História Winter - Jeon Jungkook - Momo - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), TWICE
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Momo, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sana, Tzuyu
Visualizações 7
Palavras 1.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B
O
A

L
E
I
T
U
R
Amores!

Capítulo 3 - Idiota linda.


Fanfic / Fanfiction Winter - Jeon Jungkook - Momo - Capítulo 3 - Idiota linda.

~ capítulo III ~


Desde que coloquei o primeiro pé no chão hoje, meu dia foi uma merda. Acho que o universo ta mandando um 'Oi pra lembrar que ele me odeia. Só pode. Nunca vi mais azarado que Jungkook!



A noite ontem foi pesada, tive que dormir no restaurante e eu já odeio ter que fazer isso! Acordei atrasado para receber algumas coisas e bati a cabeça no beliche de cima. Eu não lembrava que tinha aquele troço ali. Quando levantei pisei em um brinquedo do Tobby e cai de bunda no chão, ainda bem que meu cachorro não entende minha língua. Não, eu não estava brigando com ele, apenas estava descontando minha raiva no brinquedo enquanto ele me olhava confuso.


Eu estava muito estressado e sobrecarregado, preciso de umas férias urgentemente. Tomei um banho e vi que se formou um calo nada discreto na minha testa, que ótimo... Me vesti e fui tomar um café bem amargo aqui mesmo no restaurante, no momento em que cheguei na máquina meu pai me ligou.



Jk- 'tá bom pai! Ok. Sim, eu já entendi.



Respirei fundo e sai do restaurante, tinha que resolver umas coisas na minha antiga faculdade, digo, a que tive que trancar por livre e espontânea pressão! Eu fiquei muito mal naquela época quando meu pai me passou os negócios da família há um ano e meio. Peguei as chaves do carro e sai em direção a ela, mas o trânsito  estava horrível!


Jk- Assim eu não chego lá hoje. Grr!


Soquei o volante e parei o carro, era um desvio, estavam fazendo reformas na pista. Já beirava quinze minutos alí e sequer sai do lugar, então peguei meu celular pra me distrair. Centenas de mensagens de fornecedores, cobradores, parceiros... Decidi não mexer mais no celular, o joguei no banco do carona e passei as mãos nos cabelos me encostando completamente no banco.


Resolvi olhar alguns contratos que tinham ali para adiantar, peguei a pasta e comecei a ler um por um e alguns minutos depois meus olhos começaram a arder e eu olhei pra frente mas nada dos carros andarem, então me estiquei até o porta luvas para achar meus óculos e do nada o airbag disparou me prendendo ali. Alguém bateu no meu carro. No. Meu. Carro. E foi uma forte batida.


Jk- Ah! Não fode.


Ri ironicamente sentindo meu sangue ferver, depois de conseguir secar ele, tirei o sinto de segurança e sai. Acho que aquela batida causou menos dano ao meu carro do que a força com que bati a porta. Olhei para o desgraçado que fez aquilo e fui até a janela do carro dele. Era um senhor já de idade...



Jk- Você é retardado? Viu o que fez? Só pode ser brincadeira.


?- Eu moleque, você tá maluco?

O cara do carro da frente que eu também acabei batendo saiu do carro e veio em direção a mim.

Senhor - Me desculpe s-senhor e-eu acabei cochilando e pisei no acelerador...

?- Olha o que você fez no meu carro!

Ele continuava desesperado e nervosinho comigo enquanto eu o ignorei completamente, a culpa não foi minha.

Jk- Claro, um velho feito você dirigindo só sai de casa pra acabar o carro dos outros! Ah pelo amor de Deus. Você sabe quanto custa uma manutenção nesse carro? Hãm?


Senhor - N-não senhor.


Jk- Logo, logo vai descobrir.


Os carros começaram a buzinar e percebi que eu estava atrasando as coisas. Entrei no carro, dei partida mais uma vez e sai fazendo um jesto obsceno para o velho atrás de mim. Definitivamente hoje não era o meu dia, na verdade nunca é!

