1. Spirit Fanfics >
  2. Wings Of Love!- Camariana! >
  3. Fazenda Earp!

História Wings Of Love!- Camariana! - Capítulo 84


Escrita por:


Notas do Autor


Continuando com nosso casal. Boa leitura meus bolinhos!

Capítulo 84 - Fazenda Earp!


Fanfic / Fanfiction Wings Of Love!- Camariana! - Capítulo 84 - Fazenda Earp!

ELLEONORA POV!


Ficamos nos beijando na porta de sua casa por vários minutos, até que o ar nos fez falta. Nos olhamos e antes de entrarmos, ela me levou pra conhecer a fazenda antes de entrar na casa principal. Eu observava tudo, queria capturar cada detalhe do local onde Waves cresceu e ficou até seus 20 anos. A fazenda tinha o ar rústico do interior, assim como a cidade que é pequena mas, a maioria dos habitantes parece ter orgulho de onde vivem. A cidade tem uma boa tecnologia e tudo funciona muito bem, o xerife da cidade é bem receptivo e eu o achei um bom homem e pelo que notei, todos o respeitam.


Waves finalmente me guiou para a casa grande, com nossas mãos entrelaçadas e seu sorriso sapeca. Entramos e ela foi indo para a cozinha, enquanto eu fiquei olhando a sala muito bem decorada por sinal. Quando entro na cozinha, vejo Waverly sentada na mesa conversando com uma mulher, essa que segura a minha filha brincando com a pequena Walery. Assim que elas notam a minha presença, se encaram e Waverly sorri para a morena.


Wynnona: Então, você é a famosa Elleonora.- Ela falou sorrindo.


Elleonora: Só Ellen por favor, bom você deve ser a Wynonna, a irmã mais velha da Waverly. Ela fala muito de você.- Falei e sorri.


Wynnona: Nada do que ouvir na cidade é verdade, bom talvez, só algumas coisinhas.- Ela falou e eu entrei na brincadeira.


Elleonora: Sendo assim, muitas das coisas que a Waverly falou, não acredite não tá bom.- Falei divertida.


Wynnona: Então maninha, você sai da cidade por 6 anos e quando volta, está com uma filha e uma esposa? Caralho, os anos te fizeram bem.- Ela falou e Waves corou um pouco.


Waverly: Na verdade, ainda não nos casamos.- Waves falou, com seu jeito de menina.


Wynnona: Então, se casem logo e parem de perder tempo.- Praticamente ela deu uma bronca na irmã.- Mas então, vieram pra ficar, ou estão de passagem?- Ela indagou.


Elleonora: A gente veio pra ficar, pelo menos eu cansei da agitação da cidade grande e de todas as missões que eu fazia. Agora só quero levar uma vida tranquila, com minha noiva, a família dela e minha filha.- Falei e ela abriu o sorriso.


Wynnona: Então, eu vou poder mimar a minha sobrinha e ver ela crescer?- Ela indagou toda animada.


Elleonora: Vai sim, só preciso resolver a venda da empresa e a nossa mudança para cá.- Falei e o sorriso das duas Earps, aumentou ainda mais.


Waverly: Acho que alguém está com sono.- Ela falou, apontando para nossa pequena.


Elleonora: Eu coloco ela pra dormir, vocês têm muito o que conversar, é só me digam onde é o quarto e eu coloco ela pra dormir.- Falei e Wynonna me falou, para subir as escadas e entrar na primeira porta a direita.

Peguei minha pequena no colo, ela já estava cochilando no colo da tia. Subo as escadas com a mesma, observando a casa que é cheia de espingardas e armas nas paredes. Assim que chego  no andar de cima, vejo outra morena parecida com Waverly. Ela ao me ver pega uma das espingardas da parede apontando diretamente em minha direção, a minha reação de imediato e me virar de costas e me ajoelhar, protegendo minha filha usando meu corpo como escudo.

Willa: Quem é você? Por que está segurando minha sobrinha?- Ela indaga se aproximando e encostando o cano da arma em minhas costas.

Elleonora: Sou Elleonora e sou a mãe da Walery e você deve ser a Willa, a irmã mais velha da Waverly.- Falei e senti ela ficando tensa.

Willa: A mãe da Walery é a Waverly, então quer dizer que você é a noiva da Waves.- Ela falou surpresa.

Elleonora: Olha só, eu não quero te machucar então, tira essa arma das minhas costas, por favor, antes que eu te abrigue a tirar.- Falei e ouvi passos na escada, provavelmente Wynnona e Waverly, subindo apressadas depois de ouvir a breve discussão.

