1. Spirit Fanfics >
  2. Wine and roses - NaHyo >
  3. One

História Wine and roses - NaHyo - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!
Eu não achei muitas fanfics com o shipp NaHyo então resolvi escrever uma ksks. espero que gostem,e qualquer ideia nos comentários será bem recebida!

Capítulo 1 - One


Fanfic / Fanfiction Wine and roses - NaHyo - Capítulo 1 - One

(P.O.V Jihyo)

Acordei com o despertador apitando.

Desliguei a máquina irritante e fui ver que horas são.

-PUTZ GRILA ESTOU ATRASADA!

Me levantei rapidamente e fui para o banheiro fazer minhas higienes.


[...]


Eu me acostumei a ir andando para o trabalho,diminuiu a poluição.

Depois de um tempo caminhando algo me chamou atenção,parei e olhei para o lado,tendo a visão de uma pequena floricultura.

Me aproximei do vidro e vi varios tipo de flores,no balcão tinha duas garotas.

Fiquei encarando até que fui tirada de meus pensamentos pela minha sócia Tzuyu.

TZ-oque você tanto olha aí hyo?

Ela disse também encarando a vitrine.

-estamos atrasadas,vamos!

TZ-mas são 6:40.

Ela falou me mostrando o seu relógio.

TZ-a reunião é apenas 7:20!

-oh,meu relógio deve estar atrasado.

Saímos do local e seguimos até a empresa que ficava localizada ao lado da floricultura.


[...]


Já no elevador Tzuyu me perguntou pela segunda vez.

TZ-você ainda não me disse porque encarava a loja.

-uma pessoa não pode olhar as flores?

TZ-hm,você não gosta de flores!

-mudei de ideia.

TZ-suspeito.

O elevador se abriu e nós saímos em direção a sala de reuniões.


[...]


Os outros funcionários,sócios e advogados chegaram e se sentaram na grande mesa de reuniões.

TZ-vamos ser diretos.

Kim Namjoon outro socio começou a falar.

NJ-eu estava pensando em ampliarmos a empresa.

-e como iríamos ampliar? Estamos no centro de Seul,há lojas por toda volta.

JM-este é o ponto.

Falou Park Jimin o estagiário.

TZ-deixa eu adivinhar,vocês querem comprar algum estabelecimento,demolir e ampliar a sede.

NJ-exato!

JM-porém precisamos da permissão da sócia sênior.

Os encarei e um pouco depois resolvi falar.

-acho que pode ser uma boa ideia afinal,esta é a sede principal deveria ser maior mesmo. 

Jimin tirou alguns documentos de sua pasta e falou:

JM-aqui você pode assinar para deixar o trabalho conosco,mas claro com sua intervenção em todo o projeto.

Tzuyu e eu trocamos alguns olhares e acabou que resolvi assinar.

Peguei o papel,o li por inteiro e assinei.

NJ-certo,qualquer objeção sua será cumprida.

-e caso não for os dois serão demitidos.

Disse simplista.


[...]


Depois da reunião acabar saímos para uma cafeteria almoçar.


[...]

Chegamos na cafeteria e nos sentamos em uma mesa no canto


(P.O.V Nayeon)[começo do dia]


Acordei às 5:20,fiz o que eu tinha para fazer e fui para o trabalho.


[...]


Chegando na floricultura encontrei uma de minhas colegas do trabalho já pronta para atender.

-bom dia Sana!

Disse animada.

SN-ainda quero saber de onde você tira toda essa boa vontade,são 5:50 da manhã!

-sei lá,eu gosto de trabalhar aqui.

SN-sendo assim vai por seu uniforme,se gosta de trabalhar não vai querer perder o emprego.

-ok,ok já estou indo.

Segui até os fundos e fui para a sala a onde tamos nossos armários e trocamos de roupa.

-bom dia Lili!

LS-bom dia coelha!

Lisa minha outra colega de trabalho falou pondo seu avental.

Guardei minha bolsa no meu armário,peguei meu uniforme e o vesti.

Sai junto de Lisa e fomos para a frente do balcão.

LS-e aí Sanaja,tem alguma entrega para hoje?

SN-primeiro,para de me chamar de “Sanaja” e segundo,tem sim.

Sana disse revoltada com o tal apelido.

Lisa faz as entregas das flores quando as mesmas são pedidas por aplicativo.

SN-as vendas estão muito paradas ultimamente,para hoje temos marcado apenas duas entregas!

LS-tudo bem,acho melhor eu ir me adiantando então. 

Eu geralmente cuido das flores e trago os pedidos até Lisa que os entrega,enquanto Sana atende no balcão.

-quais são os pedidos?

SN-temos um buquê de girassóis e uma sesta de orquídeas!

Sana disse enquanto Lisa pegava seu capacete e a chave de sua moto.

-certo,orquídeas roxas?

SN-orquídeas roxas!

Fui até as respectivas plantas,montei os “arranjos” e entreguei a Lisa.

Um pouco depois de Lisa já ter saído uma senhora entrou na loja.

SN-bom dia senhora Yoon.

Senhora Yoon é uma cliente antiga,ela vem todos os dias sempre com o mesmo pedido.

Sra.Yoon-Bom dia minha jovem!

-o de sempre?

Sra.Yoon-sim,por favor.

Fui até a área das rosas e peguei um vaso que já tínhamos separado para Senhora Yoon.

O entreguei e fui regar algumas plantas.


[...]


Enquanto cuidava das rosas,pude ver uma mulher observando a vitrine. 

Será que ela quer comprar alguma flor? Nunca tinha a visto aqui antes.

Estava pensativa até que sana falou como se tivesse lido meus pensamentos.

SN-são as donas da empresa de vinhos ao lado.

Olhei de novo para a vitrine e a moça de antes conversava com uma outra mulher alta.

-oh,sim.

Um silêncio se fez presente.


[...]


Deu a hora do almoço e fomos para a cafeteria na frente da floricultura,geralmente almoçamos lá todos os dias.


[...]


Já nos nossos lugares uma moça jovem veio nos atender,de acordo com seu crachá seu nome era Roseanne,Roseanne park.

RS-bom dia,já deram uma olhada no cardápio?

Todas concordamos.

Acho que ela é nova,nós sempre vimos aqui e nunca tínhamos visto ela.

RS-o que vão querer?

LS-você bebê.

Dei um tapa no braço de Lisa e a moça a olhou meio constrangida com o comentário bobo.

SN-desculpe a safadeza da minha amiga,vamos querer essa daqui.

Sana fala apontando para o pedido.

Toda vez nós rachamos um pedido para as três.

RS-certo.

A moça falou e saiu.


[...]


Ainda esperando nossos pedidos,pude ver as moças de hoje cedo entrando.

Elas se sentaram em uma mesa do canto e eu fiquei observando.

Fui tirada de meus pensamentos por Dahyun,uma amiga nossa que também trabalha aqui trazendo nosso pedido.

Ela deixou o pedido na mesa,separou os pratos e falou:

DH-Lisa sua maluca,tu tem que parar de dar em cima de toda nova funcionária que entra! Mas como eu sou gente boa tá aqui o número dela ô.

Dahyun falou entregando um guardanapo com o suposto número da garçonete.

LS-valeu tofu.

A mesma ignorou o apelido já acostumada e foi atender a mesa ao lado.


Notas Finais


Obrigado por ler, espero que tenha gostado e até o próximo cap ;3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...