História Winterwitch - Amor por contrato - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Capitão América, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Buchanan "Bucky" Barnes, Natasha Romanoff, Steve Rogers
Tags Romanogers, Winterwitch
Visualizações 199
Palavras 1.359
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ooi nenens, quem é vivo sempre aparece né?! Pois cá estou.

Capítulo 34 - Cartas sobre a mesa.


Fanfic / Fanfiction Winterwitch - Amor por contrato - Capítulo 34 - Cartas sobre a mesa.

Talvez sejamos um pouco diferentes, não precisa ter vergonha. Você tem a luz para lutar contra a escuridão, então pare de escondê-la.

(Emeli Sandé - Read All About It) 


Logo atras de Steve vinha Bucky com os olhos arregalados e parecendo tão apavorado e pálido quanto ao amigo.

- Você esta grávida? - Steve repetiu dando um passo em sua direção

- Steve, calma, eu posso… - ele a interrompeu

- Você esta gravida? - ele perguntou pela terceira vez parecendo um idiota

- E-eu… - ela começou a gaguejar

- Quando você ia me contar? - logo acrescentou – Se é que você ia me contar! 

- É claro que ia! - Natasha respondeu deixando as primeiras lagrimas escaparem.

- A quanto tempo você sabe? - a voz dele era baixa mas em seu rosto todo o ressentimento estava estampado

- A alguns dias. - ela respondeu sincera, do que adiantava mentir agora?

- A alguns dias? - ele disse com desdem – E por acaso nesses alguns dias você não cogitou a hipótese de que eu gostaria de saber?

Steve estava fazendo uma força descomunal para não agarrar a ruiva pelos braços e sacudi-la até que os dentes batessem tanto que quebrassem, e todos ao redor estavam percebendo isso, até mesmo Natasha que finalmente desabou em pranto, chorando e soluçando, enquanto recebia o olhar duro e frio de Steve.

- Olha, - Wanda achou melhor intervir - estamos todos nervosos. - disse apertando gentilmente os ombros da amiga, tentando lhe passar força - É melhor nos acalmarmos para não acabarmos dizendo coisas das quais iremos nos arrepender depois. Bucky, porque não leva Steve para tomar alguma coisa enquanto eu faço um chá para Nath? Toda essa agitação pode não fazer bem ao bebê.

- Claro. - Bucky disse colocando a mão no ombro de Steve, mas ele se esquivou do contato, e sua voz era cruel quando perguntou:

- Vocês sabiam? - estava claro que a pergunta havia sido feita diretamente para Wanda e Bucky.

Parecendo envergonhado, Bucky baixou a cabeça e mirou o chão enquanto Wanda continuava encarando Steve.

- Do que eu estou falando... - ele disse esfregando as mãos nos próprios cabelos - …é claro que vocês sabiam. Aposto que Wanda foi a primeira a saber assim como eu fui o último.

- Steve... - Natasha disse entre soluços mas ele mais uma vez tratou de ignorá-la.

- É por isso aquele papo de tirar férias Buchanan? - Bucky não ousou balançar a cabeça e provocá-lo ainda mais.

- Estou me sentindo um idiota! - ele disse alterando a voz enquanto Natasha continuava a soluçar – Céus, como não percebi antes? Como não percebi que era esse o motivo da sua indisposição matinal? Do seus enjoos?! Como não percebi isso antes de…de ouvir por acaso a noticia, porque você decidiu que era melhor não me contar! - ele disse em tom acusador.

- Não foi nada disso Steve! - Wanda gritou quando viu que Natasha não conseguiria se defender.

- Então o que foi? - ele perguntou sem alterar a voz

- Ela estava com receio. - Wanda não quis usar a palavras medo – Não sabia como você ia reagir. Ela esta esperando uma criança não um bicho de estimação. É algo que não se tem volta...é para sempre.

- Eu sei o que é um filho Wanda. - ele disse ainda usando do mesmo tom – Eu só queria que ela tivesse me contado ao invés de mim escutar por acaso graças ao rádio. Eu sou o pai, tinha o direito de saber!

Wanda ficou quieta. Afinal, quem poderia culpá-lo?

- Vamos acalmarmos todos. - Bucky sugeriu – Porque não seguimos a ideia de Wanda?

- Eu acho ótimo. - Wanda disse.

