História Winx Club - O Segredo das Fadas. - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Winx Club
Personagens Aisha, Bloom, Flora, Musa, Personagens Originais, Roxy, Stella, Tecna
Visualizações 85
Palavras 2.989
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, LGBT, Magia, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yuri (Lésbica)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo. Espero que gostem. Não esqueçam de comentarem o que acharam.

Capítulo 12 - Flora e Musa - Parte 2


Fanfic / Fanfiction Winx Club - O Segredo das Fadas. - Capítulo 12 - Flora e Musa - Parte 2

Eles começam a andar até que entram na floresta. As árvores e as plantas eram escuras e pareciam mortas.

-Que lugar horrível - Disse Musa.

-Eu quase não sinto vida neste lugar - Disse Flora - É como se essas árvores estivessem mortas.

-E como faremos para encontrar essa fada? - Peguntou Sky.

-As árvores não me respondem, então não posso perguntar a elas onde encontra-la - Flora então para de andar e fecha os olhos.

-O que você tá fazendo? - Pergunta Musa.

-Se eu me concentrar, posso tentar achar ela pela energia da natureza que nós duas possuímos. É assim que os anciãos fazem, mas só que eles fazem em uma escala muito maior.

-E você consegue fazer isso?

-Eu tenho praticado, mas vai levar um tempo.

Musa, Sky e Helio evitaram fazer barulho para não atrapalhar a concentração de Flora. Ela ficou imóvel se concentrando por aproximadamente 20 minutos.

-Achei - Disse Flora - Mais ou menos. To conseguindo sentir a energia da natureza dela, mas estou sentindo por pouco. Ela está um pouco longe. Precisamos nos apressar.

Eles voltam a caminhar, e continuam andando por cerca de duas horas.

-Ainda falta muito? - Pergunta Musa.

Antes que Flora pudesse dizer algo, eles são surpreendidos com a presença de uma espécie de um gorila mutante. Tinha cerca de 2,50 dd altura. Possuia uma pele cinza, seus olhos eram brancos, e a expressão em seu rosto era de pura raiva.

O animal então investe contra eles, mas tods deviam.

-Deixem ele com a gente - Disse Sky, que pegou a sua espada de luz.

Helio usa suas duas luvas para imobilizar o animal, que por sinal era muito forte, mas Helio já estava acostumado a domar dragões, estão isso não seria nenhuma novidade para ele. Sky aproveita para atacar o animal com a sua espada. Assim que percebe que o animal estava inconsciente, Helio o solta de suas cordas, e eles seguem caminho antes que ele acordasse.

-Mas o que era aquilo? - Pergunta Musa.

-Devia ser um gorila-titã - Respondeu Flora - Ele estava dominado pela magia negra. Essa floresta deve estar cheia de animais assim. Acho que demos sorte até agora.

-Você está certa - Disse uma mulher misterioza - É por isso que não deviam estarem aqui.

A mulher que surgiu na frente deles era alta, tinha cerca de 1,75, tinha cabelos longos de cor preta e usava uma espécie de roupa de safári.

-Você é Fauna - Perguntou Musa.

-Sim, eu sou - Disse Fauna - Agora saim da Floresta. É perigoso de mais para crianças.

-Espera - Disss Flora - Meu nome é Flora. Essa é Musa, esse é Sky e esse é Helio. Precisamos da sua ajuda. A história é meio longa, mas resumindo, precisamos você nos de um pouco do seu pó de fada.

-Do meu pó? Para que exatamente?

-Bom... é meio complicado de explicar. Mas resumindo, precisamos dele para quebrar uma maldição.

-E não tinha outras fadas a quem vocês pudessem pedir ajuda.

-Acontece que não somos apenas nós que estamos procurando. Outras amigas nossas também estão, mas precisariam ser fadas muito poderosas, pois não é uma maldição normal.

-Acho que entendi. No momento eu já estou quase sem forças, então não vou conseguir me transformar.

-Por que está quase sem forças? - Pergunta Musa.

-Por dois motivos. O primeiro é que essa floresta poussui uma árvore no meio dela. Essa árvore é a fonte de todo mal. É ela quem sustenta a energia negativa. Eu a algumas semanas para tentar curar essa árvore. E estou quase na metade.

-Semanas? Mas os anciãos deisseram que tentaram por anos achar uma cura, mas nunca tiveram sucesso.

-De fato. Foi por isso que eu vaguei pela dimensão mágica durante anos em busca de um poder que pudesse me ajudar. Antes disso eu ja havia tentado diversas vezes curar essa floresta, mas sempre sem sucesso. Eu saí em busca de poder por 10 anos. Mas foi quando estava quase perdendo as esperanças que consegui um novo poder.

-Mas e qual é o segundo motivo? - Perguntou Musa - Você disse que eram dois.

