História With Love - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Lisa Marie Presley, Michael Jackson
Personagens Lisa Marie Presley, Michael Jackson
Tags Lisa Marie Presley, Michael Jackson
Visualizações 88
Palavras 1.271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, pessoal! Finalmente voltei e espero de coração que vocês gostem. Antes de mais nada quero notificar que sei que a história real deles não foi assim tão rápida... Pelo menos não da forma que chegamos aqui rs. Mas acabou saindo dessa forma que nem eu mesma havia planejado. Queria ter tido tempo de pesquisar mais, de ter mais dados reais... Porém saibam que o que está aqui é o máximo que minha criatividade pode conceder. Espero que gostem.

Boa Leitura!

Capítulo 11 - Best Of Joy


Fanfic / Fanfiction With Love - Capítulo 11 - Best Of Joy

Lisa estava vestindo um sobretudo preto e saltos vermelhos quando saiu do carro que eu havia mandado buscá-la. Mesmo com o cabelo preso em um rabo de cavalo que deveria ter sido feito rapidamente e sem nenhum resquício de maquiagem no rosto, Lisa estava linda. Mas, afinal, quando ela não estava?

- Olá! - disse, segurando sua mão enquanto a ajudava a sair do carro.

- Olá! - ela sussurrou timidamente.

- Estou muito feliz que você esteja aqui. Acho que precisamos conversar sobre algumas coisas - disse, ainda segurando sua mão enquanto entrávamos na casa.

Lisa não disse nada, apenas assentiu com a cabeça.

Fiz sinal para que ela se sentasse no sofá da sala de estar. Queria que ela estivesse confortável ali. Principalmente levando em consideração o que eu pretendia conversar com ela.

- Aceita uma taça de vinho? - Perguntei, mostrando a garrafa de château de la rivière que eu segurava.

- Sim, por favor - ela murmurou, nervosamente, esfregando as mãos nas coxas.

Rapidamente peguei duas taças de vinha e voltei para me sentar ao seu lado no sofá. Ao me sentar ao seu lado, acidentalmente esbarrei na coxa dela, porém ela não se moveu nenhum centímetro - muito menos eu. Coloquei a garrafa em cima da mesa de centro, junto com as duas taças.

- Você está bem, Lisa? Parece nervosa.

- Deve ser porque estou - ela murmurou, pegando a garrafa e enchendo as taças. - Se importa? - ela perguntou, depois de já ter enchido as taças.

- Não - murmurei - Até por que se me importasse, isso não faria muita diferença agora, não é? - murmurei, sorrindo, fazendo um sinal abrangente para as taças completas em nossa frente.

- Desculpe - ela murmurou, sorrindo também, enquanto dava um gole no vinho.

- Não foi nada - dei um suspiro - Precisamos conversar.

- Com certeza precisamos - ela concordou, colocando sua taça na mesa de centro e voltando seu olhar para mim. Uma onda elétrica percorreu meu corpo quando ela fez isso.

Eu precisava falar logo. Aquilo estava me sufocando.

- Eu te amo, Lisa. Sei que isso pode parecer um pouco estranho, até porque começamos a nos falar a pouco tempo, mas eu acho que já te acho incrível desde a época em que você ia aos show dos Jacksons 5 com seu pai - eu sorri - Sim, eu sei que você é casada, mas esse sentimento não é algo com que eu possa controlar - Não mesmo! - Eu quero você desde o dia em que te vi pela primeira vez, assim, adulta, linda, madura. Eu amo você, Lisa. Amo de um jeito que nunca amei ninguém na vida. Eu te desejo, Lisa, como nunca desejei nenhuma mulher antes... Quero você agora. Nossa, Lisa... você me deixa maluco só por existir! Mas eu sei que não temos nenhuma chance... Você é casada e eu... - Antes que eu pudesse continuar, senti os lábios de Lisa nos meus.

Sua mão estava em minha nuca, puxando-me para ela, sua língua passeando em minha boca. Ela era tão... deliciosa! Seu gosto era o melhor que eu já havia sentido na vida. Inconsciente, minhas mãos a puxaram mais forte contra o meu peito, e foram descendo, pela cintura, pelo quadril, até chegar a coxa, onde apartei com força.

- Me leve para o seu quarto, Michael - ela sussurrou, sem fôlego, ainda em meus lábios.

- Você tem certeza? - perguntei, ofegante. Não queria que ela se sentisse forçada a fazer nada ou que fizesse algo no impulso do momento.

- Eu quero você, Michael. Preciso de você. - ela murmurou, e então voltou a me beijar apaixonadamente.

