1. Spirit Fanfics >
  2. Will You Still Love Me Tomorrow >
  3. Capítulo 26

História Will You Still Love Me Tomorrow - Capítulo 26


Escrita por:


Capítulo 26 - Capítulo 26


Terça feira, ontem eu não tive aula. Ganhamos como descanso pela apresentação de domingo. Eu estou aqui no estúdio tentando treinar, mas está difícil, eu estou preocupada com o Anthony, ontem ele me ligou falando que não poderia ir, mas pelo menos ligou, hoje não deu sinal de vida. Estou ligando pra ele e nada dele atender e isso está me apavorando.

Eu sinto como se eu estivesse perdendo ele, talvez ele tenha se cansado dessa minha vida e esteja tentando seguir a dele. Ou as vezes ele está apenas ocupado.

Eu peguei meu celular e disquei o número dele, torcendo para que dessa vez ele atendesse e me livrasse desse tormento. Mas não, apenas chamou e chamou e nada dele atender.

Alguma coisa aconteceu, eu tenho certeza e foi no dia da apresentação, mas o que? Eu não tenho nem a quem perguntar. Passei a manhã pensando nisso, estava até enjoada de pensar que ele esteja me deixando.

Eu tentei afastar esses pensamentos e fui ensaiar, ou tentar. Elena não estava por perto, eu tinha uma sala só pra mim e fiquei tentando ali treinar, eu até que conseguia fazer as coisas direito, mas quando chegava nos giros mais uma vez aquela tontura. Anthony me mataria se soubesse disso.

Fiquei lá até cinco da tarde se eu não me engano, não podia ficar mais, eu estava exausta daquele lugar. Peguei minhas coisas e fui torcendo para ver ele na saída, mas não, nada.

Eu cheguei em casa e a primeira coisa que fiz foi procurar ele, mas nem sinal. Nadinha, liguei outra vez e apenas chamava e chamava. Eu estava a ponto de ligar pro Flea pra saber dele, mas decidi esperar mais um pouco.

Meu estomago roncava de fome, mas eu não ia comer, não posso arriscar, mais tarde eu tomo um chá e é o suficiente.

Decidi ir treinar para me distrair da fome. Mas o resultado era o mesmo, eu fazia uma sequência de giros e no final eu sentia como se fosse cair. Era tanta coisa passando na minha cabeça, essa dúvida do que fazer com minha vida, eu já decidi que não vou me mudar, mas também não quero ficar mais nessa escola só que do jeito que estou indo não vou conseguir entrar em outra e ainda tinha essa fraqueza que me acompanhava e me impedia de fazer as coisas certas e o Anthony, isso era o que mais estava acabando comigo.

Eu tentava, mas meus pensamentos pareciam que pesavam e não me deixavam continuar. Me sentei no chão encostada a parede, eu não ia conseguir fazer mais isso. Uma angústia parecia me sufocar eu tinha vontade de chorar, mas eu me segurava.

Fui tomar um banho tentando esquecer tudo isso, tentando apagar o que vinha acontecendo. Parece que melhorou cinco por cento. Depois disso apenas me joguei na cama encarando o teto, passou bem uns dez minutos quando vi meu celular tocar o nome do Anthony no identificador, a gravidade pareceu voltar ao mundo.

- Por que fez isso? – joguei assim que atendi

- O que?

- Sumiu, você não apareceu ontem nem hoje, não me atende.

- Me desculpe, eu não tive a intenção, não achei que você ficaria assim. Mas hoje foi tão corrido. Eu juro que pensei em você o dia todo.

- E por que não me atendeu?

- Porque eu esqueci o celular em casa e fui na gravadora.

- Anthony, é isso mesmo?  - perguntei preocupada

- O que mais seria?

- Não sei... Você estava quieto no domingo, depois sumiu... – e com isso minha voz foi sumindo também.

- Hei, não pense assim, foram só uns dias ruins. Um dia você ia acabar ficando longe de mim.

- Por que está dizendo isso?

- Bem, você sabe.

- Anthony não tem que ser assim, você sabe que eu não vou a lugar nenhum se você não estiver.

- Você tem que pensar no seu futuro.

- Eu penso, aliás estou vendo umas escolas por aqui que estão abrindo vagas – respondi rapidamente – É por isso que você está longe?

- Não, já disse que não, querida. Eu realmente estava ocupado, amanhã quando você chegar eu já vou estar ai.

- Promete?

- Prometo, vou ficar te esperando. Mas agora me diz como você está?

- Bem.

- Comeu?

- Um pouco.

- Anne... Você viu aquele dia.

- Eu sei, eu sei. Já que você deu sinal de vida eu vou comer algo agora.

- Ah vai ser assim é? – podia até ouvir o seu sorriso

- Exatamente, então já sabe o que acontece se você sumir.

- Você não tem jeito mesmo. Você prometeu.

- E estou cumprindo.

Só então eu sentia que estava conversando normalmente com ele, eu ansiava poder vê-lo, mas me contentava com ouvir e saber que está tudo bem. Depois disso consegui até comer e dormir direito, um peso saiu de cima de mim.

Só espero que ele realmente venha amanhã.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...