História Wings - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jihyo, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Sana, Tzuyu
Tags Bangtwice, Bts, Romance, Twice
Visualizações 37
Palavras 727
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Sensações


Fanfic / Fanfiction Wings - Capítulo 7 - Sensações

22:46

Estou no quarto com Chaeyoung e estou pensando sobre o que aconteceu ontem, finalmente, depois de tanto tempo eu consegui de confessar para Tzuyu.

Flashback ON

- Você acha que está na hora da gente...

- Namorar?

- É...

- Tzuyu, eu passei 4 anos da minha vida imaginando esse momento. - Ela dá um pequena risada. - Porém por mais que eu queira, não acho que é a melhor hora para isso.

- Entendo, mas você acha que depois da faculdade você vai voltar?

- Eu vou até onde você estiver Tzuyu, não importa onde, a faculdade acaba ano que vem.

- É muito tempo... - Ela faz uma cara triste.

- Vou contar os dias em meu calendário. - beijo sua bochecha.

Flashback OFF

- Ei Chae, ta afim de dar uma volta?

- Agora? - Ela me olha surpresa, mas com um sorriso no rosto. - A onde vamos?

- A gente pega o carro e vaga sem rumo, que tal?

- Perfeito! Só preciso de uma blusa.

- Vem cá... - Pego o cobertor da cama.

- O que foi? - Ponho o cobertor nas suas costas.

- Que tal? Não vamos sair do carro, você pode ir assim, de pijama mesmo.

- É tão quentinho!

[...]

Após parar numa loja de conveniência comprar algumas guloseimas, fomos até nosso destino.

- Onde você está indo?

- Conheço um lugar especial, você vai ver.

Não deu muito tempo e já havíamos chegado, a estrada dava em um penhasco com a vista para a cidade, não havia nada por perto, apenas algumas casas.

- Uau! Que lindo... - Chae disse abrindo a boca.

- Quando ficava triste sempre vinha nesse lugar, ele é especial.

Ficamos bastante tempo conversando e comendo, Chae comprou alguns palitos de chocolate deliciosos.

- Ei Chae, quer brincar? - Disse colocando o palito na boca.

- Só pra você perder?

- Engraçadinha, você começa.

Ela morde o palito deixando apenas um pequeno pedaço.

- Quero ver ganhar dessa. - ela da risada.

Logo era minha vez, comecei a morder e notei que já estava bem perto do seu rosto, comecei a sentir alguma coisa na minha barriga, minha respiração estava ofegante, a mesma coisa que senti quando beijei a Tzuyu, mordi o palito pela última vez.

- Parece que você ganhou... - Disse pegando o palito, ele era bem maior do que o dela.

- Você está com vergonha? - Ela da risada. - Você é fofo Jin.

- Não é isso, só achei que se eu continuasse a gente ia acabar...

Ela beija minha bochecha e me abraça.

- Esse lugar me traz boas lembranças.

- Que tipo de lembranças?

- Da infância, brincando com meus pais.

- Porque lembrou disso agora?

- Porque estar com você me faz sentir essa mesma felicidade. - Ela dá um sorriso.

Meu estômago parecia explodir, assim que Chaeyoung se aproximou e colou a testa dela na minha.

- Que bom que gostou Chae.

- Obrigada Jin.

[...]

3:28

O que foi aquilo que eu senti? Foi algo tão... Real? Senti minhas mãos tremendo, só de pensar no rosto da Chaeyoung tão pertinho de mim me faz sentir nervoso e... Feliz!

Ela dormia do meu lado, decidi virar de frente para ela, para minha surpresa ela está de frente para mim também, a mesma sensação voltou, seu rostinho delicado dormindo em minha frente me dava vontade de a abraçar com força e foi isso que eu fiz, deixando seu rosto colado em meu peito.

9:04

- Ei Jin, acorda.

Abri os olhos Chaeyoung estava em cima de mim.

- C-Chae... - O que está fazendo? 

- Eu acordei aqui, e é bem confortável se quer saber. - Ela põe o rosto em meu peito. - Da pra ouvir seu coração bater, é engraçado porque bate bem rápido.

- Deve ser porque tem um bela garota em cima de mim?

- Pervertido! - Ela ri.

- O que quer fazer hoje?

- Vamos tomar café num lugar legal?

- Vamos!

[...]

O tempo passou rápido e já era hora de voltar para a França, me despedi de Tzuyu dando um beijo em sua testa e logo fui para o aeroporto, sair de Seul me dá um aperto no coração, mas saber que em um ano estarei de volta me faz sentir mais confortável.

- Vamos? - Chae segura minha mão.

A gente tem que sentir arrepios da vida. Aquela coisa boa de saber que esta no caminho certo, que é aquilo mesmo e as coisas estão fluindo. Pode ser um arrepio de amor, realização, surpresa, expectativa, não interesa. Arrepios daqueles que levantam nossos pelos são a maior demonstração de que nosso coração está pronto para sorrir.

Continua...


Notas Finais


Olá!!! Espero que esteja gostando da Fanfic, porque eu estou adorando escrever ela, o que estão achando? Comentários são sempre bem vindos. S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...