1. Spirit Fanfics >
  2. Winx REBIRTH >
  3. Parte 1: Stella

História Winx REBIRTH - Capítulo 4


Escrita por: e L0VERBUG


Notas do Autor


Boa Leitura!!!

Capítulo 4 - Parte 1: Stella


Fanfic / Fanfiction Winx REBIRTH - Capítulo 4 - Parte 1: Stella

Acordei antes do meu despertador, pois como prometido, pretendo mostrar a escola para a garota nova hoje. Como ela ainda estava dormindo, decidi me preparar. Na verdade eu sempre acordo mais cedo, um rosto perfeito não se faz sozinho. E perfeição é algo que sempre busco alcançar, afinal, a princesa de Solária não pode ser nada menos do que perfeita.

Meu celular tocou, indicando uma mensagem e minha mão parou enquanto aplicava o iluminador. Era o Brandon. Continuei a maquiagem, enquanto refletia sobre o meu relacionamento com ele, que uma hora ou outra teria que acabar.

Brandon era um cavalheiro e eu gostava muito de estar com ele, só que ele não vem de uma família real. Não que isso importe pra mim, mas para o meu pai sim. A minha irmã mais velha ficaria com o trono de Solária, então eu precisava garantir o meu futuro de alguma forma. Casar com um príncipe era solução, e por isso, me aproximei de Sky, o príncipe de Eraklyon. Sky era bonito e gentil, mas ao me aproximar dele, o seu escudeiro, Brandon, foi quem realmente chamou a minha atenção.

Sky e Brandon estudam na escola vizinha, Fonte Rubra, lar dos Especialistas. Nunca entrei lá de fato, só me encontrei com Brandon em alguns lugares específicos. Normalmente ele me encontra em Alfea.

A garota nova se remexeu, me despertando dos meus pensamentos. Apesar disso, ela continuou dormindo. Acho que preciso acorda-la, afinal, senão vamos nos atrasar para a aula, pois preciso mostrar a escola pra ela primeiro. Não que eu ligue para me atrasar, mas depois do ano passado, não quero irritar o meu pai novamente. Preciso andar na linha.

Depois que terminei de me arrumar, coloquei o meu anel – uma das joias mágicas da coroa de Solária –, andei até a cama de Bloom e a cutuquei várias vezes até ela se remexer impaciente.

— Bom dia, raio de sol. – ela sentou na cama, seus cabelos ruivos estavam bagunçados de um jeito engraçado. Só por isso pude notar o quanto somos diferentes, eu nunca deixaria alguém me ver desse jeito. – As aulas começam em algumas horas e eu ainda preciso te mostrar a escola.

— Será que podemos adiar o passeio? – Bloom deitou novamente.

— Adoraria, mas como a diretora Faragonda me conhece, vai achar que eu que não quis mostrar a escola pra você. E eu não preciso de mais problemas. – fiz surgir um pouco de luz na minha mão e puxei as cobertas de cima dela, que resmungou e finalmente levantou. Bloom olhou na direção da minha mão, não sabia exatamente o que aquele olhar significava.

— Tá, tudo bem. Só vou me arrumar. – ela abriu as cortinas e eu fechei a mão, apagando a luz.

Fiquei sentada na cama, atualizando as redes sociais e respondendo a mensagem de bom dia do Brandon. Ainda estou ponderando sobre o nosso relacionamento. Parte de mim acha que eu deveria terminar o que temos como se fosse tirar um band-aid, rápido e indolor – quer dizer, ainda assim doeria, mas eu espero que menos. Prolongar só pioraria tudo. Só que a outra parte não via o término como a opção certa e queria passar mais tempo com ele, o máximo possível.

Meu pai sempre disse que eu nunca entenderia como é ser um rei, que tomar decisões difíceis eram parte da sua vida. Aparentemente ele estava enganado – mas eu não falaria isso pra ele.

Enquanto isso, Bloom se arrumava. Em cerca de apenas dez minutos ela já estava pronta.

