1. Spirit Fanfics >
  2. Winter night - Yoonkook >
  3. Sumiço.

História Winter night - Yoonkook - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Sumiço.


Fanfic / Fanfiction Winter night - Yoonkook - Capítulo 1 - Sumiço.

“Sumiço.”

Agora eram exatamente 7 horas da noite e eu estava andando de um lado para o outro pensando em uma maneira de contar para a minha irmã que seu melhor amigo de infância iria para o exército no dia seguinte de manhã.

Sohye chegou correndo ao lado de Soobin, se jogando em cima do sofá e ligando a Tv em um canal qualquer de desenho animado.

— Yoongi? Por que está girando de um lado para o outro? - minha irmã pergunta e sinto meu corpo congelar.

— Nada. - respondo imediatamente, sem me mover.

— Hm... - ela resmunga baixo. — Tudo bem então. Bem, o Soobin pode dormir aqui hoje? - Sohye pergunta e fico sem dizer nada por alguns segundos.

— Ah, pode. - respondo baixo segundos depois.

Vou em direção a cozinha para que Sohye não perceba que fiquei tenso após a pergunta que a garota fez.

— Mamãe já está chegando? - A garota grita para que eu consiga ouvir, e eu grito um "Não sei" em reposta.

— Acho que hoje ela volta mais tarde. -

Ouço o barulho da porta sendo aberta e vejo minha mãe entrar, sacudindo o guarda chuva que estava molhado e com alguns flocos de neve.

— O que Soobin está fazendo aqui? - minha mãe pergunta enquanto colocava sua bolsa em cima da mesa.

— Ele irá dormir aqui hoje, mamãe. - Sohye diz com um sorriso no rosto, o que só me deixava pior em saber que daqui a algumas horas ela não iria sorrir mais.

— Já avisou à sua mãe, Soobin? - minha mãe pergunta enquanto ia em direção ao telefone, já se preparando para ligar para a mãe de Soobin.

— Sim, sim. - o garoto se pronúncia após tempos sem falar nada.

— Hm... - minha mãe diz com um olhar desconfiado para Soobin. — Tudo bem então. Yoongi, deixe que eu cozinho. - minha mãe diz enquanto vinha em minha direção na cozinha.

— Não precisa, mamãe, eu cozinho. - digo baixo. Minha mãe soltou um suspiro pesado.

— Certeza? - a mais velha perguntou e eu apenas assenti com a cabeça. — Está bem então. - a mulher disse calma e saiu dali, subindo as escadas, provavelmente indo em direção ao seu quarto e ao de papai.

— ♡ —

Agora já são 9 horas e eu estou ainda mais tenso pensando em o que falar para a minha irmã.

— Sohye! - gritei o nome da minha irmã, e recebi um "Espera aí!", o que me deixou ainda mais apreensivo. Vi a garota chegar correndo em minha direção, com um enorme sorriso no rosto.

— O que aconteceu? - a garota perguntou enquanto se sentou ao meu lado na cama.

— Bem, antes de lhe falar isso eu preciso que prometa que não irá ficar com raiva de mim e-

— Por que eu ficaria? Somos irmãos gêmeos, Yoon. Tá tudo bem, pode falar. - ela disse ainda com o sorriso no rosto.

— Sohye, - começo calmo — Você sabe que assim que se completam os 17 anos todas e todos que são alfas devem ir para o exército, não sabe? -

— Uhum. - a garota resmunga, ainda sem entender.

— Soobin comoletou 17 semana passada. - digo baixo, e a garota paralisa.

— Como? - a garota pergunta se levantando da cama rapidamente — Não entendi, Yoon. -

— Soobin fez 17 semana passada. - digo baixo e a garota começa a andar de um lado para o outro, com a mão em sua própria testa.

— Não, não. Não pode ser. - a garota diz, deixando as lágrimas decerem pelo seu rosto. — Yoon, faça alguma coisa! - a garota grita, segurando meus braços fortemente, enquanto chorava e deixava escapar soluços de sua boca.

— E-eu não posso fazer nada, Sohye. - digo começando a chorar — Sinto muito. - digo entre soluços.

— Não, não, não! - a garota grita, e sai correndo do quarto. Eu levanto rapidamente da cama e desço as escadas correndo, me deparando com a porta aberta, sem mais ninguém lá. Nesse exato momento minha mãe já devia ter acordado com os gritos de Sohye, mas eu nem me lembrei disso. Apenas peguei meu moletom o mais rápido possível e o coloquei rapidamente saindo correndo de casa.

