História Winter in hell - Jikook - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Namjin, Yaoi
Visualizações 184
Palavras 1.569
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura bbs!!!

Capítulo 19 - Encurralados


- Pode parar Jimin, eu sei o que está fazendo – Sussurrou Jungkook.

- Não sei do que você está falando – Defendeu-se.

- Eu posso sentir, está emanando força para nós, se continuar assim vai ficar ainda mais fraco – Alertou.

- Estou começando a aprender a criar mais resistência em meu corpo, não se preocupe não me sinto fraco -  Disse selando rapidamente os seus lábios.

O moreno apenas rendeu- se e permitiu o rosado continuar com seus redutos de proteção, ele podia ver que os outros estavam ficando fracos, já fazia muitas horas desde que entraram e até o momento não pensaram em sair, a falta de um plano consistente ainda os dava insegurança de se expor, mas eles reconheciam que o tempo estava passando e não podiam ficar sem reagir. Guiado por esse pensamento Jimin ergueu-se chamando atenção dos demais.

- Precisamos fazer algo, o tempo está passando e estamos mais nos escondendo do que preparando um ataque de defesa, o rei vai destruir aquela cidade atrás de nós e quando não achar vai fazer pessoas inocentes pagarem. Eu ainda não posso lutar sozinho contra ele, mas somos uma equipe, agindo juntos teremos alguma chance, mas temos que fazer isso agora ou morreremos aqui –

- Ele tem razão, se o rei ordenou que nos torturasse por apenas portar informações, imagina o que ele fará para tentar te encontrar – Disse Yoongi.

- O que faremos? Ele tem provas contra nós mas não temos nada contra ele, tudo que temos está em Spring e é totalmente fora de cogitação irmos até lá, somos fugitivos dos dois lados – Manifestou Jin.

- Há um lugar onde eles nunca nos procurariam – Pronunciou Jimin.

- Onde? Ele conhece cada canto de Omelas – Falou o pálido.

- Mas fugitivos nunca iriam a casa de quem os procura –

- Está pensando em ent-

- Sim, nós vamos até seu castelo e lá coletaremos todas as provas e assim poderemos expor o torturador e mentiroso que ele é – Proferiu cortando a fala de Namjoon.

- É muito arriscado Jimin – Preocupou-se Jungkook.

- Somos alvos do governo tudo nesse momento é arriscado, mas precisamos tentar, essa é a nossa última jogada – Completou o rosado.

- Como entramos lá? – Indagou Hobi.

- Devia fazer essa pergunta ao Namjoon, ele que é o inteligente entre nós – Proclamou fazendo todos os olhares se voltarem para o Kim.

- Eu sei mas não é tão simples, são muitos guardas, todos prontamente armados em cada metro quadrado daquele lugar, não há nada sobre a terra que passe por eles – Afirmou.

- Já era de se esperar visto quem ele é – Falou o avermelhado.

- Sobre a terra – Repetiu Jimin pensando em voz alta.

- Sim, eles vigiam aquele palácio cada segundo do dia e...

- O túnel interrompe antes de chegar a Spring, mas sabe até onde ele chega em Omelas? – Perguntou o pequeno.

- Não, eu nunca tentei ir depois da entrada da cidade.

- Está achando que isso leva até o palácio? Mas por que levaria? – Questionou o platinado.

- O fato é isso leva a algum lugar, e se essa passagem realmente foi feito pelos meus pais como eu pensava, então tem um bom motivo pra ele não ser interrompido dentro da cidade.

- Então o que estamos esperando ainda parados aqui? – Alegrou- se Hobi.

- Escutem bem, se isso realmente seguir caminho até o castelo, precisaremos de uma estratégia, teremos que nos separar, se pegar-nos todos juntos não teremos escapatória, vamos dividir dessa vez não em duplas mas individualmente.

- Eu não vou deixar o Jimin naquele lugar sozinho – O moreno exclamou.

- É melhor assim Jungkook, será mais difícil eles pegarem todos dessa forma, até porque lá é gigantesco, levaria dias para achar algo se formos em grupo – Afirmou o Kim.

- Não precisa se preocupar, eu agora sei me defender adequadamente – Acamou-o.

- Eu ainda não acho uma boa ideia, mas não temos outra escolha – Suspirou pesadamente.

- Se conseguirmos entrar lá, iremos vigiar para ver se o rei está ou não por perto, tenho quase certeza que ele quer procura-lo pessoalmente e se eu estiver certo, as coisas facilitaram um pouco – Falou Namjoon.

- Facilidade é algo que eu desconheço desde que entrei pra esse clã – Brincou o avermelhado.

 

Seguiram a trilha incansavelmente, Jimin os guiava com sua luz própria, não era exagero dizer que ele estava cada vez melhor em controlar seus poderes, mesmo sem perceber, quanto mais ele descobria e os usava mais eles se tornava fortes, mas isso não bastava para o moreno que se encontrava tremendamente preocupado com o menor, saber que teria que deixa-lo sozinho na casa de quem o queria morto dava calafrios em seu corpo, mas uma parte dele confiava na força do rosado, e sabia que ele era capaz de tudo.

