1. Spirit Fanfics >
  2. Window - yoonkook >
  3. Dois

História Window - yoonkook - Capítulo 2


Escrita por: yuorthppl

Capítulo 2 - Dois


Nesse exato momento estou a caminho de uma cafeteria do meu bairro, meu wifi em casa está uma merda e eu não estou conseguindo enviar os contos novos ao meu editor. Está um pouco frio, o bastante para um sobretudo, o clima perfeito para um latte de gengibre. O caminho foi curto e nostálgico. Eu frequentava essa cafeteria quase todo dia nos meus tempos de escola, meus amigos eram a coisa mais importante do mundo naquela época. Eu ainda prezo por eles do meu jeito, mas depois que a escola acabou todos seguiram seus caminhos, pelo menos ainda nos contatamos em aniversários, mesmo que por SMS.

Sentado, concentrado em meu notebook, revisando coisas para ver se eu não deixei um erro escapar, preciso enviar isso hoje e estarei livre pelo resto do mês. Estava tão centrado que nem percebi sua presença, apenas quando se sentou de um jeito brusco ao meu lado que o reparei, assustado me virei e lá estava ele, apoiando a cabeça em sua mão e com um olhar astuto.

— Oi vizinho.

Com uma risadinha foi isso que tu me disse. Seu cheiro é melhor do que eu imaginava. Você era praticamente do meu tamanho, suas roupas eram casuais, bem gastas mas limpas. Você tinha abaixado sua máscara para capturar o canudo do seu café descafeinado. Eu consigo sentir o cheiro do seu desodorante.

— Tá fazendo o que aí? — disse botando sua cabeça na frente da minha para olhar o conteúdo do meu notebook. Seu cabelo estava amassado atrás, provavelmente porque dormiu de cabelo molhado. Fofo.

— Então “Min Yoongi”, você é um escritor? — Você diz isso baseado no que viu no meu notebook, word aberto, meus contos românticos flagrados e lá estava, no fim da página em letras miúdas “Min Yoongi”, minha assinatura.

— Um pouco, minha profissão oficial é fotografo mas tive alguns imprevistos por causa da pandemia e decidi investir em algo que eu queria ser durante o tempo que era um estudante.

Mordendo o canudo, você está me provocando?

— Que legal, isso que importa, né?  — Você não prestou atenção em uma palavra que saiu da minha boca e quer que eu saiba disso, eu não posso evitar de gostar disso em você, seu jeito indireto de dizer “foda-se o que diz, não vou fingir prestar atenção só para te fazer feliz.”

Você pega meu notebook e o puxa para si, você abre outra aba e está prestes a digitar algo quando o interrompo com uma frase estúpida.

— Você é sempre assim? Pega o que quer sem se importar ou pedir permissão?

Eu fiz essa pergunta em um tom de admiração à sua confiança mas só me ocorreu o quanto minha pergunta soou rude quando você pela primeira vez grudou seus olhos nos meus. Não consigo ler seus olhos, você está surpreso? Bravo? Gostou do que eu disse?

— Acho que sim. — Você diz abaixando seu olhar. Então não era nenhuma das outras opções? Na real o que você está sentindo é a vergonha? Uau.

Quando eu ia tentar amenizar o que eu disse para você não pensar que foi um insulto meu nome foi chamado, meu pedido estava pronto.

— Fique aqui. — disse tentando parecer autoritário, mas provavelmente saiu como se eu estivesse irritado e sem paciência. Caralho, quando eu desaprendi a me comunicar com um ser humano?

Peguei meu pedido e quando me virei lá estava você, com um olhar pensativo. Dei um mini sorriso para tentar te deixar um pouco mais confortável e te mostrar que eu não estava bravo e de longe você me retribuiu, um sorriso tão lindo, pela primeira vez hoje você foi sincero comigo e puta merda como eu gostaria de capturar isso como uma fotografia e deixar sempre à mão, sempre que eu precisasse eu poderia olhar e contar cada dente seu e me imaginar escovando-os e cuidando do jeito que eu posso para depois beija-los. A caminho a mesa eu esqueci como andar direito, eu ainda estava desnorteado pelo seu sorriso. Eu tropecei e quase caí no chão, você se levantou alerta, pronto para me ajudar mas eu já tinha me equilibrado e me arrependi de ter feito isso. Só imagino como seria: seu corpo se encostando no meu, seus braços me segurando pelos cotovelos, seu rosto próximo ao meu me perguntando se eu estou bem provavelmente com o hálito delicioso de seu café. Que merda.

— Yoongi, você está bem? — e de novo vem você com essa falsidade, eu consigo sentir em sua voz. Por que faz isso? Um mecanismo de defesa? Mas se defender do que?

Fingi não ter percebido sua falsidade forçada e disse que estava bem. Me sentei e não parei de pensar em você falando meu nome, como tudo o que você faz é perfeito?

Sua vez de falar sobre si.

— Jeong-guk, né? Ainda está na escola?

— Sim, me formo em um ano. — E pronto, você finalmente está prestando atenção em nossa conversa. Seu ego é tão grande que me dá vontade de rir, sempre que eu puder irei amacia-lo a ponto de você vir falar comigo apenas para se sentir bem consigo mesmo, eu não me importo de fazer esse papel nessa relação, desde que eu esteja com você, você pode pisar em mim, me usar de tapete e me humilhar, tudo que faça você querer ficar perto de mim, não importa o motivo. Eu quero você mais do que tudo, não me importo que seja de um jeito platônico. Eu preciso de ti.

— Pretende fazer o que?

— Sinceramente, eu não sei. Minha lista é tão grande como pequena. Vai de direito até artes. Nenhuma das duas realmente me prendeu por mais que eu goste de ambas. Você sempre quis fazer fotografia ou foi de última hora? — Você quer falar sobre mim agora? Você é confuso, finge desinteresse no que eu falo e depois pergunta mais sobre mim. Essa foi uma pergunta superficial ou você realmente se importa comigo?

— Eu decidi de última hora, mas nunca me arrependi. — Terminei meu latte e guardei meu notebook em minha bolsa. De pé, eu te encarei e você deixou, sem desviar o olhar de mim. Quando eu estou finalmente decifrando o sentimento por trás dos seus olhos você os desvia.

— Você me deixa bagunçado. — Murmuro e você solta um grunhido como se não tivesse entendido o que eu disse mas eu sei que entendeu porque sorri como se tivesse tudo que sempre quis. Ah, que lindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...