História Without You.... - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Lila Rossi (Volpina), Luka Couffaine, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabrina, Tikki
Tags Adrien, Adrinette, Alya, Alyno, Amor, Carapace, Chatnoir, Chloe, Emma, Família, Filhos, Guilherme, Hawk Moth, Heróis, Hugo, Kwamis Humanos, Ladybug, Lilá, Luka, Marinette, Mia, Miraculous, Mistério, Nino, Paris, Plagg, Plakki, Renna Rouge, Romance, Suspense, Tikki, Tragedia, Universo Alternativo
Visualizações 25
Palavras 2.623
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas, sim mais uma fic pq n podia deixar de postar essa ideia que eu tive, eu realmente espero que vocês gostem pq estou envolvendo filhos de personagens aqui
⚠️Atenção⚠️
Aqui há personagens originais e não admito que vocês os usem sem me consultar, caso haja Plágio eu não medirei esforços e denunciarem na hora.
Mia é uma personagem que adotarei como filha de Tikki e Plagg, em todas as histórias que eles tiverem filhos ela estará lá.
Guilherme é a mesma ladainha, ele é filho de Alya e Nino portanto eu o adotei como filho deles e sempre será ele.
Os filhos de Mari e Adrien eu nem preciso dizer que são Emma e Hugo certo? Eles são Gêmeos!
Sem mais enrolações eu espero que gostem...
Boa leitura ❤️

Capítulo 1 - "Capítulo 1: Prólogo"


Autora narrando

O vento batia sobre seus cabelos, só tinham uma escolha, era aquilo ou nada, sabiam que era perigoso, sabiam que a chance era grande, sabiam que era necessário…

-Nino… - Chorou. - Diz pro Gui que eu amo ele!

-Alya eu não vou deixar você fazer isso, nenhum de nós vamos! - Acompanhou a esposa tentando achar alguma outra solução para o problema dos seis, estavam em prantos, apenas por pensarem na possibilidade do que poderia acontecer...

-Meninos… - Os chamou tendo a atenção dos mesmos. - Não temos outra escolha…!

-Mari para! Não, não é possível que não tenha outra saída!

-Nós precisamos! Prometemos a essas pessoas! - Estressou-se com a postura dos maridos. - Não podemos abandoná-las dessa forma!

-Mas e a Mia? E a Emma e o Hugo? E o Gui? - Falou sentindo as lágrimas descerem pelo rosto.

Olhou nos olhos da baixinha que suspirou descendo o olhar para o chão, ele sabia bem que a mesma estava decidida a fazer o que fosse para acabar com as ameaças que Hawk Moth fazia a cidade de Paris.

-Plagg eu…- Falou segurando nas mãos do homem.

-Tikki para com isso! Eu não vou te perder! Não! A Mia precisa da mãe dela eu… não dou conta sozinho! - Derramou mais lágrimas apenas vendo a garota olhar em seus olhos.

-Dá conta sim!

-O que? - Falou sentindo a esposa selar seus lábios em um beijo, no qual o mesmo demorou a retribuir por se sentir confuso.

-Me perdoa… diz para ela que eu a amo. - Falou e saiu correndo junto às amigas para a luta…

Flashback off

Piscou os olhos algumas vezes os sentindo arder anunciando as lágrimas prestes a descerem pelo seu rosto…

Suspirou se levantando da cama e maneando a cabeça para os lados afastando as lembranças dolorosas do seu passado com a falecida esposa.

O moreno se direcionou ao seu banheiro, fez suas higienes matinais e logo estava vestido com seu clássico terno preto, relógio de pulso, sapatos sociais e cabelos arrumados com gel.

Saiu do quarto após olhar o horário e esperou a filha na porta do apartamento de luxo para se despedirem antes da mesma ir para a escola.

Cruzou os braços esperando a mesma aparecer com o mordomo e impacientemente batia os pés na espera da morena.

-Arg.. Jarbas me deixe em paz! - Grunhiu aparecendo na frente do pai junto ao mordomo que tentava colocar os últimos materiais na bolsa da menina.

-Senhorita Prescott eu preciso colocar seu livro de literatura na sua mochila! - Brigou com a mesma abrindo sua bolsa e dando graças aos céus por finalmente colocar o material na mochila da garota.

Plagg que apenas observava a cena arqueou uma sobrancelha para a filha com os braços cruzados em sinal de reprovação.

-Mia quantas vezes eu já não te falei que não te quero desobedecendo Jarbas assim?

-Tanto faz! Me deixe ir logo pai! - Deu de ombros tentando abrir a porta da frente para ir embora, porém seu pai a barrou.

