História Wolf? Black sheep - (Imagine Kai) - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~thatsmyboy

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Seventeen
Personagens Baekhyun, Boo Seungkwan, Chanyeol, Chen, D.O, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jang Doyoon, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Junghan "Jeonghan", Jungkook, Kai, Kim Mingyu, Kris Wu, Lay, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Lu Han, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Seungcheol "S.Coups", Shin Dongjin, Soonyoung "Hoshi", Suga, Suho, Tao, V, Wen Junhui "JUN", Xiumin, Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing
Tags Abo, Badboy, Bts, Exo, Girl Alpha, Girl Power, Imagine Exo, Imagine Kai, Lobisomem, Lobo, Romance, Seventeen
Visualizações 697
Palavras 1.380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aqui é @HateEndLove
Oi rs to sumida né? ^^
aquele ditado né huhu
antes tarde do que nunca hehe
não me matem
quando o Enem passar eu vou voltar a passar pq eu n to conseguindo fazer mais nada com minha vida kkjkj
depois do enem parece que eu n vou ter mais compromissos esse ano
aéeeeeeeeeeee
vou poder postar keke

Capítulo 10 - Capítulo 10


Fanfic / Fanfiction Wolf? Black sheep - (Imagine Kai) - Capítulo 10 - Capítulo 10

Eu nem sequer me conheço

Pensei que seria feliz, por enquanto

Quando mais tento forçar isso, mais percebo que

Tenho que me livrar do controle

 

Tenho que deixar acontecer

Tenho que deixar acontecer

Tenho que deixar acontecer

Apenas deixar acontecer

 

É apenas uma faísca

Mas é suficiente para que eu continue indo

E quando estiver escuro lá fora, ninguém por perto

Isso continuará brilhando

 

Toda noite tento ao máximo sonhar

Que o amanhã tornará tudo melhor

E acordo com a fria realidade

De que nada mudou

 

Mas acontecerá

Tenho que deixar acontecer

Tenho que deixar acontecer

Tenho que deixar acontecer

 

É apenas uma faísca

Mas é suficiente para que eu continue

E quando estiver escuro lá fora

Ninguém por perto, continuará brilhando

É apenas uma faísca

Mas é suficiente para que eu continue indo

E quando estiver escuro lá fora

Ninguém por perto, continuará brilhando

 

E o sal nas minhas feridas

Não está queimando mais do que de costume

Não é que eu não sinta a dor

Apenas não estou mais com medo de me machucar

E o sangue nessas veias

Não está pulsando menos do que já esteve

E esta é a esperança que tenho

A única coisa que conheço está me mantendo viva, viva

~~Last Hope- Paramore

 

- Ouvi muito bem Kai, mas o que você está fazendo a abraçando?- Wonwoo tirou os braços de Kai e me puxou para perto de si – Você que a machucou assim.

- Esqueceu que você também machucou ela antes?- Jongin riu lateralmente sarcástico – Não venha me colocar como o Lycan mais violento aqui, eu só a feri tanto porque não estava com o controle do meu corpo, era meu lobo lá. Já você queria a matar de verdade quando ela chegou.

-Ai chega!- me desvencilhei dos dois nervosamente – Que se dane os dois e esse peso ridículo na consciência de quem me feriu pior.

- O que? - Wonwoo arqueou as sobrancelhas desentendido.

- Isso não importa mais, é sério, já superei. - suspiro fundo – Isso não é sequer um décimo do que já aconteceu comigo na vida. Bola para frente.

Saio de lá pisando forte indo para uma área qualquer daquele lugar imenso que parecesse isolado, eu precisava de respirar e de ter um pouco de paz. Eu simplesmente não podia acreditar que as duas pessoas que me machucaram aqui se sentem arrependidas com isso, parece que o plano de meus pais vai falhar. Ou talvez não, já que há tantos outros que me odeiam aqui dentro.

A manhã já estava terminando e eu passava a mão na grama que estava sob mim, e olhava o céu sobre mim como fizéssemos parte de um ciclo natural. Eu sobre algo e algo sobre mim, mas na natureza isso é tão lindo...não é hierarquia, não define que o que está embaixo é menos valoroso, tem menos importância. Já nos mundos humano, Lycan, Vampírico e etc. os outros de nossas espécies gostam de pisar nos outros, gostam de sempre estar por cima de todos, como se isso fosse fazê-los melhor que tudo.

- Oi. - Jeonghan se senta ao meu lado sorridente.

- Você… - aponto o dedo para ele brincando de estar nervosa e ele ri– Me deixou sozinha com o Wonwoo para que me matasse e me dedurou para o Kai.

- Eu sabia que nenhum deles iria te matar. - ele estica mais suas pernas inspirando mais o ar puro – Saiba que os piores são aqueles que não ameaçam logo de cara, os piores estão tramando algo frio e desonesto.

