1. Spirit Fanfics >
  2. Wolf black >
  3. 2-caterine

História Wolf black - Capítulo 2


Escrita por: kimeliane

Capítulo 2 - 2-caterine


P.O.V caterine

- Depois da revolta em meu castelo, os rebeldes fazem uma festa em volta de mim, em uma cidadezinha porca e suja como eles,eles brincam com a coroa de meu pai em suas cabeças enquanto sorriem.

--Vocês não vão se safar--Digo entre dentes, mesmo amarrads eu não sentirei medo deles, meus pulsus doem com a corda amarrada forte,meus pés tocam o chão gélido me fazendo sentir muito frio.

--Aqui você não diz nada"princesa"--Ela diz princesa com ironia equanto se curva,oque meus pais fizerem que lhe fizerem o odiar tanto, pelo menos nem todos eles participaram da revolta.

--Quando jungkook ficar sabendo vocês estarão...--Antes de terminar todos riem alto.

--Seu irmão deve estar morto a essa altura, um rei fraco,ouvi que fugiu no campo de batalha--Um homem diz com um copo de cerveja na mão,todos riem juntos a ele,eu começo a chorar, afinal,não havia passado por isso jamais na minha vida.

--A princesinha pode ser útil a nós--Um deles diz pegando uma mexa de meu cabelo,eu tento o fazer soltar, uma mulher mais velha bate na mão dele e o faz soltar--

--Nunca toque em uma mulher jovem virgem,sua virtude é sagrada,estarão pecando contra a igreja se fizerem algo a ela--O homem se desculpa com a senhora, ela me olha e suspira, ela sai andando de volta para seu lugar.

--Coloquem ela a trabalhar no bar, e dormirem junto aos porcos--Todos riem concordando, só porque sou uma menina indefesa eles vão me humilhar até falar chega?eu não tenho meus pais, nem jungkook, meu reino foi tomado,oque posso fazer agora?apenas sofrer humilhação por migalhas.

5 ANOS DEPOIS.

- 5 Anos se passaram nesse lugar,eu tenho uma aparência acabada, hoje é meu aniversário de 20 anos, também está perto do aniversário de 25 anos de jungkook, a única coisa que sei é que estou longe do meu reino de waterfall,coloco os restos para os porcos que se encontram muito mais gordos do que eu,é isso oque tenho ganhado aqui,restos...

- Quando ia saindo do chiqueiro umas garotas me empurram na lama dos porcos, elas tampam restos na minha cara me fazendo segurar o choro.

--Está bom princesa?--Elas riem, algum dia eu vou acabar com vocês, eu só queria a minha paz e o amor dos meus pais e meus irmão de volta, mas sei que nunca terei nada disso, se estou aqui até hoje quer dizer que estão mortos...tenho trabalhado tanto durante 5 anos que nem tive tempo do meu luto.

- As garotas pegam nos meus cabelos me levantando e me levando até o poste de madeira, elas me amarram ali, todos se juntam a minha volta com preocupação nos olhos, o homen mais bruto daqui se levanta.

HM=Deveriamos a usar para atrair a besta.

- Ele grita e todos se entreolham enquanto cochicham, outro homen se levanta chamando toda atenção para si.

HM2=Devemos mata-la antes que a besta venha pra cá.

- Todos concordam com o segundo homem, eu entro em desespero, eu não quero morrer,mesmo que seja miseravélmente ,todos querem viver, Uma mulher se levanta.

M=Se a matarmos oque acha que a besta fará a nós quando descobrir?na verdade ele já sabe onde ela está.Se não, não estaríamos com tanto medo.

HM2=Então vamos a soltar na floresta.

HM1=Você acha que ela não tem boca pra contar?

- Todos ficam confusos inclusive eu, que besta é essa que todos falam, eles querem me dar de sacrificio a um monstro.

HM1=Vamos reunir o conselho,temos que resolver oque fazer com ela e a besta o mais rápido possível.