Quando cheguei ao campus, depois de uma hora e meia, eu recebi uma mensagem:

Jimin- Ei cara, onde você está? Não tô afim de fechar a facul hoje não.



Abri a enorme porta azul e entrei vendo que todos já estavam saindo, apressei o passo enquanto respondia Jimin avisando que já havia chegado e olhei rapidamente para e frente mas acabei batendo em uma garota. Meu celular caiu, eu olhei para ela, estava segurando alguns livros e parecia ver um fantasma!

Aqueles olhos grandes que começaram a se mover rapidamrnte concentrados nos meus. Algo começou a acontecer dentro de mim e me senti tão bem ao ver ela e me senti estranho. Eu achei seu rosto muito familiar, mas nada dela me vinha a memória! 

Jimin- Oh! Vejo que já estão se conhecendo, não!?


Ele apareceu e apertou meu ombro me fazendo observar que já não havia quase ninguém nos corredores, fiquei um pouco tímido e a única ação que tive foi apanhar meu celular do chão e correr pra tentar resolver o que eu tinha de resolver ali.

Cheguei a coordenação e fui barrado na porta, tinham acabado de fechar e eu ainda supliquei mas não me deixaram entrar. Bufei e coloquei as mãos no rosto, se não fosse meu celular, meu cachorro, trânsito, o velho e aquela garota... Aquela garota idiota.

Jk - idiota linda...

Falei baixinho e inconsciente mas ainda assim estranhei a mim mesmo por ter feito esse tipo de comentário. Eu não era muito de reparar em detalhes mas naquele momento eu observei é decorei cada pedaço de pele naquele rosto que me encarava assustado.

Jimin- Falando sozinho cara?

Jk- O que? Não!

Jimin e seu dom de surgir do nada em  situações inconvenientes. Me compus e comecei a andar em direção a saída com ele ao meu lado.

Jimin- Então, por que demorou tanto?

Jk- Peguei um trânsito e a garota também me atrasou.

Jimin- Saquei. Estavam conversando?

Jk- Claro que não.

Jimin- O que estavam fazendo ali se encarando feito dois lerdos aquele tempo todo?

Jk- Acho que nos encarando feito dois lerdos!? Ah Jimin, não quero falar sobre isso.

Jimin- Um dia daqueles?

Jk- Nem fala. Tinha uma papelada pra entregar e não sei quando terei tempo de voltar aqui.

Jimin- Cara, se quiser eu quebro essa.

Jk- Faria isso por mim?

Tirei os papéis da minha mochila e entreguei a ele que deu de ombros. Depois disso ele pediu uma carona e eu o dei, no caminho conversamos sobre a batida, ele ficou indignado quando viu o estrago que o velho fez no meu carro. Ele também falou de seus lances com algumas garotas e uma pulga me surgiu atrás da orelha, com certeza ele já conheceu aquela menina, Jimin não deixava nenhuma passar. Ainda mais uma novata e linda como aquela, ele já estava investindo, tenho certeza.

Mas eu não queria tocar no assunto, não gosto de falar de garotas com o Jimin. Ele fica me enchendo o saco e forçando a fazer coisas que não quero, o desgraçado é bom em enganar meninas ingênuas e isso me incomodou. Por que? Eu não sei.

Depois de ignorá-lo completamente sobre esses assuntos, chegamos na casa dele e nos despedimos, senti meu celular vibrar e tirei do bolso vendo uma chamada do Jin e várias outras perdidas. Eu já sabia do que se tratava então nos poupei de um estresse, eu não queria brigar com ele.

Sabia que o restaurante - que também era uma cafeteria - estava lotado e Jin desesperado para dar conta de toda a demanda junto a Taehyung. Suspirei cansado já imaginando o longo dia que teria pela frente, mas isso era uma boa notícia. Essas últimas semanas temos estado bem cheios e os lucros melhoraram bastante.

O trânsito aquela hora geralmente era bem melhor e eu agradeci muito por isso pois ainda não tinha conseguido comer nada!

.



.


Notas Finais


Capítulos mais curtos para desenvolver mais rápido a história :)
Começamos a conhecer pouco desse Jungkook.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...