1. Spirit Fanfics >
  2. Winter Bear- Kim Taehyung >
  3. Capítulo 16

História Winter Bear- Kim Taehyung - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem!!

Capítulo 16 - Capítulo 16


Fanfic / Fanfiction Winter Bear- Kim Taehyung - Capítulo 16 - Capítulo 16

[Quebra de tempo]

Acordei me sentindo mal, talvez Taehyung tivesse percebido que a caneca só caiu da minha mão porque ele mencionou aquele nome. Ele me ajudou a limpar a bagunça, viu que minha expressão não era boa, então me deu um beijo na testa e com um boa noite dito por ele, saiu do quarto, me deixando sozinha com meus pensamentos.

A verdade era que Mark foi o meu primeiro amor. Tão intenso que durou cinco anos, ele terminou comigo quando tínhamos acabado de nos formar, dizendo que ia pra fora do país, mesmo eu dizendo que ia com ele e implorando pra ficar comigo, ele me rejeitou e espalhou boatos para nossos antigos colegas de classe. Eu fui muito humilhada, me chamaram de embuste e oferecida. Ele nunca me amou de verdade, porque depois desses boatos, apareceram outras garotas que eu nem conhecia que diziam ser namoradas dele também. Foi uma experiência horrível, depois disso eu jurei pra mim mesma que nunca imploraria pra nenhum homem ficar ao meu lado e que nunca mais veria a cara de Mark.

 Taehyung ia encontrar meu antigo amor, que acabou com a minha reputação, o que Mark poderia dizer pra ele?

Minha mãe abriu a porta do meu quarto, atrapalhando meus pensamentos.

-Bom dia filha, seu namorado já acordou, não quer se juntar a nós para o café da manhã?

-Estou indo mãe, só vou lavar meu rosto, bom dia pra senhora também.- ela sorriu e saiu do quarto.

Chegando na cozinha, vi Taehyung à mesa, conversando com meu pai e rindo muito. Era uma cena muito bonita, que eu nunca iria esquecer, os dois homens da minha vida se dando bem. Mais uma vez, lembrei de Mark, eu tinha medo de que ele tirasse Taehyung da minha vida.

-Bom dia, amores.- beijei a testa de cada um e me sentei com eles.Passamos um tempo conversando sobre nossa universidade e tomamos nosso café da manhã.

 

Depois do almoço, Taehyung se despediu de mim com um pequeno selar e seguiu meu pai para a pesca, eles tinham me dito que voltariam quando escurecesse. Eu esperava que quando essa hora chegasse, Taehyung ainda me amasse.

 

{Taehyung}

>Tá muito chato aqui ursinha.

{S/n}

>O que está fazendo no telefone? Vai pescar garoto.

{Taehyung}

>Pescar o que? Só se for plástico.

{S/n}

>kkkkkkk, onde meu pai tá? Ele vai te matar, se ver você no celular.

{Taehyung}

> Ele e o Mark foram pegar mais iscas.

{S/n}

>Por que não foi junto?

{Taehyung}

>Eu fiquei pra vigiar nossas coisas.

>Tem um doguinho muito fofo aqui, olha.

Taehyung me enviou a foto de um cachorrinho super fofo.

{S/n}

>Que gracinha, queria estar aí também.

{Taehyung}

>Eu perguntei o pessoal daqui e me disseram que ele não tem dono.

{S/n}

>Que dó, ele é uma gracinha, como alguém não quer uma lindeza dessas?

{Taehyung}

>Eu também não faço ideia, amor. Tenho que ir, eles chegaram.

{S/n}

>Vai lá, ursinho.

O restante da tarde passou rápido. Minha preocupação foi diminuindo, fiquei assistindo filme com a minha mãe e fizemos tricô.

Tricotei uma blusa para Taehyung, bom, comecei, mas até o fim da viagem estaria pronta.

Quando tinha começado a escurecer, Taehyung e meu pai chegaram. Abracei Taehyung, enquanto meu pai já entrava com os peixes que tinham pescado.

-Quantos peixes pegaram?- perguntei Taehyung.

-Três, mas nenhum é meu, Mark pegou dois.- ele riu.

-Ele te disse alguma coisa sobre mim?

Taehyung me olhou, fez uma expressão engraçada.- Sim, ele disse que já foi seu namorado e que você chorou aos pés dele como uma idiota.Disse também que se eu não quisesse um encosto, era pra me separar de você.

-Ele disse isso mesmo?- comecei a andar de um lado para  o outro nervosa.

-Disse, mas eu não ligo S/n, eu te amo, não me importa o tipo de relação que você tinha com aquele cara, contanto que ele te tratasse bem. Perguntei pro seu pai se ele havia te tratado bem, ele negou. Então...

-Então o que Taehyung? O que aconteceu?- disse me aproximando dele.

- Eu dei um soco nele, aí ele caiu na água, seu pai, que ouviu toda a conversa, o ajudou a subir no barco e deu um soco nele também. Depois levamos ele pra casa dele e viemos embora.- ele sorriu.

Eu olhei pra ele de boca aberta, o mesmo riu e me abraçou.- S/n, eu te amo muito, nunca vou te fazer sofrer e você nunca terá que implorar pelo meu amor, porque ele já é todo seu.

Eu o beijei intensamente, mal sabia ele o quanto eu estava grata por ele ter dito aquelas palavras. Quando nos separamos, vi algo no pé de Taehyung e soltei um grito.

-O QUE FOI S/N?- Taehyung disse assustado.

-TEM ALGUMA COISA PRETA SE MEXENDO.- disse tentando pular no colo dele e com cara de choro.

Ele riu alto.- É o Yeontan, aquele cachorrinho que eu encontrei quando estávamos pescando. Seu pai me deixou trazer ele.

Me recompus, como se aquela cena não tivesse acontecido.

-Ah sim, ele é mais bonito que na foto.- disse me abaixando e acariciando o cachorrinho que, agora, lambia a minha mão e abanava o rabinho.

Taehyung se abaixou também e sorriu pra mim.- Você queria ver ele, então trouxe-o até você.

Sorri de orelha a orelha.- Mas de onde tirou esse nome?

-Segredo.- ele riu e ainda agachado me abraçou por trás. Enquanto meus pais faziam o jantar, ficamos ali, eu acariciando o doguinho e Taehyung me abraçando e contando em detalhes como os peixes fugiam dele.

Era outra cena que eu jamais esqueceria.

 


Notas Finais


Continua...

Obs.: Pessoal, em breve vou começar outra fic de BTS, se tiverem preferência de algum membro, estarei lendo os comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...