-Nada disso… hoje você vai de carro!

-Não mesmo! Eu vou com meus amigos!

-Millena eu não estou pedindo! Me obedeça! - Aumentou seu tom de voz apenas ouvindo a garota murmurar resmungos enquanto saía do apartamento.

-Jarbas, acompanhe ela e o motorista por favor e garanta que ela não sairá da escola! Tive a notícia de que ela está matando algumas aulas depois que voltou das férias! Depois você está dispensado!

-Sim senhor Scott! - Disse apenas saindo do apartamento também.

Logo o moreno ficou sozinho no enorme edifício como de costume e se direcionou ao seu escritório para trabalhar.

Mia que se sentia com raiva caminhava pelos corredores do enorme prédio de uma lado para o outro murmurando, apenas esperando o elevador chegar e levá-la para o térreo…

-Mia faça isso, Mia faça aquilo, Mia me obedeça, Mia não gosto disso… estou cansada dele falando essas coisas e nunca me dar atenção! - Resmungou logo tendo o mordomo ao seu lado que rio pela reação da pequena.

-Você deveria tentar entender o seu pai Mia, ele só quer o seu bem!

-Eu sei Jarbas, mas eu não sou mais criança! Tenho quatorze anos! Posso muito bem me virar, além disso, porque ele tem esse domínio sobre minha vida? Para me controlar ele quer estar presente, mas para fazer uma tarefa simples que é perguntar como foi meu dia ele não está lá! - Estressou-se cruzando os braços e batendo os pés no chão.

-Ele faz o que pode, sabe disso!

-Eu só queria que esse "poder" dele fosse melhor do que apenas me escoltar vinte e quatro horas por dia… - Falou apenas vendo o elevador se abrir, assim ela e o mordomo entraram no mesmo, apertaram o botão do térreo e assim eles desceram até o mesmo.

Saíram andando para a garagem, lá estava seu motorista que os levariam até a escola da mesma.

-Senhorita Prescott… - Falou abrindo a porta do carro para a mesma que revirou os olhos com a ação.

-Jarbas eu tenho mãos, posso muito bem abrir a porta do carro sozinha! - Brigou entrando no automóvel enquanto ouvia as risadas do homem que fechou a porta e entrou pelo o outro lado do carro sentando ao lado da morena.

Mia cruzou os braços e encostou a cabeça na parede do carro apenas vendo o motorista dar partida e sair em direção do colégio Françoise Dupont.

-Não fique assim Mia… porque nós não conversamos? Já tem um tempo desde que você voltou das férias! - Falou e a menina o olhou tentando resistir sua proposta, mas não conseguiu.

-Ah tá bom vai!

-Me conte, como foi no acampamento?

-Foi demais,  ele era enorme, cheio de flores… - Se animou começando a contar a história de suas férias para o homem que sorriu pela reação da pequena.

E assim que os dois tomavam seu caminho para o colégio enquanto contavam um ao outro como foram suas férias, enquanto isso lá estavam Emma e seu irmão se arrumando para ir a escola sendo que já estavam atrasados e de repente só puderam ouvir a campainha ser tocada.

-Vamos Emma você demora de mais!

-Não enche o saco Hugo! Eu estou indo o mais rápido que posso ok? - Grunhiu apenas terminando de colocar os tênis.

-Terminou princesa? - Zombou e a loira apenas deu língua em retribuição.

-Vamos antes que eu me estresse com você! - Saiu do quarto sendo acompanhada pelo irmão e desceram as escadas da enorme mansão logo dando de cara com o pai.

-Estavam brigando? - Perguntou sério e os filhos apenas tomaram postura olhando para o mais velho.

-Não!

-Acho bom vocês pararem com isso, esse é o último aviso!

-A culpa é do Hugo que não para de me irritar!

-Você que é chata!

-Chega! Eu não perguntei quem é o culpado! Quando um não quer dois não brigam! Agora vão, já estão atrasados e se continuar assim eu irei os proibir de ir a pé!

-Tá bom, desculpa pai! - A loira murmurou e Adrien suspirou dando passagem para os filhos saindo de perto da porta direto para o seu escritório, assim um dos criados abriu a porta de entrada.

Logo os gêmeos só puderam ver o amigo os esperando para irem caminhando juntos.

-Oi Gui, cadê a Mia? - Hugo perguntou saindo da moradia junto a irmã e os três começaram a caminhar em direção do colégio.

-Eu não sei, a gente não se encontrou no caminho como de costume, achei que estaria aqui com vocês!

-Não… vai ver hoje o pai dela a fez ir de carro!

