História With Love - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Tags Abo, Alpha&omega, Changkyun Omega, Couple, Jooheon Alpha, Jookyun, Mbb, Monsta X, Romance, Skate
Visualizações 233
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Eight


Fanfic / Fanfiction With Love - Capítulo 9 - Eight

 

'Changkyunnie! Me desculpe por ter te deixado sozinho ontem na festa, eu tive que resolver umas coisas. Mas fiquei sabendo que você saiu de lá com o Jooheon, depois me conta tudo ok?  Ah, essa semana eu vou estar meio ocupado, então não vou estar muito presente sabe...  
Annyeong!  

Dizia a mensagem que Minhyuk havia mandado para Changkyun logo pela manhã. "Umas coisas"? Provavelmente o loiro tinha entrado no cio, e só pela mensagem ele não aparentava estar descontente ou insatisfeito com isso.  

Chang soltou um suspiro, deixando o celular sobre a cama e descendo até a cozinha, onde Hoseok e Hyungwon já estavam há alguns minutos tomando o café da manhã.  

- Annyeonghaseyo* - Falou com a voz rouca e sonolenta.  

- Cedo assim, Changkyun? - Hyungwon usou um tom levemente irônico.  

- Que horas são?  

- Quase onze da manhã. - Dessa vez foi Hoseok quem se pronunciou. O mais novo ali arregalou um pouco os olhos, mas já?!  

- Droga... - Murmurou – Eu não deveria ficar enchendo tanto minha cabeça na hora de dormir. - Continuou baixinho para si mesmo. Hyungwon pregou os olhos em si, sua expressão era um pouco desconfiada, mas não disse nada. - Aliás, por que estão tomando café a essa hora? Não eram vocês os que sempre acordavam cedo?  

- Nunca acordei cedo por opção. Wonnie sempre me faz acordar na mesma hora que ele e eu não posso fazer nada. - Hoseok explicou-se.  

- Não é preciso acordar cedo em um sábado. - O ômega mais velho também se justificou. 

- Hm. Vocês vão fazer alguma coisa hoje?  

- Por enquanto nada planejado. Por quê?  

- Não tenho nada pra fazer. Alguma atividade diferente seria bom. - Soltou a frase de maneira natural.  

- Você querendo fazer alguma coisa diferente? - Hoseok tinha o cenho franzido. - Chang, você tá bem? Não te deram nada de estranho ontem naquela festa?  

- Qual o problema, Hyung? Eu só quero me distrair um pouco, ué.  

- Se distrair de quê? - Perguntou em tom desconfiado. Changkyun engoliu em seco, pensando em algo convincente para dizer ao mais velho o que de fato o distraía.  

- Do tédio. Ficar muito tempo sem fazer nada é muito chato, você não acha? - "Alguém me dá um prêmio de melhor atuação"  

- Tem certeza que não aconteceu nada enquanto você estava na festa? Tipo, tá meio estranho isso. - O alfa fitou o irmão. - Eu vivo com você sua vida inteira e essa é a primeira vez  que você fica interessado em fazer alguma coisa ao invés de simplesmente ficar a toa. Tô preocupado.  

- Hyung! Pare de falar essas calúnias da minha pessoa! - Fingiu indignação e os outros dois riam do mais novo ali. - Quer saber? Eu vou voltar para a minha caminha que eu anho bem mais do que ficar vendo dois Hyungs rindo da minha cara. - Saiu da cozinha, também não conseguindo conter a própria risada.  

 

Alguns momentos mais tarde, Changkyun já estava cansado demais de ficar apenas fuçando em suas redes sociais e sem planos para passar o tempo. Estava cogitando na ideia de ir até a cozinha fazer alguma besteira para comer, mas suas intenções foram por água a baixo quando ele ouviu um rosnado alto vindo do andar de baixo. Ficou quieto esperando alguma movimentação na sala, até que pode ouvir passos pelo corredor e alguns arfares.  

- Changkyun, acho melhor você sair de casa. - A voz de Hoseok soou um tanto grave atrás da porta. O moreno suspirou alto.  

- Está bem. - Disse e enquanto pegava um casaco para se proteger do vendo que batia um pouco forte do lado de fora, pode ouvir um pouco da movimentação no quarto de seus hyungs. Não demorou muito e já estava saindo pelo grande portão, olhando para os dois lados da rua, pensando em quem recorreria para lhe salvar daquela situação. Meus hyungs estão fazendo coisas impuras dentro de casa, Minhyuk também deve estar fazendo o mesmo e então só sobra... Jooheon.  

- Jooheon...?  

- Changkyun? É você?  

-  É, sou eu. Que eu saiba você já tinha meu número antes.  

- Ah sim. Só fiquei um pouco surpreso. Enfim, a que devo a honra de receber uma chamada de Im Changkyun?  

- Bom, é que... Estão acontecendo algumas coisas na minha casa e eu não posso ficar lá. Tô precisando de companhia. Está ocupado?  

- Não. Pra falar a verdade, eu estou quase perto da sua casa.  

- Sério?  

- Combinei com uns amigos de praticar um pouco na pista hoje. Vai ser na MBB, então espera um pouco que eu já passo ai e te pego.  

- Tá bom.  

- Você pode ir pra pista com a gente se quiser. Se não a gente saí pra qualquer lugar.  

- Pra mim tanto faz.  

- Ok. Já estou chegando ai.  

- Certo... Tchau. - Disse por fim, finalizando a chamada.  

Changkyun então se afundou em meio aos seus pensamentos, no seu próprio mundinho, distraído demais para perceber quando Jooheon chegou e se pôs ao seu lado, observando-o.  

- Tá tudo bem? - Pronunciou-se o maior, assustando Chang, esse que soltou um gritinho agudo pelo susto.  

- Você quer me matar do coração?! Aish, te chamei aqui pra me fazer companhia, não para me fazer ter vontade de te ver o mais longe possível de mim.  

- Ok, já percebi que você não gosta muito quando eu acabo te assustando sem querer simplesmente por estar do seu lado. Ainda mais quando foi você mesmo quem me chamou. - Brincou e o mais baixo revirou os olhos. - Enfim, onde quer ir Kyunnie?  

- Não me chame assim, a gente não tem essa intimidade ok?  

- Mas poderíamos ter, não acha? Depois de ontem então... - Falou com um sorrisinho no rosto, que logo mudou para um biquinho quando o menor fez uma careta e lhe deu as costas.  

- Vou para a pista com você, minha vontade de andar hoje é zero. - Disse já começando a caminhar na frente.  

- Changkyun, pra onde você tá indo?  

- Pra pista, ué. - Virou-se encarando Jooheon.  

- A pista fica pra lá. - Apontou para a direção contrária que o ômega estava indo.  

- Aish! Eu ainda não me acostumei, ok?! - Bufou, com as bochechas vermelhinhas e passou novamente por Jooheon, indo na frente.  


Notas Finais


só digo que o próximo cap vai ser louco, altas tretas na mbb viu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...