História Wolves X Vampires - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, F(x), TWICE
Personagens Amber Liu, Chaeyoung, Dahyun, D-Lite (Daesung), J-hope, Jihyo, Jimin, Jisoo, Mina, Nayeon, Rap Monster, Suga, Tzuyu
Tags Amber Liu, Bangtan Boys, Black Pink, Bts, Chaeyoung, Dahyun, J-hope, Jihyo, Jimin, Jisoo, Min Yoongi, Mina, Namjoon, Nayeon, Rap Monster, Suga, Twice, Tzuyu
Visualizações 10
Palavras 1.262
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


volteiiiiiiii
e sei q ngm ta esperando pq saporra só tem dois favs :') mas vms la, certeza q agora chego aos 50!

Capítulo 2 - Controle - Jimin


  Pode parecer fácil, mas não é.

  Bom, pelo menos para as pessoas que "vivem" conosco. Escravizadas, praticamente. Como se sua sentença de morte já tivesse sido dada. Mas na realidade, é bem isso. Sua sentença foi dada no momento em que eles vieram habitar o Ocidente junto dos lobos.

  Tenho muito medo das coisas que já posso ter feito inconscientemente.

  Você vê, os lobos podem controlar sua transformação e ficarem conscientes dela, exceto nas noites de lua cheia. Nos transformamos em verdadeiros animais famintos por vidas. Essas noites são o pior pesadelo para a população humana daqui, eu tenho certeza.

  Ninguém liga para a transformação, é como se estivesse dormindo. Apenas eu ligo. Meus irmãos, Yoongi e Jihyo não sabem desta parte, e não precisam saber. A guerra é incompreensível. E não vou mudar esse pensamento. Eles acham que foram criados para dominar todas as raças - até porque os lobos são muito mais fortes que os vampiros.

  Faltam algumas horas para a lua subir na posição, e eu não quero me transformar novamente. Primeiro que dói, segundo que eu não estou com fome.

  Fiquei olhando pela janela a lua subir lentamente enquanto jantava com meus irmãos.

  -Boo! - Jihyo atirou uma ervilha em mim - Acorda, Jimin! Para de dormir.

  Ignorei e peguei um pouco de suco.

  -Por que a cara fechada, maninho?

  O sorrisinho dela me acalmava.

  -Como sempre, você quer dizer, certo? - pergunta Yoongi.

  -Por nada - volto o olhar para meu prato.

  -Você sempre fica esquisito nesta época - ela começa a me interrogar, apontando o garfo para mim como se fosse uma mini-mamãe. Muito fofa, por sinal - O que tá pegando?

  Respiro fundo. Ninguém sabia que eu não gostava da transformação porque todos gostavam.

  Ninguém me entende e nem entenderia.

  -Hum, talvez eu tenha uma notícia boa pra você... - diz Yoongi, ao ver que eu não responderia.

  Ergo a sobrancelha. Não consigo imaginar o que seria uma notícia boa para mim...

  ...acordo de paz?? Os meus pais finalmente pararam com a criancice e assinaram um acordo? Ou eles sugeriram? Melhor ainda! Será que agora todos...

  -Sabe o boato que está rondando o continente inteiro?

  -Que boato?

  -O de que alguém daqui de dentro vai sair para o Oriente para se infiltrar nos humanos do outro lado do mundo - responde Jihyo, de boca cheia.

  -Engole primeiro - censura Yoongi - É, esse mesmo.

  -O que tem?

  -Eles decidiram quem vai pra lá buscar informações.

  -Interessante. - respondi, bebendo meu suco.

  -É, acontece que nós três vamos pra lá.

  Engasguei.

  Como assim? Do nada, eles queriam me mandar para o Oriente pra arranjar briga com outra raça? Nem a pau!

  -Jimin! Mas o q... - só então vejo que cuspi na linda blusa cinza de Jihyo - Ah, dane-se. Ia sujar de outra coisa esta noite mesmo.

  Um arrepio percorre meu corpo. Não queria imaginar a cena de minha irmã coberta de sangue, os olhos dourados iluminando a noite escura logo após o fim da transformação, um prazer irracional tomando-a.

  Não.

  Na verdade, eu nunca vi Jihyo se alimentando, e nem Yoongi. Nem eles viram eu. Isso sempre acontece num lugar isolado e silencioso. Até porque nunca matei ninguém sem estar transformado de madrugada. Não me lembro de nada.

  A imagem de Jihyo grudou na minha mente. Quando olhei novamente para minha irmã, delicada aparentemente, limpando os lábios com um guardanapo, não daria para reconhecer. Não seria a mesma pessoa.