-É… vai ver que sim! - Murmurou e assim os três continuaram seu caminho conversando entre si.

Não demorou muito para que chegassem no colégio e dessem de cara com a morena encostada na parede da entrada mexendo no celular enquanto mascava um chiclete.

-Mia! - Chamou-a.

-Oi gente! - Falou desanimada ao ter seus amigos em sua frente.

-O que foi rainha das trevas? Seu dia já não começou tão bem assim?

-Em primeiro lugar, já disse que não gosto que me dê apelidinhos Hugo! E em segundo lugar, sim, meu dia começou horrível!

-Ai amiga não fica assim, é só a segunda semana que estamos tendo aulas depois que as férias acabaram, ainda estamos no período de brilhar…

-Aff Emma você é tão… - Gui começou falando e sendo acompanhado por Hugo logo em seguida.

-Chata, irritante, metida, alegre, baixinha, colorida, debochada, o que mais?

-Você e o Guilherme que são dois postes! - A morena retrucou defendendo a amiga.

-A culpa não é nossa que vocês esqueceram de crescer!

-Isso é muito injusto, nós somos gêmeos, eu sou a mais velha e você que é o mais alto? Não tem lógica!

-Você só é dois minutos mais velha que eu!

-Mas eu ainda nasci primeiro! - Se exibiu tacando o cabelo para o lado causando risadas nos amigos.

-Ok, vamos largar esse assunto e entrar na escola? Daqui a pouco temos que ir para a sala! - Guilherme falou sensato e todos concordaram entrando no enorme presídio que era aquela escola.

-Mia você vai matar aula de novo hoje? - Perguntou Hugo.

-Não… meu pai descobriu e pediu para Jarbas ficar me vigiando, sinceramente eu odeio quando ele toma conta da minha vida, como se ele se importasse!

-A gente sabe bem como você se sente amiga, até hoje é difícil entender como eles ficaram assim certo?

-Como certeza! - Gui se pronunciou parando de andar para amarrar os tênis.

Emma e Hugo pararam juntos ao amigo, mas Mia sem perceber continuou andando e quando teve a falta da presença dos amigos virou a cabeça para trás sem parar de andar os vendo atrás de si.

-Ei por que vocês parar…?

-MIA CUIDADO! - Emma gritou e quando a garota virou a cabeça para frente deu de cara com o pilar da escola caindo no chão.

-Aiiiii. - Grunhiu de dor sentindo uma mão no seu ombro, olhou para cima vendo um garoto, ele era alto da pele branca, cabelos castanhos e lisos e lindos olhos verdes, nunca tinha o visto na escola, parecia ser mais velho.

-Você está bem? - Estendeu sua mão para ela.

-Estou sim obrigada. - Aceitou se levantando com uma das mãos no nariz.

-Você é bem desastrada né?

-Quem é você para falar assim de mim?

-Ou calma eu só estava brincando! Qual seu nome?

-Meus amigos me chamam de Mia, mas para você é apenas Millena mesmo!

-Millena, bonito nome, eu sou Vinícius, meu quinto dia de aula aqui, é um prazer te conhecer!

-O prazer é meu Vinícius, de que série você é?

-Estou no nono e você?

-Oitavo!

-Estuda aqui a quanto tempo?

-Desde o primeiro!

-Tantos anos estudando aqui e ainda consegue dar de cara com o pilar? - Riu vendo a garota franzir o cenho de raiva, mas antes que pudesse retrucar seus amigos apareceram feito idiotas perguntando se ela estava bem.

-Mia sua maluca do reino sombrio você está bem? - Perguntou Emma.

-Estou sim o Vinícius me ajudou!

-Vinícius? - Hugo perguntou arqueando uma sobrancelha para o garoto.

-É um prazer conhecer vocês, vejo que Millena já está em boas mãos. - Olhou para ela que sorriu boba. - Bom eu vou indo rainha das trevas.

-Nos vemos novato! - O fez rir enquanto se distanciava em direção dos garotos de sua classe.

-Quem ele pensa que é para te chamar assim? Eu é que te chamo assim!

-Com ciúmes da Mia maninho?

-Claro que não, apenas não fui com a cara desse menino!

-Ele me ajuda e você não gosta dele? Você tem algum tipo de demência?

-Deixa ele Mia, ele só está com ciuminho porque o garoto novo te chamou da mesma forma que ele!

-Eu não estou com ciúmes, a Mia é uma A-M-I-G-A!

-É e mesmo que sentisse algo também ela apenas te vê como A-M-I-G-O! - Zombou fazendo todos rirem enquanto ouviam o sinal do começo das aulas bater e assim todos começaram a caminhar na direção da sala.