Willa: Você está de costas, o que seria capaz de fazer?- Ela indagou.

Segurei Walery no braço direito e girei meu corpo rapidamente, com a mão esquerda eu empurrei sua arma para o lado e quando eu iria lhe desferir um chute, Waves segurou minha perna.

Waverly: Ellen não.- Ela falou ainda segurando minha perna, há poucos centímetros do rosto da irmã.

Walery: Eeee, mamãe em ação.- Nossa pequena sorria e batia palminhas.

Elleonora: Me desculpe por isso, foi no instinto. Aqui sua arma.- Falei, devolvendo a espingarda para a Earp mais velha.

Willa: Quem é você realmente e o que, você fazia?- Ela indagou.

Elleonora: Prazer, Elleonora Valentina, experimento nazista com DNA modificado, mas só comecei a viver mesmo a 27 anos atrás, dona de uma imobiliária de imóveis de luxo onde Waverly é dona também, assassina profissional, noiva da Waverly e mãe da Walery e, sua humilde cunhada.- Falei e as duas Earps mais velhas, ficaram boquiabertas.

Willa: Waverly, você namora uma assassina? Você saiu de Purgatório, para virar uma assassina e se relacionar com uma?- Claramente a mais velha, não gostou nada de me conhecer.

Wynnona: Ok, acho que podemos deixar essa discussão pra uma outra hora, de preferência quando a bebê estiver dormindo.- Ela falou e Willa me fuzilava com os olhos.

Elleonora: Bom, acho que está na minha hora de ir. Wynnona, foi um prazer te conhecer e Willa, sinto muito pelo desentendimento.- Falei sincera.

Wynnona: Te achei interessante e também gostei de te conhecer, acho que seremos boas amigas.- Ela sorriu.

Willa: Não gostei nem um pouco de te conhecer. Por mim, você não pisava mais nessa casa. Claro que a Wynonna gostou de você, duas assassinas se entendem.- Ela falou e alterou o olhar entre mim e Wynonna.

Elleonora: Eu entendo seu sentimento, mas se não fosse por mim ter salvo a Waverly já alguns anos atrás, ela estaria morta. Agora com licença.- Falei já caminhando para a saída.

Willa: Espera, você tem a onde dormir?- Ela indagou.

Elleonora: Eu durmo no hotel, amanhã eu vejo uma casa pra comprar e trago minhas coisas.- Falei e quando me virei, Willa segurou meu braço.

Willa: Já está tarde, além de ser perigoso, todos os hotéis já estão fechados para reservas. Você pode ficar aqui.- Ela falou e soltou meu braço.

Elleonora: O maior perigo da noite sou eu, aliás, você mesma disse que não me queria aqui tão cedo.- Falei ríspida.

Willa: Está frio e nevando, você veio de carona com Nedley,  então, vai ir até a cidade andando, vai congelar antes de chegar na estrada. Sei que começamos mal mas, você é a noiva da minha irmã e a mãe da minha sobrinha. Além de ter salvo a vida dela, eu sei quando sou injusta com alguém, então, me desculpe.- Ela pediu sincera.

Elleonora: Eu também te peço desculpa, não deveria ter reagido daquela maneira.- Falei e ela veio me abraçar, me pegando de surpresa.

Willa: Obrigada por ter cuidado da Waves, todo esse tempo, por trazer ela de volta em segurança e por dar essa linda sobrinha pra gente.- Ela falou e as outras vieram nos abraçar também.

Wynnona: Já que vai ficar, você dorme no quarto da Waverly.- Ela falou e Waves sorriu.

Waverly: Já está na hora do jantar, vamos comer.- Ela falou me dando um selinho.

Willa: Eu vou colocar a mesa, desçam logo, me ajuda Wynnona.- Ela falou e as duas desceram.

Elleonora: Só vou colocar essa mocinha pra dormir.- Falei.

Waverly: Eu vou ajudar elas a colocar a mesa.- Ela selou nossos lábios.

Ela desceu para ajudar as irmãs e eu, fui colocar nossa pequena para dormir. Não sei o que me espera nessa nova vida, mas eu vou ter Waverly e minha filha do meu lado e agora, as irmãs dela também, então, estou preparada para o que vier pela frente.


Notas Finais


Uma leve tensão entre cunhadas, mas tudo se resolveu rápido.

Até o próximo capítulo.

Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...