-Quem vocês acham que estava mantendo os animais longe de vocês? Mesmo dominados pela magia negra, ainda sim são animais, e consigo controla-los, embora isso exija muito mais esforço. Normalmente eu uso meus poderes para desviar alguns animais do meu caminho, mas se eu não tivesse feito nada, vocês teriam sido massacrados pelos animais. Eu tive que me esforçar pra evitar que os animais cruzassem com vocês.

Ao ouvirem isso eles meio que se sentiram envergonhados.

-Ã... o-obrigada - Disse Musa, meio sem jeito.

-Não se preocupem - Disse Fauna - Mas vai levar um tempo até que eu tenha forças pra me transformar novamente. Vamos sair do meio da floresta. Vamos para um local que os animais não nos encontrarão.

Eles então a seguiram. Musa tentou fazer algumas perguntas, mas Fauna disse que precisava de silêncio para se concentrar. Eles então a seguiram quietos por mais ou menos uma hora. Até que chegaram até um pequeno lago. As árvores eram afastadas daquele lugar, então não seriam pegos totalmente de surpresa caso algum animal aparecesse. Mas Flora quase chorou quando viu o lago. Ele estava negro, como se estivesse totalmente poluido.

-Que horror - Disse Flora - Como você consegue sobreviver nesse lugar?

-Não é tão difícil quanto você imagina - Respondeu Fauna - Se eu tirar as fruta das árvores, por exemplo, eu consigo fazer a fruta voltar ao normal e ser comestível.

-Mas você não pode fazer isso com os animais?

-Sim, eu posso. Mas assim que eles voltam a comer a grava ou as frutas desse local, são novamente contaminados. Então é por isso que me empenho em curar logo a árvore causadora disso.

-Mas por que fazer isso tudo sozinha? Por que não pediu ajuda as outras pessoas?

-Tenho meus motivos. Além do que, não tem ninguém nesse planeta que possa ajudar. Não são fortes o suficiente.

Fauna então fica fraca e quase cai no chão, mas Musa a pega.

-Você está bem? - Perguntou Musa.

-Estou - Disse Fauna, que se soltava de Musa - É como eu disse, esses animais são muito mais difíceis de controlar. Agora que estamos aqui eu posso tentar descansar um pouco.

-Deixe-me te ajudar - Disse Flora - Eu sou boa com magia de cura.

Flora pede para que Fauna se sente no chão, Flora então fica de joelhos atras dela e coloca suas mãos nos ombros de Fauna, e as mãos de Flora começam a emanar um brilho verde que cerca o corpo Fauna.

-Impressionante - Diz Fauna - Uma fada da sua idade conseguir usar magia de cura desse tipo.

-Obrigada - Disse Flora - Mas eu não vou conseguir recuperar sua magia. Tudo que posso fazer é fazer seu corpo se sentir melhor.

-Mas ainda sim é impressionante. Para uma fada da sua idade, você é muito habilidosa.

-Aproveitanto a oportunidade - Disse Musa - Gostaria de perguntar um coisa. Como você faz pra dormir?

-Eu crio uma espécie de cabana com as raizes da terra. Isso isso me protege durante a noite.

-Raizes? - Perguntou Flora, confusa - Mas como? Essas plantas não estão mortas? Eu quase não consigo sentir vida nelas.

-Ma você sente, não é? Não importa se essas plantas estão possuidas por magia negra. Ainda são plantas e ainda possuem vidas. Quando você aumentar a sua harmonia com a natureza, você vai entender o que eu quero dizer.

-Aumentar? Mas eu achei que tivesse uma boa sintonia.

-Criança. Você ainda tem muito a aprender. Leva-se anos pra alcançar uma verdadeira sintonia com a natureza. Mas mesmo assim, você tem muito potêncial. Realmente você já possui uma forte ligação com a natureza, mas você tem potencial para muito mais. Sabe o que eu estou sentindo vindo de você? Essa energia? Você possui um poder incrível adormecido dentro de você. Certamente você se tornará uma fada muito poderoza algum dia.

Flora ficou tocada por aquelas palavras. Ele nem sabia ao certo como reagir aquilo.

-Ok - Disse Fauna - Eu já estou melhor - Fauna então se levanta. Acho que mais uma hora deve ser suficiente para mim recuperar magia suficiente para me transformar.

-Eu posso ver essa árvore? - Perguntou Flora.

-Como é?

-Eu quero ver essa árvore.

-Não não. É muito perigoso. Além do que, não tenho forças para controlar muitos animais. Se você quesir ver, você pode simplesmente voar. É a árvore gigante que está naquela direção - Fauna apontou pro leste.

Flora então se transforma e voa para o alto. Ela então ve a arvore. Era realmente muito grande, além de grossa. Ela tinha cerca de 110 metros de altura. Flora então volta para o chão e volta ao normal.