Sem pensar muito, Puxei suas coxas e as enrosquei eu meu quadril, me levantando e, enquanto fazia um caminho de beijos pelo seu pescoço, a levava para a minha suíte.

Ao entrar, fechei a porta com o pé e me sentei na beirada da cama, deixando ela sentada em meu colo, os lábios ainda presos nos meus.

- Espere, Lisa - murmurei, afastando os lábios dos dela, mesmo contra vontade.

- O que houve?

- Preciso contar algo para você antes de... fazermos isso. - Disse, nervosamente.

Lisa franziu o cenho:

- O que houve, Michael?

Engoli em seco. Será que eu deveria contar aquilo para ela mesmo ou simplesmente deixaria rolar?

- Michael? - ela murmurou, pegando meu rosto entre as mãos e fazendo com que eu a encarasse. - Seja o que for, você pode me contar.

Mordi o lábio, nervoso.

- Michael, eu estou começando a ficar com medo. O que...

- Eu sou virgem, Lisa - murmurei, sem encará-la. - Eu nunca... Nunca fiz sexo antes... - murmurei, envergonhado.Como não tive nenhuma resposta de Lisa, levantei meu olhar para encará-la. Sua expressão não entregava nada. Eu não fazia a mínima ideia do que ela estava pensando... e isso estava me matando.

- Lisa?

- Você... nunca mesmo?- Ela perguntou, não parecendo acreditar.

- Sim... por que parece tão difícil de acreditar?

- Por que você é Michael Jackson? - ela murmurou, como se fosse óbvio - Devem haver mulheres se estapeando para ficar com você... 

- Mas nenhuma com quem eu tivesse interesse  - murmurei rapidamente e era verdade. Eu queria uma mulher que se interessasse pelo que eu era... como pessoal, por Michael Joseph Jackson e não pelo SuperStar Michael Jackson.

Se ajeitando no meu colo, se aproximando, Lisa envolveu os braços em redor do meu pescoço e eu fiz o mesmo, só que em sua cintura:

- Então eu sou a primeira? - ela murmurou, parecendo levemente emocionada.

- Sim... Se tudo der certo, vai ser a primeira em vários aspectos - eu murmurei, sorrindo.

Lisa voltou a me beijar, só que dessa vez de forma mais delicada.

- Lisa, eu sou virgem... mas não de porcelana - murmurei, rindo.

Lisa riu também.

- Me desculpe... É que eu nunca... você sabe.

- Fez sexo com um virgem? - murmurei, reprimindo um riso.

- Isso... Mas quero fazer... Como eu devo agir? - ela murmurou, mordendo o lábio.

- Normalmente. Me leve com você... Hoje você será a minha professora, baby.

Lisa voltou a me beijar, desse vez com mais paixão. Suas mãos deslizaram por meu peito, desabotoando minha camisa. Agradeci por ter me lembrado de cobrir com maquiagem as marcas de vitiligo antes dela chegar. Ela não precisava sentir nojo de mim... Principalmente naquele momento.

Envolvi meus braços com mais força em volta da sua cintura e a puxei para ainda mais perto. Porém ela se levantou rapidamente e ficou em pé na minha frente.

- O que foi? - perguntei, sem entender.

Foi então que ela começou a tirar a roupa. Eu não estava esperando por aquilo... Ao tirar o sobretudo, Lisa mostrou que usava uma camisola vermelha que... Uau... a deixava maravilhosa. Ainda me encarando, ela desceu as alças da camisola, fazendo a cair no chão, ao seus pés.Lisa então estava apenas de calcinha e sem sutiã. Seus seios eram tão... 

Antes que eu pudesse encontrar a palavra mais perfeita para descrever aquela mulher seminua na minha frente, ela voltou a se sentar no meu colo e a me beijar fervorosamente. 

- Vou fazer com que você nunca mais se esqueça do dia de hoje - ela murmurou, mordendo meu lábio.

- Acredite... você já fez isso - murmurei, sem que ela esperasse, puxando ela e jogando na cama, pousando em cima dela.

- Eu te amo, Lisa - murmurei, olhando-a nos olhos.

- Eu também, Michael - ela sussurrou, puxando meus lábios para os dela... 

 


Notas Finais


Então foi isso! Espero que tenham gostado... Estava pensando em fazer uma versão mais hot, com todos os detalhes dessa noite deles, na visão da Lisa. O que acham? Deixem a opinião de vocês no comentários para eu saber o que vocês acham. Beijos e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...