e o socou com violência na boca do estômago, fazendo-o cuspir saliva e se contorcer com as mãos no estômago.

Sasuke então desapareceu com um sushin e apareceu encima de Naruto, acertando uma cotovelada na nuca dele, o derrubando de cara no chão. Sasuke tentou dar uma chave de perna no pescoço dele mas Naruto deu um mortal se levantando do chão, deixando Sasuke acertar a rasteira no nada.

O Uchiha deslizou o pé no chão e voltou com uma joelhada na direção de onde Naruto estava, mas o mesmo deu um mortal de ultima hora vendo o joelho de Sasuke acertar o ar enquanto ele dava quatro mortais para trás.

Naruto ficou de pé a alguns metros de Sasuke, os dois voltaram a se encarar por alguns segundos até que Naruto colocou a mão no próprio pescoço, estralando duas vezes com força. Logo em seguida, ele cuspiu sangue no chão.

Eles ficaram em silêncio por alguns segundos até que o sorriso de canto característico de Naruto finalmente apareceu. Sasuke finalmente havia conseguido o provocar o suficiente.

- Sua velocidade é decente. Mas seus punhos ainda não tem peso suficiente por trás deles. – falou Naruto, irritando Sasuke que ficou atônito.

- O quê?! – questionou Sasuke, surpreso, avançando em alta velocidade logo em seguida. Naruto deu um soco na direção que o Uchiha vinha, mas ele saltou por cima de Naruto com um mortal, pisou no chão e saltou na direção do loiro novamente, acertando seu cotovelo com força na nuca de Naruto que cambaleou para frente com violência fazendo uma expressão de dor.

Naruto finalmente revidou, girando seu corpo e acertando o pé direito no rosto de Sasuke que deu um giro de 360 graus com o impacto do golpe. O loiro tentou acertar um chute com a perna esquerda, mas Sasuke desviou do golpe se agachando e acertou um soco no rosto do loiro com tanto chakra que o mandou para o chão, causando uma rachadura no solo rochoso.

Naruto se levantou com um mortal e não perdeu tempo, avançou em Sasuke com tudo, acertando uma cabeçada nele com muito chakra em sua testa o lançando com violência para longe. O Uchiha rolou várias vezes no gramado até que ele parou usando suas mãos para criar atrito.

- Isso... doeu... – murmurou Sasuke, limpando o sangue que escorria de sua boca. Logo em seguida ele avançou novamente, socando Naruto com força e dessa vez foi a vez do loiro de rolar várias vezes no gramado, mas ele se recuperou e ficou de pé.

Os dois agora avançaram ao mesmo tempo, rugindo pelo calor da batalha. Os seus punhos se colidindo, o chakra contido neles provocou uma leve onda de choque pelo contato.  

Naruto tentou ganhar vantagem dando um soco com o outro braço, mas Sasuke defendeu o golpe colocando os braços em forma de X na frente do rosto. O Uchiha tentou contra-atacar com um chute poderoso na altura do pescoço, mas Naruto levantou os dois braços e defendeu o golpe.

O Uzumaki então colocou bastante chakra nos seus pés e Sasuke percebeu isso pois o chão rachou abaixo dele,  o Uchiha sabia o que estava vindo.

- Shoryuken! – (Punho do Dragão Ascendente!) – gritou Naruto dando um salto com o punho direito levantado, visando acertar o queixo de Sasuke que já estava preparado e deu um mortal para trás, deixando o punho passar por um triz pelo seu queixo, mas ele desviou com sucesso. Pela quantidade de chakra nos pés, Naruto saltou muito alto no ar com o próprio golpe.

Sasuke arqueou os joelhos e saltou alto atrás dele, o Uzumaki deu um mortal no ar e começou a cair na direção do Uchiha. O loiro tentou dar um soco no rosto dele porém Sasuke defendeu colocando os dois braços na frente do rosto.

 Ainda no ar, Naruto conseguiu acertar uma joelhada no rosto de Sasuke e levantou seus dois braços, unindo suas mãos em um único punho para dar um soco martelo na cabeça do Uchiha, o lançando como uma bala em direção ao chão, criando uma pequena cratera quando o mesmo atingiu o solo.

Naruto desceu com tudo com o pé apontado para baixo, mas Sasuke desviou rolando para o lado deixando o Uzumaki atingir o chão com o seu golpe levantando muitas pedras com o impacto forte.

Os dois avançaram um contra o outro novamente e começaram a trocar socos rápidos, sem nenhum obter vantagem clara contra o outro.