-Você está tentando curar aquilo? - Perguntou Flora.

-Sim - Disse Fauna - Acredito que mais dois meses sejam suficiente para conseguir cura-la de vez. E depois disso, a floresta voltar ao normal, depois eu irei curar todos os animais, e meu trabalho está feito.

-Por que se dedica tanto? Digo... eu sei a importância que tem a natureza, e no lugar com certeza eu faria o mesmo, mas sinto que tem algo a mais. Algo pessoal.

-Bom... nisso você tem razão. Ok. Vou contar para vocês. Acontece que a fada que fez isso, era minha bisavó.

-O que? - Disseram os quatro juntos.

-Pois é. Meu bisavô era amigo do rei naquela época. E o rei ajudou a acobertar o parentesco daquela fada. Meu bisavô queria que seus descendentes não se sentissem envergonhados por terem uma pessoa tão maldosa na família. Quando eu tinha 15 anos eu descobri a verdade. E mesmo que ninguém soubesse que ela era minha ancestral, eu me senti envergonhada. Então passei a minha vida a partir da lí a me dedicar a concertar o erro dela. E essa é a minha história. E isso é algo que nos torna diferentes. Eu estou aqui por causa que quero concertar o erro de um ancestral, ja você se dedicaria a salvar esse local simplismente pelo prazer de ajudar. Se não fosse por isso, nunca teria me dedicado tanto a chegar onde cheguei.

-Mesmo assim é incrível o que você está fazendo por essa floresta e esses animais.

-Agora eu que agradeço. Que tal agora...

Fauna para de falar quando avista um Magilobo saindo da floresta e vindo ao lago. O animal uiva e investe contra eles.

-Deixa comigo - Disse Musa - EXPLOSÃO SÔNICA.

O ataque de Musa acerta um animal em cheio, e isso o faz recuar.

-Temos que sair daqui - Disse Fauna.

-Mas porque? - Perguntou Musa - Eu já expantei ele.

-Não é isso. O uivo dele vai atrair alguns animais para cá. E é provavel que ele mesmo volte com alguns amigos. Temos que sair daqui.

-E ir para onde?

-Temos que sair da Floresta. Se eu não puder controlar os animais, então aqui é muito perigoso. Ainda vai levar pelo menos 1hora para que eu consiga recuperar minha magia. Eu me desgastei de mais hoje.

-Mas nós levamos umas 3 horas para chegar até aqui.

-É só cortamos caminho. Me sigam.

Eles então começam a seguir Fauna. 10 minutos e ainda nem sinal de qualquer animal, até que eles crusaram com outro gorila-titã, mas esse tinha um total de 3 metros.

-Cruzes - Disse Musa - O quão grande são essas coisas?

-Os gorilas-titãs podem chegar até 3,4 metros de altura - Explica flora.

-Quer dizer que essas coisas são ainda maiores?

-Pelo menos é só um - Dsse Helio.

Depois que ele disse isso, mais dois apareceram atrás deles. Um com 2,40 metros e outro com 2,70 metros.

-Você tinha que abrir a boca? - Disse Fauna.

Se preparando para lutar, Musa e Flora se transformam, Hélio prepara suas luvas e Sky seu escudo e sua espada.

Eles estavam preparados para lutar, até que um passaro gigante, com 2,30 metros de comprimento, com as penas todas escuras e olhos branco, pega Fauna pelo ombro com suas garras e sai voando com ela.

-FAUNA! - Grita Flora.

-Flora, vai atrás dela - Disse Musa - A gente da conta.

Flora obedece Musa e sai voando tentando alcançar a ave. Flora se esforçava ao máximo, mas a ave era muito rápida. Flora então decidiu arriscar e acertou a ave com sua magia, o que fez com que ela soltasse Fauna que começou a cair em queda livre. Flora voou o mais rápido possível pra alcança-la, e no final conseguiu, e a colocou no chão. Flora estava cansada. Acompanhar a velocidade daquele passaro não era algo facil para ela. Ela então reparou que Fauna havia sido arranhada no braço, e de alguma forma aquilo estava deixando Fauna muito mal. Ela estava começando a arder em febre.

-Deixe-me dar um jeito nisso - Disse Flora, colocando suas mãos no local da ferida. Flora tentava cura-la, mas por algum motivo não estava conseguindo - O que? Porque não está surgindo efeito?

-Sinto muito Flora, mas você não pode me salvar - Disse Fauna, tirando as mãos de Flora do ombro dela.

A voz de Fauna estava fraca, e ela suava bastante. Mal conseguia manter os olhos abertos - As garras e as pressas dos animais daqui são extremamente venenozas devido a magia negra que abita neles. Sinto muito, mas você não pode me curar, e estou sem forças para curar a mim mesma.

