História Witch (Imagine Taehyung) - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga)
Tags Bruxos, Destino, Drama, Família, Kim Taehyung, Lobos, Magia, Magia Negra, Min Yoongi, Romance, Taehyung, Vampiros, Yoongi
Visualizações 30
Palavras 2.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um cap para vocês!!

Nesse capítulo, vão ter algumas coisas que podem ser ligadas a alguns capítulos a frente, nada vai fazer muito sentido agora mas depois tudo se encaixa. Se vocês tiverem alguma teoria, deixe nos comentários 😅

Boa leitura ❤️🌈❤️
E me perdoem algum erro ou palavra sem sentido 😅

Capítulo 9 - Capítulo 8



                           Capítulo 8

Um simples selar de lábios.

Um simples encostar podia causar uma euforia tão grande a ponto de não conseguir respirar?

Um pequeno selar ,foi apenas isso que aconteceu ,um encontrar de bocas que me causou uma espécie de transe hipnótico inexplicável , meu corpo paralisou e parecia estar em um tipo de feitiço que pode fazer seu corpo parar de funcionar. Olhos fechados, mãos suando, corpo em chamas e um desejo ardente por mais estava presente no meu âmago, um selar de lábios fez isso comigo, apenas um pequeno toque nos lábios de Taehyung fez isso comigo.

Os minutos pareciam passar mas o nosso desejo não parecia diminuir, em um momento do ósculo as mãos de Tae me puxaram pela cintura, me levando para mais perto de seu corpo e colando ainda mais nossas bocas, tudo era novo e incrivelmente empolgante, Taehyung abriu levemente os lábios e em seguida os fechou fazendo com que sua boca sugasse a parte inferior de minha boca. Gemi com o contato novo e me separei ofegante e de olhos arregalados, abracei as pernas e sorri tendo os olhos atentos de Tae me observando atentamente, querendo descobrir minhas reações e nervoso por demonstrações negativas de minha parte. Olhei para seus olhos e me assustei quando vi o roxo intenso mesclado com tons de rosa e um pouco de vermelho, cores vibrantes e belas que deixava a face de meu companheiro ainda mais encantadora e fascinante.

Tae– Tens cores diferentes em teus olhos, Lua. – quebrou o silêncio.

S/n– Creio que sim pois os teus também estão assim. – timidamente, Taehyung levou sua mão em meu rosto para iniciar uma carícia cheia de sentimentos.

Tae– Entende o porquê das cores mescladas, não é? – assenti.

S/n– O roxo significa magia e mistério, o rosa é algo como romantismo e ingenuidade e o vermelho significa paixão e excitação. – conclui.

Tae– É simples, como ninguém nunca pensou nisso? – ditou parecendo perdido em pensamentos. – Nós acabamos de descobrir uma das maiores dúvidas dos bruxos.

Concordei animada, é claro que algo simples como o estudo das cores não iria ser pensado, foram anos de estudos para vários bruxos, anos pedindo para a mãe natureza a explicação para a mudança de cor, e no final, era apenas o significado das cores que contava e nós conseguimos descobrir com apenas um selar de lábios e nossas mentes trabalhando juntas.

Olhei em volta, a procura de Destiny que havia fugido no momento de meu beijo com Taehyung no entanto meus olhos não conseguiram capturar o felino em lugar algum. Levantei sendo acompanhada por Tae e segui em direção a floresta no intuito de encontrar meu gato, caminhei até o riacho e o encontrei bebendo um pouco de água de uma maneira que exalava calmaria.

S/n– Porque está aqui?

“Não me sinto confortável vendo jovens dando amassos em minha frente.”

Essa foi sua fala, apenas essas palavras ditadas de uma maneira plácida que me fizeram ficar totalmente envergonhada e com as bochechas rubras em um vermelho intenso. Taehyung também pareceu desconfortável com o comentário mas resolveu não pronunciar uma única palavra. Respirei fundo em um misto de raiva, vergonha e vontade de matar Destiny mas me controlei e dei as costas na intenção de voltar para casa e esperar Taetae me seguir, eu precisava que ele confessasse sobre o ritual antes de seguir o dia e me permitir ser cortejada pelo mesmo. Entrando na grande casa que eu chamava de lar, andei até minha bolsa e peguei os tecidos que sobraram de meus vestidos, cortei uma grande tira e amarrei em meus cabelos sentindo a brisa bater em minha nuca e meu corpo se arrepiar inconscientemente.