- Ora! Ora! Ora! Ora! Ora! Ora! Ora! – gritava Naruto enquanto socava em velocidade quase supersônica.

- Muda! Muda! Muda! Muda! Muda! – gritava Sasuke fazendo o mesmo, os punhos dos dois entrando em choque.

Naruto sentiu a dor no peito voltando, seu corpo estava em péssima forma e ele começou a ser empurrado para trás pelos golpes do Uchiha, agora concentrando-se apenas em se defender do mesmo que continuava atacando sem parar.

- “Agora você é meu!” – pensou Sasuke que estava esperando por esse momento.

Sasuke então finalmente ativou seu Sharingan, pegando Naruto de surpresa, quebrando suas defesas e acertando um soco poderoso em seu rosto. Ele então chutou Naruto no peito, o arremessando em uma árvore a qual o loiro bateu as costas com força e caiu sentado no chão com uma expressão de dor.

- Você é previsível. – falou Sasuke retirando de dentro de sua mochila, uma kunai com papel-bomba amarrado no cabo. Ele arremessou a kunai na direção de Naruto, ela acertou o tronco e ficou fincada nele.

Naruto arregalou os olhos e rolou pro lado enquanto Sasuke fazia o selo do tigre, fazendo o papel bomba explodir, atingindo Naruto e a árvore, levantando uma nuvem de fumaça. A árvore despencou para o lado, levantando ainda mais fumaça e folhas.

Naruto saiu da fumaça alguns segundos depois, avançando em Sasuke que atacou rapidamente com um soco, mas Naruto desapareceu como um fantasma depois de levar aquele soco. Era apenas uma imagem residual causada pela velocidade de Naruto, o verdadeiro veio logo em seguida, gritando:

- Shoryuken! – (Punho do Dragão em Ascenção!) – gritou Naruto atingindo Sasuke no rosto em uma velocidade que o Uchiha não pode acompanhar e foi jogado com violência para longe atingindo uma árvore com tanta força que ele atravessou ela, fazendo-a cair.

Naruto agora era o único que restava de pé, bastante machucado por causa da explosão e ofegando bastante. Ele não teve muito tempo para ponderar pois Sasuke saiu do chão atrás dele para um ataque surpresa. Ele tentou dar um chute na cintura de Naruto mas o mesmo conseguiu por puro instinto defender o golpe com facilidade, segurando o pé dele.

O Uzumaki defendeu mais dois chutes de Sasuke antes de agarrar o rosto dele com a mão direita. Porém o Uchiha segurou o pulso dele e deu um golpe de judô, armando a cama de gato para ele e acertando as costas dele no chão, provocando uma imensa rachadura no solo.

Naruto caído no solo, agarrou a gola de Sasuke com uma expressão de raiva e acertou a cara dele no chão com violência, provocando uma rachadura ainda maior. O Uchiha se levantou com um mortal e agarrou o braço de Naruto, o girando com velocidade, fazendo o loiro parecer um boneco de pano. O Uchiha então o arremessou em direção ao ar, soltando o braço dele.

O Uzumaki se recuperou no ar dando vários mortais e caiu de pé um pouco afastado de Sasuke. Mas o Uchiha já sabia disso e já tinha avançado em uma velocidade que Naruto não conseguiu acompanhar, sendo atingido por um soco poderoso na boca do estômago.

Naruto ficou de queixo caído pela dor, cuspindo bastante sangue, mas retribuiu com um soco na boca do estômago de Sasuke que também rugiu de dor, cuspindo sangue no rosto de Naruto.

Os dois trocaram socos no estômago por vários minutos, sem recuar, sem hesitação. Ambos com as pernas tremulas em dor. O Uzumaki então saltou de leve para suas pernas ficaram na altura da cabeça de Sasuke.

- Tatsumaki Senpukyaku! – (Chute Furacão!) – gritou Naruto rodando no ar com a perna esticada. Acertando Sasuke três vezes no rosto com chutes giratórios. Fazendo o Uchiha vomitar sangue.

O Uchiha não deixou barato e deu um mortal para trás, acertando os dois pés no queixo de Naruto, fazendo o loiro também ser jogado para trás. Agora afastados, os dois se encararam novamente. Não demorou muito tempo pra eles saltarem na direção um do outro, e ambos se acertaram ao mesmo tempo com uma voadora. Os dois caíram no chão com esse golpe, completamente esgotados porém Sasuke foi o primeiro a conseguir pelo menos ficar de quatro no chão enquanto Naruto não conseguia mexer nem sequer um músculo, o que significa a vitória de Sasuke.

