1. Spirit Fanfics >
  2. Witches Stuff >
  3. Uma noite especial

História Witches Stuff - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bem ai vem mais um capitulo.
Beijinhos beijinhos byeee

Capítulo 2 - Uma noite especial


Ashley: Sabe…


Ashley: Preciso te contar um segredo.


Conversava com sua amiga enquanto voltavam para casa.

Naquela noite Olive iria passar a noite na casa da Ashley, tipo como uma noite das garotas.

Iriam farrear bastante

Comer besteiras e virar a noite assistindo filmes de diversos gêneros.


Ashley: Na verdade sou uma bruxa e meu super poder é a probabilidade.


Olive: Ah! Fala sério Ashy eu já entendi que a ideia foi péssima, não precisa disso tudo sua chata.


Ashley: A ideia não foi ruim, eu até gostei


Ashley: Só estava querendo zoar com a sua cara, mas achei a ideia muito boa, deveríamos aderir a história.


Ashley: mas seria muito firme ter esse poder, igual a Wanessa Moreno.


Olive: Ela é tipo minha heroína favorita.


Ashley: A minha também.


Ashley: Vem cá, me ajuda a subir nesse muro aqui.


Mesmo estando um pouco confusa foi ajudar a amiga.


Ashley: Agora você vai me dar uma pedra e me dizer um alvo.


Olive: Sério?


Ashley: É


Ashley: Quero lhe mostrar minhas habilidades sobrenaturais.


E assim foi, estava convencida que aquilo não daria certo e que no final a pedra acertaria um carro do vizinho e elas teriam que sair correndo para não ser pegas.


Olive: Toma! Quero que você acerte a maçã ali!


Ashley: Aquela no raminho pelado?


Olive: Não! Aquela tá muito fácil, eu estou falando daquela no galho mais alto, a única que já está vermelha pronta para ser colhida.


E então ela jogou a pedra.

Ela acertou a maçã.


Ashley: Viu…?


Ashley já estava pronta para se exibir para sua amiga, mas logo foi interrompida por um alarme de carro.

Elas trocaram olhares assustados.

Olive saiu correndo, e logo atrás Ashley, que tinha perdido tempo para descer do muro, porém conseguiu alcançar sua amiga.


Cansadas, pararam de correr e trocaram olhares.

Olhares de cúmplice, para depois… rirem? 

Realmente, duas crianças delinquentes.


Ashley & Olive: ASHAHSHHJAHSHHAHSUSJKKAS


Olive: O que foi que acabou de acontecer?


Ashley: Eu te falei, na verdade meu pai me encontrou abandonada na rua, ele só não me disse para poupar sofrimento.


Olive: Acho que não, viu? Vocês são muito parecidos para ser apenas coincidência.


Ashley: E como você explica meu super poder da probabilidade?


Olive: Sorte.


Ashley: Não é sorte, é habilidade, me dá outra pedra que te provo.


Olive: Não! Não tenho fôlego para mais uma corrida repentina assim.


💠 💠 💠


Ashley: Paaaai cheguei.


Mas, nada.


Ashley: Pai?


Ashley: Que estranho, ele ainda não chegou do trabalho.


Ashley: Sabe o que isso significa?


Ashley: Nós! Vamos! Preparar! Nossa! Própria! Comida!


Olive: Ótimo, vamos preparar a nossa comida


Olive: me fala aí rainha da probabilidade.


Ashley: É bruxa.


Olive: Tanto faz.


Olive: Qual a possibilidade de ele trazer dois milkshakes grandes com tudo que a de direito, como forma de um pedido de desculpa pelo seu atraso?


Ashley: Talvez ele traga, talvez não.


Ashley: É tipo, as possibilidades são de 50, 50.


Olive: Você é uma farsante.


Ashley: Não! Você que é.


Falou mostrando a língua para a amiga.


Era estranho, já estava tarde e nada do pai.

E na espera do homem, elas adormeceram lá mesmo no sofá.

Ashley acordou de madrugada, o seu relógio marcava 3:13 da manhã.

Sem nenhum sinal de seu pai.

Estranho.

O mais estranho foi ela ter acordado com o incômodo na vista, parecia que tudo estava muito claro, apesar da sala está um breu.

E mesmo acordada aquela sensação continuava.

Entrou no quarto do pai.

Vazio.

Se sentiu insegura.

Ao virar se deparou com um espectro coberto a olhando.


Ashley: AAAAAAAAAAAH


Olive: Bu!


Ashley: Sério?


Ashley: Não tipo, sério mesmo?


Ashley: Você não tem noção?


Olive: Oshi, calma ashy, foi só um sustinho! Prometo não fazer mais.


Ashley: É bom mesmo.


Olive: Nada do seu pai?


Ashley: Nenhum sinal de vida.


Olive: Quer ligar para ele?


Ashley: Quero, tem um telefone no escritório dele.


Olive: Ele tem um escritório?


Ashley: É


Ashley: Papai é um poeta, ele escreve poesia.


Ao chegar no escritório as meninas se dividiram, enquanto Olive fica mexendo nas coisas, Ashley tentava algum contato com o pai.


Olive: Ele sempre faz isso?


Ashley: É raro isso acontecer, mas ele sempre me ligava para saber como eu estava.


Olive: Estranhoo


Ashley: Estranhoo


Já de saco cheio desligou o telefone com certa brutalidade, assustando Olive.


Olive: Que foi?


Ashley: O telefone fica estranho, como se nem chamasse.


Olive: O telefone é velho, vai ver que é isso.


Ashley: É deve ser.


Olive: Ash? O que é isso?


Olive segura uma garrafa vermelha que parecia ser de vinho, porém sem nenhum rótulo.


Ashley: Não sei, mas temos que ir.


Olive: Como assim você não sabe?


Ashley: Não sei, é algum tipo de bebida? Sei lá.


Ashley: Não acha melhor a gente ir agora?


Olive: Para que essa pressa toda?


Ashley: Papai não me deixa ficar aqui.


Ashley: Ele diz que não se mistura trabalho com criança.


Olive: Mas ele também disse que agora você é uma mocinha e aliás… ele não está aqui.


Olive: Ashy, qual a probalidade disso dar errado?


Enquanto falava fazia um sorriso malicioso e destampava a garrafa para cheira-la.


Ashley: Pare! Pode ser veneno!


Olive: Okay, por que um poeta guardaria uma garrafa de veneno em seu escritório?


Ashley: Faz sentido.


Logo Olive faz uma careta depois de cheirar o conteúdo.


Olive: É licor.


Ashley: Que?


Olive: Licor, sinto lhe dizer, mas seu pai é um bebum igual a minha mãe.


Ashley: Não fala assim do meu pai!


BAAAAAAAAAAAAMMMMMMMMMMM!!!


Ashley & Olive: AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHH!


Um livro havia caído ali.


Notas Finais


E por hoje é só pessoal, cansei.
Lavem as mãos.
Beijinho beijinho byeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...