○ Autora on

Yoongi já procurava Sohye a mais de duas horas e até agora nada. Já a havia procurado a garota em todos os cantos. Já foi nas casas dos amigos dela, já foi na escola, já foi em todos os lugares possíveis mas nada.

Até que o mesmo lembrou que quando eram menores Sohye tinha o costume de sempre que estava triste, ir em uma casa na árvore que havia próximo ali, e assim Yoongi fez, foi até lá.

E mais uma vez, nada. Yoongi começou a chorar em silêncio, ele já havia ido em todos os lugares possíveis e nada. Onde Sohye havia se metido?

Yoongi sente uma mão em seu ombro e se vira rapidamente na esperança de ser Sohye, mas quando se vira se depara com Taehyung.

— O que está fazendo aqui? - Yoongi pergunta andando em direção a porta da casa na árvore, com a voz um pouco falhada, por conta do choro recente, enquanto ainda soluçava baixo.

— Soomin está preocupada. Está perguntando onde está você e Sohye. - Taehyung diz calmo.

Yoongi solta uma risada amarga.

— Merda, Sohye desapareceu! - Yoongi diz seco, enquanto colocava suas mãos em sua própria testa, pensando em o que fazer.

— Como? - Taehyung pergunta sem acreditar, se aproximando de Yoongi. — Vamos procurá-la então. -

— Pensa que não estou fazendo isso? - Yoongi diz, com peso em suas palavras, virando seu corpo para olhar para Taehyung.

Taehyung solta um suspiro pesado.

— Vou continuar a procura-lá então - Taehyung diz simplista — e vou te levar para sua casa -

— Não! Vou te ajudar a procurar por Sohye. Ela é minha irmã. - Yoongi diz rapidamente.

— Não, Yoongi. Não está vendo como a noite está? - Taehyung diz apontando para o lado de fora da casa na árvore, mostrando como a neve só caia ainda mais, tornando toda a vila branca, assim como as casas, árvores, e tudo que havia ali.

— Sua mãe está preocupada. Vá para a casa, e deixe que eu a procuro. Você é um ômega e não irá aguentar por muito tempo nessa neve. - Taehyung diz e tira seu casaco, colocando em Yoongi. O Min solta um suspiro.

— ♡ —

— Jungkook, precisa de alguém para cuidar de sua filha. - Jeongyeon diz enquanto chegava com uma enorme papelada no escritório de Jungkook, despejando a mesma em cima da mesa.

— Já disse que não, Jeongyeon. - Jungkook diz firme e decidido, e Jeongyeon solta um suspiro.

— Bom, então a mesma terá de ficar sozinha. - Jeongyeon diz com um sorriso cínico em seu rosto.

— O que? - Jungkook pergunta imediantamente desviando seu olhar do computador para a mulher de cabelos curtos a sua frente.

— O senhor não me paga como babá, então não irei cuidar de Yeri. - a mulher a frente de Jungkook diz simples.

— Certo, dessa forma te pagarei então, dinheiro não é o proble-

— Jungkook, não me dou bem com crianças. E essa não é minha especialidade, portanto, não. - a mulher diz olhando fixamente nos olhos de Jungkook, que sabia que insistir não mudaria em nada, Jeongyeon não é do tipo que é manipulada por dinheiro. Afinal, ela não é qualquer uma, senão não seria a acessora de Jungkook a tanto tempo.

Jungkook suspirou fundo e pensou durante alguns segundos, e retornou a falar:

— Está bem. Selecione as melhores ou os melhores candidatos, e me traga até amanhã. - Jungkook diz finalmente.

— Certo. - a mulher diz com um sorriso em seu rosto, Jungkook não era facilmente manipulável, mas quando se tratava da vida de sua filha, Yeri, o homem fazia de tudo.

A mulher pegou as papeladas que antes estavam na mesa e saiu da sala.

— ♡ —

Yoongi tremia de frio, sua mãe já havia pego todas as cobertas e blusas de frio possíveis e o menor continuava tremendo por conta do frio.

— Não deveria ter saído de casa. - a mulher diz brava.

— Fui procura Sohye. - o menor diz baixo.

— Taehyung já está a procurando, e sabe muito bem que ele é um alfa e você um ômega, é querer ir contra as leis da física um ômega tentar enfrentar aquele nevoeiro lá fora sem uma proteção - a mulher diz e Yoongi resmunga algo inaudível. — Sabe que não estou o desmerecendo por ser ômega, filho, apenas estou sendo sincera. -

— Desculpe, mamãe. - Yoongi diz deixando escapar algumas lágrimas de seu rosto, pensando em onde sua irmã poderia ter se metido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...