Sasuke deu um sorriso convencido.

- Nossos poderes estão empatados, mas parece que há um abismo entre nossos controles de chakra. Você nunca vai me derrotar. – falou Sasuke, sem tirar o sorriso do rosto, enquanto Naruto apenas ofegava no chão quase que completamente sem chakra.

- A não ser que você use aquele poder... O poder que pode desafiar até mesmo o poder dos Jounins. Mostre-me! – falou Sasuke em um tom autoritário.

- “Ele está certo... Poder do Vazio... Eu preciso da sua ajuda...” – murmurou Naruto em seus pensamentos, fechando os olhos pesadamente, mantendo a expressão de dor. Ele tentou se concentrar o máximo que conseguia, para sentir o seu próprio chakra fluindo em moção circular dentro de seu corpo.

Sasuke pode perceber pequenos flocos de luz saindo de Naruto, estes se dissolviam no ar pouco tempo depois.

- “O que é isso? Que tipo de técnica é essa?” – pensou Sasuke, ele observava o fluxo de chakra de Naruto através de seu Sharingan. Ele percebeu que a harmonia do chakra foi quebrada de um ritmo moderado para um ritmo mais lento, deixando o chakra do Uzumaki com uma cor mais esbranquiçada.

Os dedos de Naruto começaram a se mexer até que ele agarrou dois tufões de grama para servirem de apoio para ele começar a se levantar mesmo que com muita dificuldade.

- “Você só pode estar de brincadeira comigo.” – pensou Sasuke ao ver Naruto se levantando novamente mesmo depois de todo aquele dano sofrido. A expressão de Naruto era de muita raiva e os olhos dele emitiam um leve brilho.

Mas antes que o Uzumaki pudesse fazer qualquer coisa, sua expressão mudou de uma de raiva para uma de extrema dor e desconforto. O Uchiha pode perceber que o fluxo de chakra subitamente acelerou novamente, perdendo o brilho que emitia, voltando a sua cor natural. Com isso, o loiro praticamente vomitou sangue, com as duas mãos no estômago, caindo de joelhos novamente.

- Agora eu entendo, o porquê você não usa a técnica, ela danifica seu corpo. É um Kinjutsu, uma técnica proibida. – falou Sasuke, desativando o seu Sharingan enquanto Naruto tossia.

- Isso... Foi um teste? – questionou Naruto, limpando a boca da melhor forma que podia.

- Eu queria saber se você teria alguma serventia na batalha que está por vir. Mas sem esse poder, você é inútil. Você não consegue nem mesmo controlar o próprio chakra, você só vai ficar no meu caminho. – respondeu Sasuke, cuspindo no chão.

- Desgraçado! Se você acha que eu vou ficar sentado enquanto você luta, você está muito enganado! – vociferou Naruto, tentando levantar novamente, mas a dor no corpo não permitiu.

- Salve suas energias. Você ainda é útil o suficiente para proteger Tsunami e Inari, mas até que você aprenda a controlar seu chakra, você apenas vai ficar no meu caminho. – falou Sasuke em um tom sério.

Naruto queria ter alguma resposta para isso, mas ele sabia que não tinha. Sasuke estava certo. Sem o Poder do Vazio ele não poderia enfrentar um Jounin novamente. Mas havia algo que ele não entendia.

- O que faz você pensar que vai conseguir?  Você também foi derrotado assim como eu. Nós não podemos enfrentá-lo sozinho. Você vai morrer. – questionou Naruto, ofegante.

Sasuke apenas estendeu a mão para Naruto.

- Se eu morrer, então significa que eu sou fraco, minha vida não tem sentido e não mereço viver. Se eu vencer e viver, eu fiquei mais forte e mereço continuar existindo. É nisto que eu acredito.  – respondeu Sasuke em um tom sem emoções.

Naruto aceitou a mão dele e a usou para se levantar.

- Eu também quero ser o mais forte, como ninguém antes foi. Mas poder absoluto, corrompe absolutamente. Você vai apenas se tornar alguém que você despreza, isso que eu acredito, você não pode tomar atalhos para se tornar forte. – falou Naruto com um olhar distante.

Ele lembrava-se dele mesmo, coberto de sangue naquele beco depois da vitória contra Sasuke. Ele lembrava-se de ter machucado o seu próprio irmão com a técnica de seu pai. Com aquele poder amaldiçoado.