- Ali todos começam a ir pra suas casas me deixando amarrada ao poste,está tão quente o sol, mas eles não ligam, sempre fazem isso a mim, e eu nem mesmo posso dizer nada que fico dias sem comer, dias sem dormir.

(...)

P.O.V JUNGKOOK

- Ando ao meu cavalo negro adentrando a floresta sombria, ao invés de ter medo, é como se ela fosse meu lar agora,olho por todos os lados e tendo escutar quaisquer ruído,eu procuro thelena todo esse tempo.

-Você tem vindo bastante aqui meu rei--- Ela diz aparecendo em cima de uma árvore enquanto brinca com alguns espiritos da floresta, agora posso os ver claramente como ela.

--Eu estou esgotado sem saber onde anda minha irmã, eu não sinto seu cheiro em qualquer lugar, eu preciso de sua ajuda thelena, e se ela estiver morta?--Digo me aproximando a árvore que ela está, ela sorri sentindo meu coração desinqueto.

--Você é pecaminoso jungkook,prevejo o quanto você quer passar um de seus cio a sua irmã--Ela diz enquanto ri de meu desespero, eu a olho enfurecido,como ela pode dizer isso agora?

--Eu te ajudarei apenas mais uma vez,se o seu reino cair, a minha floresta também cairá--Ela diz fazendo  sinal pra mim olhar em volta, ela sorri tocando na árvore fazendo um espelho d'água, vejo caterine, amarrada enquanto está fraca, quem fez isso á minha caterine, com certeza irá pagar.

--Ao norte de waterfall entre as montanhas,se encontra sua caterine.- Thelena some junto ao espelho de agua,vejo seus espiritos da floresta sumir junto ao ela,subo no cavalo e grito obrigado antes de partir, cavalgo rápido a meu castelo, caterine voltará para meus braços hoje.

(...)

- Junto todos os meus soldados,que agora são muito mais do que meu pai tinha,eu fiz um exército enorme para meu reino sentir mais medo.

--A princesa caterine se encontra ao norte de waterfall entre as montanhas, aquele que conseguir a cabeça do homen que a raptou,terá uma grande recomopensa--Todos gritam animados, começo a cavalgar e escuto os passos e armaduras vindo atrás de mim, eu prefiro fazer minha perseguições a noite, me deixa mais forte a luz do luar,vejo a criada que criou caterine chorando no cavalo de empolgação em saber que ela está viva,posso sentir sua animação,essas pessoas apenas que ficarão ao meu lado, o resto, devorarei uma por uma...

- Continuo marchando quando sinto o cheiro de thelena,vejo ela sentada na traseira de meu cavalo.

--Oque quer thelena?--Digo a ela que sorri e suspira.

--Você sempre me acha.Bom...estão tentando celar a cidade com magia, melhor se apressar ou não a acharão--Paro as tropas e desço do meu cavalo,olho pro general enquanto jogo minha capa com medalhas de meu pai sobre o cavalo.

--Continue liderando as tropas,estou indo na frente--Assumo minha forma de lobo, vejo o general agora bem menor que eu, ele concorda e eu rosno pra therina que some aos poucos, ela deveria ter me avisado antes.

P.O.V CATERINE

- Continuo amarrada enquanto eles fazem mais uma festa, eles jogam as coisas em mim como se eu fosse uma aberração, um homem barbudo chega com seu cajado, com certeza um mago, ele me olha e arregala os olhos, ele logo cochicha algo nos ouvidos do grandalhão o fazendo concordar.

--Eu preiciso...de agua..--Digo morrendo de sede e com as últimas forças que tenho, eles apenas me ignoram colocam bebidas aos meus pés para mim apenas ficar olhando, a festa durou horas,até a lua estar bem no alto do céu.

- Todos se desesperam quando escutam um uivo alto bem perto daqui, esse uivo não é comum, ele é grave e mais alto do que qualquer outro uivo.