— Já terminou? – ela olhou para si mesma. Estava com uma roupa simples, camiseta estampada, calça jeans e tênis. Seus cabelos estavam presos em um rabo de cavalo e a franja, rebelde sobre a testa.

— Sim. Algum problema? – por alguns segundos fiquei me perguntando como seria ser como ela. As pessoas não esperavam nada de Bloom, e isso não era ruim, ela se vestia como queria e podia ser quem quisesse. Bloom não tinha o peso de ser de uma família real nas costas, era livre.

Fiz careta quando percebi que eu, a princesa de Solária, estava com inveja de uma fada que até então não sabia que era uma.

— Não, nenhum. – Bloom não percebeu o quanto eu estava amargurada por saber que nunca teria as escolhas que ela tem, ou se percebeu, não disse nada. — Vamos.

 

 

O passeio com Bloom não demorou, ela não fez muitas perguntas, eu achei ótimo. Sou uma pessoa falante por natureza e Bloom parecer ser o oposto, o que é perfeito, pois eu posso falar sem parar enquanto ela me escuta. Parece um pouco egoísta usá-la assim, mas pela maneira em que estava se comportando, parecendo meio transtornada, acho que ela gostava me ouvir falar ao invés de ter refletir sobre o que a sua vida tinha se tornado. Imagina só descobrir que é uma fada da noite para o dia? Como será que foi a primeira transformação dela?

— Alfea não é a única escola? – ela questionou. Como não demoramos o que eu achei que demoraríamos no passeio, chegamos adiantadas na sala de aula.

— É claro que não. Magix é um planeta, muitas pessoas vivem nele. – eu sorri. Ao que parece ela ainda não tinha ideia sobre a dimensão do mundo das fadas. – Existem diversos reinos, diversas fadas, especialistas e bruxas. – falei a última em tom baixo.

— Especialistas?

— Sim. Uma das escolas dos Especialistas fica aqui do lado, Fonte Rubra. Basicamente eles são soldados que nasceram para o combate. Assim como nós nascemos como fadas, eles nasceram com algumas habilidades.

— Acho que entendi. E as bruxas? – Bloom falou mais baixo também, acho que tinha notado que não era um assunto exatamente popular. Me inclinei mais para perto dela.

— Existiam escolas de bruxas, inclusive tem uma aqui perto, a Torre Nebulosa. Ninguém mais vai lá, não depois das guerras entre bruxas e fadas. – os olhos dela se arregalaram de leve. Nossos mundos são mais parecidos do que ela imagina.

— Guerras?

— Sim. Houveram muitas guerras, mas a maior foi quando as Três Bruxas Ancestrais tentaram roubar a Chama do Dragão de Domino, o maior reino de Magix. Hoje não passa de um lugar congelado e hostil. – depois disso, Solária passou a ser considerado o maior reino, não que isso seja impactante de alguma forma para mim.

— Chama do Dragão? O que é isso? – abri a boca para responder, mas a professora entrou na sala, chamando a nossa atenção.

Fiquei calada no mesmo instante, com medo de tomar alguma advertência. Pelo menos o passeio pela escola com Bloom me renderia pontos extras e se eu estivesse lá para responder cada uma das suas raras perguntas, talvez a diretora Faragonda relatasse a minha melhora ao meu pai. Bloom terias suas respostas, meu pai a sua filha perfeitamente comportada e comprometida e eu um pouco de paz. Todos sairiam ganhando.


Notas Finais


OLHA QUEM VEIO COM MAIS UM CAPÍTULO!!!!

Em primeiro lugar, sim, eu sei que no desenho Solária, Domino e os demais locais de origem das Winx são planetas e não reinos. Mas como eu disse antes, vou mudar algumas coisas hehe!

E não se preocupem, vou tentar postar mais um capítulo de Secret Wars III ainda essa semana.

Muito obrigada por terem lido, nos vemos no próximo capítulo <3 xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...