-Não! Não pode ser! Tem que haver um jeito - A voz de Flora estava num tom desesperador - Se nós não tivéssemos vindo até aqui, vocè não estaria nessa situação. Tudo que você fez foi nos ajudar desde que chegamos. Nós só lhe atrapalhamos. E agora está me dizendo que não posso fazer nada para salva-la? - Flora começou a chorar - Não! Eu não aceito isso.

Flora é surpreendida com o barulho de bater de asas. Quando ela se vira, ela se depara com três daqueles pássaros.

-Droga! - Disse Flora - Justo agora?

O pássaro do meio tenta uma investida em Flora com suas garras, mas Flora cria um campo de força para proteger a ela e a Fauna, mas ela sabia que aquilo não iria durar muito tempo.

-Flora, você tem que ir - Disse Fauna - Você precisa se salvar. Não faz sentido nós duas morrermos.

-Ninguém vai morrer - Disse Flora - Eu vou salvar nós duas - O escudo de Flora estava começando a rachar devido a investida do pássaro.

-Flora, deixe de teimosia. Não está vendo que... - Fauna se inquietou. Uma aura verde intensa estava emanando do corpo de Flora. Ela podia sentir o poder mágico de flora aumentar cada vez mais.

A ave recuou para trás e Flora desfez seu escudo. Assim que a ave voltou a atacar, raizes surgiram do chão e agarraram a ave, deixandoa Imorrível, e a mesma coisa aconteceu com as outras duas. Elas começaram a fazer um barulho, como se estivessem chamando ajuda. Flora então faz com que as três aves batessem a cabeça umas nas outras e acabassem desmaiando. Mas mesmo assim, ajuda havia chegado. Mais duas aves vieram para ajudar seus amigos.

-FÔLEGO DA NATUREZA - Com esse ataque, Flora lança as duas aves antes mesmo que pudessem chegar no chão. E depois de receberem esse ataque, eles acabam recuando.

-Flora! - Disse Fauna - Isso foi impressionante. Você está mantendo uma sintonia maior com a natureza.

-Eu ainda não acabei - Disse Flora. Que voltou a tentar curar Fauna - Mesmo que custe a minha vida, darei tudo de mim para cura-la - A intensidade do poder de curar de Flora estava aumentando. Fauna podia sentir seu corpo ficar melhor - Só mais um pouco - Flora já havia passado do seu limeite. Assim que ela percebe que havia curado de vez a Fauna, ela para, e acaba caindo quase desmaiando de cansasso.

-Essa não - Diz Fauna - Flora, acorda.

O corpo de Flora começa a brilhar e então começa a flutuar. Fauna sabia o que era aquilo. Ela já havia passado por isso. Quando o brilho dissolve, ela via a nova transformação de Flora. -Isso é... ?- Diz Flora.

-Enchantix? É. É sim. O seu ato altruísta e de sacrifício fizeram você. Merecer esse novo poder. E aliás, você também recuperou um pouco da minha magia seus poderes de cura estão ainda mais fortes agora que se transformou. Agora vamos ajudar seus amigos.

Musa e os especialistas haviam acabado de derrotar os gorilas-titãs, e estavam exaustos.

-Pronto - Disse Musa, que estava com suas mãos apoiadas no joelho devido ao cansasso- Agora vamos até a Flora.

-Acho melhor você descansar - Disse Flora, que descia voando junta a Fauna.

Musa repara na nova transformação de Flora.

-Enchantix? - Perguntou Musa.

-Sim. - Respondeu Flora - Gostou?

-Eu adorei. Você está linda. Mas e você, Fauna? Que transformação é essa?

-O nome é Butterflix - Responde Fauna.

-Que legal. Gostei. Então... agora que estamos aqui, você ja recuperou suas forças, será que você pode nos dar um pouco do seu pó mágico?

-Claro. Sem problemas. Vocês têm um saco?

-Toma - Disse Sky, que jogou a ela um pequeno saquinho que se amarrava com uma corda.

Fauna então solta um pouco do pó das suas asas e coloca no saquinho, e depois entrega a Sky.

-Muito obrigada por tudo, Fauna - Disse Flora - e assim que eu terminar a minha missão, juro que volto para lhe ajudar com a Floresta.

-Eu adoraria - Disse Fauna.

As duas se despedem com um abraço.

-Esse abraço ta muito demorado - Disse Musa.

-Você fica muito fofa quando ta com ciúmes - Disse Flora.

-Quem disse que estou com ciúmes?

Flora se aproxima de Musa e da um selinho nela.

-Agora vamos - Disse Flora - Meus pais estão loucos para te conhecer melhor.


Notas Finais


O próximo capítulo irá se focar na Tecna. Vai sair ainda essa semana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...