--Estamos cercados!--Um dos homens chegam gritando, eu apenas vejo as coisas de relance, estou a um triz pra desmaiar, é jogada agua no meu rosto quando estou quase apagando, o mago tira uma mexa do meu cabelo e começa a falar coisas jogando alguns ingredientes estranhos no chão.

AUTORA P.O.V

- Enquanto o mago corre contra e tempo e contra sua vontade de mecher com a princesa, o Rei está cada vez mais perto dele, quanto mais forte ele sente o cheiro doce de sua caterine,mas ele corre,o lobo encherga as luzes da pequena cidade de merda, ele sobe em uma pedra avistando por dentro dela,ele uiva alto para dar sinal a seus guardas que chegou,para eles se apressarem, ele rosna e pula no da magia do mago,ele até mesmo baba de raiva, todos correm de um lado ao outro gritando, são muitas pessoas para ele matar, ele morde todos em que passam em sua frente, seu dentes são capazes de destruir apenas com o toque, suas garras podem rasgar a pele de uma pessoa até seu outro lado, sua velocidade não é como a dos humanos.

Caterine P.O.V

-Acordo novamente escutando rosnados,assim que vejo a fera de 2 metros a minha frente, seus pelos negros e olhos vermelhos como  sangue eu tento me soltar de todas as formas, o medo toma conta do meu corpo e me faz chorar, tremer de medo,eu tento me soltar de todas as formas só machucando mais meu pulso,o general aparece a minha frente derrepente,ele corta as cordas e antes de eu cair ele me segura.

--General--Choro sem forças ao ver ele,finalmente vou sair daqui,finalmente vou voltar pro meu lar.

--Vamos princesa,não fique em meio a essa luta--Ele diz me ajudando e me levando até a fera, eu começa a lutar e gritar.

--Você quer que eu morra general!!--Grito chorando em desespero, quanto mais ele me aproxima a fera mais extasiada pelo medo eu fico, ela devora principalmente as cabeças das pessoas que passam a sua frente, com apenas uma patada ela joga pessoas a 500 metros de distância.

--Suba na fera--O general diz rápido se defendendo de ataques, flechas atravessam seu escudo para me proteger e uma pegam em seu braço o fazendo grunhir de dor, ele me impulsiona a subir na fera, sinto seus pelos e o calor de seu corpo é de uns 40 a 45 c°, eu fico praticamente parada na fera de 2 metros, quando os rebeldes são cercados eles soltam as armas e todos os 150 rebeldes são detidos em meio a um circulo de soldados,a fera caminha devagar e eu me segura em seus pelos para não cair.

M=Princesa!!

- Escuto a voz de matilda, tento procurar não com meus sentidos muito bons,ela vem correndo e as criadas atras segurando várias coisas, a fera se deita ao chão como um cachorro para matilda me alcançar, ela logo me da uma tigela de agúa.

- Eu bebo aquela agua tão desesperadamente, a fera rosna em resposto me fazendo assustar,matilda começa a limpar meu rosto enquanto chora.

M=Está tão magrinha e desidratada, olha como está fria.

- Ela diz segurando meu braço, ela me faz deitar sob a fera que é quente, eu me aconchego em seu pelos sentindo o calor penetrar meu corpo.

--Matem todos!--A última coisa que escuto do general, sento a fera correndo em direção oposta,apago naquele momento.

(...)

- Sinto a luz do dia bater sobre meus olhos, ainda sinto os pelos da fera abaixo de mim ainda,ela anda vagarosamente para não me acordar,vejo matilda ao meu lado no cavalo negro, tem os dourados do cavalo do rei, será que o general assumiu o posto do rei?.

- Me sento de pernas cruzadas em cima da fera,só agora percebi, como ela é realmente grande e negra.

--Princesa!!finalmente acordou--Ele diz animado virando seu cavalo para mim, meu estomago ronca fazendo o lobo olhar pra trás.

--Onde está meu irmão??--Pergunto animada, tudo oque eu queria era ver ele,tudo oque eu quero e ver seu rosto novamente.