- Você sabe se alguém está tramando algo contra mim? - pergunto assustada.

- Não sei quem, mas com certeza alguém está. - ele passa a mão em meu ombro tentando me acalmar – Seja cuidadosa aqui dentro, eu não sei o que te faz ficar, mas parece que tem um motivo forte.

- Um motivo forte e péssimo. - suspiro sentindo sua mão deixar meu ombro.

- Kai e Wonwoo brigam assim às vezes mas são bons amigos, quero que saiba. - ele riu – É curiosa a relação deles, parecem irmãos de pais distantes.

- Eu sabia que tinham algum contato já que Kai deixou Wonwoo usar nosso banheiro. - eu e Jeonghan caímos na risada por essa fala estranha que eu deixei escapar sem querer.

- Você é engraçada, acho que posso me permitir fazer amizade com alguém da nobreza dessa vez. -ele sorriu.

- Sério?- sorrio empolgada e ele assente, não seguro o impulso que toma conta de mim e pulo no mesmo o abraçando.

- Já estou começando a me arrepender. - ele brincou rindo logo depois passando uma mão nos meus fios de cabelo os atrapalhando de uma maneira carinhosa.

Não que eu fique muito empolgada por tudo, mas ter um amigo no meio de várias pessoas que me odeiam chega a ser ao menos um alívio para a alma.

- Eu sei o que você deve estar pensando. - Jeonghan diz se levantando – Mas você também tem ao Hoseok aqui dentro, eu notei que ele gosta de você,e acredito que Kai e Wonwoo não vai deixar ninguém feri-lá.

- Como sabe disso?- pergunto franzindo a testa.

- Porque eu não sou tão idiota né. - ele riu saindo de perto de mim – Seja astuta.

Quando Jeonghan saiu de perto eu cheguei até mesmo a sentir um vazio, a presença do maior é muito contagiante, como se ele fosse um raio de sol nos lugares assim como Hoseok.

Me levanto batendo as mãos em minha roupa para tirar um pouco da grama seca e terra que grudou na mesma e sinto uma dor latente em meu braço. Para minha enorme infelicidade Wonwoo e Kai feriram o meu mesmo braço, a ferida anterior já não havia cicatrizado agora foi feita uma ainda pior por cima dificultando um pouco as coisas para mim.

Suspiro me sentindo cansada e um pouco bamba, talvez até um pouco febril. Respirei fundo e continuei andando vendo uma grande quantidade de Lycans indo para o refeitório me lembrando que em alguns minutos é horário de almoço, decido já entrar no local também. Recebo diversos olhares, mas já estou começando a ficar acostumada com isso.

Entro na fila que estava com poucas pessoas já que a maioria estava disperso em mesas do recinto conversando com seus amigos, já começo a sentir o cheiro forte de carne sendo preparado na cozinha e meu estômago quase revira com incômodo.

- Sai daqui. - escuto alguém dizer e em seguida uma mão rodear meu pulso.

-Que?- me viro para olhar quem era e me deparo com o garoto que deu a ideia de eu ser a primeira no treinamento, o tal Jungkook.

- Não me escutou? - ele riu – Sai daqui.

Decido não brigar e deixo ele pegar meu lugar na fila o fazendo rir com meu ato.

- Acho que você não entendeu. - vocifera partindo para cima de mim com alguns amigos o encorajando – É para você sair do refeitório, não quero ver sua cara ou sentir seu cheiro.

O mesmo aperta firme meu pulso me fazendo reclamar de dor, em seguida me joga no chão com força ainda com sua mão me apertando.

- Me solta. - peço sofregamente.

- Não. - ele ri sádico.

- Me solta antes que eu decida levantar e largar meu bom senso acabando com sua raça. - vocifero do chão, perdendo minha sanidade com a dor que eu estava.

- Quem pensa que é?- Jungkook aperta mais forte meu pulso o fazendo estalar e eu acabo soltando um grito.

Me sinto livre de Jeon Jungkook quando alguém chega com uma grande raiva socando rapidamente o rosto do mesmo, fazendo com que ele caísse no chão.

- Quem te deu permissão para tocá-la? - Kai pergunta com a voz mais grave, como se estivesse realmente com muito ódio do que estava com o nariz sangrando no chão.

- Mas você mesmo disse que faria da vida dela um inferno aqui … - Jungkook tenta se defender.

- Não me lembro de ter dado esse direito para outra pessoa. - Kai chega ameaçadoramente perto do outro que estava se levantando do chão e aperta a gola da blusa do mesmo quase tirando os pés dele do chão – Apenas eu posso.


Notas Finais


goxtaram?
espero que sim huhu *u*
amo ocês amores <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...