Novamente Steve e Natasha ignoraram completamente os amigos:

- Olha, eu sei que você esta bravo e surpreso... - ele a interrompeu

- Eu diria magodo.

- E magoado. - ela concordou secando as lagrimas – Mas eu realmente iria te contar, só estava tentando te preparar e-e me preparar, e e-eu não sabia como falar... - ela falava rápido de mais tropeçando nas palavras - … sinto muito se ficou decepcionado mas... - ele a interrompeu

- Decepcionado? - ele repetiu com desdem – Você acha que eu estou decepcionado por saber que dentro de poucos meses vou ser pai?

Ela preferiu ficar quieta do que falar alguma bobagem.

- Céus, você me tem como um tirano? Um...brutamontes? - ela fitou o chão sem poder mais sustentar o olhar dele – Natasha entenda de um vez, - ele disse entre dentes – o que esta me deixando louco e com vontade de lhe quebrar o pescoço é por você não ter me dito nada! Absolutamente nada.

- Mas a criança... - ela disse voltando a ser interrompida

- A criança é o maior presente que eu podia receber! Um filho, céus, sabe a quanto tempo quero ter filhos? - ele disse com a expressão mais suavizada – Eu estou que não caibo em mim de felicidade . Eu vou ser pai! - ele disse dando o primeiro sorriso, que foi curto mais foi um sorriso – Mas o fato de você não me contar me corroí de ódio por dentro mulher!

Wanda tinha a visão embaçada pelas lagrimas contidas e lançou um breve olhar para Bucky, que agora sorria. Ele clareou a garganta e disse:

- Bom, acho que Natasha e Steve tem muito o que conversar agora. Wanda o que acha de deixarmos os novos papais a sós?

Steve sacudiu a mão no ar sem deixar de olhar Natasha: 

- Nos vamos pra casa. Lá posso matá-la sem testemunhas. - ele disse em um tom serio o bastante para que Wanda se arrepiasse.
Quanto Steve por fim se mexeu e saiu pela porta, Natasha virou-se para Wanda e sussurrou um “desculpe pela almoço” que foi respondido com “me ligue assim que as coisas se resolverem”. A ruiva assentiu e apressou o passo para alcançar Steve.

- Natasha esta em perigo? - Wanda perguntou a Bucky quando o carro de Steve arrancou.

- Conhecendo Steve como conheço... sim. Pode sofrer sérios danos. - ela o encarou com os olhos arregalados e ele continuou – E principalmente ficar mimada pelo tanto de paparico que ele vai lhe dar.

Wanda suspirou aliviada. Sem duvidas o almoço havia sido perdido, mas tinham um bom motivo. 

E ao final daquela mesma tarde Natasha lhe ligou como o combinado.

- Então, me conte! - Wanda pediu sentada na cama, sabendo que estava sendo observada por Bucky que estava deitado. - Vocês se acertaram? Porque parece que esta prestes a chorar?

- Esta tudo certo. - a ruiva garantiu – Acho que no final ele só estava tão assustado quanto eu e magoado por eu não ter compartilhado logo isso com ele.

Wanda lembrou de quando Bucky achará o exame de Natasha e pensará que era dela. Podia-se dizer que havia tomado a mesma atitude de Steve. Ela sorriu.

- Vocês estão bem? - ela disse referente a relação

- Sim, estamos ótimos. Na verdade ele se mostrou bastante contente com a ideia de ter uma criança. Disse que já devemos começar a pensar nos nomes e também disse que a nossa menininha...

- Menininha? - Wanda perguntou surpresa.

- Steve disse que presente que vai ser menina. E que vai ser a cara dele. - Natasha riu junto com Wanda.

- Esto tão feliz por você. - Wanda disse sentindo a emoção tomar conta de sua voz

- Eu estou feliz. Céus nem eu consigo acreditar, você sabia que ele é um advogado? - Wanda voltou a rir enquanto a voz era tremula pela vontade de chorar.

- Ouvi alguns boatos sobre a profissão dele. - ela garantiu secando os olhos.

- Vou desligar, Steve esta me chamando.

- Tudo bem, boa noite.

- Ah...Wanda?

- Sim?

- Você vai ter que sair comigo para encontrar vestidos. Creio que a noiva e a madrinha não podem vestir qualquer coisa em um casamento certo?

- O que exatamente você quer dizer com isso? - Wanda disse sentindo a vontade de chorar crescer

- Vou me casar com Steve.

 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...