História Wings Of Love!- Camariana! - Capítulo 48


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Ariana Grande, Becky G, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane, Dua Lipa, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Megan Fox, Naomi Scott, Normani
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Becky G, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Dua Lipa, Lauren Jauregui, Megan Fox, Naomi Scott, Normani Hamilton, Personagens Originais
Visualizações 31
Palavras 1.389
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Comunicado importante: Tirem as calcinhas e fechem a porta do quarto antes de continuar o capítulo. Boa leitura meus babys!

Capítulo 48 - Meu Deus Lauren!


Fanfic / Fanfiction Wings Of Love!- Camariana! - Capítulo 48 - Meu Deus Lauren!

 

LAUREN POV!

 

Nosso casamento se aproxima e, eu não poderia estar mais feliz. Tenho ao meu lado, a mulher que amo e, administro a melhor boate do país, minha vida está perfeita. Hoje eu preparei algo especial, para minha adorada noiva, tenho certeza que ela irá adorar. Quem Ally com aquele jeito meigo e doce, nem imagina o que ela faz, entre quatro paredes. Essa baixinha ainda acaba comigo, ontem tivemos uma briga feia, por conta da despedida de solteira, ela ficou muito brava e, acabamos discutindo. Resultado da discussão? Ela levou a chave de casa e a trancou,  eu tive que voltar e, dormir na boate. 

Ariana me avisou, que tinha liberado minha namorada mais cedo, aliás, ela liberou todos da empresa. Eu fiquei muito feliz, quando fiquei sabendo que, vou ser tia, mamãe e papai estão nas nuvens, por saberem que serão avós, claro que aproveitaram, para me cobrar, sobre a vinda do meu bebê, mas ainda não começamos a planejar nada. Claro que Ally as vezes me cobra, para irmos procurar uma clínica, mas eu quero esperar, quando voltarmos da lua de mel. Cheguei em casa e toquei a campainha, que estou sem chave.

- Ally amor, abre a porta.- Falei no interfone.

- Você não quer uma despedida de solteira? Então, pode começar agora, tem bastante vadias na boate.- Ela falou muito irritada.

- Qual é Allyson, deixa eu entrar logo.- Falei batendo a mão no portão.

- Vai dormir na boate, aproveita pra ter a sua despedida de solteira lá.- Ally falou e desligou o interfone.

Se ela pensa, que vou dormir na boate, está muito enganada. Fui para a lateral da casa, onde o muro é mais baixo. Pulei o mesmo e fui até a porta, constatando que a mesma está trancada. Fui até a parede, bem embaixo da sacada de nosso quarto. Escalei a mesma e, logo adentrei o quarto pela janela. Pelo barulho,ela está no banho. Tirei toda a minha roupa e,  abri a porta do banheiro lentamente, constatando que ela estava de costas, para a porta. Me aproximei devagar e a empurrei até a parede, pressionando meu corpo contra as costas dela, que deu um gritinho pelo susto.

- Achou mesmo que eu não iria entrar?- Indaguei mordendo o lóbulo de sua orelha.

- Você queria tanto uma  despedida de solteira, a boate te oferece uma, com muitas strippers.- Ela falou e eu pressionei mais ainda seu corpo na parede.

- Ah mas eu terei a despedida de solteira. Ela vai ser bem aqui e, agora com você.- Passei a língua em sua nuca e, fui descendo pelas suas costas, com a ponta da língua.

Cheguei até sua bunda, onde dei um tapa estalado, o que a fez dar um pulinho. Apertei a nadega esquerda, enquanto dava mordidinhas na bateu a direita. Dei outro tapa e, subi com beijos em suas costas. A virei de frente e a empurrei, fazendo suas costas colidirem com a parede. Tomei seus lábios, em um beijo necessitado.

Não pedi passagem, praticamente invadi sua boca com minha língua, enquanto minha mão desceu para seu seio direito, o massageando. Minha língua serpenteava pela dela e, minha mão foi esperta até sua boceta, a fazendo arfar.

- Me diz o que você quer?- Indaguei dando mordidinhas em seu lábio inferior e, brincando com seu clitóris.

- Me fode com força.- Ela falou e eu sorri.

Voltei a beija-lá, e meus dedos invadiram sua boceta, que estava bem molhada, levantei uma de suas pernas e a prendi, entre a parede e meu corpo, agora tendo mais liberdade e, facilidade para eu foder aquela boceta gostosa. Meus dedos brincavam dentro de sua boceta e, ela não controlava mais os gemidos. Meu dedão massageava seu clitóris. Desci com os beijos para seu pescoço e, não estou nem me importando, se vou deixar ela marcada. Deixei um belo chupão em seu ponto de pulso e, desci para seus seios, chupando eles e, aumentei a velocidade das estocadas, colocando o terceiro dedo em sua boceta.