            POV.TAEHYUNG

S/n tinha os lábios mais doces e saborosos que eu já tive a oportunidade de provar, não tive a felicidade de aprofundar nosso ósculo mas com certeza eu perderia o controle se tivesse a oportunidade de faze-lo, foi inesperado eu tenho que admitir e é claro que eu achei que a iniciativa iria partir de mim, no entanto foi uma experiência maravilhosamente excitante. Quando nos separamos foi impossível não notar seus olhos mesclados em tons diferentes e lindos, minha Lua estava ainda mais bela do que o normal e eu me obriguei a arrancar os pensamentos impuros que rondavam minha cabeça, por causa de S/n.

Neste momento eu encarava Destiny com as mãos em minha cintura e um olhar repreendedor por não medir suas palavras.

“Não me olha assim, ela é mais esperta do que você imagina”

Tae– Como pode ter tanta certeza? - arqueei a sobrancelha.

“Convivo com ela a mais de três vidas e você apenas duas...Pode ter certeza que eu sei o que falo, Tae.”

Deixei o felino de lado e caminhei de encontro com minha Lua, observei ela com meu corpo encostado na porta improvisada e os braços cruzados em frente do corpo. Seus cabelos completamente presos com uma faixa negra de tecido lhe davam um ar mais sedutor e maduro, como bruxas normalmente são e estranhamente eu parecia lembrar dessa cena de algum lugar, algo parecido com um dejávu muito nostálgico me preencheu a mente eu sai rapidamente dali. Caminhei sem rumo por alguns minutos e quando percebi estar longe o suficiente de minha companheira sentei no chão e relaxei fechando os olhos, precisava me conectar com a mãe natureza, precisava de respostas para esse sentimento estranho.

Mãe– Porque voce ainda não contou para ela, Kim Taehyung? – foi a primeira coisa que eu ouvi, ela não me deu nenhuma chance de fala.

Tae– Medo? – falei.

Mãe– Não seja assim meu filho, uma hora ela vai descobrir e tentar te matar. – ditou serenamente, tremi um pouco, sabia que minha Lua era impulsiva e realmente tentaria e matar.

Tae– Ela já deve ter descoberto e talvez esteja planejando minha morte nesse exato momento. – sussurrei quase inaudível.

Mãe– O que faz aqui em vez de estar contando a ela sobre o ritual de ligação?

Tae– Tenho uma pergunta.

Mãe– São apenas lembranças de outras vidas, criança. – respondeu mesmo antes de ouvir a pergunta. – Agora vá!

Levantei do chão totalmente decidido em contar a verdade para Lua, o ritual foi para o nosso próprio bem já que eu tinha ciência de que nossos poderes só aumentavam ao passar dos incontáveis e longos dias. A encontrei de pé ao lado da cama com seus braços cruzados e um lindo bico nos lábios, meu desejo de caminhar até ela e beijar seus doces lábios foi quase impossível de controlar no entanto eu apenas suspirei e comecei a fazer o discurso que eu tinha planejado em minha cabeça, no caminho para cá.

Tae– Lua, eu gostaria de contar algo.

S/n– Eu já sei, senti que algo estava errado e ontem a noite fiz um pequeno feitiço para descobir o que estava acontecendo. – a olhei surpreso.

Tae– Por isso eu tive sonhos impróprios, você estava revivendo o momento do ritual! – nada foi dito, apenas um assentir de cabeça foi o suficiente para ter a minha confirmação.

S/n– Você não iria me contar se a mãe natureza não mandasse, não é? – murmurou me olhando.

Tae– Como voc-

S/n– Eu sei de quase tudo Tae mas eu ainda tinha esperança de que voce contaria. – seus olhos vagaram para os cantos da casa, ela parecia decepcionada e isso me quebrou por dentro.

A sua face decepcionada me fiz agir em um completo impulso, quando eu consegui raciocinar normalmente, meu corpo já estava colado no seu e minhas mãos seguravam seu rosto a fazendo olhar diretamente para mim. Seu olhar se encontrava assustado e agora eu realmente não sabia como agir, o primeiro passo já estava feito mas e o segundo? Seria melhor me ajoelhar aos seus pés e implorar seu perdão ou apenas colar nossos lábios e tentar esquecer de todos os problemas juntos?

Tae– Eu ia te contar, meu amor. Eu só estava receoso com a sua reação. – confessei. – Meu maior medo era que você me achasse egoísta por não pedir sua opinião sobre o ritual.

S/n– Eu nunca acharia isso, tenho ciência que nossos poderes só aumentam a cada dia agora que nos encontramos. – sussurrou suavemente. – Eu só gostaria de ter sido informada já que eu também faço parte disso.

Tae– Me perdoe, meu amor. – pedi. – Eu juro que sempre contarei meus planos para você, Lua. – falei por fim.