  Todas as criaturas possuem seu lado animal. Eu também. Mas nunca vi e tenho medo do que os outros vêem. Esse lado selvagem torna a sua verdadeira personalidade irreconhecível. Jihyo parece uma princesa. Se eu a visse se alimentando, passaria a vê-la de uma maneira completamente diferente.

  Yoongi é bem imaginável, visto que seu aspecto sempre traz uma energia negativa e pesada. Ele com certeza iria continuar igual. Um sádico sem emoções. Igualzinho à Jihyo.

  Não sou ninguém para criticá-los, mas nunca vou aceitar isso.

  -Esperava outra reação de você - disse Yoongi.

  -Quê? Como assim?

  -Achei que ia ficar surpreso, animado, covarde - revirei os olhos - ou algo assim, mas ficou bastante sério...

  -Eu estava pensando... achei uma ideia boa... mas nós vamos lá puxar briga com os vampiros?

  -Não vamos puxar briga! - ele bateu com as mãos na mesa, parecendo irritado. Todos os que estavam em volta viraram as cabeças em nossas direções, como imãs.

  Yoongi voltou à sua compostura de sempre, sentando-se e ajeitando o colarinho da camisa.

  -Não vamos puxar briga - repetiu ele, mais calmo - Vamos conseguir informações.

  -Eles realizam coleta de sangue, Yoongi. Ficará nítido que nos infiltramos lá. - disse Jihyo.

  Hm, ela levantou um ponto interessante, até uma luz brilhar em minha mente.

  -E se levássemos um humano escondido conosco? - sugeri.

  Eles me fitam sem piscar.

  -Olha, até que é uma ideia boa...

  Nunca pensei que viveria para ver Yoongi falando isso e se referindo a mim.

  -Eu vou levar Tzuyu.

  Droga! Eu não planejava deixar Jungkook lá sozinho, à beira daqueles animais!

  Como se eu também não fosse um...

  A propósito, esqueci de mencionar algo importante. Todos os lobos possuem um humano, como se fosse seu. Para se alimentar, literalmente. E para não causarem maiores desastres com tantas pessoas nessas noites. Eu também tinha, mas eu simplesmente detestava isso. Eu me pergunto se já machuquei Jungkook. Ele sempre me diz que não, mas eu nunca sei em que acreditar.

  Como eu ia dizer a ele o que eu queria sem arriscar minha pele?

  -Posso levar Jungkook também?

  -Não - rebateu ele, logo de cara - Tzuyu com certeza é mais vulnerável, e não discutirá quando eu disser a ela para ir conosco.

  Isso. Porque mandar nela ia ajudar muito.

  Tzuyu era simplesmente a garota mais fofa do mundo. E eu sinto bastante pena dela pelo modo que Yoongi trata ela.

  -Acredito que eu possa convencê-lo a não contar para ninguém sobre nós.

  -O que quer dizer?

  -Quero dizer que Tzuyu pode chegar lá e dar com a língua nos dentes, estragando o plano.

  -Como você pode ter tanta certeza de que Jungkook não abrirá o bico.

  Sorri.

  -Vai ter que confiar em mim, irmão.

(...)

  -...quê?? Você ficou doido?

  Tive que segurar Jungkook para que ele não gritasse mais alto.

  -Cale a boca - sussurrei - Eu estou te dando uma chance de talvez sair daqui para sempre! Mas você terá que arriscar!

  Ele se desvencilhou de mim e começou a caminhar em círculos pelo espaço pequeno que acomodava apenas sua cama pelo quarto.

  -Eu não sei... - notei certo medo em seu olhar.

  -Já disse que não estou te obrigando. Você escolhe. E sabe muito bem que não vou te machucar. E nunca machuquei, segundo você mesmo, certo?

  Ele desviou o olhar.

  -Ah, não, não me diga que...?

  Ele mordeu os lábios, ainda sem olhar para mim.

  -Me mostra.

  -O quê?

  -Onde foi? Quando foi? Anda!

  Ele arregaçou a manga. Lá estava. Uma marca de dentes em seu pulso. Roxa.

  -Foi mês passado - disse ele.

  -Por que não me contou, seu idiota??

  -Porque não queria preocupá-lo.

  -Me preocupar, seu imbecil?? Quantas vezes eu já não lhe disse para me contar quando isso ocorresse.

  -Eu não planejava contar porque eu ia te ajudar hoje!

  -O q...?

  -Foda-se. Querendo ou não, hoje eu não vou fugir.

  -...

  Não discuti. De que adiantar?

  Olhei pela janela. Faltavam alguns minutos. No fundo, eu sabia que era aquilo que eu queria.

  Senti minha vista turva. Me ajoelhei, dolorido.

  E então, não lembro de mais nada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...