--Ele está bem..--Antes de terminar o lobo lhe rosna de forma assascina, e o general passa a mão atrás da cabeça rindo de nervoso.

--Está te esperando no castelo, não pode vir lhe resgastar--Passo a mão em meio  orelha do lobo.

--Ah...não pode..--Digo desgostosa e suspira, o lobo rosna novamente e eu o olho.

--Porque é tão nervosinho?falamos "a" você responde "arrghhh"--Digo o imitando fazendo o lobo dá um grande suspiro.

M=Não o atente muito princesa, ele também está cansado, então só está nervoso.

- Ela diz me entregando maças e mais algumas frutas.

CT=Como conseguiram domar um bixo tão monstruoso?todos na vila o chamavam de "besta".

- Digo e a fera para de andar por um momento, mas logo segue caminho será que pode entender?

M=Não se preocupe, ele é bem mansinho.

CT=Eu ainda tenho medo dele.

- Digo me lembrando o geito que ele arrancava a cabeça as pessoas e as devorava com tanta facilidade.

(...)

- A besta se abaixa pra mim descer dela,eu fico em pé no portão do palacio,minha casa, está tão limpa e arrumada,parece até que voltamos nossos tempos antigos, eu vou andando devagar sem forças até as grandes portas do castelo,olho pra trás e a besta sumiu, ela deve ir embora depois de ajudar.

- As portas se abrem e vejo meu irmão...totalmente lindo em sua nova coroa, sua aparência agora de um homem maduro, eu olho meu irmão enquanto as lágimas correm por meu rosto sujo e pálido.

CT=Jungkook...

- Digo baixinho me aproximando dele, coloca as mãos entre meu rosto quando me aproxima dele, sinto seu braço me puxar em um forte abraço, meu irmão é quente, talvez porque muito tempo não sinto o colo de um familiar.

JK=Eu te esperei tanto caterine.

- Ele diz baixinho em meu ouvido,eu o aperto forte.

CT=Porque me deixou passar por tantas coisas?

- Pergunto chorando me lembrando da humilhação que passei durante 5 anos, eu só não tive minha virtude arrancada por causa daquela senhora, me mantive mais suja e mais nojenta possível para nenhum homen sentir atração por mim.

JK=Me perdoa,eu juro que te procurei em todo lugar,nunca pensei que nas montanhas, tão longe teria uma vila de rebeldes.

- Eu fraquejo em seus braços,ele me segura em seu colo quente e chama marilda que é acompanhada por outras servas,ele caminha devagar pelo corredores do castelo, até meu quarto,ele me coloca em minha cama, á tento tempo não sinto um colchão tão macio sob meu corpo.

JK=Arrume ela, e deixa ela digna de quem ela é.

- Matilda se curva concordando, não consigo escutar a última parte do que ele diz, estou tão fraca.

(...)

AUTORA P.O.V

- Depois de esfregar muito caterine na banheira e jogar as roupas que ela estava fora, matilda limpa as unhas da princesa e lhe faz uma maquiagem ,colocando as jóias dela e as novas que o rei colocará ali esperando sua volta,matilda olha oque o rei pediu antes de colocar sua vestimentas esuberantes e suspira aliviada.

- Matilda sai da porta do quarto de caterine vendo o rei desinqueto,ela o olha escorado na parede de frente pra porta.

JK=E então?como está?

M=Não se preocupe Rei,eu lhe garanto que sua virgindade ainda está intacta, nossa caterine ainda é uma garotinha.

- Naquele momento o Rei suspirou muito aliviado, ninguém tocará em sua caterine durante todos esses anos,matilda faz sinal que ele pode entrar no quarto, ele abre a porta e a vê deitada naquela cama, agora sim, mais linda do que qualquer outra mulher no reino, ele segura sua mão e pega em seus cachos dourados, não deixa de reparar seu vestido de ceda de dormir, como agora sua irmã cresceu.

JK=Eu vou sempre te proteger caterine.










Notas Finais


Vamos começar a colocar fogo nessa história em...❤❤ hahaha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...