Minhas mãos ainda estavam em seu rosto, observando um ao outro tão fortemente que provavelmente seria possível ver nossas almas, o arroxeado de sua íris foi mudando até ter novamente o rosa e vermelho mesclados. Sua boca me pareceu ainda mais chamativa do que o normal e eu sabia que era por conta da nossa ligação de companheiros, nossas almas não poderiam e nem conseguiriam ficar brigadas por um longo período de tempo, elas se abateriam e apodreceriam de uma forma totalmente feia aos olhos, tudo por culpa da saudade e a necessidade que ambas sentem uma pela outra. Ligações de almas eram mais complexas do que aparentavam e isso se aplicava para todas as raças de seres sobrenaturais existentes .

S/n– Promete, Tae? – falou depois de um tempo no silêncio.

Tae– Sim, Lua. – beijei sua testa em um selar casto, aproveitando para acariciar seu rosto.

Me distanciei apenas o suficiente para sorrir em sua direção e rodear meu braço em seu corpo. Ficamos naquela posição por algum tempo, tempo o suficiente para sentir seu delicioso perfume entrar em meu olfato e me causar uma euforia muito grande, foi como um vício, um vício delicioso que eu estava disposto a continuar e me entregar. Seu perfume era delicioso, seu sorriso era alucinante, sua pele macia era encantadora e sua personalidade era forte e confiante. Meu interior era completamente apaixonado por ela e meu exterior também, agora era só esperar ela me corresponder completamente também.

Tae– Eu quero tanto que você se apaixone por mim. – sussurrei calmo. – Não vejo a hora para nos casarmos.

S/n– O casamento pode demorar um pouco, Taehyung. – seu sorriso me pareceu um pouco envergonhado. – Mas como você imagina nosso casamento?

Minha mente viajou para bem longe, para as fantasias que minha mente criava, onde S/n era minha esposa e nossos filhos eram pequenos e lindos, beleza essa, puxada da mãe.

No nosso casamento, flores estavam espalhadas por todo o lado, o dia estava se pondo e a iluminação vinha dos bruxos que usavam sua própria magia, S/n então entrou com seu lindo e bufante vestido, completamente negro com detalhes brilhantes. Em sua mão, apenas duas flores estavam presentes, suas cores vermelhas vibrantes davam uma certa beleza e contrastavam com as flores brancas espalhadas para todos os lados, Destiny estava ao seu lado, em cerimônias de casamento bruxo, normalmente quem entra com a noiva é o par animal dela.

Meu nervosismo era quase palpável, minhas mãos suavam e meus batiam no chão freneticamente, casar com S/n é uma coisa que minha mente projetou por tempos, pensando nas maneiras, os enfeites, os trajes e sua reação. E agora estava se realizando, estou me casando com o amor de minha vida, minha companheira, aquela por qual eu morreria e mataria. Seus passos plácidos me deixavam com uma tremenda vontade correr até ela e eu mesmo a buscar para enfim nós casarmos e começarmos uma nova vida junto, sem sequestro, sem mortes e sem tristeza.

Tae– Você está tão bela, minha Lua. – sussurei quando ela chegou perto o suficiente, entrelacei nossas mãos e nos ajoelhamos um de frente com o outro.

Colamos nossas testas e fechamos os olhos, era normal a mãe natureza realizar casamentos mas devido as circunstâncias, o segundo encarregado era uma pessoa maldita, sem brincadeiras.

Jin– Olha só o que temos aqui. – pronunciou lúcifer. Suas piadas me deixavam estressado, ainda mais depois do que ele fez. – Pelo jeito estamos aqui hoje para realizar um belíssimo casamento, que trará muitas crianças e paz na terra. – sua expressão se contorceu. – Paz... que nojo não?

Tae– Eu só quero me casar, Jin. – suspirei frustrado, apesar dos pesares, ele ainda era meu amigo. S/n riu levemente com os olhos completamente fechados, esperando Jin começar a cerimônia.

Jin– Cale-se criança, estou fazendo meu trabalho. – ele estalou o pescoço. – Jade está grávida e me esperando, vamos fazer isso logo.

S/n– Tae? – minha Lua me chamava. – Está aéreo, não devia ter feito essa pergunta?

Tae– É claro que devia, meu amor. – abracei seus ombros, cheirando seus cabelos e inalando o seu maravilhoso cheiro. – Só estava pensando em algo.

S/n– Algo ruim?

Tae– Não minha Lua, não é nada. – sussurei ainda com o rosto enterrado em seus fios sedosos. 


Notas Finais


Eu estou arrumando alguns sinais de pontuação e etc... então pode ter algo confuso ou errado.
Obrigada por lerem 🌈💜🌈
Deixe seu comentário, pode ser qualquer coisa 😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...