Entraram juntos aos colegas e todos se acomodaram nos lugares de sempre.

Após todos estarem devidamente organizados a professora começou a explicar conversar com seus alunos.

-Bom dia a todos. - Sorriu dócil.

-Bom dia professora Carla!

-Pessoal hoje nós teremos mais dois integrantes na nossa classe, eles são gêmeos…

-Finalmente eu não serei a única! - Gritou Emma ouvindo risos da classe.

-Bom irei chamá-los e espero que os recebam como se já fizessem parte da classe ok?

-Sim professora!

-Podem vir… - Chamou-os e dois adolescentes entraram, uma menina loira dos olhos azuis e um menino loiro dos olhos acizentados.

-São lindos… - Murmurou Emma para a amiga sentada ao seu lado.

-Bom pessoal esses são Charlotte e Benjamin Bourgeois…

-Eles são os filhos da Chloe Bourgeois? Netos do prefeito de Paris? - Gritou Alexandre do fundo da sala fazendo todos rirem, ambos pareciam tímidos e incomodados com a situação.

-Não Alexandre eles são filhos do Elvis Presley não está na cara? - Retrucou Mia causando mais risadas a todos.

-Chega pessoal, sim Alexandre eles são filhos da Chloe, mas me pediram para dizer que não querem ser tratados com diferença nem nada do tipo ok? Bom sejam bem vindos, gostariam de dizer algo? - Perguntou e ambos negaram com a cabeça. - Há uma mesa vazia para vocês dois atrás das meninas, podem se sentar ali, Emma e Mia eu peço que os ajudem no que for necessário!

-Pode deixar professora! - Falou alegremente com um sorriso gentil no rosto vendo os gêmeos se aproximarem e se sentarem na mesa atrás delas.

-Bom agora que já fizemos as apresentações, quem fez a minha lição de casa? - Perguntou vendo vários alunos levantarem as mãos, assim o dia de aula começou para todos.

Enquanto isso na casa de Guilherme lá estava seu pai Nino no telefone discutindo com os amigos.

-Eu juro que estou tentando, mas complica com eles quatro juntos!

~Será que não seria melhor separarmos eles?~

~Eu acho que não Plagg, capaz dos quatro ficarem pior! ~

-Também acho, mas porque chegou a pensar nisso?

~Esses dias me ligaram da escola para avisar que Mia estava matando aula e sério quando fui na escola para ver não pensei que seriam tantas faltas~

~Ela está de rebeldia não se preocupe é a fase~

~Eu sei, a mãe dela também fazia isso! E comigo...~

-Você está achando que ela está matando aula para namorar?

~Não sei, mas é uma possibilidade, por mais parecida ela seja comigo a personalidade é idêntica a da….~

~A gente sabe Plagg, mas você e ela tinham dezessete anos e não quatorze, eles ainda não estão nessa fase cheia de hormônios sexuais~

~Ainda bem que não, se já não estou dando conta nessa fase imagina quando ela chegar me pedindo para sair para balada~

-Essa fase não está muito longe…

~Pior que não mesmo e eu sinceramente tenho medo de Emma e Hugo nessa fase...~ 

~Tudo seria tão mais fácil com elas...~

-Sem dúvida nenhuma… mas já foi, em algum momento vamos ter que superar! Já tem mais de treze anos…

~Nino já falamos sobre isso, eu não tenho como esquecer a Mari ela… é a única pessoa com quem eu realmente queria passar minha vida~

~Sem contar que não achamos seus corpos e… nem o de Hawk Moth~

-Vocês não acham que já deixamos isso nos afetar de mais? Nossos filhos…?

~Não fizemos nada de errado Nino~

-Não estou falando isso apenas… que devemos melhorar…

~Nino… já deu né?~

~Olha eu vou ter que desligar, tem um cliente me ligando e eu tenho que atender, depois discutimos sobre isso~

~Também já vou, vou resolver alguns problemas da empresa~

-Ok eu também tenho que responder um e-mail dos sócios da gravadora.

Desligou seu telefone e suspirou tomando a cabeça para trás, logo o moreno se recompôs e voltou a trabalhar.

De fato achava que precisava superar, mas não tinha como negar que entendia os amigos, era quase impossível com os fatos rondeando-os o tempo todo...


Notas Finais


Eeeeeeh chegaram até aqui e eu espero que tenham goxtaduu 😙💕😙💕😙💕
*Sorry por erros ortográficos 😁
Comentários super bem vindooooos pq eles me ajudam MUITO 😅
Beijooooos até o próximo capítulo 😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...