História Wishes - Imagine Shortfic Kim Taehyung - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V), Personagens Originais
Tags Bad Girl, Bts, Colegial, Imagine Taehyung, Kim, Kim Taehyung, Min_hanna, Rebelde, Shortfic, Taehyung, Você
Visualizações 142
Palavras 881
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Literatura Feminina, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Último capítulo

Capítulo 11 - 1.11.Angel


Fanfic / Fanfiction Wishes - Imagine Shortfic Kim Taehyung - Capítulo 11 - 1.11.Angel

1.11.Angel

Taehyung e eu nos tornamos mais amigos nessa semana. Fomos à delegacia, como dito, ele insistiu em ficar do lado de fora e quase eu iria deixando, de tanto ele insistir . Só o fato de estar do lado dele me trazer conforto. Talvez eu esteja tendo sentimentos por ele.

Do jeito que ele cuidou de mim essa semana, foi de um jeito surreal, ele até adotou um cachorro por minha causa.

Não tive mais notícias do desgraçado, só que a polícia estaria batalhando para achá-lo, se ainda estivesse vivo. 

Levantei por causa dos latidos de Yeontan, o nosso cachorro. Abrir a porta do meu quarto, o antigo quarto de hóspedes. O cachorrinho fofo subiu em cima da minha cama latindo por mim, ri do seu jeito fofo e me deitei na cama e o canino em cima de mim.

Escutei a voz de TaeHyung, me chamando lá andar de baixo. Ele finalmente havia chegado do trabalho, não era um trabalho, trabalho. Ele ajuda um senhor em uma loja de conveniências e ganha por isso. 

Desci e abri a porta vendo o mais velho cheio de sacolas nas mãos, corri e o ajudei com algumas sacolas 

— Comprei chocolate para você — disse quando chegamos na cozinha. O abracei apertado, amo chocolates de todos os tipos.

— Obrigado Tae — Sorri. Voltei a ajuda-lo a guardar as coisas em seus devidos lugares. — Oque vamos ter para o jantar? 

— Talvez... pizza?

— Pode ser. — Dei de ombros. Ele assentiu e ligou para a pizzaria, pedindo de calabresa e frango juntamente com o refrigerante de laranja, e desligou por fim falando o endereço.

— Pronto! — Deixou o celular na bancada e cruzou os braços — Amanhã temos que ir para a faculdade — Suspirei demostrando a minha eterna preguiça. — Preguiçosa — Riu. Logo a pizza chegou e já estávamos comendo, em meio de tudo o faço uma pergunta.

— TaeHyung? — O mesmo me olhou atentamente. — Porquê odeia tanto a polícia?

— Não me faça contar S/n — Seu tom de voz era baixo.

— Porfavor TaeTae — Juntei minhas mãos suplicando, ele me pareceu nervoso.

— Meus pais foram mortos por policiais — Contou de uma vez abaixando a cabeça. Me senti muito mal por ele.

— Descupa... se eu soubesse, não tinha te obrigado a entrar lá. Me desculpe — Foi a minha vez de abaixar a cabeça. O clima ficou tenso apenas nos olhando.

— Não é culpa sua, não precisa se desculpar.

— Acho que gosto de você — Esbugalhei os olhos surpreendida com a minha própria confissão. Ele riu fofo senti seu olhar ir para os meus lábios — Porfavor... me beija — implorei olhando para os seus lábios 

Taehyung se aproximou e selou nossos lábios, coloquei minhas mãos eu sua nuca puxando levemente os meus cabelos enquanto ele me deixava no chão, me deixando imóvel por baixo dele. Separei nossos bocas apenas para respirar e voltamos a nos beijar. Fez movimentos de estocadas, me fazendo sentir a sua rigidez, ainda coberta 

— TaeHyung… Vamos fazer isso aqui mesmo? — Sorri de ladinho recebendo um tapa na coxa.

— Oque acha? Ninguém ira nos impedir — Segurou a barra da minha blusa e logo subiu revelando meus seios com os bicos rígidos cobertos pelo sutiã. Tae sorriu ao ver meus seios. Os apertou por cima do sutiã, gemi baixo puxando os seus cabelos negros. Levou a mãos até o feixe do pano intruso, o jogou longe assim que pode.

Mamou igual um bebê querendo leite. Revirei os olhos completa pelo prazer. O empurrei para lado sentando em seu colo rebolei sentindo o qual duro ele estava. Talvez fossemos fazer amor mas a essa altura só o prazer e o desejo comanda. Não dirigimos nenhuma palavra só os suspiros saido de nossas bocas.

Teminei de tirar minha roupa e ele fez o mesmo, ficando nu em minha frente. E era a visão de um deus grego, um arrepio me deixou nervosa, e seu pênis é que me davam esse arrepios sem inocência.

— Tae, me faça esquecer tudo. — Supirei sentindo ele dar datidinhas em meu clitóris com o seu falo. Seu pênis escorregou para a minha entradinha molhada, deslizou para dentro me fazendo revirar os olhos e apertar meus seios. Seu membro deslizava com cuidado, saindo e entrando, de uma foma tão gostosa que poderia gozar só com apenas isso.

Segurou minha cintura e a ergueu um pouco começando com os movimentos rápidos, deixando a tortura de lado.

— Tae… Ahh — Mordi os labios impedindo de sai um grito manhoso. O olhei prestando muita atenção em suas expressões, seus olhos se mantiam fechado e a boca entre aberta, apenas saindo suspiros roucos. O prazer aumentou com aquela vista, senti meu líquido decendo e seus testículos estariam sujos.

— Gostosa! — Falou entre dentes parando com os movimentos rápidos e agora eles eram lentos. Sua porra melou todo o meu interior. Se deitou ao meu lado e me puxou, deitei minha cabeça em seu peitoral ouvindo os seus batimentos cardíacos, que não eram nada devagar.

— Eu tenho certeza — Ele me olhou confuso — Eu te amo — Sorri envergonhada e senti seus braços me rodeando

— Eu também te amo muito amor — Beijou o topo da minha cabeça. Agora eu teria um anjo para cuidar de mim em todos os momentos.


Notas Finais


Fim~

Espero que tenham gostado, desculpe se o final não fosse do jeito que esperavam, mais eu iria conseguir fazer melhor do que isso.

Até a próxima @Min_Hanna


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...