- E eu não acredito que uma pessoa sem poder é inútil ou insignificante. – falou Naruto, lembrando-se daquele homem de Konoha, Iruka. Ele era apenas um chunin, provavelmente um ninja de baixo nível, mas com apenas um ramén naquela chuva intensa, ele conseguiu ser um herói para Naruto, um herói para uma criança, mesmo não tendo virtualmente nenhum poder.

- Eu... Já fui fraco... E aquele homem... Eu não posso mais me permitir ser fraco! Nunca mais! Eu nunca mais vou passar por aquilo de novo! – falou Sasuke em um tom sério, cerrando os punhos com força, o loiro pode perceber leves faíscas saindo do punho direito dele, mas se apagaram rapidamente.

- Você ainda se tortura sobre aquilo? Matar o seu irmão não vai trazer sua família de volta, Sasuke. Você precisa se livrar disso ou vai te consumir.  –  falou Naruto agora em um tom mais ameno ao lembrar do que havia acontecido com o Uchiha.

- Você não se atreva a falar sobre isso! Isso é algo que você nunca vai entender! De algum marginal tirar tudo que você ama em um piscar de olhos e você não poder fazer nada! – falou Sasuke de forma rude colocando o dedo na cara de Naruto.

- Eu não tenho medo de nenhum marginal. – retrucou Naruto, mas Sasuke apenas gargalhou sarcasticamente deixando Naruto com uma feição de incômodo.

- Isso é porque você acha que não tem nada a perder. Mas você não pensou no seu irmão, mas você não pensou no seu “Vovô” – falou Sasuke, fazendo Naruto o observar com atenção.

- As pessoas do seu mundo tem muita coisa a perder. Agora, você acha que porque você nunca conheceu seu pai ou sua mãe, que você conhece o lado sombrio da vida. Você nunca provou do desespero como eu provei, você é Uzumaki Naruto, o “príncipe de Konoha”, você tem que andar mais de 10km pra encontrar alguém que não conheça o seu nome.

- Então não vem com esse papo moralista do Hokage pra cima de mim, eu já estou farto dele. Essa é uma dor que você jamais vai entender, aposto que no meu lugar você faria o mesmo que eu. Se um dia você experimentar as mesmas coisas que eu e ainda continuar com o mesmo pensamento, neste dia, eu o respeitarei como meu rival.  –  falou Sasuke abaixando o braço.

- Mas por enquanto... Você é apenas mais um perdedor que eu tenho que proteger. – falou Sasuke esbarrando em Naruto de propósito, e saindo andando com as mãos no bolso.

Naruto permaneceu sozinho na clareira, ponderando o que Sasuke havia acabado de dizer. Em suas ponderações, ele não percebeu que seus ferimentos estavam se curando sozinhos lentamente, eles brilhavam em vermelho mas era imperceptível por causa do gi.

Will of Fire.










 













































 




































 


Notas Finais


Se protejam do COVID-19! Lavem as mãos com sabão e se higienizem com álcool 70! Evitem sair de casa a não ser que seja extremamente necessário! Se cuidem pra essa doença não devastar a gente. Forças!

Enfim, seu comentário é muito importante, pra eu decidir se deixo assim ou uso mais os jutsus. Está na mão de vocês!

Quem quiser saber mais sobre a minha vida, ter informações sobre as fics primeiro que os leitores, ou bater um papo comigo ou com outros autores pode entrar no nosso grupo de Whatsapp, vou deixar o invite aqui nas notas finais! Mais de 20 participantes que já inclue autores como Bruno Silfer, Andlucs, Blooddemon, GodFallen, eu, etc.

https://chat.whatsapp.com/KcsN2IfQRd80HjK5cBXuqV

Enfim, comentem o que vocês acharam, seu comentário é muito importante pra o desenvolvimento de uma história complexa como essa. Verifique se já favoritou a história e me segue como usuário (Clique no xiiininho) pra não perder nenhuma atualização minha! Até a próxima! Fui!

DISCLAIMER: Opa! Gostaram do capítulo? Se gostaram não deixem de favoritar e de me seguir como autor para não perder nenhuma atualização. Não deixem de passar também na minha outra história, chamada Dark Age. Vocês vão adorar o Naruto mais maduro e a Hinata sarcástica, em uma jornada para salvar o mundo do Arquidemônio. Estamos batnedo 300 favoritos por lá!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...