Andaram e andaram, a cada passo mais adrenalina entrava em seus corpos, eles estavam com a garra de quem estava prestes a travar uma grande batalha, o que não era muito distante da realidade. Finalmente se depararam com uma parede indicando que aquele era o final, Jimin ergueu o olhar e viu outra abertura.

- É aqui – Anunciou.

- Quem vai primeiro? – Namjoon indagou.

- Eu vou – Disse Jimin.

- Já sabe onde deve ir, não é? – Perguntou se referindo ao mapa que o Kim tentou descrever pra equipe.

- Sei, mas primeiro vamos ver se nos trouxe para o lugar certo – Falou e abriu o pedaço de metal, sorrindo em seguida.

- Estamos do lado de dentro, a hora chegou –

Depois que todos saíram entraram em uma espécie de jardim, os rapazes já estavam indo cada um para o lado para começar a busca, Jungkook esperou Jimin ficar sozinho para poder beija-lo antes de seguir caminho.

- Por favor tome cuidado – Disse grudando suas testas.

- Eu ficarei bem, tenha cuidado também – Proclamou por fim se afastando do moreno.

 

O pequeno andou com cautela até as portas dos fundos e logo de cara avistou um dos guardas, ele não poderia fazer movimentos bruscos se não colocaria tudo a perder, mas uma ideia surgiu e sem pensar duas vezes a pós em pratica, se concentrou e um pouco desengonçado lançou uma pequena chama em um dos arbustos um pouco distantes, atraindo a atenção do sentinela, o fazendo sair para conferir o que estava acontecendo.

Ele entrou e olhou rapidamente cada canto, era mais sombrio que qualquer lugar que ele já esteve antes. Explorou um pouco mais até encontrar uma porta grande, mesmo temendo sair da rota seguiu seus instintos e adentrou o local, se deparou com uma sala pouco iluminada, visualizou uma mesa se dirigindo até alcançar as gavetas, abriu uma, duas, três, nada.

 Se encaminhou para a última, trancada, bufou em desgosto, mas não podia desistir fácil, usou novamente seus redutos dessa vez congelando-a fazendo chegar ao ponto de conseguir quebrar, respirando aliviado. Analisou os documentos até se deparar com uma pasta preta, pegou-a em mãos e abriu, revelando algo inesperado, eram fotos, mas não fotografias comuns, eram registros de crianças, presas, mau tratadas, a cada foto que se passava mais enojado o rosado ficava. O que era tudo aquilo?

- A curiosidade é o que leva os homens a perdição Sr. Park – Ouviu uma voz grossa atrás de si, largando todas as fotos e se assustando ao ver o homem parado a sua frente.

- O que é tudo isso? – Se atreveu a perguntar – O que fez com essas crianças?

- Eu não deveria revelar tais coisas mas levando em consideração o fato de que mortos não podem falar, acho que não fará diferença você saber a verdade, eu sempre quis quebrar a imagem de bom moço que meu irmão tinha, vejo agora como uma oportunidade.

- Não estou compreendendo –

- Acha que a cidade que vê agora sempre foi assim, Omelas era um lugar de dar inveja a qualquer outra cidade, as pessoas produziam e colhiam, até seu pai estragar tudo – O garoto estremeceu com a fala – Ele e sua petulância. Resolveu se aliar a um verme do lado quente, ele quebrou o equilíbrio, depois deles veio outros com a mesma rebeldia, estava ficando um caos, estávamos nos misturando com algo que não fazia parte da nossa natureza. Mas graças aos Deuses a montanha congelou, e finalmente pude botar um fim nessa lambança, mas veio a criança, meu irmão fez de tudo para mantê-la longe de mim, que coisa horrível, logo eu um tio tão amável – Disse sarcástico, causando espanto no pequeno, aquele homem era seu tio.

- O que queria com ela? - 

- Não está evidente? Aquela praga possuía poderes, poderia ser um grande aliado no futuro, mas não, ele resolveu a esconder de mim. E a consequência disso estava agora a pouco em suas mãos –

- Torturou essas crianças para acha-la? – Indagou indignado.

- Era a única maneira, se eu não desse o que o anjo queria, ele iria destruir Omelas, e foi o que ele fez, deixou a cidade do jeito que está, mas isso pode mudar, um sacrifício do verdadeiro verme, você

- O único verme aqui é o senhor, você que começou a guerra, foi você que quis manter os mundos separados, agora os cidadãos estão pagando por um erro seu! – Gritou ao homem.

- Isso acabará hoje, sinta-se feliz por estar sendo o pioneiro das novas eras em Omelas, seu pai ficaria tão orgulhoso – Debochou –

Prendam-no – Ordenou.


Notas Finais


To pior que bighit rsrsrsrs

P.S. Tá chegando a reta final da fic, ain meu kore!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...