- Lauren, eu vou gozar.- Ally falou e se desmanchou em meus dedos.

Peguei Ally no colo, ela ainda tremia por causa do orgasmo de segundos atrás. A deitei na cama e sorri.

- Ainda não acabou.- Falei e a coloquei de quatro.

Fiz questão de beijar seus pés e, ir subindo com os beijos até chegar em sua boceta. Dei um tapa em sua bunda e comecei a chupa-lá, brincando com seu clitóris e, o sugando. Dei mais um tapa em sua bunda e, fui com a mão até a entrada de sua boceta. Meus dedos brincavam na sua entrada molhada, até que a penetrei com o dedo do meio e, o tirei em seguida. Continuei a sugar com mais vigor, seu clitóris e, rodeei seu ânus com a ponta do dedo.

- Lauren, tira esse dedo daí.- Ally falou e, se deitou na cama.

- Ah não amor, é o dedo. Você sempre foge, quando faço isso.- Falei, fazendo minha melhor cara, de cachorro pidão.

- Porque dói e, foi muito.- Ela falou fazendo um bico fofo.

- Não vou te machucar, mas tenho uma ideia melhor.- Me levantei da cama e fui até o guarda roupas.

Tirei de , um strappon e um gel, que era próprio para aumentar o prazer.

- Meu Deus Lauren, doida é?- Ally indagou e me olhou.

- Calma, você vai ver o que vou fazer, agora vem cá.- Falei após vestir o strappon.

Deitei Ally na cama e, passei o gel em sua boceta, começando a massagear ela em seguida. Olhei Ally, que se contorcia na cama, deitei ao seu lado e, a puxei para cima de meu corpo.

- Posso fazer o que eu quiser?- Indaguei a olhando.

- Vai doer?- Ela perguntou, com receio.

- Confia em mim, não vai doer.- Falei e ela assentiu com a cabeça.

Posicionei o strappon, na entrada de sua boceta e, Ally foi sentando nele devagar. Minhas mãos foram parar em sua cintura, a qual, eu apertei e ela gemeu baixo. Após se acostumar, Ally começou a rebolar, ainda num ritmo calmo, a puxei para um beijo, em que nossas línguas brincavam, uma com a outra. Ally descia e subia, num vai e vem, um pouco mais rápido, novamente meu dedo rodeou seu ânus e, ela me encarou. Eu apenas fiquei a encarando, esperando por um sinal, negativo ou alguma reclamação, mas ela me beijou e, assentiu com a cabeça. Eu ansiei muito por esse momento, mas vou ir com calma, não quero machuca-lá.

Ally rebolava em cima de mim e, o strappon praticamente escorregava em sua boceta, totalmente encharcada. Apertei sua bunda com uma mão e, dei um tapa na mesma, a outra mão, levei até sua boca, onde Ally chupou meu dedo indicador e fez uma cara de safada, que quase me fez gozar naquele mesmo instante. Tirei o dedo de sua boca e levei até seu ânus, forçando levemente a entrada. Ally fez uma leve cara de dor e, eu tratei de beija-lá, a fazendo relaxar. Voltei a forçar, até que meu dedo entrou totalmente em seu ânus. Ally começou a rebolar mais rápido e, o strappon entrava e saia de sua boceta, ritmei seus movimentos, com o de meu dedo e ela apertou e, puxou meus cabelos.

- Lauren, vou gozar de novo.- Ela falou e mordeu meu lábio inferior.

- Eu também vou.- Falei e senti meu corpo todo tremer, Ally puxou com mais força meus cabelos e soltou um gemido alto, jogando seu corpo em cima do meu e, relaxando o mesmo em seguida. Sinal que ela havia chegado ao orgasmo também.

Retirei o strappon de sua boceta e, o tirei, jogando em algum canto do quarto. Estamos totalmente suadas e, Ally está ofegante. A puxei para deitar em meu peito e, iniciei um carinho em seu rosto e, seus cabelos.

- Eu te amo minha pequena.- Falei e, beijei o topo de sua cabeça.

- Eu também te amo, minha olhos de esmeralda.- Ela falou e foi relaxando, cada vez mais seu corpo.

 

 

 

Ally dormiu e, eu fiquei mais algum tempo fazendo carinho nela, até que adormeci também.


Notas Finais


Acho que estraguei minha calcinha. Que isso hein Lauren, que pegada foi essa?

Quem aí queria ser pega assim pela Lauren?

Espero que gostem, comentem o que acharam desse hot.

Até o próximo capítulo.

Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...